“Eu teria feito uma música se tivessem me chamado”, disse Lana Del Rey sobre a trilha sonora do último “007”

Antes de confirmarem a participação de Sam Smith e sua “Writting’s On The Wall”, muito foi especulado sobre a trilha sonora de “Spectre”,  o filme novo da franquia “007”, e entre os nomes lembrados, tivemos alguns óbvios, como Ellie Goulding, e outros mais inusitados, como Miley Cyrus e Lana Del Rey. E essa última teria aceitado o convite sem pensar duas vezes.
Ainda promovendo seu novo álbum, “Honeymoon”, Lana Del Rey é a capa da nova edição da revista NME, que será lançada nessa sexta-feira (11) no Reino Unido, e uma das questões falaram sobre essa possibilidade dela colaborar com o filme de James Bond, parceria que só não aconteceu, porque Del Rey não foi procurada.

“Eu teria feito isso se tivessem me pedido, mas eu não fui convidada”, contou a cantora. “Eu amo todas as músicas que foram lançadas para Bond em todos esses anos e amo trilhas sonoras em geral. Há algumas canções nesse CD [Honeymoon] que tem uma vibe meio Bond, algo como ‘24’ e ‘Swan Song’”, completou.

E teria funcionado super bem, né?

Quando especulada na trilha sonora do filme, Lana Del Rey era uma boa aposta, uma vez que esperavam que a produção buscasse por outra voz feminina singular, como foi o caso de Adele e o sucesso “Skyfall”, mas terminaram optando pela versão masculina da cantora.


Nas telonas, Del Rey, que sempre trouxe diversas referências do cinema em sua música, já colaborou com canções como “Young and Beautiful” e “Once Upon A Dream” que, respectivamente, integraram as trilhas de “O Grande Gatsby” e “Malévola”.
Tecnologia do Blogger.