Depois de um bug na transmissão do DC Fandome, que liberou o teaser antes da hora, finalmente podemos assistir a primeira prévia de "The Batman", longa estrelado por Robert Pattinson Zoë Kravitz. Eles tão chegando, galera!


Previsto para 2021, "The Batman" é mais uma aposta da DC Comics em um universo paralelo nos cinemas, após o sucesso de "Coringa". Com direção de Matt Reeves ("Planeta dos Macacos"), o filme traz Zoë Kravitz como Mulher-Gato, Paul Dano vive Charada, Colin Farrell o Pinguim e John Turturro como Carmine Falcone.

Além do cinema, o filme abrirá portas para a TV. Uma série policial situada em Gotham está sendo desenvolvida pelo próprio Matt Reeves e possui roteiro de Terence Winter. Rumores também apontam para uma segunda série, desta vez protagonizada pela Mulher-Gato. Ambas as produções são do HBO Max.
Em meio aos diversos anúncios e trailers divulgados neste sábado (22) no DC Fandome, ainda houve espaço para um painel surpresa e junto dele um anúncio: um filme em live-action do personagem Super Choque está em negociações! A tentativa de levar o personagem aos cinemas é antiga, mas parece que agora vai. 

Com sua primeira aparição nos quadrinhos em 1993, Virgil Ovid Hawkins conquistou o público, principalmente o brasileiro, na série animada "Super Choque", no início dos anos 2000. A série acompanhou a adolescência de Virgil e promoveu encontros bacanas com Superman, Batman e outros membros da Liga da Justiça.

Como a produção ainda está em negociações, não há qualquer previsão de quando a adaptação será lançada nos cinemas. Outra dúvida que fica é se "Super Choque" será integrado no mesmo universo de Liga da Justiça ou se terá um universo próprio visto que a DC e Warner estão apostando em multiversos, ao invés de conectar todas suas produções.
Finalmente o momento que todos estavam esperando chegou. O primeiro trailer da versão de Zack Snyder para "Liga da Justiça" foi liberado na rede mundial de computadores neste sábado (22) e, como esperado, é completamente diferente da versão apresentada em 2017. O vídeo foi divulgado em primeira mão durante o DC Fandome.


Somente com um teaser, dá pra perceber o porquê dessa versão ser necessária existir. É outro filme que veremos em 2021, no HBO Max. São incontáveis as discrepâncias entre as duas versões, que vão desde cenas totalmente diferentes e momentos completamente novos que foram descartados no corte para o cinema. 

A versão de Zack Snyder vendo sendo pedida desde o lançamento de "Liga da Justiça", em 2017, após a recepção negativa do público. Snyder, é claro, contribuiu para que os fãs ficassem com mais vontade de assistir sua versão ao publicar nas redes ideias que foram descartas da produção. Membros do elenco também haviam confirmado a existência do "Snyder Cut".

A produção de "Liga da Justiça" foi totalmente conturbada. Em meio as gravações, Joss Whedon foi chamado para reescrever algumas cenas pois o estúdio as achava sombria demais. Tudo piorou quando Snyder se afastou após a morte de sua filha, o que resultou com que Whedon assumisse a direção. O resultado foi um filme com dois tons totalmente diferentes e uma sensação de que muita coisa estava faltando.
Um dos painéis mais aguardados do DC Fandome deste sábado (22), "O Esquadrão Suicida" contou com uma brincadeira de entre os membros do elenco, mas o destaque ficou para a revelação de quem é quem no longa-metragem em um pequeno teaser. Os papéis dos novos atores integrados ao elenco estavam sendo guardados a sete chaves.


Não somente a revelação dos personagens, pudemos ver pela primeira vez o visual de todos os vilões. É tudo bem colorido e diferente, propositalmente desconjuntado, assim como a equipe deve ser em tela. Só que o visual deixou um gostinho de quero mais, não é mesmo?

Previsto para 2021, "O Esquadrão Suicida" não deve ser uma sequência direta do longa-metragem de David Ayer, mas traz de volta Arlequina (Arlequina), Capitão Bumerangue (Jai Courtney) e Rick Flag (Joel Kinnaman). Entre as novas adições, temos Alice Braga como Solsoria e Idris Elba como Sanguinário.
Durante o primeiro painel de "Mulher-Maravilha 1984" no DC Fandome, neste sábado (22), os fãs puderam fazer perguntas ao elenco e Patty Jenkins e mostrar suas fanarts, mas a cereja do bolo ficou para a divulgação do segundo trailer da produção. No vídeo, finalmente pudemos ver o visual final de Cheetah.


Apesar do grande destaque do trailer ser Kristen Wiig, repararam que o trailer não apresenta qualquer data de lançamento? As últimas artes promocionais da produção também estão sem data, o que leva a crer que o filme, previsto para outubro, deve sofrer mais um adiamento. Felizmente.

"Mulher-Maravilha 1984" irá trazer de volta Steve Trevor, interpretado por Chris Pine. A volta do personagem traz mistério para a trama, visto que ele morreu no primeiro longa-metragem da heroína, estreado em 2016. De qualquer modo, esta é somente uma das diversas subtramas que o filme irá trazer, né? A gente tá louco para saber como será a relação de Diana com Cheetah (Kristen Wiig) e Max Lord (Pedro Pascal).
Após a denúncia de Ray Fisher, que alegava abuso de poder de Joss Whedon no set de "Liga da Justiça", a Warner abriu uma investigação interna para apurar o caso. A informação foi divulgada pelo próprio Fisher no Twitter, nesta quinta-feira (20).

"Após cinco semanas de entrevistas com membros da equipe e elenco, a Warner iniciou uma investigação interna para chegar a cerne do ambiente tóxico e abusivo durante a regravação de 'Liga da Justiça'. Isso é um avanço enorme. Acredito que a investigação irá mostrar que Geoff Johns, Joss Whedon, Jon Berg e outros abusaram de seu poder durante a fusão da AT&T e Warner", disse.

Na primeira semana de julho, o ator afirmou nas redes sociais que o diretor foi "nojento, abusivo, sem profissionalidade e completamente inaceitável". A denúncia ainda alegou que a conduta de Whedon no set tinha apoio de ninguém menos que o Presidente da DC Entertainment, Geoff Johns, e do produtor Jon Berg.

As falas de Fisher foram suficiente para que um segundo rumor sobre a conduta de Whedon chegasse ao público. De acordo com Grace Randolph, criadora do canal Beyond The Trailer, o diretor teria forçado Gal Gadot a gravar a polêmica cena em que o Flash (Erza Miller) cai sobre Mulher-Maravilha. No fim, a atriz não aceitou gravar, o que resultou no uso de uma dublê de corpo - que explica porquê não vemos o rosto da atriz nessa cena.

Já o fotógrafo Jason Laboy acrescentou que Whedon ainda ameaçou a dublê caso ela não gravasse tal cena. Curiosamente, há uma cena similar em "Vingadores: Era de Ultron" em que Mark Ruffalo cai sobre Scarlet Johansson.

A produção de "Liga da Justiça" foi totalmente conturbada. Em meio as gravações, Joss Whedon foi chamado para reescrever algumas cenas pois o estúdio as achava sombria demais. Tudo piorou quando Snyder se afastou após a morte de sua filha, o que resultou com que Whedon assumisse a direção. O resultado foi um filme com dois tons totalmente diferentes e uma sensação de que muita coisa estava faltando.