Mostrando postagens com marcador manu gavassi. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador manu gavassi. Mostrar todas as postagens
Manu Gavassi já descansou após o retiro espiritual que foi a sua passagem pelo Big Brother Brasil e, após realizar seu primeiro show desde o reality, obviamente, online, a cantora lançou também a sua primeira música pós-confinamento.

Como adiantamos por aqui, a canção se trata da parceria com o Zeeba, “Eu Te Quero”, e mantém a sonoridade adotada por Gavassi em trabalhos como os EPs “Cute But Psycho” e “Cute But (Still) Psycho”, que também se aproximam da pegada acústica do cantor, contando ainda com versos em inglês.

Ouça abaixo:



Em seu primeiro show após o programa, Manu não economizou nos clássicos de sua carreira, como o hit atemporal “Planos Impossíveis”, e se arriscou em covers como da inevitável “Don’t Start Now”, da Dua Lipa, que foi a sua trilha-sonora ao longo do reality.

Veja o cover abaixo:

Já que tá todo mundo isoladinho em casa, o que não falta é tempo pra aproveitarmos as centenas de lives que rolam diariamente, sejam pelo Youtube, Twitch ou Instagram, com os mais variados gêneros, repertórios e artistas.

Nesta semana, o pop será muito bem alimentado, obrigado, e pra ninguém perder nada, a gente preparou essa lista com 5 lives imperdíveis que acontecerão pelos próximos dias.

Cata aí:

07/05 - Manu Gavassi

Em sua primeira apresentação desde a saída do BBB20, no qual terminou na terceira posição, nossa garota certa canta nesta quinta (07) em seu canal no Youtube. Para o repertório, é esperado seu atual hit, “áudio de desculpas”, além de clássicos atemporais como “Planos Impossíveis” e “Garoto Errado” e, muito provavelmente, sua música nova com o Zeeba, que será lançada no dia seguinte, chamada “Eu Te Quero”.



08/05 - Luísa Sonza

Literalmente lançando a braba, Luísa Sonza será a responsável por fazer a trilha sonora da nossa sexta-feira (08) com um show muitíssimo animado também pelo Youtube, que deverá resgatar o repertório do seu disco de estreia, “Pandora”, que lhe rendeu hits como “Garupa”, “Pior Que Possa Imaginar” e “Bomba Relógio”. Seu single atual, “Braba”, é pedido inevitável, além de hits pré-disco de estreia, como “Boa Menina” e a balada “Olhos Castanhos”.



09/05 - Marília Mendonça

A gente já tá chorando desde já, porque a sofrência vem, mas a superação também. Sucesso em sua primeira live, Marília Mendonça fará a alegria da internet mais uma vez com seus milhões de hits e covers pra ninguém colocar defeito, aglomerando emoções nos nossos corações. “Bem Pior Que Eu”, “Supera” e “Ciumeira” deverão ser alguns dos hinos presentes no set.



10/05 - Ivete Sangalo & convidados

Em pleno Dia das Mães, Ivete Sangalo quer fazer a live das lives e, chamada por “Live Leve”, a apresentação de leve não terá nada, contando com inúmeras participações e, pra nossa felicidade, váaarias músicas inéditas. Duas colaborações já confirmadas são dos cantores Jão e Vitão. Dá pra reunir a família por vídeochamada pra aproveitarem todos juntos, apesar do isolamento.



Anotou na agenda? Qual live mais aguardada por você?
Não dá pra negar que Manu Gavassi ainda colherá muitos frutos da sua passagem pelo BBB, e após atingir a marca de 14 milhões de seguidores no Instagram, o maior número entre os participantes desta edição, e chegar ao terceiro lugar do reality show, a cantora vem chamando a atenção também para a sua música.

“áudio de desculpas”, que teve seu clipe lançado durante o confinamento na casa, tem crescido diariamente no Spotify e, com cerca de 80 mil execuções diárias, atualmente se encontra na 133ª posição da plataforma, sendo a terceira música mais ouvida de Gavassi entre os usuários do serviço, atrás de “Vício” e o hit atemporal “Planos Impossíveis”.

A canção fez parte do EP “Cute But (Still) Psycho” e deverá contar com um impulsionamento ainda maior na próxima semana, quando a artista fará um número musical durante o programa “Encontro”, também na Globo.

No BBB, a dona de “Aqui estamos nós” protagonizou alguns dos momentos mais comentados do programa, tendo vencido o paredão que deu ao programa o recorde de maior votação de um reality show no mundo, além de, entre outras coisas, aumentado o número de buscas sobre o termo “sororidade”, utilizado na justificativa para um paredão.

Tamborzin, tamborzin! Dua Lipa tá chegadíssima no Brasil desde o lançamento do seu novo disco, “Future Nostalgia”, que ganhou até um remix do Alok para o hit “Physical”, e agora ela vai além, fazendo a felicidade dos participantes do BBB20 com um show nesta quarta (22).

