Review: Pitbull e os hits de amanhã no "Global Warming"

Não tem desculpa, todos reclamam mas adoram uma farofa! Ela pode até não parecer audível de primeira, mas seja com Rihanna, Calvin Harris...

Não tem desculpa, todos reclamam mas adoram uma farofa! Ela pode até não parecer audível de primeira, mas seja com Rihanna, Calvin Harris, David Guetta ou até mesmo Pitbull, ela vai tocar nas rádios centenas e centenas de vezes e quando notar você nem precisará do auxílio das mesmas para estar cantarolando uma por aí.

No dia 19 de novembro, o rapper mais farofeiro dos últimos anos, Pitbull, lançará o sétimo álbum de sua carreira, intitulado "Global Warming", e levando seu título ao pé da letra, já devemos nos preparar para o pior (ou não), pois o que não falta aqui são apostas para hits e mais hits, o que deverá ser um ~desastre natural~ para muitos. Mas vamos lá, se é pra criticar, que seja com propriedade. Confira abaixo nosso review faixa-à-faixa do novo disco do Pitbull!

01. "Global Warming (feat. Sensato)"
Com pouco mais de um minuto, essa é a introdução de Pitbull para seu novo material. A faixa conta com a participação do rapper Sensato e ao som de um instrumental à la "Macarena", nos remete ao que conhecemos dos africanos Die Antwoord, só que de uma forma menos ousada. Funciona bem pra abrir os trabalhos! 

 
02. "Don't Stop The Party (feat. TRJ)"
Essa aqui todos já conhecem, já possui um clipe e foi até apresentada pelo rapper no EMA 2012! Na faixa, Pitbull mantém suas influências latinas, pegando alguns instrumentos emprestados do reggaeton e canta que a festa não pode parar. É daquelas que enjoam fácil, mas de início contagia lindamente!

03. "Feel This Moment (feat. Christina Aguilera)"
Trabalhando duro pra tirar a má impressão deixada pelo álbum "Bionic", Christina Aguilera está decidida a emplacar alguns hits e, após sua parceria com o Maroon 5 em "Moves Like Jagger", ela se mostrou disposta a dividir estúdio com mais alguns nomes, incluindo Pitbull. "Feel This Moment" é, sem dúvidas, uma das faixas mais legais do disco e se a participação da Xtina não for um bom motivo pra você escutá-la, devo dizer que também temos aqui um sample de "Take On Me" do A-Ha.


04. "Back In Time"
Na falta de uma participação especial, Pitbull sampleia aqui o clássico "Love Is Strange" da dupla Mickey & Sylvia. Pra quem não lembra, "Back In Time" fez parte da trilha sonora de "Homens de Preto III" e conta com todo o clima discontraído proposto pelo filme, fugindo um pouco da ~fórmula~ normalmente utilizada nas canções do Pitbull e contando até mesmo com uma dose de dubstep!

05. "Hope We Meet Again (feat. Chris Brown)"

Depois de "International Love", que concorreu na categoria Melhor Música no EMA 2012, o rapper Pitbull decidiu repetir a parceria com o cantor Chris Brown. Mais uma vez, a dupla resolveu falar sobre amor, porém, sem toda a ~ousadia~ da primeira parceria. A música é uma produção conjunta do The Messengers com o Sir Nolan, mas pode ser facilmente confundida com algo do David Guetta.

06. "Party Ain't Over (feat. Usher e Afrojack)"

Uma coisa que me incomoda um pouco em muitos artistas é isso de falar seu nome no início das canções, ainda mais se tratando do Pitbull, que possui vocais bem característicos. Nessa, se não bastasse o rapper, também temos o cantor Usher (que também tem essa coisa de abrir as canções dizendo seu nome) e conta com produção do Afrojack. Não acredito que ninguém vá escutar músicas do Pitbull procurando por filosofias da vida, mas se querem saber, a temática da canção é bem clichê e podemos aprender a letra sem grande esforço.

07. "Drinks for You (feat. Jennifer Lopez)"

Quebrando a harmonia das batidas de Afrojack, que vinham numa crescente com "Hope We Meet Again", a parceria com Jennifer Lopez dá uma acalmada no álbum. Não é nada parecida com as comerciais "On The Floor" e "Dance Again", mas também não é tão boa quanto às mesmas.

08. "Have Some Fun (feat. The Wanted)"

VISH! Se os britânicos do The Wanted sozinhos já conseguem fazer músicas pra lá de grudentas, imaginem eles juntos com o Pitbull! Produzida pelo Afrojack, "Have Some Fun" mescla o que conhecemos do Pit com o que temos da boyband inglesa, indo do dance-farofa à sanfona de cada dia. "All I wanna do is have some fun, I gotta feeling that I am not the only one" é o verso que escutaremos até nos cansar num futuro muito próximo.

