Mostrando postagens com marcador michael jackson. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador michael jackson. Mostrar todas as postagens
O documentário “Leaving Neverland”, sobre Michael Jackson e as acusações de abuso que rodearam seu nome e carreira, continua sendo motivo de discussões e, neste ano, pode trazer uma mudança para a premiação da MTV americana, VMA, por conta do prêmio Michael Jackson de Artista Vanguarda.

O nome do prêmio surgiu no fim dos anos 80, quando o próprio Michael foi homenageado pela primeira vez e, desde então, artistas considerados importantes para a indústria pelo legado deixado com suas obras vêm sendo homenageados em nome dele que foi um dos maiores artistas pop da história.

Com os debates sobre o documentário, entretanto, para a emissora pode ser arriscado assumir seu nome numa posição de homenagem, reconhecimento, de forma que, como conta o Page Six, a produção estuda a mudança do nome ou, numa decisão mais brusca, o fim do prêmio, que nos últimos anos foi entregue a Jennifer Lopez (2018), P!nk (2017), Rihanna (2016) e Kanye West (2015).

Uma possibilidade fora de questão seria a substituição do nome de Michael Jackson para algum outro artista, feminino talvez, mas não pudemos deixar de pensar nesta ideia e, quem sabe, a inauguração de um Charli XCX ou Carly Rae Jepsen Video Vanguard Award. Seria tão icônico quanto.

Para este ano, alguns dos artistas cogitados para receber o prêmio são Katy Perry, Missy Elliott e Christina Aguilera.

Na segunda-feira (10), os indicados ao American Music Awards — ou AMA, para os mais chegados — foram revelados durante o programa matinal Good Morning America e o cantor Drake é o que mais aparece na lista! Ele não só recebeu TREZE indicações, como também quebrou o recorde de Michael Jackson, que há 32 ANOS tinha recebido onze indicações em uma única edição da premiação. Em segundo lugar, vem Rihanna, com sete indicações, seguida por Adele e Justin Bieber, ambos com cinco cada.

ARTISTA DO ANO
Adele
Beyoncé
Justin Bieber
Drake
Selena Gomez
Ariana Grande
Rihanna
Twenty One Pilots
Carrie Underwood
The Weeknd

ARTISTA REVELAÇÃO
Alessia Cara
The Chainsmokers
DNCE
Shawn Mendes
ZAYN

COLABORAÇÃO DO ANO
The Chainsmokers - "Don’t Let Me Down (feat. Daya)"
Drake - "One Dance (feat. Wizkid & Kyla)"
Fifth Harmony - "Work From Home (feat. Ty Dolla $ign)"
Rihanna - "Work (feat. Drake)"
Meghan Trainor - "Like I’m Gonna Lose You (feat. John Legend)"

TURNÊ DO ANO
Beyoncé
Madonna
Bruce Springsteen & the E Street Band

VÍDEO DO ANO:
Justin Bieber - "Sorry"
Desiigner - "Panda"
Rihanna - "Work (feat. Drake)"

MELHOR ARTISTA MASCULINO – POP/ROCK
Justin Bieber
Drake
The Weeknd



MELHOR ARTISTA FEMININA – POP/ROCK
Adele
Selena Gomez
Rihanna

MELHOR DUO OU GRUPO – POP/ROCK
The Chainsmokers
DNCE
Twenty One Pilots




MELHOR ÁLBUM – POP/ROCK
Adele - "25"
Justin Bieber - "Purpose"
Drake - "Views"

MELHOR MÚSICA - POP/ROCK
Adele - "Hello"
Justin Bieber - "Love Yourself"
Drake - "One Dance (feat. Wizkid & Kyla)"

MELHOR ARTISTA MASCULINO – COUNTRY
Luke Bryan
Thomas Rhett
Blake Shelton

MELHOR ARTISTA FEMININA – COUNTRY
Kelsea Ballerini
Cam
Carrie Underwood

MELHOR DUO OU GROPO – COUNTRY
Florida Georgia Line
Old Dominion
Zac Brown Band

MELHOR ÁLBUM - COUNTRY
Luke Bryan Kill the Lights
Chris Stapleton Traveller
Carrie Underwood Storyteller

MELHOR MÚSICA - COUNTRY
Florida Georgia Line - "H.O.L.Y."
Tim McGraw - "Humble And Kind"
Thomas Rhett - "Die A Happy Man"