Dona da canção “Don’t Start Now”, que sempre rouba a cena das festas com a coreografia de Manu Gavassi, a britânica foi confirmada entre as atrações remotas da festa de hoje, que também contará com Marília Mendonça, Anavitória, Jota Quest, Daniela Mercury e uma dupla sertaneja.

A notícia, antes especulada como uma possibilidade dela cantar na final do programa, foi confirmada pelo portal de entretenimento da Globo, GShow, fazendo a felicidade do top4 de finalistas do reality.


Nos últimos meses o Brasil pôde acompanhar uma de suas mais icônicas edições do Big Brother que, em sua vigésima temporada, apostou em um novo e bem-vindo formato, trazendo celebridades, como a cantora e atriz Manu Gavassi, para competir juntamente com anônimos pelo prêmio de R$ 1,5 milhões. 

A essa altura você já sabe que a edição foi e continua sendo um sucesso, tanto na TV quanto na internet, e a própria Manu tem seu mérito por todo esse engajamento ao se tornar uma espécie de midas: tudo em que ela toca vira ouro. Todos querem usar a sandália de Manu, comprar as roupas que a participante usa, seguí-la em suas redes sociais e, mais recentemente, dançar a coreografia criada pela brasileira para o hit de Dua Lipa, “Don’t Start Now”

De semana em semana, de festa em festa, Manu Gavassi nos mostrou porque é a nossa Dua Lipa brasileira (e não só no corte de cabelo) e fez a coreografia ficar na ponta do pé dos outros participantes e na boca do público, que compartilhou tanto os vídeos das performances que eles acabaram chegando até a britânica.


O tweet de Dua fez tanto sucesso que já é sua postagem com mais curtidas na rede social, acumulando, até o momento, mais de 667 mil likes. Já "Don't Start Now" não sai do top 5 das 50 mais do Spotify Brasil que, como bem sabemos, é dominado por músicas brasileiras. Pegando carona na dancinha de Manu e no lançamento do "Future Nostalgia", a canção chegou ao 1º lugar do nosso chart. A última artista feminina internacional a conseguir esse feito foi a própria Dua Lipa com "New Rules". 

O reconhecimento de Dua nos deixou esperançosos e fez com que fãs da cantora e do reality se unissem em um pedido: colocar a artista pra cantar na final. E não é que parece que vai rolar? Na madrugada desta quarta-feira (22), o Boninho, responsável por comandar o programa, avisou em seu Instagram que, sim, a artista vai dar o ar da graça na final desta temporada, que acontece na próxima segunda-feira, 29 de abril.


É claro que, devido ao atual momento do planeta e todas as questões que envolvem nossa luta diária contra o Coronavírus, não só a aparição de Dua Lipa, mas a de todos os outros participantes eliminados será feita de forma virtual. Segurança em primeiro lugar.

De qualquer forma, esse já promete ser um dos momentos mais memoráveis de todas as vinte edições do BBB. Obrigada por isso, Manu Gavassi! E fica aí nosso pedido para a Dua: por favor, performe também "Break My Heart" e ensine a coreografia pra Manuzinha. O segundo hit do "Future Nostalgia" em terras brasileiras tá chegando!

Se existe algum tópico sendo discutido nacionalmente, Anitta certamente tem alguma opinião sobre o assunto e, quando falamos em BBB, não poderia ser diferente.

A cantora anunciou em seu Instagram nesta semana que atenderá aos pedidos dos fãs com uma live só de músicas antigas, mas com uma condição: eles precisam tirar a Manu Gavassi do reality show.

Manu, que compete contra Babu Santana e Mari Gonzállez no paredão que será decidido nesta terça (21), protagonizou um dos maiores paredões da história do programa há algumas semanas, contra Felipe Prior, e volta a movimentar figuras públicas com essa nova votação.

A controvérsia, por sua vez, fica pra própria Anitta, que há pouco tempo negou que faria transmissões musicais com o intuito de ajudar os afetados pelo coronavírus, como muitos artistas têm feito, pois seria criticada se fizesse uma apresentação muito simples ou questionada se fizesse algo grandioso e levantasse suspeitas sobre ter movimentado uma equipe; quando o assunto foi BBB, ela não hesitou em usar a plataforma.

Agora, o público busca entender se houve algum problema entre as artistas antes do programa, relembrando momentos como quando Anitta apresentou um dos grandes hits de Manu, “Planos Impossíveis”, e também quando Gavassi citou a cantora de “Vai Malandra” no que seria a sua girlband dos sonhos, com ela, Pabllo Vittar e Lia Clark.


Se a live vai rolar ou não, só nos resta aguardar até terça (21) pra saber. Esperamos que não. 
Se já não bastassem os vídeos que deixou preparados para suas redes sociais ao longo do confinamento no Big Brother Brasil 20, Manu Gavassi também guardou algumas canções na manga para a sua saída do programa e uma delas teve, nesta quinta (16), seus primeiros detalhes revelados.

