ÚLTIMAS DO BLOG


Ontem, fomos pegos de surpresa com a surpreendente revelação de que teríamos uma eliminação dupla neste Top 7. E sua primeira vítima foi, infelizmente (porém esperada), Only the Young. Hoje, além de mais uma eliminação, que pelos bons deuses do X Factor será Stevi Ritchie, teremos ainda performances de Labrinth e do Take That. 

Neste domingo, 23 de novembro, a cantora Miley Cyrus entra para o clube dos 22, se identificando com a música da Taylor Swift ou provavelmente com aquela outra da Lily Allen, mas em vez de fazer mais um daqueles posts aonde comemoramos o aniversário da artista com um número de GIFs respectivos à sua idade, decidimos aproveitar a data para lamentarmos o fato de que o último disco de Cyrus, “Bangerz”, realmente não teve a atenção merecida e isso é algo muito triste para a cultura pop.
Tudo que é bom chega ao fim, mas neste post temos uma exceção. Depois de muito insistir na carreira musical e até conseguir com isso um bom dinheiro, seja por gostarem de sua paródia de artista ou pela maioria realmente ter mau gosto, o brasileiro Latino anunciou que deixará sua carreira de músico ou qualquer coisa próxima disso que descreva o que ele fez nos últimos anos.

A parte ruim é que isso ainda demorará um período para acontecer. Numa entrevista ao Ego, Latino revelou que, após completar vinte anos de carreira, deverá abandonar seus relevantes lançamentos, investindo em trabalhos pelos bastidores, assessorando novos artistas. Isso parece bem melhor que tê-lo cantando outras coisas, certo?

Atualmente, o cara já conta com 17 desses vinte anos concluídos, faltando então apenas três pra que acabe o nosso tormento.

Durante todo esse tempo, a personalidade da mídia lançou coisas como “Renata Ingrata” e “Festa no Apê”, mas de um tempo pra cá investiu de vez no sample de sucessos gringos, o que nos rendeu coisas como “Dança Kuduro” e até uma versão para “Gangnam Style”, do rapper coreano PSY, intitulada “Despedida de Solteiro”. A gente ama os títulos.

Esperamos que, pelos próximos três anos, Latino ainda tenha tempo de revelar muitas outras pérolas e, caso alguma gravadora se interesse, quem sabe não termina lançando um daqueles “greatest hits”? A música nacional precisa disso. Sabemos que precisa. Quando estivermos perto do fim de uma carreira tão ilustre quanto a dele, nos lembre de preparar uma matéria especial, com direito a lista de sucessos e tudo o que algo como isso tem direito.
A cantora de jazz Lady Gaga nunca escondeu a sua admiração pelo cantor e amigo Elton John, mas numa recente entrevista ao Irish Examiner, a hitmaker de “Anything Goes” contou que o dono de “Your Song” foi um dos principais responsáveis por sua superação no vício de drogas.
“Ele foi curto e grosso, me dizendo que eu estava indo longe demais. Ele me salvou”, contou a cantora.
Vira e mexe, Gaga toca no assunto sobre seus vícios e, desde a sua ascensão na mídia, essa relação já teve mais idas e vindas do que o namoro da Selena Gomez com o Justin Bieber, mas desta vez ela afirmou ter um maior controle sobre isso, estando totalmente sóbria quando está em palco.

Na entrevista, ela ainda relembrou o episódio em que foi dama de honra do casamento de uma velha amiga no ano passado e presenciou toda a cerimônia drogada, se mostrando arrependida porque sua amiga “merecia uma dama de honra sóbria”.

Não bancando os bons samaritanos, mas pensando no histórico de ícones que já perdemos pelo vício em drogas e/ou bebidas, esperamos que ela consiga se recuperar por completo o quanto antes, até porque também precisamos dela para um próximo disco propriamente pop e, quem sabe, a prometida sequência de “Telephone”.
Foi nesta quarta-feira (19) que, antes de todo o mundo, o Brasil pode conferir a estreia de “Jogos Vorazes: A Esperança (Parte 1)”, terceiro filme da saga baseada no livro de mesmo nome da escritora Suzanne Collins. No novo filme, acompanhamos o desenrolar do feito de Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence), que nos dois últimos se tornou uma inimiga direta da Capital e, consequentemente, símbolo de uma revolução barra levante contra o governo.