Com medo de exposição, Dr. Luke proíbe Kesha de cantar no Billboard Music Awards

"Eu nunca usaria uma foto dele, falaria seu nome ou faria alusão à minha situação legal", disse a cantora.

Kesha havia sido especulada como uma das atrações do Billboard Music Awards, que acontecerá no próximo domingo (22), e segundo vários rumores, sua apresentação contaria com a participação da Lady Gaga, podendo ser uma versão da música “Til’ It Happens To You”, que já ganhou alguns covers na voz da cantora de “Timber” e tem muito a ver com sua situação atual, visto que briga judicialmente com o produtor Dr. Luke, qual acusa por abuso sexual e psicológico, mas parece que a apresentação não vai mais rolar e você já sabe quem é o culpado.

Leia nossa crítica de "True Colors", da Kesha com Zedd

Faltando poucos dias para o grande evento, que contará com apresentações de Britney Spears, Ariana Grande, Fifth Harmony, Justin Bieber, Demi Lovato, Rihanna, entre outros nomes, o site da revista Billboard publicou uma nota afirmando que a performance de Kesha é incerta, visto que a cantora recebeu um veto da gravadora do Dr. Luke, Kemosabe Records, que teme algum tipo de manifestação sobre o processo em andamento durante a apresentação.

O medo de Luke surgiu depois do documentário “The Hunting Ground”, da música “Til’ It Happens To You”, da Lady Gaga, publicar em seu Twitter que o produtor deveria se preparar, porque Kesha estava chegando e acompanhada pela intérprete de “Born This Way”.

Em seu Instagram, entretanto, Kesha negou que estivesse planejando qualquer protesto contra o produtor, afirmando que, na realidade, planejava apresentar um cover de “It Ain’t Me Babe”, do músico Bob Dylan. Na rede social, a cantora disse: 
“Eu estava muito animada para apresentar um tributo para o Bob Dylan, cantando um cover de ‘It Ain’t Me, Babe’ no Billboard Awards desse ano. Eu estou muito triste e sinto em dizer que não serei autorizada a fazer isso”, explicou. “Eu só quero deixar bem claro que essa performance era sobre mim homenageando um dos meus compositores favoritos de todos os tempos e não tinha nada a ver com o Dr. Luke. Eu nunca usaria uma foto dele, falaria seu nome ou faria alusão à minha situação legal, de maneira alguma. Eu simplesmente queria cantar uma música para homenagear um artista que eu sempre me inspirei. Muito obrigado por continuarem me apoiando.”

Que merda, hein? :(

Por mais que já esteja trabalhando em músicas novas, incluindo a parceria com o Zedd em “True Colors”, Kesha praticamente não tem chances contra Dr. Luke em relação ao seu processo, visto que a justiça americana julga que suas acusações tratam de acontecimentos “muito antigos”, então, no lugar dela, nós já teríamos jogado a merda no ventilador e aproveitado a oportunidade de exposição pra ferrar de vez com o nome do produtor, que parece despreocupado em acabar aos poucos com a sua carreira. Imagina que louco se ela canta “Til’ It Happens To You” com fotos do cara passando no telão?

#FREEKESHA.