Durante uma live do Di Ferrero, cantor e vocalista do NX Zero, o produtor e também integrante da banda, Gee Rocha, confirmou que tem uma música pronta pra sair com a cantora, ao lado do músico Zeeba, famoso pelos vocais no hit “Hear Me Now”, do Alok.

Nós precisamos ter uma conversa séria sobre a Manu Gavassi

Após Gee falar sobre a canção, Di brincou dizendo a música seá um “estouro” caso Manu deixe o programa como vencedora, e os dois concluíram falando sobre como o lançamento será importante independente do resultado no reality show.

Manu tem como seus trabalhos mais recentes os EPs “Cute But Psycho” e a sequência “Cute But (Still) Psycho”, que retrabalharam seu visual e sonoridade após o álbum “Manu”, reaproximando-a da proposta do EP que antecedeu esse disco com a Universal Music, o produzido pelo Junior Lima, “Vício”, de faixas como “Farsa” e “Camiseta”.


No programa, a atriz e cantora chegou a mostrar uma canção inédita acapella, composta em homenagem ao seu namorado aqui fora.

Sendo uma das participantes mais influentes desta edição do BBB, Manu conquistou, desde as primeiras semanas, seu passe para a final do reality, que acontecerá no dia 27 de abril.

Um disco surpresa não cairia nada mal, né?

Quem nos acompanha, sabe o quanto levantamos a bandeira de que a Manu Gavassi ainda tem muito o que ser valorizada, principalmente por seus dois últimos trabalhos, o disco “Manu” e o EP “Vício”, e provando mais uma vez que não passamos frio, porque estamos cobertos de razão, ela deu outro importante passo na sua carreira com a chegada do seu novo single, que a levou direto para o palco do Rock in Rio Lisboa. Mas vamos por partes.



Sucedendo os singles “Hipnose”, “Muito Muito” e “Me Beija”, os trabalhos de Gavassi com seu último álbum seguem e, desta vez, ao som da faixa “Ninguém Vai Saber”. Só que a música ganhou toda uma versão para esse lançamento e, além de um novo arranjo, trouxe também a participação do rapper Agir, que não é conhecido no Brasil, mas despontou como uma das apostas do seu país de origem, Portugal, onde tem bombado com seu trabalho mais recente, o CD “No Fame”.

“Ninguém Vai Saber” teve esse remix revelado na última semana e, junto com a faixa, veio também seu videoclipe, com Manu e Agir combinando de guardarem bem esse segredo aí. A direção ficou a cargo do Fernando D’Araújo. Olha só:



Mas quando você é famoso, não dá pra esconder essas coisas, né? Aí os dois foram lá e expuseram tudo no palco do Rock in Rio Lisboa, que teve o rapper como uma das suas atrações. A apresentação ficou MARAVILHOSA e pode ser assistida neste vídeo, a partir dos 24 minutos:



Mas cê vai saber. Tem que saber muito. Valorize essa mulher e ouça “Manu”. Sempre que possível.

A MTV Brasil anunciou nesta segunda (02) os indicados ao MTV Millenial Awards, que premia artistas e outros nomes da cultura pop, indo da música a internet, e, pelo Twitter, teve sua atenção chamada pela Manu Gavassi, que pediu pra ser retirada da única categoria em que concorre.

Indicada na categoria “Oi, meninas”, ao lado de blogueiras e Youtubers, Gavassi achou a nomeação injusta e afirmou: 

“Vixe, a MTV me confundiu… Eu sou aquela que não tem blog, vídeos no Youtube (sem ser vídeo clipe) e nem tutorial de absolutamente nada.”


Em resposta aos fãs, ela ainda sugeriu que seu nome fosse substituído por alguma outra pessoa da área: “Me tira daí e coloca uma blogueira que amamos”, pediu.


Apesar da forte presença na internet e longo histórico de influência com o público jovem, Manu Gavassi sempre trabalhou com arte, fosse na música ou TV e cinema. Do último ano pra cá, a cantora chegou a lançar três videoclipes, para as faixas “Hipnose”, “Muito Muito” e, recentemente, “Me Beija”, além do álbum “Manu”, com produções de Tropkillaz, Headmedia e Umberto Tavares, que também trabalharam com outros artistas indicados na mesma premiação.

Já que rolou o desconforto, a gente espera que a emissora atenda ao pedido da cantora, né? E pra deixar tudo bem resolvido, podiam mesmo era convidá-la pra uma performance no evento! A gente ia amar!

O prêmio MTV MIAW acontecerá em maio desse ano e você pode votar nos seus artistas favoritos em seu site oficial.

Manu Gavassi já provou que não tem medo de se arriscar no pop nacional. Desde o lançamento do EP "Vício", a cantora vem nos mostrando que sabe muito bem como aproveitar suas referências internacionais, atuais e antigas, para fazer um pop interessante e que reverbere por aqui, e essa percepção só cresceu com o disco "Manu", lançado no ano passado.

Depois dos singles "Hipnose" e "Muio Muito", ela chega agora com uma nova aposta. "Me Beija" foi a escolhida para dar continuidade a divulgação do "Manu" e ganhou um clipe tão trabalhado quanto os das faixas anteriores, com uma diferença bem animadora: foi dirigido e roteirizado por ela mesma.

Nos últimos anos venho participando bem mais das produções dos meus clipes, mas posso dizer que esse é o primeiro em que realmente assinei o roteiro e a direção. Juntei dois mundos que amo, moda e música, trouxe um elenco que adoro para brincar de girlband comigo e estou muito feliz com o resultado, tenho certeza que todos que viveram os anos 2000 vão se identificar.

Em parceria com a dupla Os Primos, Manu faz uma grande homenagem aos anos 2000. Em cenários supercoloridos, ela brinca com amigos enquanto experimenta as roupas que fizeram sucesso durante a década. E é claro que, se a ideia é homenagear esse período, não poderiam faltar referências. Tem o burn book (livro do arraso) do filme "Meninas Malvadas", look inspirado na Paris Hilton e até a recriação da icônica capa de Britney Spears para a revista Rolling Stones, em 1999.



É sério, gente, olha isso!


Apesar de ser a primeira vez em que dirigiu um clipe próprio, Manu já teve essa experiência no vídeo de "Clareiamô", da Anavitória. Aprovadíssima como diretora, hein?



Agora que ela já virou uma expert, aproveitamos pra pedir também um clipe lindão e cheio de referências para o reggae-pop com cara de Ariana Grande e Pabllo Vittar de "Perigo". Agradecemos desde já. 
 
Não estamos nada bem, gente! Isso porque, um dia depois da Dua Lipa confirmar sua apresentação solo em São Paulo, as cantoras pop nacionais ficaram tão animadas quanto a gente pra essa vinda e, é claro, já queremos ver tudo quanto é colaboração.

Quem começou a brincar com o nosso coração foi a Anitta. A dona de “Paradinha” postou um ‘Stories’ ao som de “New Rules” e, como a divulgação tem que ser pesadíssima, ainda deixou o link para ouvirmos a faixa no Spotify:


E ouça a faixa, é claro:



Daí, pelo Twitter, foi a vez da Manu Gavassi também mostrar sua animação com a vinda da cantora. A cantora de “Muito Muito” até interagiu com um fã-site brasileiro da Dua Lipa, mostrando interesse em abrir o show da cantora por aqui. Seria nosso sonho?


Queremos muito muito, Manu!

E aí quando a gente pensou que acabou… Anitta e Dua Lipa SE SEGUIRAM no Instagram, gente! Esse momento é nosso SIM!


Importante frisar: Dua e Anitta são da mesma gravadora no Brasil, a Warner. Manu é de outra, Universal, mas a gente já está pirando com as possibilidades mesmo assim.

Importante frisar também: além de Dua Lipa, quem também anunciou um show em São Paulo na última quarta (13) foi Maluma. E sabe quando o show dele acontecerá? No mesmíssimo dia que de Dua Lipa, 9 de novembro, e praticamente no mesmíssimo lugar, a alguns minutos de distância do Audio Club. Bom ver que a Anitta já escolheu quem apoiar.

Importante frisar também, parte dois: “New Rules” está entre as dez músicas mais ouvidas do Spotify. O que há de errado com vocês que ainda não colocaram a faixa no top 5? Temos uma missão por aqui.

Semanalmente, o Spotify brasileiro tem demonstrado uma importante mudança no comportamento de seus usuários, que vêm consumindo cada vez mais a música pop nacional.

Na última atualização de sua parada, por exemplo, apenas dois artistas internacionais aparecem entre as dez músicas mais ouvidas, Taylor Swift e J Balvin, sendo que as outras oito posições contam com mais de uma aparição de Anitta e Pabllo Vittar, além de hits de artistas que difundem o pop brasileiro por meio de outros gêneros, como Kevinho e Livinho.

Ouça a playlist “Novo Pop Brasil” no Spotify

Essa compreensão de que a música pop nacional não é e não deve soar exatamente como o que ouvimos de artistas internacionais é essencial para que possamos aproveitar o crescimento da nossa indústria como um todo, mas, apesar de aprovarmos por completo a virada que tem ocorrido neste cenário, ainda lamentamos algo quando olhamos para listas como essas: o país ainda não se uniu para ouvir e reconhecer o talento de Manu Gavassi.

E nós estamos falando realmente sério.


Tudo começou em 2015. A cantora, famosa por hits como “Planos Impossíveis” e “Garoto Errado”, lançou um EP chamado “Vício”, que quebrou seu jejum musical desde o disco “Clichê Adolescente”, de 2013, e ele deveria ter sido um puta hit.



