Reprodução/Divulgação Atualmente, o nome de Felipe Prior é um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil, ao lado de adjetivos como “estuprador”, “acusado” e “machista”.

Após acusações de estupro, Anitta deixa de seguir ex-BBB Felipe Prior e se defende em rede social

Atualmente, o nome de Felipe Prior é um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil, ao lado de adjetivos como “estuprador”, “acusado” e “machista”.
Um dos nomes mais comentados da atual edição do Big Brother Brasil, o ex-participante Felipe Prior virou assunto nesta sexta-feira (03) não por suas falas e ações no programa, mas, sim, por questões ainda mais graves: acusações de estupro e relatos de assédio de anos anteriores ao reality show, revelados nesta matéria exclusiva da revista Marie Claire.

Protagonista do maior paredão da história do programa, no qual competia com Manu Gavassi e Mari González, Prior contou com o apoio de inúmeras figuras públicas, incluindo jogadores de futebol como Neymar e Gabigol, além de cantores como Saulo Poncio, do UM44K, e até mesmo políticos, e agora, diante dos sérios relatos e acusações, o público questiona o silêncio das figuras públicas que tanto fortaleceram a sua imagem.

Um dos nomes que terminaram envolvidos na discussão, obviamente, foi da cantora Anitta, que seguiu Felipe em seu Instagram e chegou a convidá-lo para uma festa em sua casa. A artista que, como a maior parte do público, até então não tinha ciência dessas histórias, usou seu Twitter pra se manifestar sobre o assunto e declarar abominação aos atos de violência praticados pelo ex-BBB:

“Eu segui o Prior e mandei mensagem dizendo que a primeira festa que tivesse na minha casa ele tava convidado faz tempo”, disse a cantora. “Justamente porque, por um momento, achei que ele tinha se arrependido de comportamentos inadequados que teve na casa. (...) Assim como vocês, eu também não conheço ele. Por isso não fiz campanha nenhuma pra ninguém. Realmente as acusações que surgiram sobre ele são graves. Como uma mulher feminista, abomino qualquer ato de violência contra nós mulheres.”


Na rede social, a cantora, que também deixou de seguir o acusado, continuou o debate com alguns seguidores e, respondendo um usuário que frisou o fato de Felipe já ter apresentado comportamentos agressivos e machistas dentro da casa, comparou:

“Da mesma forma que tem gente do BBB que paga de feminista que todo mundo idolatra mas que já sentou comigo na mesa e me tratou que nem um pedaço de merda pq eu era ‘funkeira e rodada’.”

Atualmente, o nome de Felipe Prior é um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil, ao lado de adjetivos como “estuprador”, “acusado” e “machista”. Usuários da rede social associaram o caso ao de outro participante do Big Brother que, em 2016, deixou o reality show e foi condenado por estupro de menor.