Mostrando postagens com marcador Jess Glynne. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jess Glynne. Mostrar todas as postagens
Sabe aquelx amigx superpositivo sobre a vida? É a Jess Glynne. Em seu segundo álbum, “Always In Between”, liberado nesta sexta (12), a britânica vai ainda mais longe com a ideia de que “sempre há uma luz no fim do túnel”, explorada no “I Cry When I Laugh”, e nos trás um material para refletir sobre as coisas boas do dia a dia. 

Sensação do Reino Unido (ela já tem sete #1s por lá, tudo isso em pouquíssimo tempo de carreira), Jess é mestre em ver o lado positivo de tudo. Em “Thursday”, composta em parceria com Ed Sheeran e Steve Mac, esse último responsável pela produção, ela fala muito sobre sua insegurança, mas afirma que não vai usar maquiagem nessa quinta porque “quem ela é já é suficiente”

Já em “I’ll Be There”, um de seus #1s, e “All I Am”, essa com vídeo gravado no Rio de Janeiro, ela lembra de seus amigos e mostra que sempre estará ao lado deles, em todos os momentos difíceis, afinal ela só é o que é porque eles são o que são. Ó que lindo, gente! 



Em “Rollin”, uma das melhores músicas do disco, a cantora coloca aquela pessoa que sempre tenta diminuir os outros e agir como se não se importasse com ninguém no seu lugar: “foda-se seus jogos, não é assim que eu vivo!”, ela diz. E em “These Days”, mais um dos seus #1s na terra da Rainha, ela diz que depois que a tempestade passar vamos rir disso do que ficou no passado. E, às vezes, isso é tudo que a gente precisa ouvir, né?


Cheio de percepções positivas sobre a vida, tudo isso permeado pelo melhor do pop britânico, com muitas batidas eletrônicas, o “Always In Between” é um sopro de ar fresco e nos ajuda a lembrar que momentos complicados vem e vão, mas a vida continua e vale muito a pena ser vivida. 

Essa semana, a rádio britânica Capital FM resolveu chocar o mundo pop e revelar diversos lançamentos que vem por aí. Eis que, entre as músicas anunciadas, temos um retorno mais do que esperado: o da Rita Ora! E pra voltar em grande estilo, Ritinha, que não é boba nem nada, chamou o nome de peso no Reino Unido, Jess Glynne, para uma colaboração. 

Ainda em 2015, Jess deu uma entrevista falando um pouquinho sobre o convite que recebeu da Rita para a parceria:

Eu falei com a Rita algumas vezes e ela me chamou para colaborar com ela. Então eu fiz algumas coisas pra ela, ela tem as músicas que eu fiz pra que possa trabalhar em cima delas e é, eu estou disposta a fazer isso

TÁ ACONTECENDO!

Sem nome ou data de lançamento exata, a canção deve sair em abril. 

Rita Ora está sem lançar música desde 2015 quando engavetou seu segundo álbum porque a maioria das canções que fariam parte do disco, como "I Will Never Let You Down", foram produzidas por Calvin Harris, seu ex-namorado que, após o termino, a proibiu de trabalhar qualquer faixa que produziu.


Como resultado, Rita cancelou performances de divulgação, lançou "Poison" e "Body On Me", que não se saíram tão bem comercialmente, e focou em sua carreira extra-musical, participando da franquia "Cinquenta Tons De Cinza", se tornando jurada do The Voice UK, do The X Factor UK e, mais recentemente, apresentadora do America's Next Top Model, ocupando o lugar da Tyra Banks apenas por uma temporada. 

Mas nada disso realmente importa (além do The X Factor UK, porque ela foi uma ótima jurada!) já que Rita está prestes a focar na carreira que deveria estar focada há muito tempo: a de cantora! VEM!
Depois de morar por sete semanas no #1 da principal parada britânica com "Rockabye", o Clean Bandit já está planejando os próximos passos. A banda arrasa nos números: são 16 milhões de singles e 1,6 milhões de álbuns vendidos, além do Grammy de Best Dance Recording (Melhor Música Dance/Eletrônica) com "Rather Be", parceria com Jess Glynne. Misturando música clássica com eletrônica, o grupo, integrado por Grace Chatto e os irmãos Jack e Luke Patterson, vem conquistando cada vez mais reconhecimento e espaço no cenário musical, além de fãs no mundo todo.

