Passou rápido, não é mesmo? Há três anos, Pabllo Vittar, Anitta e Major Lazer lançavam o icônico videoclipe de "Sua Cara". O vídeo rendeu uma briga entre as cantoras que demoram para fazer as pazes - o selo de paz aconteceu há alguns meses, memes dos mais diversos e quase meio bilhão de visualizações no YouTube.

Com verso chiclete e batida viciante, a canção e videoclipe se tornaram um verdadeiro marco na música pop brasileira. "Sua Cara" fez um sucesso estrondoso na época. O videoclipe, que foi gravado em Marrocos (!!!), chegou a bater mais rápido o recorde de um milhão de likes no YouTube e somou 20 milhões de visualizações em 24 horas. Um verdadeiro smash hit. Bora relembrar?


Pouco tempo depois da estreia de “Sua Cara”, Anitta e Pabllo Vittar se desentenderam após especulações sobre os gastos para a execução do videoclipe. Em abril deste ano, entretanto, durante sua live, Pabllo dedicou a canção para Anitta: "se estiver assistindo, um beijo, rapariga!”. Parece que a paz foi finalmente selada.

Indicada na categoria "Melhor Fusão/Interpretação Urbana" do Grammy Latino, a canção faz parte do EP "Know No Better", do trio Major Lazer, lançado em junho de 2017, e posteriormente integrou o disco "Major Lazer Essentials", em 2018. Além da parceria com as cantoras brasileiras, "Know No Better" também traz nomes como Camila Cabello, J. Balvin e Travis Scott.

"Sua Cara" foi a segunda parceria musical entre Pabllo Vittar e Diplo. A dupla se juntou pela primeira vez para a faixa "Então Vai", presente no disco de estreia da drag queen, "Vai Passar Mal". Diplo já conhecia a cantora graças a "Open Bar", o primeiro sucesso de Pabllo e versão jeitinho-brasileiro de “Lean On”. DJ, toca o som!

Dois dos maiores nomes da cultura pop da atualidade, Issa Rae ("Insecure") e Jordan Peele ("Corra!") vão se juntar para produzir um filme de ficção científica que já merece sua atenção: "Sinkhole". Issa, além de produzir, também irá estrelar o longa-metragem. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (29) pelo Deadline.

"Sinkhole" é baseado em um conto de Leyna Krow (é possível ler na íntegra, em inglês, aqui) e sua adaptação foi disputada por mais de 10 estúdios de cinema. No fim, o longa-metragem vai chegar pelo selo da Universal Pictures, entretanto não há qualquer previsão para o seu lançamento.

O último trabalho de Issa Rae é o excelente "Um Crime Para Dois", estrelado também por Kumail Nanjiani. Na trama, os personagens de Issa e Kumail estão em uma crise e resolvem se separar. Porém, a separação é deixada momentaneamente em segundo plano quando se envolvem em um assassinato e precisam correr atrás de sua inocência.

Após "The Politican" e "Hollywood", Ryan Murphy está prestes a trazer sua terceira série original Netflix e é claro que a produção será estrelada por mais uma figurinha carimbada do produtor. Sarah Paulson dará vida a Mildred Ratched - sim, a mesma de "Um Estranho no Ninho", em "Ratched", série que chega ao serviço de streaming no dia 15 de setembro. Judy Davis ("Feud") também se integra ao elenco.

A data de lançamento da série foi divulgada pela própria Netflix. Além do anúncio, quatro imagens foram divulgadas e já dá pra ficar animado com o que está por vir.


Situada em 1947, "Ratched" servirá como uma prelúdio para "Um Estranho no Ninho". Na série, iremos acompanhar toda a trajetória de Mildred para que ela se torne a personagem conhecida no filme estrelado por Jack Nicholson. Além de Paulson e Davis, Finn Wittrock, Sharon Stone e Amanda Plummer também fazem parte do elenco.
Madonna poderia estar divulgando o remix “Levitating”, de Dua Lipa, mas resolveu publicar no Instagram, nesta terça-feira (28), um vídeo da médica Stella Immanuel defendendo o uso da hidroxicloroquina, medicamento que já comprovou ineficácia contra o COVID-19. Donald Trump também já compartilhou um vídeo da mesma médica.


