Mostrando postagens com marcador marvel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador marvel. Mostrar todas as postagens
Após o sucesso bilionário de "Homem-Aranha: Longe de Casa", a permanência do personagem no Universo Cinematográfico Marvel (MCU) estava garantida, já que, aparentemente, só precisava arrecadar bastante para que a Sony mantivesse o acordo. Só que em agosto, a Disney e a Sony se desentenderam e o acordo foi desfeito. Agora, mais ou menos um mês depois, um novo acordo foi feito, então Tom Holland e seu Homem-Aranha voltam ao MCU.

O anúncio foi feito pela Variety, que trouxe também que Kevin Feige e Amy Pascal seguirão co-produzindo os filmes do amigão da vizinha, além de ter sua participação em outros longa-metragens. Ao site, o Feige ainda deixou claro a possibilidade do personagem transitar entre universos cinematográficos, o que pode tanto contribuir para uma saída futura do personagem do MCU como trazer o Venom para este universo.

"O Homem-Aranha é um ícone poderoso e um herói cuja história atravessa todas as gerações e públicos ao redor do mundo. Ele também é o único herói com o superpoder de cruzar universos cinematográficos, então, enquanto a Sony continua desenvolvendo seu universo do Homem-Aranha, você nunca sabe o que o futuro reserva", revela ao site (via Omelete).

O novo acordo firmado entre os estúdios ainda não divulgado. No anterior, a quadrinista tinha 5% de lucro com a bilheteria e todo o valor de merchandising. Insatisfeita, a Disney tentou um novo acordo em que os lucros ficariam divididos igualmente, mas a Sony não achou justo e pulou fora. Um dos fatores que pode ter levado o estúdio não aceitar o acordo anterior é "Venom", que lucrou mais de US$ 850 milhões.

Com o novo acordo, "Homem-Aranha: De Volta ao Lar (de novo)", ou "Homem-Aranha 3" chegará aos cinemas em 16 de julho de 2021.
Está rolando neste exato momento o painel da Marvel na San Diego Comic Con 2019 e o estúdio anunciou 10 filmes e séries para até 2021. O gerente ficou louco mesmo!

Viúva Negra - 1º de Maio 2020
The Falcon and the Winter Soldier - Outono de 2020
Os Eternos - 6 de Novembro de 2020
Shang-Chi - 12 de Fevereiro de 2021
Wandavision - Primavera de 2021
Doutor Estranho 2 - 7 de Maio de 2021
Loki - Primavera de 2021
What If? - Verão de 2021
Hawkeye - Outono de 2021
Thor 4 - 5 de Novembro de 2021

Pensar que nas fases anteriores nós tivemos cerca de três longa-metragens por ano, a Fase 4 vai entrar enfiando o dedo mesmo, com um montão de séries. Aliás, se as datas de cumprirem e outras não forem adicionadas, esta será a fase mais curta da Marvel, com duração de dois anos.

Entre os filmes confirmados oficialmente para a nova etapa da quadrinista nos cinemas é "Os Eternos", que chega em novembro de 2020, e "Viúva-Negra", que provavelmente terá novidades liberadas ainda hoje. Alias, entre as datas divulgadas, apostamos que o filme estrelado por Scarlett Johansson deva chegar em maio do ano que vem.

Atualizada às 22h49.
A dona Disney prepara-se para lançar o seu primeiro serviço de streaming e possivelmente o único que pode quebrar a Netflix de vez graças ao grandioso leque de filmes e séries de TV que possui. Para garantir ainda mais provável a soberania, segundo a Variety, Loki (Tom Hiddleston), Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e outros heróis ganharão séries próprias.

Caralho!

Ainda segundo o site, é previsto que sejam os próprios Hiddleston e Olsen quem devem protagonizar suas respectivas séries; nada de prequels ou qualquer coisa semelhante que justifique a troca de atores. São cogitados entre 6 e 8 episódios para cada uma das séries, contando também com produção da Marvel Studios e supervisão de Kevin Feige.

A ideia deste projeto é dar um grande espaço aos personagens que ainda não tiveram sua chance de brilhar ou ganhar uma produção própria nos cinemas. Inclusive, de acordo com as fontes do site, deve ser dado um dinheirão para as produções, visando competir com as séries já estabelecidas no serviço de streming. 

Roteiristas, diretores e datas de produção ainda não foram definidos, logo não há uma previsão de quando estes projetos começarão a sair do papel, porém nos próximos meses novidades acerca das séries devem ser divulgadas.

Apesar de ousada, a proposta destas séries cai bem com os atuais investimentos da Disney para o seu serviço de streming. A franquia "Star Wars" e "High School Musical" serão alguns dos carros-chefe do serviço em questão de séries; então analisando mais cautelosamente era até previsível que algo deste porte poderia acontecer em algum momento.
O Cinematofagia está tornando a vida humana mais agradável há quase dois anos aqui pelo It Pop, e não sei se você reparou, mas eu nunca escrevi sobre filmes de super-heróis na linha de "Guardiões da Galáxia", "Thor" ou "Os Vingadores". E o motivo é elementar, meu caro: eu não aguento esse subgênero.

