Mostrando postagens com marcador jacob tremblay. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador jacob tremblay. Mostrar todas as postagens
"A Pequena Sereia" sequer ganhou sua data oficial de lançamento, mas ganhou um hype enorme após o anúncio de que Halle Bailey ("Grownish")tinha sido escalada no papel principal do live-action, indo contra os rumores antigos de que Zendaya seria a protagonistas. Então, é hora de falarmos sobre tudo o que nós já sabemos sobre a nova versão de uma das principais animações já lançadas pela Disney.

A primeira coisa que podemos dizer com certeza é que Rob Marshall é quem vai comandar o longa-metragem. O cara é responsável pelo maravilhoso "O Retorno de Mary Poppins" e o clássico "Chicago", então não é preciso dizer mais para justificar sua escolha para um musical, correto? Se o filme seguir com ele mesmo, podem ficar tranquilos que o sucesso é garantido.

Ainda falando sobre "Poppins", o Lin-Manuel Miranda é quem vai assinar a produção do filme. Aos não aficionados pelo cara de plantão, ele está inserido no meio musical há anos e contribuiu também para a composição de músicas como "How Far I'll Go", de "Moana". Aclamado demais!

A Disney parece estar empenhada em trazer grande nomes para "A Pequena Sereia". Além de reforçar o envolvimento de Miranda e Marshall, o Omega Underground aponta que Dion Beebe, responsável pela direção de fotografia de "Memórias de uma Gueixa", estará envolvido no filme, assim como Colleen Atwood, figurinista vencedora de 4 Oscars, e John Myhre, vencedor de 2 Oscars. 

O site também diz que Miranda irá ajudar na composição de músicas com Alan Menken, responsável pela trilha sonora de "Aladin", o original.

Quanto ao elenco, a única confirmação que temos é de Halle Baily como Ariel. Os demais nomes supostamente envolvidos ainda devem ser tratados como rumores, mas o elenco aparentemente será composto por Melissa McCarthy como Ursula, Jacob Trambley como Linguado e Awkwafina como Sabião. O trio estaria negociando os papéis, segundo o The Hollywood Reporter.

Aproveitando o hype, o Terry Crews postou uma montagem em seu Twitter como Tritão, o pai de Ariel, e por que não? Nas próximas semanas, outros nomes devem ser divulgados já que o filme deve começar suas filmagens até o final do ano. Segundo as vozes da minha cabeça, claro, mas não deve realmente passar disso.

Hoje o maior ator de cinema que você respeita, Jacob Tremblay, antes de "O Quarto de Jack" era apenas mais um garotinho fofo que estava tentando sua vez na Sétima Arte. Poucos conheciam o trabalho do ator e as produções que participava não contribuía para seu talento. "Os Smurfs 2" deve ser seu trabalho de "maior renome" pré-"Room", mas isto mudou. Diversos projetos foram despontados — como "Extraordinário" e "The Book of Henry" — e até antigos viram a luz do dia. "O Sono da Morte" esteve engavetado por um tempo e seu lançamento nos deixa com vontade de coloca-lo de volta na gaveta e trancá-lo com sete chaves.

"O Sono da Morte" traz um casal, Jessie (Kate Bosworth) e Mark (Thomas Jane), que após perder um filho, resolvem seguir em frente adotando uma criança, e é Cody (Jacob Tremblay) quem acaba sendo acolhido pela família. Entretanto, o garoto tem um dom: seus sonhos se tornam realidade. Ao início, seu "poder" é apresentado como uma benção, mas se torna uma maldição quando ele tem pesadelos, com uma entidade perseguindo não só ele como todas as pessoas a sua volta.



O longa-metragem de Mike Flanagan ("O Espelho") está longe de ganhar o título de Pior Lançamento de 2016 por uma coisa ou outra que gera pontos positivos para a produção, mas a trama é tão rasa que terminamos o play nos perguntando se o filme era só aquilo que o diretor e o roteirista se propuseram a mostrar. É decepcionante!

A computação gráfica é algo de se relevar. Quando os longa-metragens de terror resolvem se apropriar desta tecnologia, o resultado é muitas vezes tenebroso — um beijo, "Invocação do Mal 2". Claro, tais produções têm seu orçamento curtíssimo, o que acaba resultando em um ataque aos olhos, porém "O Sono da Morte" mostra que dá para entregar um visual gráfico bem interessante com pouco dinheiro. Não iremos mentir dizendo que em algum momento ou outro nos sentimos incomodados pelo CGI, mas nada que nos fizesse sair da sala de cinema.

É indiscutível a atuação de Jacob Tremblay. Não é tão fantástica quanto aquilo que vimos em "O Quarto de Jack", mas é absurdo o quanto ele consegue fazer com seu personagem se aproxime do público em questão de minutos. Talvez a admiração pelo ator tenha contribuído para a rápida aceitação que temos de seu personagem, mas é bizarro, por exemplo, ver que o garotinho consegue sair melhor que o elenco adulto.

