Recap | X Factor AU 2016: climão e performances incríveis definem os finalistas da temporada


Depois da eliminação chocante da Chynna Taylor, uma das candidatas mais fortes da competição, chegou a hora do Top 5 se apresentar e garantir o seu lugar na final do X Factor Austrália. 

Com os temas “Curveball” e “Killer Tracks”, os candidatos tiveram duas oportunidades para mostrar o seu talento e garantir os votos que definiriam os quatro finalistas da competição. Chegou a hora de conferir tudo o que rolou na competição durante essa semana! 

Davey Woder – “Fortunate Son” (Creedence)



Nossa, que preguiça do Davey. Durante os ensaios, o cara chorou, fez drama que não estava conseguindo ensaiar direito e teve aquele momento “você consegue. Você está quase lá”. E sabe o que isso rendeu? Elogio dos jurados falando que ele é um guerreiro, que ele vai conseguir e zzzZZZzzZ! Sério, que desnecessário. Como era de se esperar, mais uma apresentação mais do mesmo. Com a voz rouca, o cara fez de tudo para parecer um rockstar, mas definitivamente, não dá. Não entendemos como o Davey ainda está na competição. Acorda, Austrália!

Amalia Foy – “Brave” (Sara Bareilles)



Depois de “Mamma Mia”, que dividiu a opinião dos jurados, Amalia teve um novo desafio pela frente. Encarar a belíssima “Brave” de Sara Bareilles. A música deu a oportunidade para a candidata cantar com emoção, deixar aquela voz linda tomar conta do palco e, ainda assim, soar atual, moderna e como uma música que poderia estar no seu CD. Amamos o palco, o arranjo e, principalmente, a evolução da Amalia. Semanas atrás, duvidaríamos que ela poderia fazer uma apresentação assim. Temos que registrar o orgulho que sentimos pelo Adam. Que mentor incrível. Ele entende os seus candidatos e os desafia a serem melhores, a conquistarem o público e a evoluírem toda semana. Que escolha de repertório incrível!

Vlado – “I Wanna Dance With Somebody” (Whitney Houston)



Nessa semana, Vlado se saiu melhor do que o desastre vocal da semana passada. Muito pelo arranjo, o cara até que mandou bem nessa apresentação – tirando a parte final quando ele acreditou que sabe cantar muito. O que incomodou mesmo foi a falta de presença de palco. Ele estava tão desconfortável e desengonçado, que, num determinado momento, paramos de prestar atenção. A Mel B tenta e faz boas escolhas para ele, o problema é que ele é fraco mesmo. Próximo!

Isaiah Firebrace – “FourFiveSeconds” (Rihanna, Kanye West, Paul McCarney)



Mais uma escolha incrível do Adam. Com FourFiveSeconds, Isaiah foi moderno, jovem e atual, exatamente o que a gente espera de um candidato tão novo como ele. Diferente de “Happy” – Shame on You, Australia – essa música tinha tudo que o candidato precisava pra mostrar a sua voz e encantar o público. O mais interessante é a capacidade que o Isaiah tem em deixar a música com a cara dele. A forma como ele canta é tão única que não tem como compará-lo com outro artista. E o tanto que o Adam ficou empolgado no final? E a plateia gritando muito? Coisa linda ver o Isaiah se tornando muito mais confiante e ganhando o público!

Beatz – “Move” (Little Mix)



A melhor girlband da temporada ganhou uma música da melhor girlband já lançada pela franquia e o resultado só poderia ser positivo. Finalmente, as BEATZ melhoraram os vocais e tiveram uma das apresentações mais interessantes da competição – vocalmente falando. Como sempre, a energia e a intensidade das meninas foram os destaques da apresentação e chamaram a nossa atenção. Elas são essenciais para a competição, afinal, não é todo candidato que tem toda essa presença de palco e consegue dominar as apresentações, semana atrás de semana. Ainda não entendemos o tanto de bottom para essas meninas, mas seguimos confiantes!