Se os cofres desses filmes chegam a ser bilionários, sua fórmula batida que torna todos os filmes repetições de si mesmos aniquila qualquer interesse da minha parte. Nem mesmo quando inserida pautas sociais relevantes conseguem salvar a monótona sessão para mim, como o feminismo em "Mulher Maravilha" e a representatividade negra de "Pantera Negra".

Mas, afinal, o que é um filme de super-herói? Basicamente o subgênero se resume a filmes que exploram a ação e a aventura, com protagonista(s) que geralmente possuem poderes sobre-humanos e os usam contra o mal, tendo como principal fonte as histórias em quadrinhos. Como crítico de cinema é claro que assisto a toda gama de estilos, porém até prefiro não me aventurar por esse império Marvel/DC por saber que vou tirar nada que me agrade de lá. Eu não posso ser o único neste mundo.

Graças a isso, venho por meio deste post dar cinco nomes que abordam o cinema de super-herói saindo do monopólio do eixo Marvel/DC, que domina a Sétima Arte atualmente. De pipocões comerciais até os cults europeus, é bem fácil que você conheça ao menos a maioria dos nomes - essa lista nem tem o intuito de ser uma watchlist, e sim em reunir um pequenino grupo que é esmagado pelo molde hegemônico -, mas uma maratona para rever esses lindos é sempre uma boa pedida - fiz isso antes de fechar a lista e recomendo.


Constantine (2005)

Do que se trata? O solitário Constantine tenta garantir seu lugar no paraíso enviando demônios de volta ao inferno, mas seu destino está ligado ao de Angela, uma policial que investiga o suposto suicídio de sua irmã gêmea.

Por que é bom? Antes que alguém comece, sim, "Constantine" é um filme com o selo "DC". Porém o longa sai completamente do filão consolidado pela marca - talvez por ser uma produção que antecedeu a consolidação do subgênero como conhecemos hoje. A mais icônica atuação da carreira de Keanu Reeves pós-"Matrix" - outro que caberia nessa lista -, "Constantine" é o que há de melhor no cinema blockbuster, numa exemplar aliança entre sólida história, atuações inspiradas e muitos efeitos visuais. Demônios, anjos, exorcismos e uma complexa batalha entre as forças do bem e mal, sem binarismos fáceis ao ser conduzido por um anti-herói de verdade. E para completar, temos Tilda Swinton roubando a cena como o arcanjo Gabriel.

Kick-Ass: Quebrando Tudo (2010)

Do que se trata? Usando sua paixão por histórias em quadrinhos, o adolescente Dave Lizewski decide se reinventar como super-herói, apesar da total falta de poderes especiais. O adolescente arruma uma fantasia, batiza-se de "Kick-Ass" e começa a combater o crime com a ajuda de amigos justiceiros.

Por que é bom? O Batman é um dos poucos super-heróis que não possui poderes anormais - além da montanha de dinheiro em que vive. E se um adolescente viciado em HQs, e sem as cifras milionárias do homem-morcego, também decidisse virar super-herói? "Kick-Ass" aproxima da nossa realidade as aventuras de um super-herói ao trazer gente como a gente na pele dos mocinhos e como as roupas tão aerodinamicamente belas dos filmes são patéticas na vida real. Divertidíssimo e com Chloë Grace Moretz dando vida à uma das mais incríveis super-heroínas da história desse planeta - Hit-Girl, você quer o mundo? -, "Kick-Ass" é cinema pop de verdade.

Scott Pilgrim Contra o Mundo (2010)

Do que se trata? Guitarrista de uma banda de rock, Scott Pilgrim nunca teve problemas para conseguir namorada. O problema é se livrar delas. Mas com Ramona Flowers é diferente. Ela tem o maior de todos os problemas: um exército de ex-namorados que não medem esforços para eliminar Scott da lista de interessados.

Por que é bom? A apoteose de tudo que existe de bom na cultura geek, "Scott Pilgrim" é um verdadeiro videogame na telona. Com uma montagem de tirar o fôlego, somos bombardeados com referências de consoles e animações diegéticas como se estivéssemos diante de um jogo que não podemos controlar. Talvez o melhor papel na estranhona carreira de Michael Cera, há sequências energéticas, dilemas universais e cenas inesquecíveis que evocam o lado nerd de todos nós. Perdão, "God of War", mas "Scott Pilgrim" é o melhor videogame que existe. O mundo é dos nerds, o resto só habita nele.
 

Sucker Punch: Mundo Surreal (2011)

Do que se trata? Durante os anos 1950, uma garota é internada em uma instituição mental por seu perverso padrasto, após sua mãe e sua morrerem, deixando-lhe a herança. Lá, aventura-se num mundo surreal para fugir de sua dura realidade.