MELHOR ARTISTA – RAP/HIP-HOP
Drake
Fetty Wap
Future

MELHOR ÁLBUM – RAP/HIP-HOP
Drake - "Views"
Drake & Future - "What A Time To Be Alive"
Fetty Wap - "Fetty Wap"

MELHOR MÚSICA – RAP/HIP-HOP
Desiigner - "Panda"
Drake - "Hotline Bling"
Fetty Wap - "679"

MELHOR ARTISTA MASCULINO – SOUL/R&B
Chris Brown
Bryson Tiller
The Weeknd



MELHOR ARTISTA FEMININA – SOUL/R&B
Beyoncé
Janet Jackson
Rihanna

MELHOR ÁLBUM – SOUL/R&B
Beyoncé - "Lemonade"
Rihanna - "Anti"
Bryson Tiller - "T R A P S O U L"

MELHOR MÚSICA – SOUL/R&B
Drake - "One Dance (feat. Wizkid & Kyla)"
Rihanna - "Work (feat. Drake)"
Bryson Tiller - "Don’t"

MELHOR ARTISTA - ROCK ALTERNATIVO
Coldplay
Twenty One Pilots
X Ambassadors




MELHOR ARTISTA - ADULTO CONTEMPORÂNEO
Adele
Rachel Platten
Meghan Trainor

MELHOR ARTISTA - LATINO
J Balvin
Enrique Iglesias
Nicky Jam

MELHOR ARTISTA - CONTEMPORÂNERO INSPIRACIONAL
Lauren Daigle
Hillsong UNITED
Chris Tomlin



MELHOR ARTISTA - MÚSICA ELETRÔNICA/DANCE (EDM)
The Chainsmokers
Calvin Harris
Major Lazer

MELHOR TRILHA SONORA
Purple Rain
Star Wars: The Force Awakens
Suicide Squad: The Album

A premiação acontece em Los Angeles, no dia 20 de novembro, às 23:00 (horário de Brasília) e será transmitida pela ABC nos Estados Unidos e pela TNT no Brasil. 


Will.i.am revelou que tem vários materiais não-lançados de Michael Jackson, Britney Spears, Beyoncé e outros. Calma, vamos devagar, é muita informação pra digerir. Bom, como o mesmo já produziu músicas desses artistas, não é algo "fora do normal" ele ter alguns materiais exclusivos guardados, né? Mas a dúvida que fica é: será que ele compartilha?

"Eu tenho um disco rígido cheio de músicas," o líder do Black Eyed Peas disse ao Digital Spy, acrescentando, "Quando eu trabalho com artistas, nós gravamos e escrevemos cerca de 7 músicas, até chegar ao resultado desejado, isso significa que as outras 6 também são boas. Talvez duas dessas sejam realmente boas, mas talvez as outras precisem apenas de um pequeno ajuste."

Will.i.am também disse ter pastas com músicas de artistas como Whitney Houston, Mariah Carey e Rihanna em seu computador. Como mentor do The Voice UK, quem sabe ele não chame algum dos artistas do seu time para cantar uma música de uma dessas pastas misteriosas para o próprio lançamento.

"Elas estão no meu disco rígido, alguém tem que pegá-las."

Vocês conseguem imaginar um artista novo cantando uma música feita para e por esses artistas?

Mate a saudade do Black Eyes Peas assistindo o vídeo abaixo:




Do Netflix ao Spotify, além de outras empresas como VEVO, Apple Music, Tidal, entre outras, os streamings provaram serem o futuro do entretenimento na era digital e, musicalmente, os efeitos de sua ascensão têm sido cada vez maiores.

Mesmo que mantenha a antipatia de alguns artistas que não concordam com todos os seus termos, como Taylor Swift, Björk e Adele, os streamings passaram, desde a última segunda-feira (01), a serem contabilizados para a entrega de certificados de vendas, reconhecendo, a partir de agora, álbuns que talvez não se saiam bem fisicamente, mas rendam bons números pelo consumo legal digital, como tem se tornado cada vez mais frequente.

Nesse novo formato, reconhecido pela Recording Industry Association of America (aka RIAA), as somas serão semelhantes ao impacto dos streamings em paradas como a Billboard Hot 200 e UK Albums Charts, com 1,500 audições sendo contabilizadas como a venda de um disco completo e 150 audições sendo equivalentes ao download de uma faixa individual.


Com essa atualização, divulgaram também uma lista de discos que agora possuem certificados de ouro e platina, e, sem grandes surpresas, alguns dos principais sucessos em plataformas como o Spotify foram reconhecidos, incluindo o “Beauty Behind The Madness”, do cantor The Weeknd, e “To Pimp A Butterfly”, do Kendrick Lamar.

