Mostrando postagens com marcador One Day at Time. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador One Day at Time. Mostrar todas as postagens
É só isso, não tem mais jeito. Após os rumores de que a Netflix estaria cancelando "One Day at a Time" por conta da baixíssima audiência da terceira temporada - a série já não ia muito bem na temporada anterior, infelizmente foi confirmado o cancelamento na tarde desta quinta-feira (14). Poxa. :(

Justina Machado, quem dá vida para Penélope Alvarez, usou sua conta no Twitter para comentar sobre o fim. "Estou muito honrada de termos conseguido contar a nossa história. Sim, era uma família latina, mas era uma história original sobre família e amor. Uma família americana". Isabella Gomez (Elena) até mesmo comentou na rede que a série poderia encontrar, quem sabe, uma nova casa.

Nós já falamos aqui porque você deveria estar assistindo "One Day at a Time" e mesmo com o cancelamento, o "pedido" segue sendo válido. Não falamos antes, mas os produtores e roteiristas pareciam já saber o possível fim. A trama da terceira temporada encerra um ciclo iniciado lá na primeira temporada, encerrado da melhor forma possível, então tratar a notícia como cancelamento de fato é balela, quase.

Porém, DEVOLVE MINHA FAMÍLIA ALVAREZ, NETFLIX! :(((
Estreando no catalogo da Netflix em 2017, "One Day at a Time" ganhou sua terceira temporada logo no início desse mês. A série é aclamadíssima pela crítica especializada e se fica de prova, as três temporadas têm o famigerado certificado Fresh no Rotten Tomatoes, com 97% a primeira e 100% as duas últimas. Aclamação.


Em "One Day" nós vivemos o dia a dia de Penélope (Justina Machado), Elena (Isabella Gomez), Lydia (Rita Moreno), Alex (Marcel Ruiz) e Schnider (Todd Grinnell), e não é surpresa a cada episódio o espectador se sentir cada vez mais como um membro da Família Alvarez. Ah!, a série não é original, e sim um reboot de versão nos anos 70.

Tá, mas por que você deveria estar assistindo essa série?

"One Day at a Time" se apoia em uma comédia extremamente inteligente e totalmente atual, aproveitando, inclusive, esse tom para construir seus personagens de forma única e abordar temas que são urgentes para todas as famílias. Fala-se de depressão, ansiedade, terceira idade, cultura LGBTQ+,  xenofobia, drogas e mais; tudo de forma sutil, mas escancarada quando necessária.


Apesar das inúmeras temáticas que a série aborda ao longo dos seus 39 episódios (até agora), cada temporada tem quase um tema-base. Na primeira, por exemplo, acompanhamos todo o processo de Elena revelar aos seus familiares que é lésbica. As reações são as mais variadas e a forma como a série aborda essas reações e todas as questões que as acercam é de bater palmas.

"One Day at a Time" é muito sensível e humana.


"One Day at a Time" é muito sensível e humana; e isso vale para todos os temas que a série resolve debater. Às vezes parece autoexplicativo demais para aqueles que já têm um certo conhecimento sobre, mas o efeito Nolan é necessário porque o público-alvo de "One Day" é justamente aqueles que não sabem a importância dessas pautas.

A série, aliás, também se apoia nesse pilar em vários momentos no roteiro. É comum pegarem algum personagem que é colocado no papel do espectador para ser contemplado pela "explicação". O segundo episódio da terceira temporada é um belo exemplo disso quando Elena explica ao Alex sobre masculinidade tóxica e assédio.

Mas a série não para só nesse aspecto "expositório". Ainda há espaço (e muito!), para uma comédia deliciosa. O tom cômico vai desde piadas bobinhas que se tornam recorrentes para determinados personagens, até para piadas muito bem sacadas para o contexto atual que vivemos. A piada sobre mansplaning com certeza já esbarrou por você no Facebook, inclusive.


Nada do que foi elogiado até aqui seria valido se o elenco não fosse capaz, né? O quinteto dá um verdadeiro show. É a soma de personagem bem escrito e ótima atuação que faz com o espectador se apaixone por cada um deles, por suas qualidades e por seus defeitos. Afinal, isso é uma família! Você a ama apesar de tudo.

Por conta dos personagens serem bem sólidos, cada um deles carregam suas questões, preceitos e valores. Penélope quer ser a melhor mãe possível para os seus filhos, tanto que ela fica chateada quando percebe que não consegue lidar muito bem, inicialmente, com o fato de sua filha ser lésbica. Elena por sua vez quer um mundo melhor, militando sempre que necessário - as melhores críticas e piadas vem dela, aliás. Lydia protege Alex com todas as suas forças e cobra até demais para que Penélope seja perfeita. Schnider bem... a função dele ali é ser branco, e o blogueiro que vos escreve não está brincando.

A personalidade de cada um não passa batido em nenhum episódio. Em alguns, aliás, se torna até mesmo um plot a ser enfrentado e resolvido para que esse personagem cresça. É lindo demais.

"One Day at a Time" é uma série sobre a vida e sobre como nós estamos em um constante processo de evolução.


Em resumo, "One Day at a Time" é uma série sobre a vida e sobre como nós estamos em um constante processo de evolução. É justamente por abordar questões rotineiras que é quase impossível não se pegar se identificando em algum momento com algumas situações. Agora liga a Netflix e começa a ver essa série maravilhosa. Você pode me agradecer depois.