Por que é bom? 🛑 CALLING ALL THE FAROFEIRAS 🛑. "Sucker Punch" é dirigido por Zack Snyder, um dos nomes mais celebrados (ou não) dentro do subgênero - é dele "O Homem de Aço", "Batman vs. Superman" e "Liga da Justiça". Antes de cair de vez no cinema blockbuster, o diretor fez "Sucker Punch" e o cultuado "Watchmen", ambos com uma veia bastante diferente da encontrada nos últimos filmes, sem abrir mão da comercialidade. "Sucker Punch" traz um elenco de frente inteiramente feminino - um dos motivos acusados pela produtora para o fracasso comercial da fita - e, mesmo estando bem longe de ser uma obra-prima, é uma pintura megalomaníaca do irreal que, entre metralhadoras e pirulitos, consegue prender. Com suas sequências absolutamente inspiradas em videogames e trilha sonora ensandecida, "Sucker Punch" é farofa que comemos com vontade. Está servido?
 

Thelma (2017)

Do que se trata? Thelma é uma jovem tímida que deixa a casa dos pais, superprotetores e muito religiosos, para estudar na capital. A ansiedade e um novo amor trazem à tona seu lado libidinoso - e seus superpoderes.

Por que é bom? É claro que eu não poderia deixar de fora algum filme cult, feito na Noruega e dispensando a ação em prol do drama, não é mesmo? "Thelma" é o que mais se distancia do eixo Marvel/DC, mas suas construções ao redor dos poderes da protagonista em nada diferem de um "X-Men". Ao invés de sequências com pirotecnia, tiro, porrada e bomba, o filme de Joachim Trier traz muitas metáforas visuais e lesbianidade para compor um filme de super-herói ultra realista e menos fantástico, sem se importar com a comercialidade ao deixar seus mistérios no campo da subjetividade - e ainda traz traços de "O Exorcista", "Carrie: A Estranha" e "13 Estações de Maria". Não tinha como dar errado.

***

Já podemos dizer que #sextou com essa lista maravilhosa? Se você é alucinado pelos filmes da Marvel/DC, não se incomode, pode continuar amando os "Homem-Formiga" da vida sem medo. Até porque já tem muito conteúdo sobre esses filmes pela internet, então vamos louvar também os menos comerciais e conhecidos pois esse é o trabalho do Cinematofagia. Prestação de serviço à comunidade tem muito aqui.
Há quase 10 anos, a Marvel, sem o direito de grande parte de seus personagens dos quadrinhos, resolveu apostar em personagens B no cinema. A ousadia fez com que a quadrinista virasse um estúdio e desse gás para um universo compartilhado aclamado e sonhado por estúdios que ainda tentam criar um universo para chamar de seu. Dá vontade, né?

Devido a ligação entre os filmes, a Marvel sempre preparou eventos que motivassem a união dos principais personagens em um único filme, surgindo assim "Os Vingadores", "Vingadores: Era de Ultron" e "Capitão América: Guerra Civil". Seja as produções solo ou os filmes em grupo, todos eles nos levam até "Guerra Infinita", produção que culmina a chegada da grande ameaça prometida há tempos — Thanos (Josh Brolin) —, chegando aos cinemas em abril do próximo ano.

Por motivos desconhecidos, o primeiro trailer de "Guerra Infinita" tinha sido guardado à sete chaves e não foi liberado nem mesmo com o vazamento em péssima qualidade do vídeo exibido na San Diego Comic-Con. Após alguns screenshots da prévia surgirem na rede mundial de computadores e Tom Holland revelar o primeiro poster do filme sem querer — finge, gente —, eis que surge hoje o primeiríssimo trailer da produção e caramba!

O vídeo tá foda, trazendo quase tudo que queríamos ver neste primeiro gostinho de "Guerra Infinita". Infelizmente, não temos Thanos puxando um meteoro/lua/seja lá o que for do espaço e jogando em cima do Tony Stark (Robert Downey Jr), porém temos um tom fudido de guerra — sente o cheiro, "Guerra Civil" — que deixou tudo mais incrível. E para os fãs do Aranha (Tom Holland"), tem o amigo da vizinhança com uniforme novo, previamente mostrado em "De Volta Ao Lar".

Se não viu "Thor: Ragnarok", recomendamos não ver o vídeo porque tem um spoilerzão do filme.



"Vingadores: Guerra Infinita" chega aos cinemas em 26 de abril, juntando uma caralhada de gente para derrotar apenas um vilão. Se isto não for épico, nós não sabemos o que poderá ser.
"Capitão América: Guerra Civil" foi ótimo em muitos sentidos. Além de ter como arco principal uma divisão dos Vingadores que teve como estopim um conflito de opiniões acerca do Tratado de Sokovia, introduziu ao público a performance de Tom Holland como Homem-Aranha e o personagem T’Challa, o Pantera Negra, interpretado por Chadwick Boseman, e que homão, gente. O herói, que é rei da nação africana Wakanda, foi introduzido no universo cinematográfico da Marvel com sucesso e mal podemos esperar por seu filme solo, que chega em 2018 aos cinemas.

