Assista ao frenético trailer de 'Hardcore', filme em primeira pessoa inspirado em jogos de tiro


Às vezes, algum produtor ou diretor de Hollywood surta e lança uma nova tendência, ou aprimora alguma já antiga. Tais tendências vão desde técnicas de filmagem a aparelhos de gravação. Quem surtou desta vez foi o russo Ilya Naishuller, que gravou um filme em primeira pessoa (sim!), e como se a ideia já não fosse um tanto quanto inovadora, que tal adicionar um pouco de "Call Of Duty", "Battlefront" ou qualquer outro jogo do gênero que seja conhecido? Vale até o famigerado "Counter Strike".

O filme está em exibição no Festival de Toronto deste ano, e ganhou um trailer que, desculpem-nos pelo linguajar, mas, PUTA QUE PARIU! Antes do play, já avisamos que não encontraremos uma grande trama em seus quase dois minutos e meio de duração. A proposta é ser parecido com algum gameplay qualquer de tiro e ela é bem executada. É cheio de adrenalina, mortes, sangue, tiro, porrada e bomba — já deu esse seguimento de palavras, né? Enfim, assista e divirta-se.



Na trama, acompanharemos um ciborgue. O mesmo, antes de toda sua aparelhagem robótica, estava morto, e foi ressuscitado por sua própria esposa. Entretanto, ele não lembra de nada, sabe apenas que é casado e seu nome é, aparentemente, Henry. Temos depois de retornar do mundo dos mortos, sua mulher é sequestrada por Akan, um megalomaníaco com poderes telecinéticos. Assim, Henry deve correr contra o tempo para salvá-la

Vocês devem estar se perguntando quem é o surtado do Ilya Naishuller que teve essa ideia genial, né? O cara ficou conhecido na internet por dirigir o clipe "Bad Motherfucker" da banda Biting Elbows há cerca de dois anos, que, por sinal, também é gravado em primeira pessoa e bebe dos mesmos jogos de tiro que fizeram tanto sucesso nos consoles e lan houses. Claro, não temos a mesma grandiosidade do vídeo acima (o orçamento era menor), mas é tão frenético quanto, diga-se de passagem.



O longa-metragem só foi ~oficializado~ no ano passado com um vídeo de 3 minutos, buscando incentivar investidores e arrecadar 250 mil dólares para a pós-produção através do site IndieGoGo. A ideia parece ter dado certo, já que o longa, como falamos lá em cima, está em exibição no Festival de Toronto. Resta saber se distribuidoras grandes ou de porte médio estão interessadas em levar o filme ao mundo tudo, e as chances de termos alguns nomes conhecidos de olho na produção são esperançosas. O sucesso é certo, já avisamos.
Tecnologia do Blogger.