O álbum, produzido por Junior Lima (sim, o irmão da Sandy!), era composto por uma dose de synthpop perfeitamente cantada em português, quase como se Carly Rae Jepsen, a rainha do pop subestimado, tivesse deixado alguma irmã perdida no Brasil. E o mais perto que tivemos de vê-lo fazer seu merecido sucesso foi com sua faixa-título, que acumula gloriosas 3 milhões de execuções no Spotify (algumas 1,5M só nossas, precisamos assumir).


Em seus visuais, a Era “Vício” também não nos decepcionou. Manu Gavassi foi da identidade retrô a “it girl”, ora aparecendo entre suas amigas e manequins, ora sozinha sob takes editados para simular o efeito VHS. Verdadeiras obras de arte contemporâneas.



Corta pra 2017, a brasileira anuncia seu contrato com a gravadora Universal Music e nós pensamos: “esse é seu momento, menina mulher!”. Ela lança o disco “Manu”, em abril do mesmo ano, e repetimos: “AGORA VAI!”. E eis que, meses desde a sua estreia, continuamos sem ver todas as suas faixas entre as mais ouvidas do Spotify. Nenhum de seus videoclipes bateram o recorde de exibições nas primeiras 24 horas pela Vevo e Youtube e, mais do que isso, ainda tem quem ouse criticar suas canções, que em nada perdem para o que consumimos em inglês de Selena Gomez, Tove Lo, Dua Lipa, Fifth Harmony e afins.



Com um time de produção ainda maior, composto por nomes como Pedro Dash (Anitta, Projota), Mãozinha (Anitta), Umberto Tavares (Anitta, Ludmilla) e Tropkillaz (Karol Conka), o disco “Manu” foi inicialmente promovido pela faixa “Hipnose”, que soa como algo sexy e dançante entre “Worth It”, do Fifth Harmony, e “This Girl”, do Kungs, mas teve sua divulgação conturbada por conta de comparações do seu videoclipe com “Hypnotic”, da cantora de pop alternativo Zella Day.

Manu Gavassi e sua equipe não hesitaram em ressaltar que se inspiraram no clipe da moça, até mesmo incluindo essa informação na descrição de seu vídeo, mas o efeito dessa hipnose não funcionou. Que país horrível.

Como ainda tem todo um disco pela frente, é claro que Gavassi percebeu que nem tudo estava perdido e, em seu passo seguinte, não deixou espaço para erros. O segundo single do disco foi definido com a ajuda de seus fãs: “Muito Muito” foi uma das faixas mais ouvidas, incluídas em playlists e espontaneamente enaltecidas do disco. E aposta numa pegada ainda mais comercial que “Hipnose”, investindo numa sonoridade dançante e tropical, facilmente comparável a faixas como “Cool Girl”, da Tove Lo, e “Kill ‘Em With Kindness”, de Selena Gomez. E estamos dizendo isso de uma forma completamente positiva.



Se é para ser a diva pop que o Brasil precisa, não basta um bom hit (ele vai acontecer, nós acreditamos) se não tiver um ótimo videoclipe, e assim ela o fez. “Muito Muito” trouxe um videoclipe perfeito para a canção, com muita dança, sensualidade e, claro, carões. Onde já se viu uma diva pop que não saiba acabar com a gente apenas com seu olhar?

Mesmo que tenha sido lançada antes, a música de Manu Gavassi também se aproxima bastante do atual hit de Dua Lipa no Reino Unido, “New Rules”, no sentido de ambas serem faixas dançantes e trabalhadas no empoderamento feminino. Uma sobre superar o término com o boy lixo, outra sobre reconhecer as suas qualidades e esfregar na cara dele sobre o quanto você é “muito muito” superior. Pode entrar, VMA de ‘Melhor clipe com mensagem’!



Até o momento da publicação deste post, o videoclipe de “Muito Muito” conta com exatas 996.462 exibições na Vevo e Youtube, o que é obviamente pouco para o que deveria ser o próximo smash-hit-pop-não-cantado-pela-Anitta no Brasil. Mas nós confiamos no poder da união do povo brasileiro, que se unirá em prol de algo maior.

Na melhor das hipóteses, os brasileiros reconhecerão a qualidade do trabalho de Manu Gavassi antes que seja tarde demais e sua aceitação será tão grande, que sua gravadora se empolgará ao ponto de não deixar passar nenhum grande single em potencial, o que inclui “Perigo”, “Heart Song” e “Mentiras Bonitas”. (Também amaríamos que ela trabalhasse “Aqui Estamos Nós”, de longe a melhor música do disco, mas essa é a típica faixa ótima demais para virar single.)



