Stream: 'The Original High', novo álbum de Adam Lambert, já está entre nós!


A segunda-feira tá no meio ainda e já podemos nos sentir abençoados, porque "The Original High", terceiro e aguardado álbum de Adam Lambert, já está entre nós!

Programado para o dia 16 de junho, o álbum ganhou um stream exclusivo no começo desta tarde na loja da Amazon, porém, como as informações na internet viralizam em questão de instantes, já é possível ouvi-lo também por players alternativos. 

O álbum, marca o retorno de Lambert após o lançamento do subestimado "Trespassing" (2012), que gerou hits como "Better Than I Know Myself" e "Never Close Our Eyes", e toda sua "reconstrução de imagem" com a elogiadíssima performance à frente dos vocais da lendária banda Queen. Este novo material é também o primeiro trabalho completo do cantor em sua nova gravadora, a Warner Music, sendo dirigido pelos hitmakers Max Martin e Shellback, com quem já havia trabalhado no primeiro álbum, mas agora são os responsáveis por todo o processo de criação e produção executiva dele.

Do álbum, já tínhamos conhecidos cinco faixas anteriormente: o lead single "Ghost Town", além das promocionais "Underground", "Another Lonely Night", "Evil in the Night" e, mais recentemente, a faixa que dá título a ele. Numa análise bem superficial e de primeira ouvida, é um álbum que agrada muito, sendo consistente do início ao fim, nos deixando com uma dose de euforia em canções que passeiam entre a tristeza nostálgica e felicidade espontânea, mas cheias de doses europop, oitentistas, deep house e vocais impecáveis de Adam, com produções interessantes de Max e Shellback. Há muitos pontos positivos e canções que prometem bastante (até mais que o próprio lead single), casos de "The Original High", "There I Said It", "Rumors"(este, um dueto delicioso e com "quês" de urban com Tove Lo), "Evil in the Night" e "Lucy", que conta com as guitarras de seu amigo no Queen, Brian May. Enfim, numa futura review, aprofundaremos mais nestes pontos. Por agora, fiquem com o stream da versão padrão de "The Original High" logo abaixo (assim que as três da deluxe saírem, atualizaremos o post). Não se decepcionarão:



ATUALIZAÇÃO: as três faixas bônus do álbum acabaram de sair.

"After Hours" é uma baladinha introspectiva, que se assemelha um pouco a uma mistura de Sam Sparro com o The xx e poderia tranquilamente ter entrado na versão padrão, no lugar de "Things I Didn't Say", por exemplo.


A próxima, é "Shame", que tem toda a cara de faixa-bônus mesmo. Mesmo assim, deliciosa.




A última, é a faixa "These Boys", que é, destas, a preferida deste blogueiro, justamente pela forma à la Scissor Sisters como foi produzida. 

Tecnologia do Blogger.