Mostrando postagens com marcador Lykke Li. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lykke Li. Mostrar todas as postagens

Mark Ronson tá de música nova! Depois da parceria com Miley Cyrus em “Nothing Breaks Like a Heart”, o produtor divulgou hoje (12) “Late Night Feelings”, que conta com a participação da cantora Lykke Li.



A faixa é o segundo single do novo álbum de Ronson, também entitulado “Late Night Feelings”, que foi anunciado para o dia 21 de Junho. Com 13 faixas, o disco terá várias participações além de Lykke e Miley, como Camila Cabello, King Princess e Alicia Keys.

Olha só a capa e a track list:

1. "Late Night Prelude"
2. "Late Night Feelings" (feat. Lykke Li)
3. "Find U Again" (feat. Camila Cabello)
4. "Piece of Us" (feat. King Princess)
5. "Knock Knock Knock" (feat. YEBBA)
6. "Don’t Leave Me Lonely" (feat. YEBBA)
7. "When U Went Away" (feat. YEBBA)
8. "Truth" (feat. Alicia Keys & The Last Artful, Dodgr)
9. "Nothing Breaks Like A Heart" (feat. Miley Cyrus)
10. "True Blue" (feat. Angel Olsen)
11. "Why Hide" (feat. Diana Gordon)
12. "2 AM" (feat. Lykke Li)
13. "Spinning" (feat. Ilsey)

Junho já pode chegar!
Lykke Li é um dos grandes nomes suecos que já fizeram sucesso na música, como Tove Lo, Robyn e Zara Larsson. Você deve conhecê-la pelo hit “I Follow Rivers”, que estourou com um remix feito pelo The Magician.

Desde o lançamento do seu último disco, o  “I Never Learn” de 2014, Lykke teve tempo e inspirações de sobra para trabalhar em novo material. A cantora se tornou mãe, lançou músicas com a banda liv – que conta com a participação de seu marido e saiu em turnê ao redor do mundo.



Hoje (16), a cantora divulgou duas musicas novas, “Hard Rain” e “Deep End”, passos inovadores se relacionados com sua discografia, em "Deep End" por exemplo, percebe-se uma pegada mais trap, tendência em vários dos últimos lançamentos do mainstream. As letras, no entanto, continuam carregando uma forte carga emocional que é característica de todos os trabalhos de Lykke.



Junto as músicas, a cantora ainda anunciou que seu novo álbum, “So Sad So Sexy”, será lançado dia 08 de junho, olha só a capa e a tracklist:

1. hard rain
2. deep end
3. two nights (feat. Amine)
4. last piece
5. jaguars in the air
6. sex money feelings die
7. so sad so sexy
8. better alone
9. bad woman
10. utopia

Só pelas duas faixas lançadas, a gente tem certeza que o álbum será um dos melhores do ano. Agora é esperar até o arrebatamento.
Lykke Li, dona do hit “I Follow Rivers”, mais conhecido pelo remix do dj bélgico The Magician (quem nunca viu o hino tocando em “Azul é a Cor Mais Quente” ou tocando em alguma balada?) lançou seu último álbum, o aclamadíssimo “I Never Learn”, em 2014.



Em uma entrevista para a Dazed, em 2014, a cantora disse que o disco finaliza uma trilogia, iniciada com seu álbum de estreia “Youth Novels (2008)” e seguida pelo “Wounded Rhymes (2011)”.
Esse álbum é como o fim da trilogia de uma mulher explorando a juventude, o amor, luxúria, esperança, desespero, tristeza e loucura.



E agora, parece que finalmente a cantora está pronta pra voltar com tudo. Nas últimas semanas, Lykke vem divulgando no stories de seu Instagram várias prévias de músicas novas, que fazem jus a sua fama de rainha das bads. Além disso, em posts no seu feed, a sueca pode estar revelando trechos das letras de suas novas canções.
Uma publicação compartilhada por Lykke Li (@lykkeli) em

you told me ya; stay with me; stay in love; won't get enough; cloud nine nine, mind, body; utopia, utopia, utopia
indigo, deep blue, deep blue, oh baby i know where you been, i know where you been, in the deep end
A gente não sabe a data exata de quando teremos essas preciosidades em mãos, mas em seu twitter, Lykke já mandou avisar que ela tá chegando.
Seleção de sete novidades musicais que não apareceram no blog ao longo da semana mas que valem a sua atenção. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui e seja feliz.
A$AP Rocky tá sempre muito bem relacionado, né? O rapper, que já colaborou com Skrillex, Florence Welch e Lana Del Rey, confirmou que neste ano lançará seu novo disco, sucessor do “Long. Live. A$AP”, e depois de prometer impressionar seu público pela mudança de sua sonoridade, agora mais séria e introspectiva, confirmou duas grandes parcerias: Lykke Li e FKA Twigs!
A trilha-sonora de "Insurgente" vem nos surpreendendo muito, não é mesmo? Depois da angelical “Holes In The Sky”, parceria entre os franceses do M83 e as irmãs do HAIM, ser liberada, é a vez de Woodkid e Lykke Li combinarem seus vocais - que não poderiam ser mais melancólicos - e darem vida a "Never Let You Down".

