Mostrando postagens com marcador Labrinth. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Labrinth. Mostrar todas as postagens

*ATENÇÃO! Esse texto pode conter spoilers.*

Caso você tenha vivido debaixo de uma pedra pelas últimas semanas e ainda não conhece a série Euphoria, recomendamos que você pare o que está fazendo e vá assistir a primeira temporada .

A série é transmitida pela HBO e retrata de forma crua e polêmica os dramas e aventuras de um grupo de adolescentes, vividos por uma nova geração de talentos hollywoodianos como Zendaya, Jacob Elordi, Sydney Sweeney e Barbie Ferreira. Em Euphoria, a nudez e as cenas explícitas de sexo e uso de drogas não são incomuns - a protagonista, Rue, interpretada por Zendaya, tenta se recuperar do vício em opióides, enquanto seus colegas de escola enfrentam relacionamentos abusivos, vazamento de fotos e vídeos íntimos, e experimentam com a própria sexualidade em sites de pornografia.

Entre as primeiras experiências e tentativas de entender a própria identidade sem "filtros", a intensidade da vivência dos personagens é ampliada pela trilha sonora, com episódios são recheados de músicas incríveis e que representam fielmente a geração retratada na série.

Incluindo popstars millenials como Billie Eilish, Rosalía e Lizzo, a trilha ainda traz composições originais do rapper e produtor Labrinth, feitas especialmente para Euphoria. Drake é também um dos nomes por trás da série, atuando como produtor executivo, além de ter alguns dos seus próprios sons nos episódios.

No próximo domingo (4), a primeira temporada chega ao seu oitavo e último episódio, e para os fãs que ficarão órfãos da série ou para quem ainda precisa de um incentivo para começar a assistir, listamos algumas das nossas músicas favoritas da trilha de Euphoria.

‘Everest’, Labrinth
A track original de Labrinth surge na série em um dos momentos mais tensos na temporada, após uma recaída de Rue com uma droga pesadíssima na casa de seu traficante, e uma brutal agressão de Nate, um dos principais personagens masculinos, contra um garoto que ficou com a sua namorada. Ali, fica clara a grandeza da trilha e a grandeza de Labrinth como compositor no projeto, com uma faixa que se encaixa perfeitamente naquela sequência de sensações viscerais.

‘Champagne Coast’, Blood Orange
Rue e Jules são o maior ship da temporada, em um relacionamento confuso que é mais próximo de uma amizade muito forte e colorida. Na cena com “Champagne Coast”, Rue ajuda Jules a tirar nudes, que ela pretende mandar para um cara que conheceu em um aplicativo - situação mega desconfortável para Rue, que ainda está tentando entender os seus sentimentos pela nova amiga. A música foi lançada por Blood Orange há 7 anos, mas funciona extremamente bem como pano de fundo do romance millenial.

‘Malamente’, Rosalía
Após o primeiro beijo das duas, o megahit de Rosalía acompanha os primeiros passos do romance de Rue e Jules, em um momento íntimo de Rue em que ela compara estar com Jules à sensação de tomar Fentanil, um opióide fortíssimo.

‘151 Rum’, J.I.D
É 2019 e os adolescentes adoram trap, e o que não falta na trilha de Euphoria é trap - “151 Rum” é uma das faixas mais interessantes do gênero que aparecem na série. Talvez pela densidade das letras de J.I.D em contraste com a house party adolescente, é uma adição perfeita para o icônico episódio da festa de halloween.

‘You Should See Me in a Crown’, Billie Eilish
Ícone adolescente, Billie Eilish é quase obrigatória nessa trilha. Mas o hino “You Should See Me In A Crown” marca o ponto de virada na auto imagem de Kat, personagem de Barbie Ferreira, que vive em conflito com o próprio corpo. Antes da música, vem uma das melhores falas da série: “Nothing is more powerful than a fat girl who doesn’t give a fuck” (Nada é mais poderoso do que uma garota gorda que não se importa).

‘Tempo’, Lizzo
Sim, estamos obcecados pela Kat, e ela merece mais um momento de glória na nossa lista fazendo twerk ao som de Lizzo. E também porque a Lizzo é uma das coisas mais interessantes que surgiram na música recentemente e os adolescentes devem sim ouvir tudo que ela lança.

Com sons que vão do Hot 100 a orquestras completas e novos nomes do trap americano underground, a música em Euphoria é fundamental para a intensidade da narrativa, totalmente engajada com a geração que está sendo representada e que consome aquele conteúdo. A gente mal pode esperar por um lançamento da trilha completa. Alô, dona HBO, ajuda aqui?

Se o combo Diplo, Sia e Labrinth já rende colaborações bem fodas, como as que viemos ouvindo com o trio, intitulado LSD. A reunião fica ainda melhor com o reforço que eles trouxeram pra faixa “Genius”, de ninguém menos que o rapper Lil Wayne.

Com o arranjo da faixa original, a canção chegou ao Spotify nesta sexta (18) numa nova versão, com a participação do rapper, que nos dá uma nova introdução e rápidas aparições pelo restante da música.


