Mostrando postagens com marcador jack antonoff. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador jack antonoff. Mostrar todas as postagens
Dentro de uma semana teremos o lançamento do aguardado sétimo disco da Taylor Swift, o “Lover”. Enquanto o álbum não chega, ela liberou mais uma prévia pra gente, dessa vez a faixa-título.

Lançada nessa sexta-feira (16), “Lover” é uma perfeita canção de amor, em que Taylor explora o tema com bastante delicadeza e uma composição lindíssima, criada inteiramente por ela. 

E como uma boa baladinha sobre, a faixa, produzida por Jack Antonoff, com quem Taylor trabalhou no “reputation” e na recente “The Archer”, explora uma sonoridade com cara de anos 50, fazendo com que soe como uma mistura de “Thinking Out Loud”, do Ed Sheeran, com “Love On The Brain”, da Rihanna. 


Uma fofura, né? 

O clipe de “Lover” chega no dia 22 de agosto, quinta-feira, um dia antes do lançamento do disco completo, que terá 18 músicas, entre elas as ja lançadas “The Archer”, “You Need To Calm Down” e “ME!”, com o Brendon Urie.

Por trás de alguns dos lançamentos mais comentados do último ano, incluindo o disco “Melodrama”, de Lorde, e a faixa que marcou o retorno de Taylor Swift, “Look What You Made Me Do”, o músico Jack Antonoff tem usado a sua influência para pressionar a gravadora pela qual é contratado, RCA, a romper o seu contrato com o cantor R. Kelly.

Nome frequente entre inúmeros sucessos do R&B, R. Kelly também coleciona muitas acusações que vão de estupro a pedofilia e, na última quarta-feira (28), teve seu nome de volta aos holofotes após a transmissão do documentário “R. Kelly: Sex, Girls And Videotapes” na BBC, que relata histórias como das reféns que ele manteve como suas “escravas sexuais”, incluindo uma menina de apenas 14 anos.

Em seu Twitter, Antonoff afirmou, numa publicação posteriormente deletada:

“Eu espero que a minha gravadora demita R. Kelly. Eu já discuti isso com eles inúmeras vezes.”


Desde que surgiram as novas acusações, embasadas pelo depoimento de familiares das mulheres que estariam sob o controle do cantor, a defesa de R. Kelly não tardou em desmenti-las, alegando se tratar apenas de boatos, com a intenção de desmoralizá-lo. A gravadora RCA, por sua vez, ainda não se manifestou sobre o assunto.

Em menos de uma semana, exatamente na quinta-feira (22), o filme "Com Amor, Simon" chega aos cinemas com uma história sobre um menino gay que quer ter seu merecido final feliz. Mas, antes de assistirmos ao longa, nós já podemos entrar no clima da produção com a trilha sonora do filme.

Como produtor executivo, Jack Antonoff, o cara por trás do "Melodrama", da Lorde, trouxe para soundtrack de "Simon" algumas boas músicas inéditas, como as já conhecidas "Alfie's Song", de sua banda, Bleachers, com a participação de Harry Styles na composição, e "Love Lies", de Khalid com Normani do Fifth Harmony em seu primeiro lançamento à parte do grupo.


Entre as novidades, muitas outras músicas com clima de romance adolescente. "Strawberries & Cigarettes", do Troye Sivan, é uma descartada do "Blue Neighbourhood", seu primeiro disco, e embora talvez tivesse funcionado como parte desse álbum, encontra mesmo seu lugar aqui. Mais animada, "Never Fall In Love", do Jack com a MØ, é divertida e flerta com a PC Music. 

A baladinha oitentista "Sink In", da Amy Shark, e "Wild Heart", clássica música do Bleachers e que começa nos lembrando "Baba O'Riley", do The Who, completam a lista de faixas inéditas e deixam um gostinho de quero mais.

Se o filme for tão gostosinho quando sua trilha, nós com certeza vamos querer vê-lo de novo, de novo e de novo, assim como estamos ouvindo milhões de vezes sua soundtrack

Se a gente precisasse apontar uma dupla do pop que faz jus ao ditado "mais que amigas, friends", com certeza apontaríamos Lana Del Rey e Marina & The Diamonds. As duas estão sempre postando fotos juntinhas, embora nenhuma colaboração entre elas tenha sido lançada até hoje. Mas, agora, parece que a dupla virou um trio, com a adição de Jack Antonoff.

Nesse domingo (25), Marina postou uma foto em seu Instagram, onde aparece toda animada e sorridente ao lado dos dois. Em poucos minutos, comentários desesperados pedindo por uma parceria ou até mesmo uma música nova, já que a cantora tem estado afastada para cursar Psicologia, tomaram conta da publicação.

Uma publicação compartilhada por @ marinadiamandis em

Dessa vez vai? Parece que sim! Afinal, nesta semana, Lana fez uma live em seu Instagram acompanhada de Jack, diretamente de um estúdio de gravação. Alices que somos, vamos acreditar sim que o feat alternativo do milênio vai chegar agora, e só demorou tanto tempo assim pra ter um produtor bom de verdade por trás.


Jack Antonoff é o produtor do "Melodrama", da Lorde, e do "MASSEDUCTION", da St. Vincent, dois dos discos mais aclamados de 2017, além de ter colaborado em uma boa quantidade de canções do "Reputation", da Taylor Swift. Alguma dúvida de que essa colaboração seria um hino?

Agora a gente entende o que a Lana quis dizer com desejo de viver.