Katy Perry alfineta Lady Gaga em entrevista para a Rolling Stone? Não foi bem isso que aconteceu, entenda

Hoje é 30 de julho de 2014 e só se falou uma coisa na internet: a alfinetada que Katy Perry deu em Lady Gaga na sua entrevista para a r...

Hoje é 30 de julho de 2014 e só se falou uma coisa na internet: a alfinetada que Katy Perry deu em Lady Gaga na sua entrevista para a revista Rolling Stone de agosto. Diveeeersos portais começaram a espalhar a notícia de que a intérprete de "This Is How We Do" havia dito que Gaga não era "a segunda vinda de Jesus", e sim "apenas uma entertainer", com até foto do trecho na revista. Só que, meus caros leitores, a história não é nada disso.

O resumo da entrevista já se encontra no site oficial da revista (você pode lê-la completa e em inglês aqui). Em momento algum o nome de Lady Gaga é citado por Katy. Agora sobre a polêmica frase, a fala é exatamente assim:
"Eu não sou louca tipo 'Eu vou morrer pelos meus fãs'; Algumas pessoas são muito dramáticas sobre isso, e é tipo 'Honestamente, você não é a segunda volta de Jesus. É só uma entertainer!'. Eu sou muito grata pelo apoio dos meus fãs, mas não sou sedenta ou desesperada".
Como os diversos sites interpretaram: Katy Perry chama Lady Gaga de desesperada e diz que ela não é a volta de Jesus (como se a Gaga se achasse assim). O que na verdade quer dizer tudo isso: na opinião de Perry, um artista que afirma morrer pelos seus fãs está sendo exagerado. Você é só um cantor, não deve se comportar como o retorno de Jesus para morrer por todos. Só isso. Claro, essa frase cabe muito bem para a cantora de "G.U.Y.", porém não há nada de malicioso ou de negativo na fala de Katy, que está somente dando seu posicionamento emo e gótico, mas como a mídia ama ver o circo pegando fogo, não tiraram um minuto para ler a entrevista original e interpretar da forma correta. Quem perde são os fãs, que iniciam brigas que não existem.

Na maioria das vezes que artistas alfinetam os outros nós do It Pop nos abstemos dos comentários, pois eles sempre geram brigas, mas é nosso dever deixar as coisas claras quando estamos tratando de uma injustiça em prol de interesses minúsculos que é o ibope. Sem drama, okay katycats e little monsters? Beijos de algodão!

ATUALIZAÇÃO: Nossos leitores, que são os mais rápidos e eficientes do mundo, nos mandaram a foto da página inteira da revista. O tal trecho é verdade, porém, quem cita Lady Gaga é a própria Rolling Stone, não Katy Perry, dizendo que Katy "elipsou completamente o sucesso de Gaga nos charts". O nome de Gaga veio por Katy ter citado alguma fala dela na página anterior, e a revista aproveitou para mandar o "shade". Que papelão.