Algumas das revelações dos últimos anos, como alt-J, Hozier, Halsey, Elle King, Shawn Mendes e Vance Joy também receberam novos certificados, assim como a banda Coldplay e a invejável marca de Michael Jackson, que conquistou 32 certificados de “multi-platina” pelo álbum “Thriller” (1982).

Confira abaixo a lista completa:


Alt-J, An Awesome Wave (Atlantic Records): Ouro 
Big Sean, Dark Sky Paradise (Def Jam Recordings): Platina 
Brett Eldredge, Bring You Back (Atlantic Nashville): Ouro
Coldplay, Ghost Stories (Atlantic/Parlophone): Platina
Elle King, Love Stuff (RCA): Ouro
Fifth Harmony, Reflection (Epic): Ouro
Halsey, Badlands (Astralwerks): Ouro 
Hozier, Hozier (Columbia): Platina
Kendrick Lamar, To Pimp a Butterfly (Top Dawg Entertainment/Interscope): Platina
Michael Jackson, Thriller (Epic/Legacy): 32X Multi-Platina
Miranda Lambert, Platina (RCA Nashville): Platina
Romeo Santos, Fórmula Vol. 2 (Sony Latin): 11X Diamante/RIAA Latin G&P Program
Sam Hunt, Montevallo (MCA Nashville): 2X Multi-Platina
Shawn Mendes, Handwritten (Island Records): Platina
The Weeknd, Beauty Behind the Madness (XO/Republic Records): 2X Multi-Platina
Vance Joy, Dream Your Life Away (Atlantic Records): Ouro
Wale, Ambition (Atlantic Urban): Ouro

A nova atualização da RIAA vem em resposta ao lançamento do último disco da Rihanna, “ANTI”, que começará a contabilizar suas vendas físicas na próxima sexta-feira, 5 de fevereiro, mas ultrapassou a marca de 1,400,000 de downloads no dia de seu lançamento, graças a uma campanha de distribuição gratuita do Tidal, em parceria com a Samsung.


Os números exorbitantes da hitmaker de “Love On The Brain”, entretanto, não foram vistos com bons olhos pela revista Billboard, que se recusou a contabilizar os cerca de 1,000,000 de downloads gratuitos, afirmando que “certas tendências não serão seguidas” por eles. A controvérsia nos lembra de quando a mesma revista também se posicionou contra Lady Gaga e seu “Born This Way” que, na época de lançamento, vendeu mais de 400 mil cópias pelo valor promocional de US$0,99, numa ação com a Amazon.

Será que, com esse novo passo na indústria americana, artistas tão chegados em recordes, como Taylor e Adele, se renderão aos serviços de streamings? Acompanhemos.

phone10.gif (1278×538)
— Me ouvir pelo Spotify? Opa!
THE ONE AND ONLY Michael Jackson continua entre nós por tudo o que fez em vida e o videoclipe mais marcante de toda a sua carreira e, por que não?, um dos mais importantes de toda a cultura pop, “Thriller”, contou com o anúncio de um relançamento para 2015, mas pode ficar tranquilo, pois não se trata de nenhum remake daqueles que acabam com o material original no que deveria ser uma homenagem e sim uma readaptação do vídeo para as tecnologias atuais.

Ainda não entendeu? Então deixa a gente ser mais claro. Segundo o diretor de “Thriller”, John Landis, a produção tem sido trabalhada para um relançamento em 3D, previsto pra ser exibido em cinemas e Blu-Ray pelo próximo ano. :D
Antes de mais nada, é muito importante assegurar que você tenha ouvido "One More", a parceria entre Elliphant e MØ é um dos melhores encontros musicais que 2014 poderia ter nos proporcionado. Ah, e também tem o stream do jazzístico Cheek to Cheek e a faixa nova da Jessie Ware. O que mais? Saberemos agora. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui e seja feliz.
Falta pouco pro Video Music Awards desse ano, que acontece no dia 24 de agosto em Los Angeles, mas ao longo de 30 anos de história, temos muito a relembrar sobre o VMA. A premiação ainda é uma das mais populares ao redor do mundo e tem um apelo gigantesco entre jovens e adultos, maior ainda do que grandes award shows como o Emmy ou o Grammy. Parte desse sucesso se deve ao fato de que o VMA nos proporcionou alguns dos momentos mais icônicos da cultura pop das últimas três décadas e é isso que vamos recapitular agora!

