V.N.P.D.S.S.: Locutor diz que ama Sam Smith por ser ‘feio, gay e gordinho’, mas ainda assim fazer sucesso, que dia horrível para saber ler

Que dia horrível para saber ler e nem estamos falando sobre a confusão que rolou nos comentários da nossa matéria sobre o CD de estreia das Fifth Harmony, mas sim sobre as aspas que lemos sobre o radialista Howard Stern que — você não pode dormir sem saber — durante uma conversa na rádio Sirius XM, foi super ofensivo ao justificar porque amava o cantor Sam Smith, falando não só sobre a aparência do britânico, mas também sobre sua orientação sexual e suas impressões quanto a ele ser um “cantor de um hit só” em potencial.

Há pouco, Sam se envolveu numa polêmica e tanto, devido às acusações de plágio dos compositores Tom Petty e Jeff Lynne, que notaram algumas semelhanças entre os refrãos de “I Won’t Back Down” e o hit do britânico, “Stay With Me”, e evitando problemas por conta de suas indicações ao Grammy, o cantor tentou não alardear o caso, apenas cedendo ao processo e concedendo crédito aos compositores da música lançada em 1989, ainda que tenha descrito isso como uma infeliz coincidência, e era justamente sobre esse caso que a rádio estava falando quando Howard começou a explicar sua visão de Sam Smith:
“Sabe o que eu gosto nesse cara? Ele é feio pra caralho”, começou. “Ele é gordo. E é gay, né? Ele parece ser gay. Não é que as pessoas pareçam gays, mas ele é meio afeminado. E gosto que ele seja gordinho e gay. É por isso que o amo!”, continuou.
Apesar dos preconceitos, Stern parece realmente gostar dos trabalhos de Sam, afirmando:
“Ele é um desses caras que eu sinto tipo, ele é bom pra caramba, mas sinto que este será seu único sucesso — é uma linda voz. E é assim que sabemos quando uma canção realmente é boa. Ele é gordo e gay, mas as garotas o adoram. É desta forma que você sabe que tem uma grande canção e voz.”
O locutor também falou que gostaria de ter uma participação do cantor em seu programa de rádio, para parabeniza-lo pessoalmente por “ir contra as probabilidades”, também o apelidando de “versão masculina da Adele”, o que talvez seja a parte mais compreensível de toda sua declaração.

Pelo Twitter, Sam Smith não mencionou Howard ou seu programa, mas afirmou, “eu mal posso acreditar no que acabei de ler... Ignore.”.

Pegou mal, hein Howard?

https://i0.wp.com/31.media.tumblr.com/f059dc7f56bbd6b73c3035c7e6c57bd8/tumblr_n6r060cw5n1r7ufkeo1_500.gif

Samzinho Smith foi uma das maiores revelações do ano passado com seu disco de estreia, “In The Lonely Hour”, e, de fato, surpreendeu à todos de uma maneira positiva por todo o retorno que recebeu após assumir sua homossexualidade durante uma entrevista, mas independente da intenção do locutor, os comentários foram bastante infelizes. Um péssimo dia para saber ler.
Tecnologia do Blogger.