Para nos deixar ainda mais ansiosos para a estreia do longa, a edição da Entertainment Weekly especial da San Diego Comic-Con traz um material exclusivo do filme, incluindo uma série de vinte fotos que estão UM HINO! Nelas dá pra conferir todos os personagens principais: Erik Killmonger (Michael B. Jordan), Nakia (Lupita Nyong'o), Zuri (Forest Whitaker), Okoye (Danai Gurira) e Ramonda (Angela Bassett).















“Pantera Negra” mostra o retorno de T’Challa para a casa após os acontecimentos de “Guerra Civil” e agora tem a função de liderar o país após a trágica morte de seu pai, o rei T’Chaka (John Kani). Ao perceber que seu poder está sendo ameaçado por facções do próprio país – e que dois inimigos têm planos de destruir Wakanda –, T’Challa se transforma no herói Pantera Negra e se junta ao agente da C.I.A. Everett Ross (Martin Freeman) e ao membros das forças especiais wakadianas para evitar que o país se transforme no caos. A estreia está prevista para fevereiro de 2018, mas a gente bem que queria que fosse mais em breve, né?

Tá chegando a hora da gente conhecer de verdade um novo herói da Marvel Studios. Apresentado rapidamente em "Capitão América: Guerra Civil", o Pantera Negra chamou atenção por sua puta presença, personalidade e cenas de ação — aquela sequência de perseguição, bicho! —, e no próximo ano ganhará um filme para chamar de seu! O personagem, interpretado por Chadwick Boseman, envolve-se completamente no universo por conta do provável sucessor de Steve Rogers (Chris Evans), mas isso nem deve ser o foco de seu filme solo.

"Pantera Negra" chega aos cinemas apenas em fevereiro de 2018, mas isso não impediu a Marvel de trazer já o primeiro trailer da produção, que tá legal pra porra. Sério, gente. É curtinho, mas é tão foderoso. Temos uma breve apresentação de Wakanda, além de alguns vários recortes com as grandes estrelas, Chadwick Boseman,  Lupita Nyong'o ("12 Anos de Escravidão") e Michael B. Jordan ("Creed"). E, gente, é tão foda ver um elenco repleto de negros numa produção tão grandiosa. A representatividade é real. ♥



Além dos nomes citados, a produção chega também com o mestre da captura de movimento Andy Serkis, Angela fucking Bassett e Martin Freeman. "Pantera Negra" chega aos cinemas em 15 de fevereiro de 2018. Estão animados? A gente tá pra caramba!

“Hurt”, de Johnny Cash, é a canção que embala o início do fim da trajetória de Hugh Jackman como Wolverine. No primeiro trailer de “Logan”, terceiro filme da franquia, liberado oficialmente hoje (20) à tarde – pois havia vazado, em baixa qualidade, no início da madrugada – aparecem também, além do mutante (que está com uma aparência envelhecida), Caliban, Donald Pierce, Professor Charles Xavier e a X-23, de quem Wolverine será uma espécie de mentor.

O site IMDB publicou uma descrição sobre o filme (uma possível sinopse), que mostra que a história se passará em 2024 e que Logan, ao lado do Professor Charles Xavier, precisa deter uma corporação que está destruindo o mundo liderada por Nathaniel Essex, enquanto o fator de cura dele diminui e o Azheimer do Professor o faz se esquecer de tudo. X-23, a pequena Laura Kinney, por sua vez, é uma versão feminina de Wolverine e o ajudará nesta batalha.



Com roteiro de e David James Kelly e direção de James Mangold, o longa conta também com as atuações de Patrick Stewart (Professor Charles Xavier), Boyd Holbrook (Donald Pierce), Sienna Novikov (Laura Kinney), Stephen Merchant (Caliban) e Richard E. Grant (Dr. Zander Rice). “Logan” estreia no dia 3 de março de 2017 e já estamos pegando o calendário para contar quantos dias faltam para vermos tudo isso nas telonas!

Se você não conhecia os quadrinhos e/ou não fazia a menor ideia de como era o filme, possivelmente achou que "Guardiões da Galáxia" era só mais uma história boba de ação com personagens um tanto quanto bizarros: um terráqueo, uma mulher verde, um guaxinim que fala, um homem grande, forte e azul e uma árvore com superpoderes. Porém, depois de assistir ao longa, aposto que sua percepção mudou e que ficou incrédulo de como aquela história era bacana, assim como seus personagens.

E a espera por uma primeira olhadinha na continuação acabou! "Guardiões da Galáxia Vol. 2", que tem o squad mais cool e divertido da Marvel Studios, ganhou o primeiro teaser trailer nesta quarta-feira (19).