A internet não está pronta para algo assim! Conhecido por seus mashups e remixes pela rede mundial de computadores, há pouco o produtor Robin Skouteris anunciou por suas redes-sociais que não estava muito animado com as músicas de Lady Gaga e o álbum "ARTPOP", mas bastou escutar seus instrumentais para reconhecer a qualidade de suas produções.

Aproveitando o seu talento como produtor de mashups, Skouteris foi então além e prometeu uma série de mashups da cantora com trabalhos de ninguém menos que o Rei do Pop, Michael Jackson, e eis que o material inédito já está entre nós.

Em vez de apenas alguns mashups, Skouteris, produziu um disco completo de mashups de Michael Jackson com o último álbum de Lady Gaga, resultando no projeto intitulado "The King of artPOP", e MEU. DEUS. DO. CÉU. Que mistura é essa, gente?

Confira abaixo um megamix e stream completo do material:



YASSSS! "The King of artPOP" foi disponibilizado para download gratuito, com todas as suas faixas individuais, e a tracklist é esta coisa inusitadamente linda que você pode dar uma olhada a seguir. Se o stream sair do ar, recomendamos que baixe e ouça o disco o quanto antes. Tá demais mesmo.


TRACKLIST:
1. Intro
2. BEATiCURE <<<< SLAAAY, LIL' MAMA!
3. Do What U Want With My World
4. Screaming G.U.Y. (feat. Janet Jackson)
5. Dangerous Venus
6. Rock Dreams
7. Give In To Mary Jane
8. Remember The ArtPop Times
9. Fashion Jean
10. Dirty Applause

Faixas bônus:
11. Monsters (Feat. 50 Cent)
12. Do What U Want With My World (Club Mix)
13. The King Of ArtPop Megamix

[D/L]

Sendo Michael Jackson uma das maiores influências de Gaga, é provável que ela pire bastante caso o projeto chegue aos seus ouvidos, né? Tá arte, tá pop, tá dançante. Libertou nossa mente e fez nosso coração parar. Rs.

Todo fã de música pop ama acompanhar charts musicais e hoje é o dia de conferir os artistas que mais se destacaram nas paradas de sucesso norte-americanas no Billboard Music Awards.

Entre os principais indicados desse ano, o destaque fica para Miley Cyrus, Justin Timberlake e Katy Perry. Além deles, ainda temos o Milestone Award que vai premiar o artista mais inovador do ano passado entre OneRepublic, Carrie Underwood e a nossa amada Ellie Goulding! Para fechar a noite, a eterna Jenny From the Block será homenageada com o Icon Award e de quebra, ainda vai ser uma das performances da noite!

As outras apresentações musicais ficarão por conta de Imagine Dragons, Lorde, Jason DeRulo, Ariana Grande, Iggy Azalea, Shakira, entre vários outros convidados. Katy Perry e Miley Cyrus terão performances transmitidas direto de suas respectivas turnês pela Europa e Michael Jackson fará inveja no Tupac do Coachella, renascendo no palco em forma de holograma! Representando o Brasil, teremos Claudia Leitte cantando a música da Copa junto com o Pitbull... melhor que nada, não é mesmo?

O Billboard Music Awards será transmitido pela TNT hoje, a partir das 21h, direto de Las Vegas. Chegou a hora de curtir mais uma noite de música, celebridades e muitos prêmios! \O/

Confira tudo ao vivo pela TNT Brasil ou pelo stream abaixo:

Começaram a divulgação de "Xscape", o segundo álbum póstumo do cantor Michael Jackson, que tem previsão de lançamento para o dia 17 de maio (mas já circula pela internet na íntegra com suas versões demos), e depois de alguns rumores, oficializaram também o fato de "Love Never Felt So Good" ser o primeiro single do material vindouro.

O que poucos sabiam, porém, é que a versão finalizada da música conta com os vocais de ninguém menos que Justin Timberlake, finalmente promovendo o encontro das vozes do Rei e Príncipe do Pop numa só canção. 

No iTunes, uma versão solo do novo single de Michael foi disponibilizada para venda, enquanto a colaboração com Timberlake será utilizada para as rádios, estando presente também na versão deluxe do disco. Ouça:



Ficou bem "Treasure", do Bruno Mars, né? Mas não dá pra reclamar, até porque a música, sendo antiga, veio primeiro, além de cumprir uma fórmula que muitos artistas já utilizavam anteriormente e serviram, inclusive, como inspiração para o Bruninho. A entrada do Justin também ficou bem legal, além da sonoridade se assemelhar bastante ao que ele apresentou em músicas como "Take Back The Night", do seu último álbum.

