Precisamos falar rapidinho sobre "Battle of the Sexes", com Emma Stone e Steve Carell

Vai rolar indicação ao Oscar?

Se ainda hoje (em que as pessoas têm mais acesso à informação e tendem a ter mais conhecimento sobre a luta feminista) o sexismo é uma infeliz realidade na vida das mulheres, nos anos 1970 esse problema era muito mais sério – ou, pelo menos, mais velado. Para provar que mulher está longe de ser o sexo frágil, Emma Stone interpreta a tenista Billie Jean King em “Battle of the Sexes”, co-estrelado por Steve Carell e dirigido por Jonathan Dayton e Valerie Faris.

Foram liberadas mais de 40 imagens do filme, que marcou presença no Festival de Toronto, e a ansiedade para assisti-lo só aumenta, pois há quem diga que pode render indicações ao Oscar 2018, até mesmo para Stone. Será?





O mais legal destas imagens — confira todas aqui — é ver o figurino, principalmente os dos atletas: muitas cores, estampas e roupas aparentemente não muito confortáveis (se comparadas com as de hoje em dia) para a prática esportiva. Além de ter mudado a cor do cabelo para viver King nas telonas, Emma fikou grande, porra ganhou 7kg de massa muscular graças a uma dieta e rotina de exercícios não convencionais. BIRL!                                                                                                                                                         
Baseado em fatos, “Battle of Sexes” traz a história por trás da disputa entre Billie Jean King (Stone), líder da classificação mundial de tênis, e Bobby Riggs (Carell), ex-campeão na modalidade. Após descobrir que a United States Lawn Tennis Association oferecia uma premiação com um valor oito vezes menor para as mulheres, King se coloca à frente de um movimento que visa a igualdade de gênero no esporte – o que incomoda os atletas, inclusive o misógino Rigs. O longa estreia no Brasil em 19 de outubro.