Eletrônicaney: Saiu a versão do Giorgio Moroder para ‘Tom’s Diner’, com a voz de Britney Spears!

Britney Spears tá voltando, gente! Depois de uma longa temporada de shows em Las Vegas, que ainda dura mais um bom tempo, a princesa do pop retorna aos palcos televisionados no dia 17 de maio, quando se apresenta ao lado da rapper australiana e expert em flows Iggy Azalea no Billboard Music Awards, e a música que performada pelas loiras será nada menos que “Pretty Girls”, seu single de retorno, ENTRETANTO, antes disso, a cantora norte-americana prepara o terreno para o seu retorno e em ótima companhia.

Promovendo seu novo álbum de inéditas, chamado “Déjà Vu”, o renomado produtor italiano Giorgio Moroder recrutou uma leva de artistas conhecidos e em ascensão para seus novos trabalhos e, entre nomes como Kylie Minogue, Sia, Kelis, Charli XCX, Foxes, Marlene e Mikky Ekko, temos Britney interpretando um cover de “Tom’s Diner”, da banda Suzanne Vegas, que, olha só, está entre nós.

Quando falou sobre essa parceria com Britney Spears, Giorgio Moroder pegou grade na The Promessas Tour, falando sobre o quão impressionado ficou com sua performance em estúdio e sobre o resultado ter sido uma surpresa bem positiva, só que o cara não mentiu e muito menos exagerou. “Tom’s Diner”, com a voz de Britney Spears, ficou muito boa MESMO! A proposta está mais eletrônica, com uma produção verdadeiramente impecável, não tem nada do acapella de sua versão original e, entre tantas camadas de vocais, até traz um quê bastante funcional pras rádios atuais, de forma que não tinha como dar errado, ainda que estivéssemos bem assustados desde a confirmação de qual seria a regravação da cantora. Quem precisa do will.i.am, né gente?

Ouça:


“Tu tu turu, tu tururú, tu tu turu, tu tururú”, eita que gruda, hein? E, pra quem não notou, é justamente um trecho que a banda Fall Out Boy sampleou da música original para o single “Centuries”, do CD “American Beauty/American Psycho”. Mashups são sempre bem vindos. Só é uma pena que, pelo o que contou Moroder sobre os “obscuros contratos” de Britney, a música nem poderá ser single ou ganhar um videoclipe, assim como aconteceu com a participação dela em “SMS”, da Miley Cyrus. :(
Tecnologia do Blogger.