Você, brasileiro e fã de música pop, tem uma única missão. Junte-se a nós por essa causa. #TodosComManu.
Não é de hoje que a gente fala sobre o quanto estamos orgulhosos com o pop nacional, que tem se mostrado cada vez mais amplo e promissor e, entre os tantos nomes que vêm a nossa cabeça quando pensamos nisso, está a cantora Manu Gavassi.

Manu já tinha dado um salto gigantesco nos seus trabalhos com o EP “Vício”, no qual investiu numa sonoridade levada para o synthpop, bastante inspirada em artistas como Taylor Swift, e em seu material seguinte, o álbum autointitulado “Manu”, seu passo foi ainda mais longo.

O disco, primeiro desde o contrato com a Universal, chegou para distanciá-la de vez da imagem de “estrela adolescente” e, passado o clipe de “Hipnose”, ela retoma a sua divulgação ao som da faixa “Muito Muito”, definida como segundo single após seu sucesso espontâneo no Spotify e outras plataformas de streaming.



Assim como todo esse álbum, “Muito Muito” é um baita acerto em combinar as influências de Gavassi, que escuta de Selena Gomez a Dua Lipa, com a música pop nacional, aqui resultando numa faixa dançante, divertida e toda empoderada.

O videoclipe, que estreou durante uma festa fechada na última quinta-feira (24) na Liberdade, em São Paulo, foi dirigido pela dupla Os Primos e consegue nos prender do início ao fim, enquanto coloca a cantora pra competir numa batalha de dança digna de filme, pronta pra rebolar muito e mostrar que é demais para o cara que tentou diminuí-la. 

Olha só:



Que hino de clipe! E a música é maravilhosa, sim ou claro?

O álbum “Manu” está disponível no Spotify e, além de “Hipnose” e “Muito Muito”, conta com faixas como o reggae-pop delicioso de “Perigo” e a produção do Tropkillaz e Head Media em “Mentiras Bonitas”. Ouça abaixo:

A cantora Manu Gavassi nos surpreendeu de maneira bastante positiva com seu último EP, “Vício”, apresentando uma sonoridade bem diferente dos seus primeiros trabalhos e investindo num synthpop à la Carly Rae Jepsen, e, prestes  a encerrar essa era tão bem feita, a brasileira preparou um clipe para a faixa-título do álbum.

O seu lançamento, entretanto, depende do empenho dos seus fãs, que precisarão fazer mais que publicar hashtags pelas redes sociais e, literalmente, dar o seu sangue pelo novo vídeo.

Não entendeu? Calma, a gente explica! Acontece que o clipe de “Vício” foi lançado numa parceria com a Fundação Pró-Sangue e, numa estratégia arriscadamente genial, a cantora tem liberado trechos do vídeo conforme eles alcançam a sua meta de doações com a campanha chamada “Play pela vida”. Até o momento, dois trechos já foram revelados, faltando apenas o desfecho do vídeo, olha só:



É de ficar na vontade mesmo, né? Ao menos pelas partes já reveladas, pode-se dizer que a produção do videoclipe é bem simples, mas muito bem executada, assim como seus clipes anteriores com esse mesmo álbum, para “Camiseta” e “Direção”. Os seus fãs, por sua vez, querem mesmo é o vídeo de “Farsa”, que é uma das nossas favoritas nesse EP.

Enquanto o clipe completo de “Vício” não chega, ouça o EP da brasileira pelo Spotify e, claro, saiba quais são os postos da Fundação Pró-Sangue mais próximos de você e vamos agilizar esse lançamento completo, por favor!

Arrasou, Manu!
Princesinha do pop nacional mesmo. A gente não economizou elogios quando parou pra falar da Manu Gavassi e o EP que ela lançou no final do ano passado, “Vício”, e começando 2016 com o pé direito, a brasileira já lançou mais um clipe para a produção, escolhendo “Direção” como a sucessora da maravilhosa “Camiseta”.



Na mesma linha de synthpop que compõe todo o EP, “Direção” mantém as semelhanças com os trabalhos de Carly Rae Jepsen e Taylor Swift, que são algumas de nossas referências mais famosas no gênero atualmente, enquanto, em seu videoclipe, ganha uma roupagem mais retrô, com um visual todo inspirado nos antigos VHS.

No vídeo, Manu protagoniza um romance com o ator Rafael Vitti e, ao decorrer dos takes, acompanhamos os dois passando por várias fases do relacionamento, indo das boas às ruins.

Ainda que simples, o clipe fez jus à qualidade da canção, ficando mais interessante que “Camiseta”, inclusive, e mantém a nossa animação quanto aos novos trabalhos de Gavassi, que parece bastante disposta a fazer suas novas influências acontecerem no pop nacional.

