Mostrando postagens com marcador The Struts. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador The Struts. Mostrar todas as postagens
Fotos: Camila Cara (Equipe MRossi / Divulgação)

Quem já acompanha o Lollapalooza há muitos anos, sabe que as tardes do festival sempre reservam algumas surpresas bem positivas e que, muitas vezes, passam batido por quem só vai ao festival tendo os headliners em mente.

Felizmente, essa surpresa não passou despercebida por quem topou com o palco Budweiser na tarde deste domingo (07), último dia do festival, e conferiu o som da banda The Struts.

Com repertório marcado pelos discos “Young and Dangerous” (2018), “One Night Only” (2017) e “Everybody Wants” (2016), a banda veio armada até os dentes para manter o público entretido e, quando não o fazia com suas músicas, que pegavam na boca do público tão logo chegasse o primeiro refrão, se apoiava nos artifícios já manjados para eventos como esse, mas que funcionavam como de praxe: dos gritos puxados pelo vocalista aos movimentos ensaiados com as mãos. Rolou até um agachamento e pulo coletivo. Isso tudo antes das 5 da tarde.


Dois dos hits mais aguardados do último álbum, “Body Talks”, que também tem uma versão com a Kesha, e “Primadonna Like Me” foram entregues logo no início do set, levando o público a loucura e, desde já, antecipando que eles teriam muito mais a explorar. E tiveram. “Fire”, do mesmo álbum, rendeu um coro contagiante, e ainda sobrou tempo para um cover de “Dancing In The Dark”, do Bruce Springsteen, personalizada até a última nota para soar como mais uma faixa do seu repertório.

O forte da banda, por sua vez, fica nas mãos do vocalista Luke Spiller: um roqueiro porralouca que, aos 30 anos, invoca o melhor do que já houve à frente do rock em décadas anteriores, numa mistura que vai do Freddie Mercury ao Mick Jagger, ambos nomes que o próprio assume ter imitado muito na frente do espelho na adolescência.


Perto do show acabar, a banda, que nos últimos anos esteve em turnê com artistas como The Who, Guns N’ Roses e Foo Fighters, perguntou ao público quem estava vendo-os pela primeira vez e quem gostaria que voltassem mais vezes. A resposta, para as duas perguntas, foi a mais positiva possível, cravando a teoria de que The Struts é a melhor oportunidade praqueles que ainda torcem o nariz para as novas apostas do rock: são, sim, novos, e soam como tal, ao mesmo tempo em que resgatam o que já aconteceu de mais grandioso no gênero.
Se você ainda não conhecia o som dos caras do The Struts, agora tem um bom motivo: a banda inglesa foi uma das últimas adições ao Lollapalooza Brasil 2019 e, sendo assim, se apresentará ao lado de nomes como Arctic Monkeys, Kendrick Lamar e Post Malone no festival que acontece entre os dias 5 e 7 de abril. Compre aqui seu ingresso.

Surpresa pra lá de bem vinda, The Struts é uma banda que nasceu em 2009, mas só foi lançar seu primeiro disco em 2014, quando veio com “Everybody Wants”.

Com influências que vão do Aerosmith aos Strokes, um dos grandes fortes da banda é a performance do vocalista Luke Spiller: músico que cresceu ouvindo música gospel, por conta da família cristã, até descobrir o álbum “Off The Wall”, de Michael Jackson. Ainda na infância, inicialmente pensava em ser dançarino, mas mudou de ideia quando foi impactado por mais outros artistas que ele amava imitar no espelho, incluindo Bon Scott, do AC/DC, e Freddie Mercury.

Desde a chegada do disco “Everybody Wants”, as portas não pararam de se abrir para a banda, que saiu em turnê com nomes como Guns N’ Roses, The Who, Rolling Stones e Foo Fighters, até estrearem seu disco seguinte, “Young & Dangerous” (2018), que rendeu, inclusive, essa parceria com a Kesha:



Uma curiosidade bem tabloidera: o baixista da banda, Jed Elliot, é o namorado da Jade Thirlwall, do Little Mix, desde 2015. O casal vive posando para fotos bem apaixonadinhas pelo Instagram, não que isso venha ao caso.

De volta a música, The Struts chega de última hora pra se tornar um dos nomes mais promissores do festival deste ano, muito provavelmente cumprindo a cota de artista que poucos conheciam, mas todos saem amando e a fim de nunca mais tirarem do Spotify.

A banda se apresenta no dia 7 de abril, último domingo do festival, divindo a line-up com Kendrick Lamar, Twenty One Pilots, Iza e Years & Years. Ingressos estão disponíveis no site da T4F.

Ouça eles e outras atrações do Lolla 2019 na nossa playlist de aquecimento: