Dossiê Oscar: "Roma" e "Nasce Uma Estrela" abrem a corrida dourada como favoritos

A corrida para o Oscar 2019 começou e essas são as apostas do Cinematofagia em outubro

Outubro chegou, e com ele o início da corrida para o Oscar 2019! Os nomes mais sedentos por um careca dourado começam a estrear, a lista de selecionados para o prêmio de "Melhor Filme Estrangeiro" está fechada e as campanhas ligam seus motores. A partir de hoje até a premiação, o Cinematofagia vem mensalmente com análises sobre os favoritos para as principais categorias da noite.

Os dossiês são uma computação de recepção crítica, bilheteria e apostas dos maiores nomes do cinema ao redor do mundo. Claro, tudo pode mudar e os vencedores serem aqueles que quase ninguém apostava, porém as tendências tendem a se mostrarem corretas até o anúncio de "Melhor Filme".

E ainda há muita água para correr, com diversos prêmios da crítica e indústria para fortalecerem ou mudarem todos os favoritos - Globo de Ouro, BAFTA, Critics' Choice e tudo mais. Sem mais delongas, eis os favoritos ao Oscar 2019 em outubro.


MELHOR FILME

Disputa: Roma X Nasce Uma Estrela

A maior e mais disputada categoria do Cinema pode ter até 10 indicados, o que abre o leque de possibilidades. Porém a briga está entre "Roma", de Alfonso Cuarón, e "Nasce Uma Estrela", de Bradley Cooper.

"Nasce Uma Estela" é, de longe, a maior surpresa do ano: ninguém esperava toda a aclamação que vem recebendo desde a estreia no Festival de Veneza. O filme, já chamado de clássico, é a terceira refilmagem do original de 1937, e resume todo o esplendor de Hollywood, discutindo os altos e baixos do estrelato. Ainda carrega o peso de suas estrelas estarem em cadeiras de estreia: é o primeiro filme de Cooper como diretor e o primeiro papel protagonista de Lady Gaga.

Do outro lado temos "Roma". Cuarón já é duas vezes vencedor do Oscar e tem o filme mais bem avaliado de 2018 até agora. Selecionado pelo México para a vaga de "Melhor Filme Estrangeiro", a aclamação da obra encontra vários percalços que o distanciam do careca de "Melhor Filme": 1, é uma obra falada em língua não-inglesa; 2, filmado inteiramente em preto e branco; 3, com todos os atores desconhecidos; e 4, distribuído pela Netflix.

O combo já é mais que o suficiente para afastar os conservadores votantes da Academia, que ainda olham torto para a Netflix - "Lágrimas Sobre o Mississipi" conseguiu esse ano aparecer em quatro categorias, no entanto, em nenhuma das principais - além do fato que nunca um filme estrangeiro roubou a estatueta de algum falado em inglês - "Amor" e "Z" chegaram perto. Se há algum filme capaz de quebrar essa maldição, esse filme é "Roma".

Principais candidatos:
Roma (idem)
Nasce Uma Estrela (A Star Is Born)
A Favorita (The Favourite)
Infiltrado no Klan (BlackKklansman)
If Beale Street Could Talk (idem)
O Primeiro Homem (First Man)
Green Book (idem)
Pantera Negra (Black Panther)
Boy Erased (idem)
As Viúvas (Widows)

MELHOR DIREÇÃO

Disputa: Roma X A Favorita

Cuarón está com cara de que leva o segundo Oscar de "Melhor Direção" - levou o primeiro com "Gravidade". O que pode impedi-lo são os mesmos motivos que o distanciam de "Melhor Filme", mas em "Direção" o peso não é tão grande e o ovacionado trabalho do mexicano pode mais uma vez ser premiado.

Quem está na cola dele é Yorgos Lanthimos, diretor do tresloucado "A Favorita". Outro a estar na lista dos melhores do ano pela crítica internacional, Lanthimos já bateu na trave com "Dente Canino" e "O Lagosta", indicados aos prêmios de "Filme Estrangeiro" e "Roteiro Original". Outros que correm na cola são Barry Jenkins, diretor de "Moonlight"; Bradley e sua badalada estreia; e Spike Lee, que voltou com tudo em "Infiltrado na Klan". Fun fact: caso Cuarón vença, será a quinta vez que um latino leva a categoria nessa década - e apenas um norte-americano venceu: Damien Chazelle por "La La Land". Trump chora.