A música é o que já imaginávamos ouvir do álbum de estreia do Woodkid, "The Golden Age", ou do disco da Lykke Li, " I Never Learn", e isso só torna a música ainda mais legal. Esses dois juntos deram super certo e achamos que combinaram perfeitamente com a atmosfreta de "Insurgente". A trilha-sonora do filme ainda vai contar com Imagine Dragons, Zella Day, Royal Blood e SOHN.

Ouça abaixo:

A Billboard, seguindo o blog mais cremoso do universo (leia-se: a gente rs), também divulgou sua lista com os 10 melhores álbuns de 2014 (até agora) (caso você tenha perdido a nossa é só clicar no link). It Pop criando tendências mundiais N.

Numa votação feita entre os editores da revista, os 10 listados para eles tem nomes conhecidos como Lana Del Rey, Pharrell, Lykke Li e Sam Smith, até os who?, como Sylvan Esso e The War On Drugs. É essa a hora para irmos atrás de novos nomes, certo? Sobre os álbuns mais conhecidos a Billboard comenta:

“I Never Learn” – Lykke Li: A solitária mulher no centro do terceiro álbum de Lykke Li pode não parece nada com o duende do debut album de 2008, "Youth Novels", mas a cantor e compositora sueca ainda está bombeando ganchos enormes e poderosos versos - só que as sombras são muito mais escuras agora.

“G I R L” – Pharrell Williams: Pharrell parece revigorado em "G I R L" em comparação com sua monótona estreia em "In My Mind", colocando as rimas de lado e operando como um mestre de cerimônias com gingado ao lado de Miley Cyrus, Justin Timberlake, Alicia Keys e Daft Punk.

“In The Lonely Hour” – Sam Smith: A voz aveludada de Sam Smith estava ganhando muita agitação antes de "In The Lonely Hour" chegar em junho, mas o álbum de estreia do cantor britânico bateu todas as expectativas, com Smith exibindo suas várias vulnerabilidades sobre uma suntuosa produção e uma presença vocal magnética.

“Ultraviolence” – Lana Del Rey: Não mais uma brincadeira para a geração Tumblr, Lana Del Rey desafiadoramente provou seu mérito artístico, lançando um dos álbuns pop mais hipnóticos do ano, uma coleção envolvente de contradições que não se podem deixar de tentar desvendar.

Só gente linda e bem com a vida, hein? O top completo, sem ordem de preferência, você pode conferir logo abaixo e ler os comentários completos (em inglês) clicando aqui.
“The Outsiders” – Eric Church
“I Never Learn” – Lykke Li
“Turn Blue” – The Black Keys
“G I R L” – Pharrell Williams
“Lost In The Dream” – The War on Drugs
“Pinata” – Freddie Gibbs + Madlib
“In The Lonely Hour” – Sam Smith
“Sylvan Esso” – Sylvan Esso
“Ultraviolence” – Lana Del Rey
“Everyday Robots” – Damon Albarn

Desde 2013, com o hype absurdo que o remix de sua canção "I Follow Rivers" recebeu, a cantora Lykke Li vem ganhando mais destaque na mídia musical. Depois de lançar o single "I Never Learn", o primeiro a anteceder o seu novo disco de inéditas, terceiro de sua carreira, eis que hoje, poucos dias antes de seu lançamento, o CD vazou e vocês podem conferir o stream aqui.

