REVIEW: Banda Cine - "Boombox Arcade"

Em 2009, cinco garotos com roupas cheias de cores e super animados invadiram a internet com refrões fáceis e um álbum chamado "Flashbac...

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

Em 2009, cinco garotos com roupas cheias de cores e super animados invadiram a internet com refrões fáceis e um álbum chamado "Flashback". Com muito yeah yeah e woah oh, Diego, Pedro, Bruno, Danilo e Dave conquistou um grande número de fãs e como nem tudo é como queremos, teve também seus haters. Muitas vezes comparados com os garotos do Restart, por chegarem a mídia quase "juntos", a banda apostou em um estilo totalmente diferenciado, deixando de lado guitarras, bateria, baixo e dando lugar ao sintetizador.
Este ano, a banda está de volta as prateleiras com "Boombox Arcade" e sim, esta é nossa review. Vamos conferir? Dá um clique em "Continue Lendo"!

1. #emchoque
nota: 7/10
Logo de cara, a banda já mostra a que veio: eles querem te fazer dançar, ironizar o "whoa oh", grudar um refrão na sua cabeça e te assustar com sua nova sonoridade. Ficou em choque? Acho que o único fator negativo em "Em Choque" é sua letra, isso é tudo.

2. Top Models
nota: 10/10
É David Guetta? Uma demo vazada do Cobra Starship? Não, não, é Cine mesmo. A faixa "Top Models" tem a missão de reforçar o que já vimos com "Em Choque", porém com um diferencial: é melhor, mais interessante e tem uma letra decente, olha só que legal!


3. Seguir O Sol (ft. Volk)
nota: 3/10
Essa foi minha segunda grande decepção com o "Boombox Arcade", eu já acompanho o trabalho da Banda Volk há algum tempo, conferi a parceria deles com Cine e Sevenlox em "Dance", mas "Seguir O Sol" é enjoativa, repetitiva e qualquer outra coisa terminada com "iva" que sugira algo ruim. O instrumental é bom.

4. Mais e Mais
nota: 6/10
Desta vez, vou contradizer o que eu mesmo disse no início do post. "Mais e Mais" tem bateria, guitarra, baixo, refrão grudento. Na letra desta faixa, a banda diz coisas como "Só por isso eu canto, eu te quero tanto", "tonight i'll party" e "é só uma fase que já vai passar", já não preciso mais dizer muita coisa.

5. Royal
nota: 9/10
Essa é para mim uma das melhores do álbum e levando em conta o conceito de Katy Perry sobre música pop não precisar salvar o mundo, podemos gostar mais ainda de "Royal". O destaue desta faixa fica para a técnica 'non-stop' que começa em 8-bit durante a transição de "Mais E Mais" para "Royal". Desta vez, a banda admite a arte de grudar versos em sua cabeça no trecho de duplo sentido "se ela já veio aqui, com certeza sabe o refrão".

6. Estrelas ou Marte?
nota: 5/10
Posso estar falando besteira, mas a introdução desta faixa me lembrou Daft Punk, falei. Seu instrumental traz mais uma vez o 8-bit e em sua letra, a banda avisa que hoje eles vão voar, fala sobre o universo e te leva mais uma vez a um universo dançante que começa e termina falando sobre amor. Um fator negativo para mim é quando o vocalista intercala parte da música com a frase "Baby I got go", o mesmo recurso de misturar inglês com português deu certo em "Top Models" [faixa 2], mas desta vez, sôou como uma versão pop masculina de Luciana Gimenez.

7. Nunca Ninguém Morreu de Amor (ft. Sevenlox)
nota: 10/10
Primeiramente, que título enorme é esse?! Enfim, essa música é boa e as rimas dos caras do Sevenlox me lembraram de "Magic" do B.O.B. com Rivers Cuomo. A faixa tem sido especulada como próximo single do álbum e caso seja verdade, fará um bom trabalho. Sua letra não é das piores e nunca ninguém morreu por escutar Cine, então não custa nada dar uma conferida. 

PS.: A faixa 7 é extremamente viciante.

8. Reset (ft. Buchecha)
nota: 6/10
Sabe a participação desnecessária de Kanye West no remix de "E.T.", da Katy Perry? Então... não sei qual seria a intenção da banda com essa faixa, mas é fato que sem Buchecha, essa faixa seria exatamente igual, porém sem aquele vocal tenso que repete pequenos versos durante a faixa. Acho que uma parceria com a Restart seria mais interessante.

9. Girlfriend
nota: 404 Error Not Found
Pausa para ir no banheiro, galera! Isso parece Sampa Crew, eu hein...

10. Tilt!
nota: 10/10
Essa é A melhor faixa do álbum. Com um clima mais obscuro, "Tilt!" tem uma letra legal, uma batida incrível e eu arriscaria dizer que é uma versão 2.0 de "T.R.N.E." [ouça aqui!], bom, ela é ótima e volta a nos animar após a Sampa Crewzada acima.

11. Be Like Us (ft. Sevenlox)
nota: 8/10
Sabe o LMFAO? Não tenho dúvidas de que influenciaram a banda nesta faixa. "Be Like Us" é a segunda parceria da banda com a Sevenlox no álbum "Boombox Arcade" e em algumas partes, supera "Nunca Ninguém Morreu de Amor", entre essas partes, dou destaque para os efeitos utilizados no refrão. Ah, prefiro Sevenlox cantando apenas em inglês.

12. Seu Show (ft. Manu Gavassi)
nota: 3/10
Essa faixa é tão Perlla, minha maior decepção com o álbum. Ganhou três pontos pelo instrumental.


13. Casino
nota: 8/10
Nesta faixa, a banda apresenta o conceito do novo álbum, que seria envolvido com games. Seu instrumental também é um dos melhores do álbum, inclue trechos em violão e deverá ser um ponto forte nos próximos shows da banda.

14. Esse Aqui É Mais Um (Sonho) [ft. Jay Vaquer]
nota: 10/10
Jay Vaquer se misturando com essa galerinha teen badalada? Não tinha como dar errado e após re-escutar "Esse Aqui É Mais Um Sonho", passo a rever meu conceito sobre "Tilt!". A faixa fecha o "Boombox Arcade" afirmando que esse é mais um sonho da banda, posso dizer que essa é sem dúvidas a melhor parceria do álbum. Alerta: dubstep detectado!

É isso aí, gente! Ouça o "Boombox Arcade" aqui.

REVIEW: Banda Cine - "Boombox Arcade" REVIEW: Banda Cine - "Boombox Arcade" Reviewed by Guilherme Tintel on 11/26/2011 04:48:00 PM Rating: 5