Principais candidatos:
Alfonso Cuarón - Roma
Yorgos Lanthimos - A Favorita
Barry Jenkins - If Beale Street Could Talk
Bradley Cooper - Nasce Uma Estrela
Spike Lee - Infiltrado na Klan

MELHOR ATRIZ

Disputa: Lady Gaga X Glenn Close

E "Melhor Atriz" mais uma vez traz a disputa elementar da categoria: uma atriz consolidada vs. uma novata. Os exemplos só dessa década: Jennifer Lawrence X Emmanuelle Riva, Julianne Moore X Rosamund Pike, Brie Larson X Charlotte Rampling, Emma Stone X Isabelle Huppert. 2019 caminha para o mesmo molde com Gleen Close X Lady Gaga. Close já era a favorita antes mesmo da corrida começar pelo papel em "The Wife", porém Gaga foi catapultada até o topo, conseguindo brigar pelo #1.

Close já foi indicada a vários Oscars, sem nunca ter um para chamar de seu. Muitos dizem que agora é a hora, contudo, o histórico não está ao seu favor: com exceção de Julianne More, todas as consolidadas perderam para as novatas. A premiação, que está cada vez mais desejando renovação, parece vir inclinada a premiar nomes novos e com maior apelo do público - e Lady Gaga é a pessoa ideal para isso. Ainda é cedo, mas hoje eu apostaria em Gaga - para o choque geral de todos que não esperavam muito de "Nasce Uma Estrela" (incluo-me aqui).

Principais candidatos:
Glenn Close - The Wife
Lady Gaga - Nasce Uma Estrela
Toni Collete - Hereditário
Viola Davis - As Viúvas
Olivia Colman - A Favorita

MELHOR ATOR

Disputa: Bradley Cooper X Lucas Hedges

Se Lady Gaga conseguiu ganhar o amor da crítica e despontar como uma das favoritas, Bradley Cooper não ficou atrás e é o atual favorito ao Oscar de "Melhor Ator" pelo seu papel de músico falido e alcoólatra. O ator já foi indicado QUATRO vezes, sem nunca ter vencido, e parece que a hora está chegando. E, assim como a categoria de "Atriz", temos aqui a briga entre um nome já largamente conhecido versus um mais fresco: Lucas Hedges. O garoto de apenas 21 anos é um dos melhores a surgirem através da nova safra, já concorrendo a "Melhor Ator Coadjuvante" por "Manchester À Beira Mar".

Todavia, ao contrário de "Melhor Atriz", a categoria masculina tende a premiar o consolidado - Gary Oldman bateu Timothée Chalamet, o favorito no início da temporada passada -, o que pende mais para o lado de Cooper o favoritismo. E, se Gaga levar, suas chances só aumentam, com o casal protagonista saindo premiado.

Principais candidatos:
Bradley Cooper - Nasce Uma Estrela
Lucas Hedges - Boy Erased
Willem Dafoe - At Eternity's Gate
Ryan Gosling - O Primeiro Homem
Viggo Mortensen - Green Book

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Disputa: Regina King X Nicole Kidman

O novo filme de Barry Jenkins estreou no Festival de Toronto e, claro, recebeu elogios sem fim. A unanimidade foi sobre Regina King, que já desponta como a favorita - o que é ótimo, visto que a atriz ainda seja tão subestimada. Ao seu lado surge Nicole Kidman pelo drama "Boy Erased". Kidman, que venceu o Oscar por "As Horas", está em fase de ressurgimento, sendo indicada na mesma categoria ano passado por "Lion". Mas o peso de Kidman já ter o dela, enquanto King não, pode mudar os rumos da noite. A verdade é que, tirando King, a categoria ainda está muito aberta.