***

Nesse primeiro round, destaque para a energia das BEATZ, para a mudança deliciosa da Amalia e para o Isaiah, que cantou lindamente e pode mostrar um lado mais jovem. Se dependesse da gente, final garantida para os três candidatos. Mas será que o segundo round mudou essa realidade? Confira a seguir:

Vlado – “Perfect Strangers” (Jonas Blue)



Com uma escolha bem mais próxima da sua realidade, Vlado fez exatamente aquilo que a gente espera do cara como artista. Certamente, ouviríamos uma canção como essa no seu disco de estreia. Na segunda performance, Vlado pareceu mais a vontade no palco, mas vocalmente mais fraco do que na primeira. 

“Você não tem voz pra esses agudos e, pelo amor de Deus, para de passar a mão no cabelo”. Repassem até chegar no Vlado, por favor!

Davey Woder – “Billie Jean” (Michael Jackson)



HAHAHAHAHAHAHA. Que apresentação patética, Davey. Sério, foi vergonha alheia do começo ao fim. Ele não estava a vontade no palco, o arranjo, apesar de soar super interessante, não ajudou o candidato e, vocalmente, foi um desastre. Uma das piores apresentações da temporada. O Guy trabalha bem e adora essas escolhas inusitadas para os seus candidatos, mas ele só deveria ter lembrado que quem nasceu pra ser Davey jamais será Chynna – que pegou um clássico rock do U2 e arrasou em numa versão EDM maravilhosa.

Davey deveria ter visto isso aqui pra se inspirar e aprender como é que se faz:



Isaiah Firebrace – “A Change Is Gonna Come” (Sam Cooke)



Pronto! Temos a apresentação da temporada. Em mais uma escolha genial de repertório, Isaiah teve o seu momento mais incrível da competição e destruiu ao cantar “A Change Is Gonna Come”. Sua voz brilhou e ainda deu espaço para que o candidato tomasse conta da apresentação, trazendo força e intensidade. Confessamos que ficamos bem na dúvida sobre a escolha – ainda mais porque temos a referência do próprio Adam arrasando no Americal Idol com essa música – mas, novamente, Isaiah fez o que faz de melhor: tornou a música como se fosse dele. Austrália, muito obrigado por colocarem o Adam no painel de jurados!

Amalia Foy – “Faded” (Alan Walker)



Se alguém tinha dúvidas de que a Amalia poderia fazer uma apresentação atual, aí está! Adam escolheu “Faded” – uma ótima canção EDM que bombou em 2015 – e deu a oportunidade para que a Amalia equilibrasse o que precisava: sua linda e emocionante voz com um repertório atual e moderno. Além disso, Amalia estava mais performática do que nunca e até sobrevoou o palco. UAU. Que mudança para a menina que ficava apenas no piano! O mais legal é que com isso, Amalia mostrou que pode sim gravar um disco atual e bombar nas paradas. Imaginem só essa menina bem produzida com um instrumental atual e poderoso? Tem tudo pra arrasar! Ah, nossa única crítica: antes de gravar, talvez seja interessante a Amalia estudar bastante e amadurecer porque em alguns momentos, a insegurança natural dos 15 anos fala mais alto. De qualquer forma, estamos orgulhosos e queremos Amalia na final. 

Beatz – “Walk This Way” (Run DMC)



Que arranjo delicioso e que apresentação, meninas. Sério! Elas arrasaram no palco e nos dão a impressão de que já estão com uma carreira em andamento. Os problemas de afinação/harmonias parecem resolvidos e a química entre elas é indiscutível. A prova de que a categoria “Underdog” pode ser levada para toda a franquia está aí: essas meninas mereceram muito voltar ao programa. O X Factor Austrália precisava das BEATZ pra colocar a energia lá em cima. Ficamos preocupados com as votações das últimas semanas, mas ainda acreditamos!

GENTE, QUE TORTA DE CLIMÃO!