No vídeo é possível ver imagens dos personagens e uma cena entre Peter Quill (Chris Pratt) e Drax (Dave Bautista) em uma engraçada conversa sobre Gamora (Zoe Saldana), mostrando que aquele tom cômico que adotaram para a franquia vai muito bem, muito obrigado. E, como se não bastasse, o teaser é finalizado com uma imagem de Rocky Racoon (voz de Bradley Cooper) e Groot (voz de Vin Diesel) – sendo que, para derreter o coração de geral, o Baby Groot aparece de roupinha (e um pouquinho maior do que estava na última aparição)! *suspiros*

"Guardiões da Galáxia Vol. 2", que tem estreia marcada para 27 de abril de 2017, trará os desafios para manter a recém-formada família unida e os mistérios do desconhecido pai de Peter Quill. Confira o teaser trailer abaixo:


Depois de ganhar vários prêmios (incluindo o Oscar) por seu ótimo desempenho em "O Quarto de Jack", Brie Larson caiu nas graças do povo. A atriz, que próximo ano poderá ser vista no reboot "Kong: Skull Island", foi anunciada durante o painel da Marvel na Comic-Con 2016 como a intérprete da Capitã Marvel, a primeira super-heroína do estúdio a protagonizar um filme solo.

De acordo com o produtor Kevin Feige em uma entrevista ao canal "ComicBook", um dos fatores decisivos para a escolha de Brie foi o seu interesse pelo papel. Há muito em rumores de negociação, a atriz já era vista como a favorita, mas nada havia sido oficializado até o evento. A primeira aparição da personagem será na primeira parte de "Vingadores: Guerra Infinita", cujas gravações começam ainda este ano. O filme solo, por sua vez, está previsto para chegar em 28 de fevereiro de 2019 no Brasil.

Nos quadrinhos, a Capitã Marvel, alter-ego de Carol Danvers, é uma piloto da Força Aérea dos EUA que, após ser salva pelo Capitão Marvel de uma explosão radioativa, torna-se uma híbrida genética e ganha habilidades sobre-humanas, como super-força e capacidade de voo. Sua primeira aparição foi em 1967, e logo a heroína passou a integrar o time de Vingadores.

Ainda sem direção definida, especula-se que o cargo ficará para Elizabeth Wood, que estreia nos longa-metragens de ficção com o filme "White Girl" ainda esse ano. O roteiro está sendo produzido por Nicole Perlman ("Guardiões da Galáxia") e Meg LeFauve ("Divertida Mente"). Abaixo, a primeira logo do filme, também divulgada na Comic-Con:



Que a Anna Kendrick é talentosíssima a gente já sabe, né? Recentemente divulgando a todo vapor a comédia "Os Caça-Noivas", com Aubrey Plaza, Zac Efron e Adam Devine no elenco, e a animação musical "Trolls", onde divide protagonismo com Justin Timberlake, a atriz e cantora está cotada para participar de várias produções (sendo, inclusive, uma das nossas apostas para a adaptação cinematográfica de Wicked). No entanto, mesmo com toda essa correria na agenda, ela já demonstrou interesse em participar de um gênero que faz muito sucesso nas telonas - o de super-heróis.

Incentivada pelo irmão, que enviou uma revista em quadrinhos para a atriz, Kendrick já escolheu uma super-heroína para interpretar: Garota Esquilo. A personagem da Marvel surgiu em 1992 e já contracenou com alguns super-heróis e vilões já conhecidos pelo cinema, como Homem de Ferro, Deadpool, Thanos e Dr. Destino. "Eu não sei o que a Garota Esquilo faz além de ser metade esquilo, mas eu poderia ser metade esquilo!", conta a atriz para a edição deste mês da revista Net a Porter, na qual é a estrela da capa.

A super-heroína é uma mutante que, além de conseguir se comunicar com esquilos e ter uma cauda (duh!), possui super-força, reflexos e velocidade, conseguindo eventualmente se curar ao acelerar seu corpo. Seria muito legal ver Anna e todo o seu potencial cômico neste papel, não acham?

Como na internet as coisas fluem rápido, um fã já elaborou um pôster da personagem em sua versão para os filmes. Alô, Marvel! Que tal ouvir essa dica? 



Abaixo, confira o trailer de "Os Caça-Noivas", filme com estreia marcada para 28 de julho no Brasil.


Como a gente contou aqui no It Pop!, os diretores Anthony e Joe Russo, responsáveis pelo ótimo "Guerra Civil", filme da Marvel Studios que estrou no final do último mês, declararam ao portal Collider que as chances de termos um personagem LGBT no Universo Cinematográfico Marvel são grandes. Animada com a notícia e inspirada no comentário dos irmãos, que também irão dirigir as duas partes de "Avengers: Infinity War", previstas para 2018 e 2019, a nossa equipe selecionou nove personagens dos quadrinhos que fazem parte do movimento e a gente amaria ver nas telonas. Só lembrando: escolhemos personagens que são da Marvel e DC, viu? 

