Mostrando postagens com marcador Lettícia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lettícia. Mostrar todas as postagens
Quando você é uma artista no começo da sua carreira, as entrevistas são uma importante maneira de contribuir para a construção da sua imagem, indo além do que os versos da sua música permitem e, desta forma, mostrando a personalidade que, por suas respostas, o público decidirá se se identifica ou não.

No momento em que aceitamos entrevistar um artista, também temos nossos objetivos, sendo algum deles conhecer um pouco mais o artista, tirando-o da sua zona de conforto, apresentá-lo aos leitores, numa forma de abrir o nosso espaço para esses novos nomes, bem como agregar ao nosso próprio trabalho, sendo essas entrevistas experiências que também nos ensinam a lidar com os diferentes tipos de personalidade que ganham espaço na mídia.

Uma das gravadoras que melhor têm revelado novos nomes para o pop nacional é a Warner e, depois de artistas como Anitta e Ludmilla, um dos novos lançamentos do selo é a cantora adolescente Lettícia.



Com apenas 15 anos, Lettícia estreou nesse ano o clipe da sua nova música de trabalho, “Lance Proibido”, e emplacou a canção dentro da trilha sonora do filme “É Fada”, bastante comentado pela estreia da Youtuber Kéfera nas telonas, e pouco tempo após esse lançamento, que chegou com exclusividade no It Pop, batemos um papo com a moça, que você pode conferir abaixo.

Nós abrimos o bate-papo falando sobre a estreia de “Lance Proibido”, que teve mais de vinte mil visualizações no seu dia de estreia, e a cantora se mostrou animada com a recepção: “Eu fiquei muito feliz com esse retorno. É um momento marcante pra minha vida, um amadurecimento tanto pessoal, quanto pra minha música, então os números foram ótimos, estou muito feliz”.

Ter um dos seus primeiros lançamentos numa produção cinematográfica é grandioso para qualquer um e, sobre isso, Lettícia também teve muito o que comemorar: “Fui na pré-estreia [de ‘É Fada’], aqui em São Paulo, e foi muito legal me ouvir nas telonas. Está sendo incrível pra mim”.

O pop nacional tem crescido e, com isso, a exigência do público também está cada vez maior, mas isso não parece um problema para a cantora. “Trabalho muito pra isso, estudo muito, busco referências, então estou me preparando muito para isso e acho que o público está se identificando com a minha música, o que é muito legal pra mim”.

Apesar das preparações e dessa identificação, Lettícia ainda não assina a composição de suas músicas: “todas minhas músicas lançadas até hoje foram compostas por Mãozinha, Umberto Tavares e Jeferson Junior, que são meus anjinhos musicais”, disse a cantora. “Eles sempre me ajudam e a gente aborda temas que são experiências minhas, coisas que eu gosto”.

Atualmente trabalhando em seu primeiro EP, a cantora se mantém focada na divulgação do novo single, e quando questionada quanto aos riscos de se apegar apenas ao público adolescente, enxerga o potencial de “Lance Proibido” conquistar fãs mais velhos. “O pessoal que está se identificando com a minha música é mais novo, tem a minha idade, mas os mais velhos [estão se identificando] também”.

E, apesar da influência de artistas como Anitta, Rihanna e Ariana Grande, ela não pretende adotar um discurso de empoderamento ou feminismo em seus trabalhos: “Esse assunto é muito polêmico. Enfim, eu não me considero feminista, mas também não me considero uma pessoa não feminista, tanto que nem entro nesse assunto”, explicou. “Respeito a opinião de todos e acho que as pessoas têm o direito de se defender, o direito de concordar ou não, e é isso aí”.

Ainda sobre suas influências, Lettícia não parece ter uma linha bem traçada. “As influências são as que a gente tem sempre, né? Britney, Rihanna, todos esses nomes internacionais”, começou, explicando que a mudança de sonoridade do seu novo single partiu de uma ideia dos seus produtores: “Eles quiseram criar uma coisa diferente, que pudessem notar esse amadurecimento, tanto pessoal quanto na música, e acho que ‘Lance Proibido’ foi criada a partir dessa junção de informações do que aconteceu na minha vida”.

No começo de sua carreira, a menina pensa alto e amaria fazer uma parceria com suas parceiras de gravadora, Anitta e Ludmilla, além do cantor Tiago Iorc: “Divo master!”, brincou.



Por fim, pedimos pra que ela deixasse um recado aos que estavam conhecendo seu trabalho a partir dessa entrevista:
“O que eu poderia dizer ao público é que esse trabalho foi feito com muito carinho, com muita dedicação, e é uma coisa muito importante pra mim, uma experiência muito nova, que estou amando. Eu convido vocês a assistirem ao meu novo clipe, aposto que vocês vão se identificar e curtir muito. É uma experiência que, se você não passou, ainda vai passar, e é isso aí.”
O pop nacional vem ganhando cada vez mais nuances, pela diversidade de artistas que vão da Anitta à Karol Conka, e em mais uma aposta da Warner, que tem funcionado como um verdadeiro radar quanto ao gênero no Brasil, chegou a hora de darmos uma chance para o pop adolescente de Lettícia.

Pra quem ainda não conhece, a moça começou a fazer barulho pela internet com “Sem Hora Marcada”, e seu clipe atualmente conta com 2 milhões de acessos, para uma música produzida por Umberto Tavares, mesmo nome por trás dos trabalhos de Ludmilla e Anitta.



Mas tudo indica que seu próximo passo, com a faixa “Lance Proibido”, será ainda maior. E a razão? A gente tem várias. A música, também produzida por Tavares, faz parte da trilha sonora de “É Fada”, filme novo da hypadíssima Kéfera, e conta com uma fórmula deliciosa, apresentando um pop em português com um pé nos anos 90, no que arriscaríamos dizer que é quase uma mistura de Britney Spears com Manu Gavassi.

Seu clipe, lançado na manhã desta sexta-feira (07) na TV aberta, chega com exclusividade aqui no It Pop, nos levando com Lettícia para uma balada, cheia de dança, carão e, claro, um lance proibido, no caso, com o ator Léo Picon.

Assista ao clipe abaixo:



Tirar essa música da cabeça não será fácil, hein?