Como dito no começo deste texto, os sonhos de Cody se tornam realidade e por estarmos tão bem acostumados com justificativas horríveis seja para qualquer plot, é de se ficar surpreso pela leveza que é dada aqui ao explicarem o porquê de tais sonhos ganharem vida. É tão leve que desconstrói o filme por completo. Além da produção não conseguir manter um bom equilibro entre terror e suspense, por este motivo, não consegue ser nenhum dos dois no fim das contas. É um drama fantasioso com poucos elementos do terror e suspense.

Por mais que "O Sono da Morte" traga uma premissa diferente e execução aceitável, é simples demais sua resolução e a exploração de uma trama em potencial fica apenas prometida nos trailers. Por outro lado, Jacob Tremblay prova mais uma vez o grande pequeno ator que é. Uma pena que ele não consegue sustentar o filme sozinho.


2016 está sendo um ano maravilhoso para o terror, não é mesmo? Começamos com o divisor de opiniões "A Bruxa", depois tivemos o queridinho James Wan com sua sequência de "Invocação do Mal", e por fim, "Quando As Luzes Se Apagam" também não fez feio — leia nossa crítica. E não pararemos por aí! Além dos aguardadíssimos "A Bruxa de Blair" e "Chamados", seremos presenteados com "Shut In", que traz ninguém menos que Naomi Watts ("O Chamado") e Jacob fucking Tremblay ("O Quarto de Jack") em seu elenco.

Na trama, acompanharemos Mary Portman (Naomi), uma psicologa infantil e mãe viúva que cuida do filho (Charlie Heaton) em estado vegetativo. A reviravolta acontece quando ela se dispõe a cuidar de Tom (Jacob), um garotinho que perdeu sua mãe, e que acaba desaparecendo, sendo dado como morto. Porém sua presença continua constante com aparições assustadoras fazendo com que ela se questione sobre a morte do garoto.

Assista ao trailer pela essa água de Jesus porque tá muito bom. É sério!



A produção está com estreia marcada para a segunda semana de novembro nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, "Shut In" continua sem previsão, mas deve chegar aos cinemas no mesmo mês.

Há muito os fãs esperam notícias sobre a adaptação para os cinemas do romance "Extraordinário", lançado em 2012 e escrito por R.J. Palacio. Conseguimos, finalmente, o anúncio de dois grandes nomes no elenco: Jacob Tremblay (o maravilhoso garotinho que conquistou nossos corações como o protagonista de "O Quarto de Jack") interpreterá Auggie Pullman, o personagem principal da trama; já a mãe dele, Isabel Pullman, será interpretada pela querida Julia Roberts, que atualmente está em cartaz com o filme "O Maior Amor do Mundo".

O livro narra a história de um garoto (Auggie) que, devido a uma síndrome, nasceu com uma notável deformação facial; no entanto, o personagem frequentará, pela a primeira vez, uma escola regular. A obra já rendeu diversas publicações relacionadas, como o livro "365 Dias Extraordinários" e um conjunto de contos com os personagens. Nas telonas, "Extraordinário" será dirigido por Stephen Chbowsky ("As Vantagens de Ser Invisível") e roteirizado por Steve Conrad ("A Vida Secreta de Walter Mitty"), sem data prevista para lançamento. Quem aí está ansioso?



Podemos dizer que Jacob Tremblay é a criança mais fofa do cinema para esta geração, né? A gente também pode dizer que o garotinho de 9 anos arrasa e atua melhor que muito ator que tem nome renomado, certo? O guri ficou conhecido pelo mundo com o maravilindo "O Quarto de Jack", como protagonista, e conquistou nossos corações com suas fofuras em seu Instagram e sua aparição no Oscar 2016, que, se tivesse sido indicado na categoria Melhor Ator, roubaria a tão sonhada estatueta do Leozinho.

Agora que ele está acontecendo, para a nossa graça, iremos ver o ator mirim envolvido em diversos projetos, incluindo um que esteve engavetado por um bom tempo, e graças a ele mesmo, pode enfim chegar às salas de cinema. Estamos falando de "O Sono da Morte", filme que está prometido há quase um ano!

"O Sono da Morte" traz a história de um casal que adota um criança (Jacob) da mesma idade do filho que morreu tempos atrás, visando suprir a perda. Entretanto, o casal não contava com o fato de que tudo que o garoto sonhava tornava-se realidade. Visto como um dom, em primeiro momento, logo vemos tal habilidade como uma aberração quando ele começa a ter pesadelos.



O longa conta com a direção de Mike Flanagan e roteirização de Jeff Howard, ambos de  "O Espelho" e tem estreia prevista para 14 de julho.