David LaChapelle lança clipe à la ‘Chandelier’ para ‘Take Me To Church’, do Hozier, e essa é a coisa mais linda que veremos nesta semana

O cantor irlandês Hozier conseguiu uma exposição e tanto com “Take Me To Church”, single extraído do EP “From Eden”, com uma letra que narra de forma indireta a maneira com que a igreja condena relacionamentos homoafetivos e, em seu clipe, retrata isso de uma forma tanto agressiva quanto eufemista, mas pode esquecer tudo o que você já viu sobre a canção até hoje, porque acabaram de zerar os seus efeitos com um novo clipe, lançado por um bailarino ucraniano no último fim de semana, quando Hozier concorria ao seu primeiro Grammy Awards e chegou a se apresentar ao lado da Annie Lennox dentro da mesma premiação.

Com direção do fotógrafo David LaChapelle e coreografia de Jade Hale-Christofi, o novo vídeo de “Take Me To Church” é todo minimalista e, ainda assim, nos ganha justamente por sua sutileza, sendo ainda mais intenso que o clipe original, por conta dos fortes e marcantes movimentos do bailarino Sergei Polunin que, ao fundo, não tem muita coisa além da iluminação externa de um casarão. Dá só uma olhada:


Que coisa linda, hein?

No ano passado, coreografias pareceram ditar uma nova tendência e foram o ponto forte de clipes como “Chandelier” da Sia, “Hideaway” da Kiesza e “Don’t” do Ed Sheeran. Nesse ano, tivemos mais uma dose com “Elastic Heart” da Sia e até mesmo “How Big How Blue How Beautiful” da Florence + the Machine. Aliás...


Brincadeira. Brincadeira. RS.

Mas agora falando sério, ótimo trabalho, LaChapelle, Jade e, claro, Polunin. Estamos ainda mais apaixonados pela canção e nem pensávamos que isso fosse possível.
Tecnologia do Blogger.