Principais candidatos:
Regina King - If Beale Street Could Talk
Nicole Kidman - Boy Erased
Emma Stone - A Favorita
Margot Robbie - Mary Queen of Scots
Claire Foy - O Primeiro Homem

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Disputa: Mahershala Ali X Timothée Chalamet

Mahershala Ali pode, dois anos depois do seu primeiro Oscar - por "Moolight" -, levar mais um. "Green Book" venceu o prêmio do público no Festival de Toronto e já se acendeu a luz verde para que o longa esteja entre as principais categorias; os holofotes logo caíram em cima de Ali. Quem parece ser a maior ameaça é Timothée Chalament por "Beautiful Boy".

Tanto ele como Ali são co-protagonistas em seus filmes, colocados na categoria de "Coadjuvante" para aumentar as chances de vitória - macete já bastante usado pelos estúdios, só ver Alicia Vikander vencendo "Atriz Coadjuvante" por "A Garota Dinamarquesa" sendo que ela é protagonista. Como os festivais geralmente não possuem uma categoria para coadjuvantes, tanto essa categoria como a de "Atriz Coadjuvante" ainda estão abertas para diversas mudanças nos próximos meses.

Principais candidatos:
Mahershala Ali - Green Book
Timothée Chalamet - Beautiful Boy
Sam Elliott - Nasce Uma Estrela
Daniel Kaluuya - As Viúvas
Stephan James - If Beale Street Could Talk


MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Disputa: Infiltrado na Klan X If Beale Street Could Talk

Briga de gigantes. De um lado Spike Lee com "Infiltrado na Klan", que continua seu cinema contra o racismo e tem o Prêmio do Júri de Cannes na conta. Do outro, Barry Jenkins e "If Beale Street Could Talk". Jenkins já mostrou seu talento para adaptações cinematográficas ao ganhar o mesmo prêmio com "Moonlight". A expectativa em cima de "Beale Street" é grande, principalmente pelo nível de "Moonlight", então se o sucesso se repetir, Jenkins pode conseguir novamente. O roteiro de "Nasce Uma Estrela" está na cola - adaptação mais aclamada entre todas as feitas, Bradley Cooper deve ser indicado aqui também.

Principais candidatos:
Infiltrado na Klan
If Beale Street Could Talk
Nasce Uma Estrela
O Primeiro Homem
Boy Erased

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Disputa: Roma X A Favorita

A briga de "Melhor Direção" deve ser repetida em "Roteiro Original": "Roma" e "A Favorita" começam na frente. Os principais nomes a "Melhor Filme" acabarão entrando aqui - assim como no Oscar desse ano, que jogou "A Forma da Água", "Lady Bird", "Três Anúncios Para um Crime" e "Corra!" juntos -, então a briga vai ser definida no fim da temporada. O roteiro estrangeiro de "Roma" pode fazer com que "A Favorita" coloque a estatueta no bolso, porém será 2019 o ano que a Academia vai mudar o jogo?

Principais candidatos:
Roma
A Favorita
Vice
Green Book
No Coração da Escuridão 

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Disputa: Roma X Roma

"Melhor Filme Estrangeiro" é, de longe, minha categoria favorita de todo o Oscar, incluindo muitas vezes os melhores filmes da temporada. Em 2019 a disputa nem existe: "Roma" irá vencer. Filme mais aclamado do ano, vencedor do Leão de Ouro em Veneza e com chances em todas as principais vagas, Cuarón já pode preparar o discurso. Segundo ano seguido com o prêmio indo para um filme latino? Sim, por favor!

As outras quatro vagas ainda estão instáveis - a categoria teve as seleções encerradas há menos de uma semana -, mas os festivais são os principais indicadores para a lista final. "O Grande Circo Místico", representante do Brasil, não tem a menor chance - obrigado, Ministério da Cultura, por não escolher "Benzinho" ou "As Boas Maneiras", dois dos mais bem avaliados longas brasileiros de 2018 pela crítica internacional.

Principais candidatos:
Roma (México)
Garota (Bélgica)
Dogman (Itália)
Capernaum (Líbano)
Guerra Fria (Polônia)

Dossiê Oscar: "Roma" e "Nasce Uma Estrela" abrem a corrida dourada como favoritos Dossiê Oscar: "Roma" e "Nasce Uma Estrela" abrem a corrida dourada como favoritos Reviewed by Gustavo Hackaq on 10/08/2018 06:46:00 PM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.