Saca só:


Estrela Polar, da Marvel
A primeira aparição desse super-herói nos quadrinhos foi em 1979. Integrante dos X-Men, ele foi o primeiro personagem assumidamente gay do estúdio, ganhando muita atenção da mídia quando se casou com seu namorado, Kyle, em 2012. Não seria ótimo ver esse casamento no cinema? Amaríamos ver todos os mutantes reunidos para o evento!

Colossus, da Marvel
Quem já assistiu "Deadpool" (2016) provavelmente deu algumas risadas nas cenas envolvendo o mutante Colossus (ou Peter Rasputin), interpretado pelo ator Stefan Kapičić. O que muita gente não sabe é que o herói já foi gay em uma de suas versões nos quadrinhos (2001-2009, em "Ultimate X-men"). E aí, será que vai rolar nessa nova adaptação do personagem para os cinemas também? Já sabemos que o próprio Deadpool é pansexual. Podia rolar um clima...


Homem de Gelo, da Marvel 
A história envolvendo a sexualidade do Homem de Gelo pode ser bastante confusa. Surgido em 1963, o personagem, que é um dos principais X-Men, se assumiu homossexual na edição "All New X-Men #40", lançada ano passado. Na história, a versão adolescente do personagem, que é gay, viaja para os dias atuais e não entende como sua versão adulta declara não ser. No fim das contas, o dilema de "sair do armário" em diferentes dimensões temporais seria um arco legal para o cinema, não é?!


Hulkling e Wiccano, da Marvel
O casal gay mais fofo dos quadrinhos certamente faria sucesso no cinema. Quantos jovens não se sentiriam representados ao ver os dois em cena? Hulking e Wiccano surgiram em épocas diferentes: o alienígena em 2005 e o mutante em 1986. A relação entre os dois foi inserida aos poucos nos quadrinhos, durante as edições de Jovens Vingadores, e atualmente estão noivos. Aliás, não seria maravilhoso ver uma adaptação desses quadrinhos para as telonas? Com tantas referências, seria, no mínimo, bastante divertido!

Batwoman, da DC
Com o lançamento de "Batman vs Superman", meses atrás, todo mundo ficou curioso para ver Jena Malone no papel de Barbara Gordon, nossa Batgirl, em uma cena que acabou sendo cortada da versão final. Ok, sabemos que a personagem é completamente diferente da Batwoman, lançada em 2006 e assumidamente lésbica. No entanto, e se o cinema juntasse as duas em uma só personagem? Além de que, com tantos heróis aparecendo nos filmes da DC ultimamente, Kate Keane poderia dar o ar da graça. O que acham?


Hera Venenosa, da DC
Já foi confirmado pelos quadrinistas Jimmy Palmiotti e Amanda Conner que a famosa vilã Hera Venenosa (alter-ego da Dra. Pamela Lillian Isley), das histórias de Batman, tem um relacionamento aberto com sua grande amiga Arlequina. No cinema, estamos ansiosos para ver Arlequina em "Esquadrão Suicida", que chega em agosto, e em outro filme com várias heroínas e vilãs da DC, cuja produção foi anunciada recentemente. Quais as chances da Hera Venenosa aparecer nas telonas e tornar nosso maior ship realidade, hein? Ficaríamos loucos!


Midnighter e Apollo, da DC
Surgidos nas revistas "Stormwatch", os personagens Midnighter e Apollo trouxeram um prêmio de reconhecimento GLAAD para a DC em 1999 após casarem no final do primeiro volume da saga "The Autority". O casal, que infelizmente não está mais junto, chegou a adotar a personagem Jenny Quantum ainda criança. Midnighter, inclusive, ganhou em 2006 uma série de quadrinhos solo, onde até exercitou sua solteirice em uma rede social semelhante ao Grindr. Casados ou não, seria uma grande representatividade vê-los no cinema.

Lembrou de algum que não colocamos na lista? Conta pra gente!

Não é a primeira vez que falamos sobre personagens do meio LGBT no Universo Cinematográfico Marvel, certo? No ano passado, Kevin Feige, lindo, maravilhoso e presidente da Marvel Studios, disse que não há planos para uma personagem do tipo até 2019, mas que na próxima década, a gente poderia contar um.

Depois de Feige, chegou a vez dos diretores dos dois melhores filmes da Marvel, os irmãos Anthony e Joe Russo, falarem um pouquinho sobre essa questão. Os caras, em entrevista ao Collider, falaram que as chances de termos um personagem LGBT no Universo Cinematográfico Marvel são grandes.

"Eu acho que as chances são grandes. Quero dizer, é de nosso cargo, como contadores de histórias que estão fazendo filmes atrativos, diversificar o máximo possível. É triste ver o quão atrás Hollywood está em relação a outras indústrias de forma tão significativa. Primeiro, poderia ser uma indústria progressiva; segundo, é uma indústria com grande visibilidade. Então, eu acho importante em todas as frentes continuarmos empurrando a diversificação, porque a narrativa se torna mais interessante, mais rica e mais verdadeira", disse Joe.

