Para Dave Grohl, o rock não morreu e o sucesso de Adele pode ser facilmente explicado, tá?

Depois de muuuuuitas bandas chorarem por aí dizendo que o rock morreu e até o Nickelback ser acusado de assassino dessa morte, o vocalista d...
Depois de muuuuuitas bandas chorarem por aí dizendo que o rock morreu e até o Nickelback ser acusado de assassino dessa morte, o vocalista do Foo Fighters, Dave Grohl, aproveitou sua entrevista à Billboard para deixar claro que o rock continua vivo, apenas perdeu sua força nos EUA.

"Na América, o rock não é mainstream como é no resto do mundo. A Inglaterra é um dos países onde ele é bem sucedido: vocês ouvem no rádio, têm hits e tocam em estádios e é tão grande quanto sempre foi. Mas aqui na América não há foco nisso", disse Dave e prosseguiu: "Nós vimos modas como o nu metal e as calças skinny passarem, mas mantemos nossas cabeças erguidas. Voltamos de uma viagem à Nova Zelândia onde tocamos para 40, 50 mil pessoas pulando, com ingressos esgotados em vários estádios. Pra mim, o rock está vivo e bem”, completou.
O vocalista do Foo Fighters ainda usou o sucesso de Adele para explicar a ausência de bandas de rock nas paradas norte-americanas:
"Alguém me perguntou recentemente: 'Qual é o problema com a industria musical?', eu disse, pegue o disco da Adele, por exemplo. É um ótimo álbum e todos ficam chocados com o sucesso dela. Eu não. Você sabe porque o álbum dela é fantástico? Porque é real! Agora imagine se todos os discos fossem tão bons assim. Só um deles venderia assim? Claro que não!", concluiu.
Agora diz aí, só eu concordei em cada acento dito por Grohl?!