Assista abaixo ao clipe de “Direção”:



O EP “Vício” já está disponível nas principais plataformas digitais e, além de “Direção” e “Camiseta”, conta com outros hinos como “Farsa”, “Sozinha” e sua faixa-título. O material foi produzido pelo Junior Lima (aquele de Sandy & Junior mesmo) em parceria com um DJ paulista, Dudinha. Ouça na íntegra neste outro post.
Não tinha um nome mais propício para o novo EP da princesinha do pop nacional, Manu Gavassi, “Vício”, inicialmente promovido pelo single “Camiseta”, que chegou aqui no blog com a surpresa da sonoridade da brasileira ter mudado completamente e, sim, para a melhor, numa postagem em que ainda a comparamos com nomes como Carly Rae Jepsen e Taylor Swift.

Pouco mais de dois anos sem lançar música nova, uma vez que seu último álbum, “Clichê Adolescente”, saiu em agosto de 2013, Gavassi estava disposta a renovar sua música e encontrou apoio nos estúdios com Junior Lima que, ao lado do produtor paulista Dudinha, ajudou a cantora a redesenhar sua sonoridade, agora totalmente associável ao synthpop lá de fora.



“Vício” foi lançado nessa sexta-feira (11) e, além do single “Camiseta”, conta com outras quatro músicas, ordenadas de forma que conta uma história em sua tracklist, sendo elas “Vício”, “Direção”, “Farsa” e “Sozinha”.

Em sua faixa-título, Gavassi mantém o pop radiofônico de “Camiseta”, com sintetizadores que parecem flertar com as cordas tradicionais de suas músicas anteriores, em tempo que a letra é o principal atrativo da música. “Direção” é a maior surpresa do EP. Talvez por ser a mais divertida do registro, a música conta com um teclado acentuado ao fundo, enquanto, sob curtas ascensões dos sintetizadores, a voz da cantora é acompanhada por corais compostos por ecos dela mesma. Nossas principais lembranças aqui são as baladinhas da Charli XCX.

“Farsa” é o momento em que Gavassi chega mais perto de seus primeiros trabalhos, mas provando uma clara evolução. Nos lembrando de nomes como Sara Bareilles e Sia em seus primeiros trabalhos, a música traz uma percussão bem tímida ao fundo, mas, assim como as anteriores, cumpre com uma perfeita combinação das cordas e sintetizadores. Nosso momento favorito é quando ela canta, “mas relaxa, você disfarça muito bem, meu bem, a sua farsa”, com palminhas crescentes ao fundo.

E, encerrando o material, “Sozinha” vem numa proposta mais dramática e introspectiva, até por seu ritmo mais lento, enquanto a cantora parece refletir sobre suas escolhas no amor. No refrão, a faceta eletrônica dessa sua nova fase ganha vez, com um dubstep contido acompanhado por batidas que, lentamente, ditam a direção da canção.

Ouça o seu novo “Vício”:




Que maravilhosa, gente!

Ainda que marque uma clara evolução em sua sonoridade, “Vício” apenas falha em amadurecer as letras de Gavassi que, por mais que tratem dela olhando para relacionamentos em diferentes fases de sua vida, ainda soam bastante adolescentes. Uma vez que os fãs da cantora são, em sua maioria, jovens que terminaram crescendo junto com ela, isso pode não ser necessariamente um problema, só se tornando um obstáculo na busca por um novo público, que tem chances de ficar caso sejam convencidos pela fórmula dessas novas produções, como foi o nosso caso.

Assim como falamos no post de lançamento de “Camiseta” no Facebook, o pop brasileiro segue numa ótima fase, entretanto, nos incomoda um pouco saber que nossa principal referência da atualidade, Anitta, não tem nenhuma concorrente a altura, tanto no ritmo e oportunidades de divulgação quanto no espaço para seu trabalho em outros veículos, o que nos faz pensar se, em vez de todas as wannabe Anitta que surgiram desde “Show das Poderosas”, não seria Manu Gavassi um diferencial e nome em potencial pra assumir esse posto, tornando nossa música pop ainda mais versátil e nosso mercado sadiamente competitivo.

O que você achou do novo EP da cantora?
Se você não gosta do pop da Taylor Swift e Carly Rae Jepsen, é melhor passar longe do novo trabalho da Manu Gavassi. A cantora, que não lançava material novo desde o disco “Clichê Adolescente” (2013), se prepara para uma importante fase da sua carreira, atualmente como artista independente, e deve lançar até o começo do ano que vem seu novo EP, “Vício”.

Com produção do Sandy & Junior Lima e Dudinha, a primeira amostra do novo trabalho da brasileira é a canção “Camiseta”, que vem toda trabalhada no synthpop das cantoras anteriormente citadas, experimentando uma sonoridade em português como dificilmente encontramos.

Na verdade, a última vez que nos animamos assim com um lançamento nacional foi com o EP “Gasolina”, da Jullie, mas enquanto a moça não nos dá notícias sobre materiais futuros, ter Manu Gavassi investindo nesse tipo de música por aqui é bem legal, principalmente se pararmos pra pensar no pop nacional atual e a maneira como a maioria das outras cantoras têm soado como tentativas de “próxima Anitta”.

