Katy Perry: “Como eu poderia fazer uma música dançante enquanto o mundo pega fogo?”

A cantora também agradeceu Ed Sheeran por afastá-la do primeiro lugar das paradas.

Katy Perry lançou no começo dessa semana o clipe do seu novo single “Chained To The Rhythm”, e, assim como a canção, vem cheio de críticas sociais e ao governo de Donald Trump, nos Estados Unidos, mas se ainda esperavam vê-la falar mais sobre o assunto, esse momento aconteceu.

A californiana passou ontem (21) pela Capital FM, para conversar sobre seus novos trabalhos, e falou sobre o processo de composição da música nova, ao lado de Sia e do produtor Max Martin.

Isso aconteceu depois da eleição e eu estava um pouco deprimida. Definitivamente, eu não queria escrever uma música animada. Eu estava tipo, ‘Como nós podemos compor músicas dançantes enquanto o mundo está pegando fogo?’, e esse foi um bom exercício sobre como escrever uma música que parece realmente divertida no começo, mas que quanto mais você se aprofunda, ganha um diferente subtexto.



Sia e Katy Perry já haviam trabalhado anteriormente no disco “Prism”, do qual a australiana compôs a canção “Double Rainbow”, mas a dupla ainda não havia se unido ao Max Martin.

Nós escrevemos para o ‘Prism’ antes e meio que sempre estivemos trabalhando juntas”, disse Katy sobre Sia. “Eu estava escrevendo com meu co-compositor, com quem eu sempre compus, Max Martin, e ela nunca havia feito nada com ele. Foi uma das minhas últimas sessões e eu estava realmente cansada, porque já tinha composto mais de 40 faixas para o álbum.

E nós teremos outras faixas antes do disco sair completo, Katy?

Eu quero mostrar mais algumas músicas antes de entregá-los o prato principal. Eu creio que temos digerido as coisas em pedaços nos dias atuais e é com isso que precisamos lidar. Não estou jogando shade, nem nada disso, mas quando alguém lança um álbum com 17 ou 19 músicas, você pensa tipo ‘vou ter que viajar para Marte pra ouvir seu CD completo!’. Digo, eu te amo, você é meu artista favorito, mas meio que precisamos disso aos pedaços.

Ontem (21), nos estúdios da rádio BBC, a cantora também conheceu o britânico Ed Sheeran, atualmente no topo das paradas por conta de “Shape of You”, e brincou: “Muito obrigada por me manter longe do primeiro lugar das paradas, more! Obrigado!”. Olha esse momento maravilhoso:



Critica a sociedade, repensa a indústria e nossa forma de consumo, amigavelmente reclama do Ed Sheeran. Realmente tem sido uma era para gerar muitas reflexões.