Durante os comentários das BEATZ, o Guy – que tava chato pra caralho nesse dia – criticou muito as meninas, falando que elas trouxeram exatamente a mesma coisa que nas apresentações passadas. Adam, que tem se mostrado muito crítico e cheio de personalidade, resolveu opinar e disse que a Mel B estava certa em deixar as meninas fazerem aquilo que elas fazem de melhor e, assim, não corria o risco de deixar acontecer o que aconteceu com o Davey em “Billie Jean”. EITA! Se já não fosse climão o suficiente, Mel B ainda completou com “ou o que aconteceu com os candidatos da Iggy”, lembrando pra todo mundo que a jurada não conseguiu entender o estilo dos seus candidatos e já no Top 7, perdeu seu último grupo. HAHAHAHAH. ADORAMOS!

Resultado de imagem para adam lambert mel b guy e iggy

Guy sabe trabalhar muito bem, mas sério, ele estava insuportável essa semana. Foi crescer com o Adam e levou porrada. Foi falar da Mel B e levou outra. Iggy parece uma ótima jurada, mas não tão boa mentora. Adam, como já dissemos, tem feito um ótimo trabalho justamente por ser honesto e entender os seus candidatos e a Mel B, bom, adoramos a mudança de humor da nossa Spice! De qualquer maneira, é isso que queremos ver num painel de jurados. Sinceridade, personalidade e ...



... sintonia! <3

Após o fim do programa, continuamos com a ideia de Isaiah, Amalia e BEATZ merecem suas vagas na final. Como a temporada terá quatro finalistas, acreditamos que Vlado – apesar de suas falhas – mereça mais do que Davey, justamente porque imaginamos uma carreira para o candidato após o programa. 

Antes de conhecer os nossos quatro finalistas, o X Factor Austrália recebeu convidados incríveis essa semana. Começando pelas maravilhosas Little Mix, que tomaram conta do palco e fizeram mais uma ótima apresentação num mashup de “Shout Out To My Ex” com “Wings”. 



Na sequência, dois já antigos conhecidos da Austrália voltaram ao palco do X Factor. Num feat todo delícia para “Hurt Anymore”, os vencedores de 2012 e 2015, Samantha Jade e Cyrus, respectivamente, arrasaram e nos deixaram morrendo de saudades!



E ainda tivemos a apresentação de “On Your Side” das Veronicas.



Hora dos resultados. Visivelmente tensos, os candidatos e seus mentores foram ao centro do palco para receberem os resultados da votação. Sem ordem específica, o maravilhoso Isaiah foi o primeiro a garantir o seu lugar na final. Na sequência, Amalia (UHUL) foi chamada, fazendo com que o Adam garantisse os seus dois candidatos na final – nada mais justo. Como terceiro finalista, Davey – que fez aquela cara de “eu? Sério?”. QUE PREGUIÇA!

Dessa forma, BEATZ e Vlado tiveram que se enfrentar no sing-off. 

As meninas escolheram “Survivor” (Destiny’s Child) e nos lembraram porque merecem estar na final...



Já o Vlado foi de “Cold Water” (Major Lazer, Justin Bieber & MØ) e desafinou tanto, mas tanto que olha, fica difícil defender.



Na votação entre os jurados, Adam, Iggy e Guy, supreendentemente, mandaram Vlado direto pra final, poupando Mel B, mentora dos dois candidatos em ter que fazer a sua escolha. Dessa forma, tivemos a eliminação das BEATZ e, mesmo sabendo que as meninas arrasaram e cumpriram seu papel, ficamos super chateados e não vê-las na final da semana que vem!



E agora, Austrália, quem será o seu novo X Factor? Esperamos, sinceramente, que o público opte por Isaiah ou Amalia, os dois finalistas mais fortes desse ano, reconhecendo assim, ótimo trabalho do Adam Lambert. Se Vlado levar, entenderemos os motivos – apesar de não concordarmos. Só não queremos Davey, peloamor!


Semana que vem estamos de volta pra contar tudo o que rolou na grande final. Até lá!
Tecnologia do Blogger.