Promovendo o novo single, aconteceu nesta quinta-feira (01) no iHeart Radio Music Awards a primeira performance televisionada da faixa, que não contou com a participação do Justin (nem do Michael, heheh), mas sim do Usher, que colaborou durante a apresentação apenas dançando. Dá só uma conferida:



O álbum "Xscape" sucede o primeiro álbum póstumo autointitulado de Michael, lançado em 2010, e conta com a produção de nomes como Darkchild, L.A. Reid e Timbaland.

Falta um mês para o lançamento do novo álbum póstumo do Rei do Pop, "Xscape", mas nem do outro lado da vida Michael Jackson conseguiu escapar dos corriqueiros vazamentos e seu novo disco, totalmente composto por versões retrabalhadas de canções descartadas de seus outros álbuns, já está disponível para audição na íntegra pela interwebz — ainda não confirmado se com suas demos ou versões finais.

Com a colaboração de nomes como Stargate, Darkchild, Timbaland, J-Roc e John McClain, "Xscape" é o segundo álbum póstumo de Michael, sucessor do autointitulado lançado em 2001, e conta com oito músicas, além de suas oito respectivas demos na sua versão deluxe. Entre as canções, temos a faixa-título anteriormente divulgada na sua versão demo, "Xscape", além de "Slave to the Rhythm", que há alguns meses chegou a internet numa versão com participação do Justin Bieber.

Confira o álbum na íntegra pelo stream abaixo:



Como brincou um dos nossos leitores pelo Facebook, ele mal foi ressuscitado pela Lady Gaga em "G.U.Y" e já está lançando disco, é assim que a gente gosta. Rs. Ainda não foi confirmado se "Xscape" será ou não trabalhado como um álbum tradicional, contando com singles e videoclipes, mas a gente espera que role sim, afinal, já estão lançando o disco, então que ao menos cumpram com o resto direitinho.

Se quiserem, a gente faz resenha do álbum, viu? Hahahah.

O cantor Michael Jackson pode não estar mais entre nós (teorias dizem o contrário, sabemos), mas suas músicas permanecem tornando seu nome eterno e, enquanto muitos fãs se dizem satisfeitos com o que foi oficialmente lançado pelo Rei do Pop, os produtores que trabalharam com o cara estão sempre em busca de mais.

Depois do sucesso de "Michael", primeiro álbum póstumo do cantor, que foi lançado em 2010 e alcançou o top 5 de álbuns nos Estados Unidos e Reino Unido, sua gravadora anunciou na manhã desta segunda-feira (31) o lançamento de seu novo disco, "XSCAPE".


Com produção de nomes como Timbaland, LA Reid, Darkchild, Stargate, Jroc Harmon e John McClain, o novo álbum póstumo de Michael será composto por dezesseis canções, sendo oito delas novas versões para músicas descartadas do Rei do Pop e as outras oito suas respectivas demos.

Sendo um dos principais nomes por trás do projeto, LA Reid disse estar orgulhoso de ver o CD "XSCAPE" acontecer:
"A música moderna e artística soaria e pareceria completamente diferente se não fossem as grandes contribuições que Michael Jackson nos presentou", disse ele. "Michael deixou pra trás algumas músicas que temos muito orgulho em apresentar pela visão de produtores com quem ele trabalhou diretamente ou expressou o desejo de estar em estúdio. Estamos muito orgulhosos e honrados por apresentar essas músicas ao mundo", completou.
De acordo com um comunicado da gravadora Sony, o novo álbum de Michael Jackson estará disponível para pré-venda no iTunes na próxima terça-feira (1 de abril), sendo oficialmente lançado apenas em maio. Pela internet, já circula uma versão da faixa-título do material, inicialmente produzida para o disco "Invincible", de 2001. 