“Genius” foi um dos primeiros singles do LSD, que estreou em 2018 e, no mesmo ano, também lançou músicas como “Audio”, “Thunderclouds” e “Mountains”.

Será que demora pra sair um disco?


O projeto LSD, que inclui os cantores Labrinth e Sia e o produtor Diplo, teve a sua estreia na última quinta-feira (3), com o lançamento do single "Genius". Diplo usou o Instagram para descrever o som da parceria como "música pop épica, incrível, aleatória, do espaço sideral".
O single ganhou um clipe produzido inteiro em animação, dirigido por Ben Jones e ilustrado pelo artista Gabriel Alcala. O vídeo tem uma pegada psicodélica e lembra bastante o filme "Yellow Submarine", dos Beatles, com muitas cores e representações interessantes de cada um dos membros do grupo. Diplo, por exemplo, é uma cabeça gigante que sobrevoa os dois cantores ao longo do clipe.

O LSD deve lançar mais um trabalho ainda esse mês, intitulado "Audio". Um álbum do trio já foi confirmado, mas ainda sem data de lançamento anunciada.

"Genius" já está disponível em todas as plataformas digitais e você pode assistir ao clipe aqui:

Diplo não parou de trabalhar desde que encontrou o mainstream e, depois de projetos paralelos com Skrillex, Mark Ronson e seu trio de música eletrônica, Major Lazer, o produtor se prepara para mais uma empreitada, desta vez ao lado de ninguém menos que Labrinth e Sia.

Ainda sem muitos detalhes, já sabemos que o supergrupo se chamará “LSD”, uma brincadeira com a droga alucinógena e as iniciais de seus nomes, e o próprio Diplo tratou de adiantar isso em suas redes sociais, marcando os outros dois artistas:

Uma publicação compartilhada por diplo (@diplo) em

Já podemos ficar curiosos, né?

Apesar de Diplo ser o workaholic da história, tudo indica que o ponto de encontro para a formação da LSD foi Sia, que já colaborou com o produtor em faixas como “Elastic Heart” e “Waving Goodbye”, e com Labrinth na faixa “To Be Human”, presente na trilha de “Mulher-Maravilha”. 


Se a sonoridade desse projeto em conjunto chegar perto desses hinos, já estamos mais do que satisfeitos, e segundo a imprensa britânica, a primeira amostra desse trabalho deve ser revelada ainda neste mês.

Vale ressaltar que, desde o ano retrasado, o Major Lazer tem ensaiado o lançamento de seu novo disco, “Peace Is The Mission”, com prometidas participações de Usher, Gwen Stefani, Tinashe, Iggy Azalea, entre outros nomes.

Sia, por sua vez, lançou no ano passado um álbum natalino, sucedendo o disco “This is Acting”, do qual extraiu o smash hit “Cheap Thrills”.

Com seu segundo disco, "Demonstration", já nas lojas, tudo o que Tinie Tempah precisa fazer é manter o hype em torno do seu nome. Nos primeiros singles do cd, "Trampoline" e "Children Of The Sun", o rapper britânico veio acompanhado, respectivamente, do produtor Diplo e o cantor John Martin, mas para a segunda música de trabalho do disco contou com a colaboração do Labrinth.

Repetindo a dose de takes frenéticos, o clipe novo faz uma inteligente interpretação da canção, com Tinie e Labrinth sofrendo nas mãos de suas ex-namoradas, numa espécie de tourada tunada. A gente não costuma ficar decepcionado com o cara, mas né, é válido dar destaque pra toda a parte de fotografia e iluminação do clipe, outra vez impecável. Confiram:


Entre tantas parcerias, o disco "Demonstration" conta com nomes como Emeli Sandé, Paloma Faith, Laura Mvula e Ella Eyre.

O cantor Conor Maynard deu uma sumida após o lançamento do single "Animal", última música trabalhada com o álbum "Contrast", mas antes que pensemos que o rapaz desistiu da música, ele ressurgiu com novidades sobre seu segundo álbum, que contará com algumas colaborações interessantes.

Um dos primeiros nomes revelados na nova produção é do cantor e compositor Labrinth, aquele de "Beneath Your Beautiful" com a Emeli Sandé. Além do inglês, o rapper Travie McCoy, ex-Gym Class Heroes, também dividiu estúdio com Maynard e essas são só algumas das apostas do jovem para cumprir com as prometidas mudanças em seu novo disco.

Recentemente, o cantor de 20 anos falou que tem em seus planos mostrar que amadureceu no novo CD, não que isso fosse realmente necessário, cantando menos sobre garotas e mais sobre a forma com que sua vida mudou, nos contando tanto sobre a parte boa quanto ruim da história. Maynard também falou que pretende ir um pouco além das upbeats, experimentando novos ritmos, e confessou ter vontade de gravar algo com John Mayer e Ed Sheeran (quem nunca?).



O segundo álbum do dono de "Vegas Girl" tem previsão de lançamento para o fim deste ano, sendo que seu primeiro single deve sair pelos próximos meses.