09. "Outta Nowhere (feat. Danny Mercer)"

Essa é uma música que me deixaria muito surpreso caso fosse lançada como single. Assim como a parceria com Jennifer Lopez, a canção foge completamente do que chamamos por farofa e chega a lembrar algo ao nível de "Stereo Hearts", do Gym Class Heroes com o Adam Levine, sabe? A música conta com os vocais e produção do Danny Mercer, qual eu ainda não conhecia, mas já estou adorando.

10. "Tchu Tchu Tcha (feat. Enrique Iglesias)"

Como todos já devem saber, essa é a versão do Pitbull para o hit sertanejo "Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha". Eu sei que muitos acham ~anti-ético~ elogiar a música só por estar em inglês, mas eis aqui uma verdade: a "Tchu Tchu Tcha" do Pitbull é bem melhor que a brasileira. A faixa conta com a participação do cantor Enrique Iglesias (que inclui todo um quê charmoso à canção) e flerta não só com o dance como também com o dubstep, fazendo com que o tal trecho copiado da música brasileira seja apenas mais um mero detalhe — quanto à letra, já disse acima sobre ninguém escutar Pitbull buscando por filosofias pra vida.

11. "Last Night (feat. Havana Brown)"

"O que acontece em Vegas, fica em Vegas. O que acontece em Miami, nunca aconteceu.", canta Pitbull ao som das batidas do Afrojack e enquanto o rapper quer guardar segredo, a linda Havana Brown aparece pra dizer o quanto ela achou incrível o que fez na noite passada e como queria dizer isso ao mundo. Mais uma vez, a proposta não é das mais inteligentes, mas diverte.

12. "I'm Off That"

Ao mesmo tempo que soa apenas como uma filler, "I'm Off That" vem para nos lembrar o que um rapper deve fazer. A música lembra MUITO o que o cantor Chris Brown costuma fazer quando brinca de ser rapper e a letra é sobre o Pitbull estar tentando se distanciar de coisas que ele ama. Daria um bom mashup com "Cockiness (Love It)" da Rihanna!

13. "Echa Pa'lla (Manos Pa'rriba) (feat. Papayo)"

Indo pra versão deluxe do "Global Warming", conhecemos "Echa Pa'lla", que é uma parceria do Pitbull com o Papayo. A música é toda trabalhada na terra natal do rapper e vem toda em espanhol, nos lembrando do que ele fez em "Rabiosa" da Shakira, porém, em toda essa farofa, a tosqueira da faixa acaba soando interessante.

14. "Everybody Fucks (feat. Akon e David Rush)"

Pegando a sanfona do The Wanted emprestada outra vez, Pitbull vem acompanhado dos rappers Akon e David Rush. Aqui a farofa vem na potência máxima e o sumido Akon aparece fazendo uma proposta tentadora, pedindo pra que a garota deixe que seu corpo responda por ela "porque todo mundo f*de" — o que numa versão censurada deverá ser equivalente à "todo mundo ama".

15. "Get It Started (feat. Shakira)"
Sabe um ponto positivo do Pitbull? Mesmo trabalhando por tanto tempo para o mesmo público, quando o rapper quer ele ousa em algo diferente e, ainda assim, soa como se ele estivesse fazendo apenas o que sempre fez, um bom exemplo disso é "Get It Started", sua parceria com Shakira. Não sei se conhecem a história, mas Shakira deveria ser os vocais de "Give Me Everything", substituindo Ne-Yo, mas a cantora não topou a parceria e depois viu a canção se tornar um grande hit, buuut, Pitbull repetiu o convite quando teve a chance de gravar "Get It Started" e Shakira não pensou duas vezes, dando vida à essa delicinha! Essa também tem clipe, já viram?

16. "11.59 (feat. Vein)"
Também produzida pelo Danny Mercer, "11.59" foge das tradicionais farofas do Pitbull, e fecha o álbum com chave de ouro. A música retoma o clima discontraído de celebração, sem toda a potência comercial de "Get It Started", e chega a nos lembrar a ótima "I Gotta Feeling" do Black Eyed Peas, mas com um quê latino — e dubstep. Ótima!



Resumindo: como disse a sábia Katy Perry, a música pop não precisa salvar o mundo, e Pitbull sabe disso como ninguém. Nós sabemos que as rádios já estão saturadas de músicas dançantes que falam sobre a festa não acabar ou sobre garotas bonitas e bla bla bla, mas também temos diversas canções sobre corações partidos. Já imaginou como seria se um lado dessa balança saísse em desvantagem? Adoramos as letras inteligentes de artistas como Adele ou Lana Del Rey, mas também curtimos poder dar play numa música e deixar se levar por seu som. Vai uma farofa aí?

LEIA TAMBÉM: