Produtor diz que novo CD de Fergie está a frente das tendências atuais, mas soa como uma mistura do ‘The Dutchess’ com os trabalhos de Rihanna

Pouco tem se falado sobre o novo disco da cantora Fergie, seu segundo em carreira solo, e depois do single “LA Love”, uma clara herança que Iggy Azalea deixou para as rádios pop e com produção do DJ Mustard, a integrante do Black Eyed Peas revelou que uma de suas músicas novas é uma produção do Dr. Luke com participação de Nicki Minaj e, mantendo a ansiedade do seu público em alta, teve vários nomes confirmados no disco, como os produtores Mike Will Made It, Jean Baptiste Kouame e Rock City, mas foi um nome menos conhecido que nos trouxe uma valiosa informação quanto a direção tomada por Fergie-Ferg neste novo álbum.

Em entrevista ao Idolator, o produtor Roccstar afirmou estar por trás de algumas faixas do novo álbum de Fergie e garantiu que produzirá mais algumas, pois tem um carinho muito grande pela cantora. A informação valiosa, entretanto, fica a cargo de quando ele menciona como estará a sonoridade deste álbum, afirmando ser uma mistura do disco de estreia “The Dutchess” com os trabalhos de Rihanna. Olha só:

“Eu trabalhei em algumas faixas lá e ainda farei mais, porque eu amo a Fergie”, afirmou o produtor. “Esse disco é um The Dutchess misturado com um pouco de Rihanna... É como se fosse uma versão melhorada dela. Ela tem mais a oferecer e eu me certifiquei de que está a frente desse movimento atual”, completou.

Entre seus trabalhos anteriores, Roccstar pode se orgulhar da faixa-título do álbum “AKA”, da Jennifer Lopez, além de alguns trabalhos no disco “X”, do Chris Brown. Segundo o produtor, sua participação também deveria acontecer em músicas do álbum visual autointitulado da Beyoncé, mas suas produções foram deixadas para trás na tracklist final. Futuro que a gente não ficaria surpresos se acontecesse também com seus trabalhos com Fergie, até porque essas cantoras não costumam gostar de produtores que falam demais e, vamos lá, chegar assim associando um material inédito aos trabalhos de outra artista é um mega tiro no pé, hein? 


Seja como for, não deixa de ser uma notícia animadora, principalmente porque “LA Love” não se assemelha em nada ao The Dutchess + Rihanna, o que significa que coisas realmente boas podem estar a caminho.
Tecnologia do Blogger.