Justin Bieber, que segue em estúdio trabalhando na composição de seu novo álbum e em novas músicas, nunca escondeu de ninguém que Michael Jackson era sua maior inspiração como artista, seja nos palcos, em estúdio ou na forma com que dança, tanto que essa obsessão gerou uma colaboração pra lá de inusitada e que nos deixou exatamente assim, ao ligarmos nossos computadores nessa sexta-feira:


Ao que tudo indica, Jus10 comprou os direitos de "Slave 2 the Rhythm"  faixa originalmente gravada por Michael Jackson em 1998 e vazada pela primeira vez em 2010 — e trabalhou num remix acrescentando seus vocais por cima do arranjo da música, deixando-a com cara de dueto. Se isso ficou bom? Gente, por incrível que pareça, sim. Jus10 fez um trabalho bem interessante e nadinha irritante, mantendo a letra da original, apenas acrescentando seus vocais e um ritmo mais acelerado, por se tratar de um remix. Tá, pode até ser que muita gente trunfe a cara por conta da estratégia utilizada, principalmente por se tratar de um dueto póstumo e ainda com o maior astro que a indústria musical já teve, mas pedimos, apenas apertem o play e ouçam a música, ao final discutimos:


 (Lembrando que Jus10 Bieber e sua equipe ainda não deram nenhum pronunciamento oficial a respeito do remix, muitos menos se esta faixa será lançada oficialmente)

Logo assim que a faixa vazou, Bieber correu para o Twitter, demonstrando toda sua empolgação e respeito para com Michael Jackson:

"Animado para tudo que está por vir. MJ definiu tudo. Não só por sua música, mas também pela maneira de tratar os fãs. Queria que ele estivesse aqui. Nem sempre tudo isso é fácil, mas é uma bênção. Podemos mudar o mundo. Estou pronto para o desafio. Muitas coisas pela frente! #Grandioso. Amo vocês!"
Então, gente, sintam-se à vontade para darem suas impressões a respeito do dueto póstumo. Aprovado? Rejeitado?

O que pode ser mais épico do que um dueto entre os dois maiores expoentes daquilo que pode ser considerado como um artista de verdade em seu sentido mais completo? Pois bem, os finados rei do pop, Michael Jackson, e o icônico, (aka deus) Freddie Mercury  líder da maior rock band de todos os tempos e em breve ganhará um filme biográfico, que já fez (infelizmente) Sacha Baron Cohen perder um Oscar dado como certo — se uniram lá na década de 80 para um projeto em conjunto, que nunca foi finalizado ou revelado, mas terão essas lindezas trazidas ao público ainda este ano.

A ideia inicial dos dois em 1983, era gravar um álbum em conjunto (meldels, que épico seria isso), porém, a incompatibilidade de agendas e os gostos um tanto quanto excêntricos de Michael incomodaram Freddie e isso acabou não passando de três músicas gravadas, dentro do próprio estúdio de MJ, na Califórnia.

Sobre esses motivos que inviabilizaram a continuação do projeto, o empresário do Queen, Jim 'Miami' Beach, afirmou que eles se gostavam bastante, mas enquanto o processo de gravação rolava, Freddie ficou extremamente incomodado com o lado excêntrico de Michael, que entre outras coisas, levou uma lhama para dentro do estúdio de gravação hahahahahaha!!!!111!:
"Eles se deram muito bem, exceto pelo fato de que um dia eu recebi uma ligação do Freddie me dizendo: 'querido, você pode vir aqui? Você precisa me tirar daqui. Eu estou gravando com uma lhama… e isso pra mim já chega. Quero ir embora.'"
Eu, hein?! Hahahahahahahahahahaha
De acordo com os integrantes remanescentes do Queen, Brian May e Roger Taylor, em entrevista ao The Times, essas canções, gravadas pelos dois gênios musicais e ainda sem nome ou datas de lançamento divulgadas, estão em fase de finalização na gravadora e até o final do ano poderão ser ouvidas.

Alguma dúvida que isso será um absurdo de bom?!



É briga de gente rica, Brasil! Vocês não podem dormir sem saber que o rapper e empresário (muito bem sucedido, diga-se de passagem), Jay-Z, tem mostrado grande interesse pelo rancho do cantor Michael Jackson, apelidado por Neverland. Segundo fontes da revista Now, Jay-Z e Beyoncé teriam visitado o local recentemente e o cara estaria disposto a pagar mais que o valor inicialmente proposto, 28 milhões de dólares, pra fazer de Neverland o ~QG~ da Roc Nation.

Mas o rapper não está nessa sozinho. De acordo com a mesma publicação, a cantora Lady Gaga também deseja muito se tornar dona do lugar, porém, seus planos são bem diferentes do rapper, uma vez que ela planeja abrir a Neverland para o público, como um grande parque ou zoológico (Britfãs também podem entrar?).

