Katy Perry repete seu humor pastelão sem medo de passar vergonha no clipe de “Swish Swish”

“Swish Swish” é uma ótima música e, ao longo de toda a sua divulgação, foi ofuscada.

Tem que ter coragem, né gente?

Katy Perry finalmente lançou o clipe de “Swish Swish”, o terceiro single do álbum que chegou ao público com a premissa de ser uma era política e “pop com proposta”, “Witness”, e depois da sacada genial em colocar Gretchen no seu lyric video, a californiana falha em repetir o tom bem-humorado em seu videoclipe.

Se a brincadeira do lyric de “Swish Swish” foi sutil, dando espaço pra que a performance de Gretchen naturalmente fizesse seu trabalho, o videoclipe se esforça - e força - pra deixar claro que a Katy está muito interessada em te fazer rir.

Pra isso, ela tenta de tudo. Tem o menino engraçadinho de “Stranger Things”, a volta do dançarino esquisitão que se apresentou com ela no “SNL”, o Terry Crews, de “Todo Mundo Odeia o Chris”, e até uma pausa na música pra brincar com um meme.



Sua interpretação no humor funcionou bem em clipes como “Waking Up In Vegas”, “Hot N Cold”, “California Gurls” e “Last Friday Night”, mas aqui é desconfortável e bastante caricata. Isso pode dar a desculpa de que foi propositalmente ruim, mas também deixa a dúvida se não foi o caso dela ter perdido a mão mesmo.

Não se levar tão a sério é algo valioso e muito inteligente, principalmente quando seu público é tão familiarizado aos famigerados memes e, na internet, o humor é uma das coisas mais fáceis de serem disseminadas. Mas a linha entre nos fazer rir e se tornar uma piada é tênue. Katy a ultrapassou. Uma pena, já que “Swish Swish” é uma ótima música e, ao longo de toda a sua divulgação, foi ofuscada, seja pela história por trás de sua letra ou todos os esforços de Katy para nos lembrar sobre o quanto é engraçadona. What the fuck?


Pelo menos a parte da Nicki Minaj ficou muito foda.