Como dito em uma entrevista para a NME, Lykke Li contou que o novo trabalho é o fim de uma trilogia iniciada com seu debut album "Youth Novels", lançado lá em 2008. Inicialmente promovido pelos vídeos "I Never Learn", "Love Me Like I'm Not Made Of Stone", "No Rest For The Wicked" e o seu mais recente "Gunshot", o CD mantém a mesma sonoridade pelo qual ela nos conquistou. Escutem abaixo:


Depois de lançada a primeira música que fará parte da trilha sonora de "A Culpa é das Estrelas", na voz de Charli XCX, poucas horas depois foi revelada a tracklist completa das músicas que farão parte da trilha do filme. Tem música feita exclusivamente pro filme e algumas já existentes (tá virando tendencia isso?). Tá indie, tá hipster, tá linda. <3

1. Ed Sheeran – “All Of The Stars”
2. Jake Bugg – “Simple As This”
3. Grouplove – “Let Me In”
4. Birdy & Jaymes Young – “Best Shot”
5. Kodaline – “All I Want”
6. Tom Odell – “Long Way Down”
7. Charli XCX – “Boom Clap”
8. STRFKR – “While I’m Alive”
9. Indians – “Oblivion”
10. The Radio Dept. – “Strange Things Will Happen”
11. Afasi & Filthy – “Bomfallarella”
12. Ray LaMontagne – “Without Words”
13. Birdy – “Not About Angels”
14. Lykke Li – “No One Ever Loved”
15. M83 – “Wait”
16. Birdy – “Tee Shirt” (bonus track)

Por motivos desconhecidos, a música "What you Wanted", do OneRepublic, mesmo estando presente no trailer no filme não está na trilha sonora deste. Apesar dos pesares, as novidades não param por ai! "All Of The Stars", composta pelo próprio Ed Sheeran, em breve estará entre nós. Em cerca de um mês, de acordo com próprio cantor que entregou a novidade através de seu Twitter, teremos a música em mãos.


"A Culpa é das Estrelas" conta a história de um casal adolescente - Hazel e Gus - que se conhece em um Grupo de Apoio de Crianças com Câncer, o que desencadeia em um romance recheado de surpresas.


"A Culpa é das Estrelas" chega aos cinemas brasileiros no dia 05 de Junho!

Alguém ai sentiu falta dela? Se sim, pode começar a comemorar, Lykke Li está quase de volta! A cantora e compositora sueca irá lançar seu terceiro álbum de estúdio no dia 5 de maio, "I Never Learn". A cantora lançou uma música chamada "Love Me Like I’m Not Made of Stone" no dia 4 de março como a primeira amostra do álbum. A música "No Rest for the Wicked" foi lançada como segundo single promocional no dia 19 desse mês. Ontem (20/03) o álbum chegou ao iTunes para pré-venda.

O último CD lançado por Lykke foi em 2011, o CD se chama "Wounded Rhymes" e sim, é nele que está o hit "I Follow Rivers". Relembre:


Um dos pontos mais marcantes da carreira dela foi a colaboração dela no álbum do "N.A.S.A" em parceria com grandes nomes como Kanye West e Santigold e ela teve uma música na trilha sonora do filme "A Saga Crepúsculo: Lua Nova", "Possibility". Ela considera o novo álbum o final de uma trilogia que começou em 2008 com "Youth novels". Falando sobre o álbum, ela disse ao NME: "Eu prefiro ser vista como uma cantora e compositora do que uma artista pop".

Capa do álbum:


Veja a tracklist:
"I Never Learn"
"No Rest For the Wicked"
"Just Like a Dream"
"Silverline"
"Gunshot"
"Love Me Like I’m Not Made of Stone"
"Never Gonna Love Again"
"Heart of Steel"
"Sleeping Alone"

Deluxe
"Outtakes"
"I Never Learn"
"Love Me Like I’m Not Made of Stone"
"No Rest For the Wicked"

Agora num cenário bem diferente do que lançou seu último álbum, "Wounded Rhymes", em 2011, a cantora sueca Lykke Li se prepara para retornar com um novo disco, "I Never Learn", inicialmente promovido por um trailer onde temos uma generosa prévia do que vem por aí.


Pra quem não associou o nome a nenhuma canção, a cantora despontou nas rádios no ano passado, com um remix para a canção "I Follow Rivers" (original acima), do seu último CD, e desde então conquistou fãs e mais fãs, garantindo um público bem diferente do que possuía e que também implora pelo lançamento de coisas novas, mas, aparentemente, Lykke Li não está tão interessada no cargo de cantora pop.

Numa entrevista a NME, a cantora adiantou que seu novo disco é fim da trilogia que ela começou em 2008, com o CD "Youth Novels", e contou também que prefere ser conhecida como uma compositora do que cantora pop em si. 

Seja como for, sua música nova, "I Never Learn", pouco se difere dos trabalhos anteriores, nos dando expectativas para algo tão bom quanto seu último disco. Confira:


O novo álbum da Lykke Li, "I Never Learn", tem lançamento previsto para o dia 5 de maio.