Ainda assim, caso Lady Gaga realmente queira ir a frente nessa disputa, ela deverá se desfazer de muitas barras de ouro (que valem mais que dinheiro comum), pois Jay-Z estaria decidíssimo a se tornar o novo proprietário da Terra do Nunca. Michael Jackson já preparou a pipoca pra conferir os próximos capítulos dessa $aga...

http://25.media.tumblr.com/tumblr_m44xyyaGL01rs97fco1_500.gif


Como todos sabem hoje vai acontecer a apresentação de Beyoncé na final do Super Bowl. Confesso que estou muito ansioso para ver o show da morena ex Destiny's Child e espero do fundo do coração que não seja mais do mesmo (ventiladores, medley de hits do passado e 'Single Ladies'). Para aquecer enquanto a noite não chega preparei um Top 5 com as apresentações mais polêmicas, ousadas, emocionantes e gigantescas do evento esportivo.

5 - Janet Jackson e Justin Timberlake (2004)
Nada melhor do que começar essa lista do que com a apresentação mais mamilos polêmica da história do Super Bowl. Tudo corria bem durante o show de Janet Jackson: o cenário era impecável, a coreografia interessante e o look da cantora era babado e confusão. As coisas mudaram quando Justin Timberlake subiu ao palco para cantar seu hit da época 'Rock Your Body'. Ele interagiu com Janet durante toda a música e segundos antes do final apoteótico o popstar segurou na roupa de Janet e acabou retirando 'acidentalmente' parte de seu top deixando à mostra o seio da artista. Muito se discutiu sobre o fato ter sido provocado propositalmente ou se realmente a roupa de Janet se rasgou. Quinto lugar para a dupla Janet e Justin em 2004.




4 - U2 (2002)
Cinco meses depois da tragédia do 11 de Setembro o U2  conduziu uma apresentação emocionante no Super Bowl de 2002. Eles abriram o show com 'Beautiful Day' e prestaram uma homenagem às vitimas dos atentados terroristas que derrubaram as torres gêmeas do World Trade Center no ano anterior. Enquanto tocavam 'Where the Streets Have no Name' uma projeção mostrava os nomes das pessoas que morreram no ataque de 11/09. Ao final, Bono abriu sua jaqueta e revelou a bandeira norte-americana em seu interior. Confiram a performance de 'Where the Streets Have no Name' abaixo:




3 - Aerosmith, N'Sync e Britney Spears (2001)
A apresentação épica de 2001 juntou o melhor do Pop com o melhor do Rock. A abertura ficou por conta do N'Sync que performou o hit 'Bye, Bye, Bye', logo em seguida o Aerosmith entra em cena para fazer uma espécie de mashup ao vivo com a boyband. E fechando a noite com chave de ouro a nossa querida, amada, idolatrada, salve salve Brasil Neide Spears cantou 'Walk this Way'. Merece com certeza o terceiro lugar desse Top 5.

   

2 - Michael Jackson (1993)
O Rei do POP contagiou os seus admiradores no show do intervalo da década de 90. Sua entrada gerou controvérsia entre fãs que discutiram na época se ele usou ou não sósias para aparecer em diferentes pontos do estádio em poucos segundos. Michael cantou um medley de 'Jam', 'Billie Jean' e 'Black or White' e ainda finalizou com um snipet de 'We are the World'. Um artista que fica em silêncio por quase um minuto enquanto todos enlouquecem é digno de respeito. Segundo Lugar para Michael Jackson no Super Bowl de 1993. 


1 - Madonna (2012)
O aguardado comeback da Material Girl aconteceu no evento mais importante da TV norte-americana. Fazendo uma entrada faraônica e interpretando uma Rainha/Divindade egípcia, Madonna surpreendeu a todos com a grandiosidade de sua apresentação. A cantora performou os maiores sucessos de sua carreira: 'Vogue', 'Music', 'Open Your Heart' e 'Like a Prayer' e ainda lançou o single Give me All Your Love do seu então novo disco 'MDNA'. O show do intervalo de 2012 ainda contou com a presença de artistas farofeiros hypados nos charts gringos: LMFAO, Nicki Minaj, MIA e Cee Lo Green dividiram o palco com Madonna e deram nova roupagem aos seus hits. Primeiro lugar merecidíssimo!