É interessante ver essa grande preocupação que eles têm em colocar um personagem LGBT nesta mistura que é o universo da Marvel nos cinemas. Não queremos um personagem-qualquer-coisa, estando ali """só""" para dar representatividade a quem precisa, e pelo visto, nem a Marvel ou os irmãos Russo querem também. Não que isso não seja importante — porque é, e muito —, mas já que é para colocar, coloquem alguém que dê algum peso à trama. Do contrário, a colocação do personagem só soaria como uma obrigação.
O filme é do Capitão América, mas o Homem-Aranha é quem está roubando a cena em todas as entrevistas, rumores ou qualquer coisa do gênero relacionado ao novo longa, "Capitão América: Guerra Civil"

Em entrevista recente ao Comic Book, Joe e Anthony Russo, diretores de Guerra Civil detalharam a nova versão do cabeça de teia:
“O Homem-Aranha é um super-herói que ainda está no ensino médio, mas tem poderes incríveis, e com isso, responsabilidades. Isso realmente o diferencia de todos os outros personagens da Marvel. Para nós, é extremamente importante mostrar o lado jovem do personagem. Os filmes anteriores dele tiveram adultos interpretando um adolescente. Nós queríamos uma autenticidade maior no elenco. Queremos mostrar toda a energia e carisma do personagem, mas também mostrar sua insegurança por ele ser tão jovem, algo que o torna divertido de se assistir, o seu contraste com os outros super-heróis”, revelou Joe.
Ainda sobre a nova versão do herói, eles revelaram que dessa vez tudo será muito mais real que as 
versões anteriores.
“Queremos que o nosso Homem-Aranha seja mais realista. Se você olhar para a casa em que o personagem vivia nos filmes de Sam Raimi... Era uma casa muito grande. Um jovem que cresce com a sua tia em Nova York, e a única renda familiar que os dois têm vem dela… Onde eles poderiam morar assim? Então, tentamos dar uma abordagem mais realista e natural ao personagem”.
"Capitão América: Guerra Civil" tem estreia agendada para o dia 28 de abril, e nós mal podemos esperar para ver Tom Holland interpretando essa nova versão do Aranha que é gente como a gente.

Não estamos sabendo lidar com os recentes rumores do filme do nosso Vingador patriota. De acordo com informações que surgiram na rede pela That Hashtag Show, teremos durante o filme dois funerais e um Vingador morto. SAY WHAAAAT ? A partir desse paragrafo informamos que possíveis SPOILERS aparecerão, sendo assim, se você é alguém que não suporta spoiler, pare de ler por aqui. Depois não diga que nós não avisamos !

*********************************************************************************

O primeiro funeral supostamente é da badass Agent Carter ou Peggy. E seria a cena de início de 'Capitão America: Guerra Civil', sendo que o outro funeral seria do — CHOQUEM! —, próprio Capitão América, que após se render, "morreria" nas mãos do governo, com direito a funeral e tudo mais. O motivo das aspas é justamente por acharmos que ele vai fazer a Katia e forjar sua morte, já que o ator Chris Evans que dá vida ao personagem, tem um contrato fechado até ‘Vingadores: Guerra Infinita – Parte I e II‘.

Um vingador morrendo parece até coisa de Shonda Rhimes ou George R.R Martin, não é gente? Entretanto, isso é coisa do Autor Mark Millar, que parece ter aprendido que o público está cada vez mais habituado com a ousadia de outros contadores de história que matam seus personagens principais.

O que já sabemos é que o filme começa de onde 'Os Vingadores: Era de Ultron' acabou, e mostra Steve Rogers comandando uma nova equipe de super-heróis. Após isso a história segue rumo a um atentado, que provavelmente terá mortes de civis, no qual a presença dos Vingadores é apontada pelas autoridades como a maior causa.

Assim, a pressão política determina que os heróis devem ser registrados, tendo a obrigação de revelar sua identidade, e apenas se envolver em situações escolhidas pelo governo. Capitão América defende a integridade dos super-heróis e não aceita a proposta, já o Homem de Ferro a apoia a ideia totalmente.

A partir deste ponto é uma incógnita para nós, e a única coisa que sabemos é que a batalha entre Team Capitão VS Team Homem de Ferro é levada à proporções épicas. "Capitão América: Guerra Civil" chegará aos cinemas brasileiros em 14 de abril de 2016, inaugurando a Fase 3 da Marvel.


No próximo ano, teremos o embate dos dois maiores personagens de cada uma das duas maiores empresas quadrinistas do mundo. De um lado, teremos "Batman V Superman: A Origem da Justiça", que botará em prática a ideia de universo compartilhado da DC/Warner, em 25 de março, e um pouco mais de um mês depois, teremos "Capitão América: Guerra Civil", da dona da porra toda (hoje!) no cinema, a Marvel.

