O que achamos de 'Born Naked', primeiro episódio da sétima temporada de 'RuPaul's Drag Race'

E finalmente o que tem escrito na bíblia se concretiza: Jesus voltou. Estamos, óbvio, falando da sétima temporada de "RuPaul's Drag Race", o melhor reality da tevê mundial (porque sim). Depois de muuuuita espera, afinal a série sempre começa entre janeiro/fevereiro e nesse ano foi jogada para março, finalmente pudemos conhecer as 14 novas queens que amaremos (ou não) pelos próximos meses.

De cara já tivemos uma mudança: o primeiro "Mini-Challenge", que sempre foi um ensaio fotográfico, dessa vez foram dois desfiles - primavera e outono. Como são 14 participantes tivemos uma overdose de 28 looks, que serviu para mostrar como elas se saem na passarela - mas ainda assim saudade do desafio convencional. Fora isso tivemos participação de ♥ Alaska ♥ que fez... nada. Vestida de Anna Wintour (a editora-chefe da Vogue que serviu de inspiração para a Miranda de "O Diabo Veste Prada"), ela foi posta pra falar uns comentários super aleatórios que acrescentaram em coisa nenhuma. Pelo menos foi paga para aquilo (esperamos).

A mudança mais notável foi a saída do clássico "Ooooh girl, you got she-mail!" que anunciava a chegada da Mama Ru. A vinheta já havia sido removida temporariamente na temporada passada depois do desafio "Female or She-male?", onde apontaram ser uma expressão transofóbica. Ao que parece, ela não voltará ):

O "Main Challenge" então foi um desfile que imitasse corpos nus das participantes. Meio sem graça - a gente quer ver os vestidões, gente!, mas tudo bem. Agora, o que falar de Ross Mathews e Carson Kressley, os novos jurados fixos? Mega sem graças, sem carisma, chatíssimos. Dá tempo de trazer o Santino de volta, hein? Michelle Visage pelo menos continua ótima - a cara dela vendo a Kennedy Davenport desfilando TODA de verde (Visage odeia verde) foi hilária.


Agora chegamos à parte da eliminação, e, como se trata de spoiler, cobriremos o texto. Só nós nos decepcionamos com Kandy Ho? Na apresentação ela parecia mega confiante e cheia de si, mas no episódio foi fraca, besta e apagada, tanto que caiu no "bottom two" - juntamente com Tempest DuJour, que fez um desfile bem fraco. No "lip synch for your life" ficou Kandy, que ainda apostamos. Tempest então sashay away.

Se nós já temos nossas queens favoritas? Temos sim: Miss Fame, linda de morrer; Pearl, melhor entrada, mas ela tem narcolepsia crônica, hein?; Max, estranhamente incrível, é quase a Milk dessa temporada; e, claro, Violet, que arrasou no episódio inteiro. WERK. Essa temporada promete.

Só mais dois recadinhos.

1: o que falar do novo "pitcrew"?


2: nós nascemos nus, o resto é:

Tecnologia do Blogger.