Em protesto contra NFL, ninguém quer cantar com Maroon 5 no Super Bowl

Banda de Adam Levine já procurou por Cardi B, com quem colabora em “Girls Like You”, Nicki Minaj e Mary J. Blige.

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

Faltando menos de dois meses para a sua apresentação no show do intervalo do Super Bowl, Adam Levine e a sua trupe do Maroon 5 estão penando para encontrarem quem tope dividir o palco com eles no evento esportivo. E o motivo é ainda melhor: estão todos se unindo ao protesto pelo jogador Colin Kaepernick.

Pra quem não lembra, Kaepernick foi banido pela NFL desde que, em protesto contra a injustiça racial e brutalidade da polícia americana com pessoas negras, se ajoelhou durante a execução do hino nacional estadunidense.

Foi em apoio ao cara que nomes como Rihanna e P!nk recusaram o convite aceito pelo Maroon 5. E agora a banda não encontra quem divida esse momento com eles, incluindo nomes como Cardi B, Mary J. Blige e Nicki Minaj.

Segundo a revista Variety, outros nomes cotados para o show são Outkast, Lauryn Hill e Usher. E a tendência é que eles ouçam outros “não”.

Desde a ascensão do movimento Black Lives Matter, a violência policial americana se tornou um tema de discussão frequente nos EUA e, pela quantidade de figuras públicas em prol da causa, ficou praticamente impossível se omitir sobre esse e outros tópicos sociais, ainda mais no contexto atual, com o país sendo presidido por Trump.

Em protesto contra NFL, ninguém quer cantar com Maroon 5 no Super Bowl Em protesto contra NFL, ninguém quer cantar com Maroon 5 no Super Bowl Reviewed by Guilherme Tintel on 12/17/2018 10:00:00 PM Rating: 5