“Camiseta” já está disponível nas principais plataformas digitais e, abaixo, você pode conferir a música na íntegra:


É esperado que o clipe de Manu Gavassi para a música nova seja lançado na próxima semana, quando também deveremos ter mais detalhes sobre o EP “Vício”.

O que você achou da canção?

A cantora Manu Gavassi lançou no ano passado o seu segundo álbum de inéditas, intitulado "Clichê Adolescente", e nesse mês voltou a trabalhar em sua divulgação, simultaneamente com sua participação na campanha de vacinação do Ministério da Saúde em prevenção à HPV.

No começo da semana, a cantora revelou na internet uma apresentação acústica que realizou da canção "Segredo" para a VEVO Brasil, na edição nacional do VEVO Go Shows. Para sua apresentação, porém, Manu Gavassi mesclou sua participação na tal campanha de vacinação com a promoção do disco, aproveitando pra fazer o pocket show de surpresa na escola em que cursou o colegial, a Marista Arquidiocesano, aqui em São Paulo.

O vídeo começa com a cantora explicando tudo isso, além de contar a emoção em estar se apresentando na escola onde estudou e sendo reconhecida pelas alunas e tudo mais, ainda que tenha sido um show anunciado em cima da hora, só pelo fator surpresa. Olha só:


"Segredo", em colaboração com o cantor Chay Suede, será o próximo single de Manu Gavassi com o álbum "Clichê Adolescente", mas ainda não tem previsão de lançamento para seu videoclipe, visto que a cantora segue com a agenda cheia devida a sua participação na novela das nove na Rede Globo, "Em Família".
Na última quinta-feira (12), a rádio Jovem Pan FM recebeu a banda Restart, para promover a participação da banda no Jovem Pan Sunday Festival e nesta sexta, Emílio Surita e sua trupe receberam os caras da Banda Cine e a cantora Manu Gavassi.

Aproveitando o momento, a Cine anunciou o sucessor de "Em Choque" como novo single do álbum "Boombox Arcade" e a escolhida foi "Nunca Ninguém Morreu de Amor", que é ÓTIMA e conta com a participação da banda Sevenlox. Ouça:


Pouco antes de revelar o novo single, a banda foi questionada por um fã via Twitter sobre a tal confusão com a Restart e o vocalista, Diego Silveira (aka DH), explicou que a confusão não era entre as bandas e sim entre ele e o vocalista da Restart, Pe Lanza.
"Rolou um atrito, mas é um atrito pessoal. Eu tô conversando com o Pedro Lucas normal, cara gente boa, mas foi um atrito pessoal da minha pessoa, Diego, com o Pedro Lanza. Foi assim, a gente teve o Prêmio Multishow, né? E rolou um boato, saiu na mídia que o namoro dele tinha acabado por causa de mim e na verdade não tinha. A envolvida no caso era uma menina, amiga minha [Giovanna Lancellotti, a 'Garota Radical'] e eu liguei para ela.", explicou Diego.
O vocalista do Cine prosseguiu:
"Eu tentei apaziguar, eu liguei pro cara, ele me xingou de tudo, falou que a minha banda era uma merda, aí eu desliguei o telefone e falei no Twitter, para os fãs dele verem a verdadeira cara dele, porque ele tá se fazendo de um personagem ali e para mim, ele tava falando um monte de merda.", disse DH, que completou dizendo que desejava tudo de bom para a Restart.
A Banda Cine, a Restart, os caras do NX Zero e a cantora Manu Gavassi são atrações confirmadas do JP Sunday Festival, que rola neste domingo (15) no HSBC Brasil. Confira abaixo a entrevista completa do Pânico na Jovem Pan com a cantora de "Garoto Errado" e a banda:



A cantora Manu Gavassi, que atualmente é uma das grandes ~divas~ das adolescentes brasileiras e leitoras da revista Capricho, deu uma entrevista para a VJ Rafaella Brites, do programa Comando, da Mix TV, na última quarta-feira (29) e durante sua entrevista, Manu revelou alguns nomes gringos com quem gostaria de trabalhar.


O primeiro nome citado pela cantora foi Taylor Swift, que recentemente trabalhou com Paula Fernandes e após a apresentadora sugerir Selena Gomez, Manu Gavassi citou Eliza Doolittle e Cher Lloyd. A cantora de "Odeio" ainda afirmou que comprou o "Sticks + Stones" de Cher Lloyd e gosta muito de seu álbum. Será que Lloyd toparia uma parceria?


Pelo Twitter, Manu também andou falando sobre nossa querida Cher e alguns fãs já planejam uma maratona com uma hashtag sugerindo o dueto na rede de microblogs. Fiquei em dúvida entre terminar este post com "Garoto Errado" ou "Want U Back", sendo assim, vamos terminar sem clipe. Haha!