O tema do Overdose desse mês não era para estar nem aqui, linda, mas como eu não deveria trazer algo específico agora e não fazia a mínima ideia do que trazer, resolvi vir mais uma vez com Marvel. E fica tranquilo, você que está cansado desse "mais do mesmo", de setembro a dezembro trarei assuntos completamente diferentes — todos já definidos —, porque nem eu estou aguentando mais falar sobre gente com collant. No mais, chega dessa introdução porque me contaram que enrolo muito.

Hoje em dia nem precisamos colocar referências entre parênteses quando soltamos o nome George R. R. Martin em alguma publicação, não é mesmo? Todo mundo já sabe que o titio é a mente por trás de "Game Of Thrones", show da HBO baseado em sua série de livros "As Crônicas De Gelo e Fogo". Série esta que está para ganhar um novo livro há muito tempo, e o autor parece tão comprometido em terminá-lo que acabou cancelando TODOS os seus compromissos nesse ano. Mas ainda rolou um tempinho para ele soltar o verbo num certo estúdio aí que é concorrente da Warner-DC.

Porém calma lá, tudo isso não aconteceu por meio de uma entrevista, e sim através de seu blog que não é um blog. Lá, R. R. Martin revelou ser um fanboy bem velho da Marvel, e contou o que achou de "Homem-Formiga", a nova aposta da Marvel Studios. Com um texto-ENEM, o autor foi só amores para o filme, falando que a ação não se sobrepõe à história - apontando 'Vingadores' como o oposto disto. Entretanto, ao falar do antagonista, George disse não se simpatizar muito, e estar cansado de vilões com os mesmos poderes do protagonista. Afirmando também que vilões e heróis diferentes criam embates mais interessantes. Confira um trecho.

"Estou cansado dessa fórmula da Marvel na qual o cara mau tem os mesmos poderes do herói (...) O Hulk lutou contra o Abominação, que é um Hulk malvado. O Homem-Aranha luta contra o Venom, que é um Homem-Aranha malvado. O Homem de Ferro luta contra o Monge de Ferro, um Homem de Ferro malvado. Bocejei. Quero mais filmes no qual o herói e o vilão tem poderes completamente diferentes. Isso deixa a ação muito mais interessante", disse.

Se titio Martin disse, quem somos nós, meros mortais, para contrariar? O ponto levantado pelo autor é apenas um dos inúmeros que poderíamos listar como "falhas" dos filmes da Marvel. Mas isso é assunto para outro dia, em outro post.

Podemos relaxar porque acabaram as mil especulações sobre quem interpretaria o jovem Peter Parker AKA Homem-Aranha nos próximos filmes. A Marvel e a Sony escolheram o jovem ator Tom Holland para interpretar o herói e o diretor Jon Watts foi o escolhido para dirigir.

O herói vai ser apresentado no universo Marvel dos "Vingadores" no próximo "Captain America: Civil War" e vai ganhar seu filme solo em julho de 2017. Como foi o caso de Andrew Garfield quando assumiu a franquia de Tobey Maguire, a nova série de filmes será um reboot e não terá nenhuma relação com as antigas sequências.


O ator ainda é pouco conhecido, apesar de ter chamado a atenção por seu ótimo trabalho em "O Impossível" e na minissérie "Wolf Hall". Para ganhar o icônico papel ele precisou vencer atores como Asa Butterfield, Charlie Rowe e Matthew Lintz.

Todo mundo animado para ver o Aranha na equipe dos Vingadores?

Que "Demolidor" é uma das melhores séries de 2015, isso ninguém pode negar. Porém, o segundo ano da série original do Netflix em parceria com a Marvel, promete ser ainda melhor. Um novo nome foi adicionado ao elenco ao lado de Charlie Cox, Elden Henson, Deborah Ann Woll e Rosario Dawson.

O ator Jon Bernthal, conhecido por viver o personagem Shane, melhor amigo de Rick em "The Walking Dead", foi confirmado como o Justiceiro no segundo ano do show. Antes de Jon, o nome do ator Jason Statham havia sido especulado como possível interprete de Frank Castle na nova temporada da série.

Na história, Matt Murdock (Charlie Cox) e Frank irão ter seus caminhos cruzados em Hell's Kitchen, Nova York. O problema é que o Justiceiro tem uma maneira de agir bem menos preocupada com a quantidade de sangue e corpos que ficam para trás, enquanto ele busca alcançar seus objetivos. Pelao novo logotipo da série já dá para ver que não vai faltar tiro nessa temporada.


"Demolidor" é a primeira das quatro séries solo encomendadas pela Marvel para o serviço de streaming. Vem por aí ainda "A.K.A. Jessica Jones", "Luke Cage" e "Punho de Ferro" e, mais tarde, uma série que unirá os quatro heróis no grupo Os Defensores. Além disso, foram confirmadas as participações de Elektra e Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) na nova temporada da série sobre Matt Murdock.