Essa performance de “Freedom” é o que acontece quando dois dos maiores artistas da nossa geração se unem

Tá difícil falar qualquer coisa depois dessa apresentação, mas a gente vai tentar. Beyoncé apareceu de surpresa ontem (26), no BET Awards, premiação americana de música negra, para cantar "Freedom", uma das melhores músicas do seu mais recente álbum, o maravilhoso e já icônico, "Lemonade" (leia nossa resenha aqui).

Com uma iluminação toda vermelha e o palco coberto de água, Queen B, seus dançarinos e dançarinas, vestidas com pinturas africanas, deram um show, entregando uma performance forte e de completa exaltação a cultura negra, que a ocasião e a própria música, mais do que apropriada para a premiação, mereciam.

E, quando a gente achava que não poderia ficar melhor, eis que o Kendrick Lamar também aparece de surpresa para cantar sua parte e causando um impacto ainda maior do que é a sua participação na versão em estúdio da faixa, enquanto Bey e seus dançarinos performam uma coreografia poderosa, que, mais uma vez, homenageia a cultura africana. Simplesmente sensacional! 

Respira fundo e aperta o play:



Foda demais ver a maneira como dois artistas TÃO talentosos quanto Beyoncé e Kendrick Lamar conseguem se entregar dessa forma tão honesta e empoderadora em cima do mesmo palco, né? E a satisfação no olhar dos dois, cientes da força do que estavam fazendo? Dizer que Beyoncé fez algo memorável chega a ser reduntante.

A gente sabe que ela acabou de lançar o clipe de “Sorry”, que deve ser o segundo single do “Lemonade”, mas, Bey, depois dessa performance, nós precisamos que “Freedom” também seja single.
Tecnologia do Blogger.