 

Menção honrosa


Enquanto não chega a hora de batermos cabelo com a Queen B vamos nos aquecendo com essa montagem babadeira da cantora fazendo a linha Inês Brasil:

O cantor Justin Bieber já está a alguns passos de lançar seu quarto single com o álbum "Believe" e, além disso, também inicia os preparativos para a turnê em apoio ao disco. Numa entrevista ao USA Today, o canadense revelou que tem trabalhado duro pra fazer da Believe Tour uma coisa enorme e revelou também que sua maior inspiração para a mesma é o Rei do Pop, Michael Jackson.
"Nunca me dediquei tanto, porque eu quero que a turnê seja perfeita. Quero que seja inesquecível. Treino com um personal e ensaio diariamente. Quero que as pessoas que irem aos shows pensem: 'Uau! Não esperava por isso'" explicou Jus10. "Tenho assistido a vídeos de show dele sem parar. Quando minha equipe se reúne, sempre nos perguntamos o que ele faria", completou.
Hmm, será que ele consegue? Enquanto o novo single do "Believe", que muitos esperam que seja a ótima "Maria", não é lançado, vocês podem conferir a Timberleiska "Make You Believe", uma das descartadas do novo CD do cantor que vazou essa semana. Entre as descartadas de seu último álbum, Bieber conta ainda com uma parceria com Taylor Swift, que "não se encaixou na proposta do álbum". Ouça "Make You Believe" abaixo:
Na última semana, o novo álbum da Rihanna, "Unapologetic", ~vazou~ umas 15 vezes, porém, nenhum dos tais arquivos realmente eram o sétimo disco da carreira da cantora — encontrei pastas com o "MDNA", outras com o "Born This Way" e até uma com várias "Ragatanga", hahaha —, mas já podemos comemorar porque uma das faixas mais aguardadas do material já se encontra na internet.
Como sabem, Rihanna e Chris Brown já estão de bem — depois de toda a polêmica da agressão que rolou há alguns anos atrás — e após dividirem os vocais no remix de "Birthday Cake", que integrou o CD "Talk That Talk" da Rihanna, o ex-futuro-atual casal se uniu em "Nobody's Business", que foi uma das faixas mais comentadas após liberarem a prévia do "Unapologetic".

"Nobody's Business" é uma baladinha claramente inspirada nos sucessos dos anos 80 e acreditem, por mais que muitos ainda torçam o nariz por RiRi ter perdoado o Marrom, a música é muito boa e ainda conta com as mãos do Michael Jackson! Isso mesmo, acontece que o refrão de "Nobody's Business" foi ripado de "The Way You Make Me Feel" do Rei do Pop e, por este motivo, o cantor também foi incluído entre os compositores creditados pela canção. Ouça abaixo "Nobody's Business":
http://3.bp.blogspot.com/-hFJfTbFRI6M/UDUM33OibXI/AAAAAAAAADk/zJPXEbKS6k0/s1600/Adele++Grammy+2012.jpg
A cantora mais premiada do ano passado acaba de bater mais um recorde. Seu álbum “21” está há 78 semanas no top 10 do Billboard 200, o ranking mais importante de CDs do mundo. Isso mesmo, 78 semanas, seguidas. Com esse feito, o álbum se igualou a o talvez mais importante álbum da história do pop, “Thriller”, de Michael Jackson.

Vale lembrar também que o álbum só teve três singles, os três alcançando o primeiro lugar mesmo dois deles tendo clipes fracos. Além disso, é comum ver nas posições mais baixas dos rankings diversas músicas da artista que não foram divulgadas oficialmente e que não são singles.

Também é importante ressaltar, que a ganhadora de seis prêmios Grammy, incluindo as três categorias mais importantes (Álbum do ano, gravação do ano e música do ano), está grávida e não está fazendo nenhum trabalho de divulgação.

De tudo isso só fica uma conclusão: talento é talento. Com uma vida praticamente normal, discreta, sem excessos e sem exposição na mídia, Adele continua vendendo, muito.

Em recente entrevista na televisão americana, o empresário de J-Lo confirmou que o documentário inspirado na Dance Again World Tour vai falar sobre os últimos anos de vida da cantora e sua volta aos palcos depois da maternidade.
Para os que não sabem, a tendência de documentários inspirados em cantores começou com Michael Jackson, após sua morte foi lançado o filme “This is it”, que teve grande sucesso. Depois dele, foi a vez de Justin Bieber e Katy Perry lançarem seus filmes, os quais não podem ser considerados grandes bilheterias, especialmente o da cantora, que flopou.
Nos últimos anos, a estratégia de marketing de Jennifer Lopez se baseou em dois pilares: American Idol e seguir tendência. Esse filme é mais uma prova disso, J-Lo entra mais uma vez na onda do que está dando certo com a esperança de continuar na mídia. Até agora essa estratégia tem dado certo e garantiu fôlego a uma carreira que estava decadente. Até agora.