Na legenda do vídeo, a cantora usa argumentos que parecem ter surgido de uma corrente do WhatsApp. Madonna alega que "a verdade nos libertará, mas algumas pessoas não querem ouvir, especialmente as pessoas no poder que ganham dinheiro nessa corrida por uma vacina. (...) Preferem deixar as pessoas ricas mais ricas e as pessoas pobres mais pobres".

Até o momento da publicação desta matéria, o vídeo divulgado por Madonna segue no ar. Esta é a segunda tentativa da cantora de publicar o vídeo, já que na primeira o vídeo acabou sendo deletado. Por se tratar de uma informação falsa, o Instagram ocultou a publicação, mas ainda é possível assistir ao vídeo. Não iremos trazer o link para não propagar mais desinformação.

Logo nos primeiros meses de pandemia, Madonna, inclusive, revelou que testou positivo para anticorpos contra o COVID-19. Ela explicou ao fim da turnê de "Madame X" em Paris, por volta de março, sentiu que estava com uma gripe forte, mas aparentemente já se tratava do novo coronavírus devido a testagem positiva.

Importante ressaltar que um estudo brasileiro, publicado no "The New England Journal of Medicine", chegou a conclusão de que a hidroxicloroquina não tem eficácia em casos leves e moderados do COVID-19. O estudo, liderado pelo grupo "Coalizão COVID-19", analisou 600 participantes que foram atendidos em 55 hospitais do país.

Ainda no início de julho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que não encontrou qualquer "benefício claro" aos pacientes diagnosticados com COVID-19. O diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, explicou que "nos nossos estudos observacionais, não vimos nenhuma mudança positiva entre aqueles que tomaram o medicamento".

Dados desta terça-feira aponta que no Brasil, mais de 88 mil pessoas perderam suas vidas devido ao novo coronavírus e o país beira e 2,5 milhões de casos. Entre os estados, São Paulo lidera no número de casos (487.654) e óbitos confirmados (21.676).
A quarentena pode até ter obrigado a maioria dos artistas a diminuírem o ritmo de seus projetos, com a pausa na agenda de shows e impossibilidade de idas a estúdios de gravações para trabalharem em novas músicas e videoclipes, mas para aqueles que já estavam familiarizados com as produções caseiras e através de redes sociais, a conversa foi outra e o período só fez se tornar mais produtivo, como é o caso do paulista MC Niack.

Dono da música mais ouvida do Brasil atualmente pelo Spotify, o funkeiro por trás do hit “Na raba toma tapão” desbancou o supertime de Anitta, MC Zaac e Tyga, juntos em “Desce pro play”, e nesta segunda (27) emplacou seu segundo sucesso na parada nacional da plataforma, “Oh Juliana”.


Com produção do DJ Léo da 17 e Two Maloka, ambos parte da Ritmo dos Fluxos, a música, feita à distância, segue a estética do funk rave, tendência pré-quarentena nos bailes de São Paulo, e, com composição do próprio Niack, canta sobre Juliana, a “ruivinha do rabetão” que não deixa claro quais são as suas intenções com a persona do cantor na música.

O que Juliana quer com Niack, não sabemos, mas temos certeza que as intenções dos ouvintes brasileiros com o funkeiro são as melhores possíveis. Isso porque, além da música nº1, o artista mantém ainda o hit “Na raba toma tapão” na terceira posição da mesma lista e, de quebra, tornou ambas as canções trilhas dos famosos challenges pelo TikTok. Maior exposição, impossível.

BLACKPINK irá lançar o seu primeiro álbum completo em outubro e começou a preparar o terreno com lançamentos mensais já neste mês com "How You Like That". Em agosto, uma nova canção será revelada e contará com a participação de ninguém menos que Selena Gomez. As informações são do portal sul-coreano MyDaily.

As cantoras de "Kill This Love" anunciaram uma misteriosa parceria na última quarta-feira (22) e fãs especularam diversos nomes, entre eles Ariana Grande e até mesmo Pabllo Vittar. No fim, acabou sendo uma parceria ainda mais inusitada, não é mesmo? A confirmação da parceria deve acontecer em breve pela YG Entertainment, gravadora responsável pelas meninas.

Previsto para o dia 2 de outubro, "The Album" será o primeiro disco do BLACKPINK após quatro anos de singles e mini-álbum. Antes do lançamento do disco, o grupo deve lançar mais alguns singles promocionais. Ansiosos?