Conseguimos um tempinho na agenda de Grace para conversar sobre os planos da banda, o novo álbum, novas parcerias e como é se apresentar em festivais com um público tão grande. A entrevista completa vocês conferem abaixo!



It Pop: Vamos começar com "Rockabye". A música é um hit no mundo todo! Vocês estão orgulhosos dela? Como foi trabalhar com Anne-Marie e Sean Paul?
Grace: SIM, SIM! Nós estamos muito orgulhosos da música. É uma música muito especial para mim e é o tipo de música que eu amo, como o que Anne canta também é muito interessante... E a gente sempre quis trabalhar com o Sean Paul, eu amo o senso de humor dele. Foi um sonho que se realizou!


It Pop: Anne-Marie é uma artista que estourou há pouco tempo. Por que vocês convidaram ela para uma colaboração e como vocês escolhem os artistas para trabalhar?
Grace:  Um dia, estávamos em um festival e Anne estava cantando com o Rudimental. Ficamos obcecados pela voz dela e percebemos na hora que ela seria perfeita para "Rockabye". A gente escolhe o tipo certo de palavras para cada música e é assim que selecionamos o artista. Depende muito da letra.

It Pop: Vocês já trabalharam com vários artistas diferentes. Existe alguém que você queira muito colaborar?
Grace: Hum, bem, meus artistas preferidos no momento são Lana Del Rey, James Bay... Mas nós estivemos trabalhando com Zara Larsson, Elton John, e eles são músicos excelentes.

It Pop: Sim, eu vi que vocês postaram uma foto no estúdio com a Zara. O que você pode nos dizer sobre isso?
Grace: Ela é incrível! Ela é tão jovem, mas é muito madura como artista e como pessoa. Ela tem uma voz poderosa. Talvez seja o próximo single que vai sair, ainda não temos certeza.

It Pop: E vocês mantêm contato com essas pessoas? Por exemplo, a Jess Glynne...
Grace: Sim, sim. Nós sempre nos encontramos em festivais e estamos trabalhando com ela no seu próximo álbum.


It Pop: Clean Bandit é uma banda que mistura eletrônica e música clássica. Como é isso para você?
Grace: Nós gostamos dessa mistura. Eu sempre toquei música clássica e Jack sempre gravava áudios, ele estava sempre nos meus ensaios. Um dia, decidimos brincar com isso, adicionando graves e algumas batidas. Foi assim que isso começou pra gente.

It Pop: É verdade que o segundo álbum sai este ano? E ele vai seguir os caminhos do "New Eyes" ou vai ter um estilo diferente?
Grace: Sim, ele vai sair este ano mesmo. Estamos trabalhando nele já faz um tempo, Eu acho que não será como "New Eyes". Existem muitos estilos musicais nele.

It Pop: E vocês já têm um nome pra ele?
Grace: Não, ainda não escolhemos...

It Pop: Já que estamos falando sobre isso, você tem um álbum preferido do ano passado?
Grace: Hmmm, um álbum favorito... Acho que o da Rihanna, "Anti".

It Pop: Vocês já tocaram em vários palcos ao redor do mundo. Como foi a primeira vez que você se apresentou para um público grande?
Grace: Eu toquei música clássica a minha vida toda e a plateia é muito diferente, é quieta. Então, na primeira vez que nos apresentamos como um banda, as pessoas estavam animadas, pulando, dançando, e eu amei ter essa conexão com o público.

It Pop: E qual é a lembrança mais legal de um show que você tem?
Grace: Eu acho que foi quando nos apresentamos com a Orquestra Filarmônica da BBC e nós recriamos o nosso álbum "New Eyes". Foi um momento muito especial.


It Pop: Vocês ficam nervosos no palco? Por exemplo, num evento como o Mobo Awards...
Grace: Não, eu não fico muito nervosa. Eu acho que nesse dia a Anne-Marie ficou nervosa, mas nós apenas aproveitamos o momento.


It Pop: Ainda falando sobre shows, vocês planejam uma visita ao Brasil?
Grace: Ah, eu adoraria! Possivelmente, um dia. Nós só estamos planejando o nosso ano agora com nossos agentes e empresários, mas já faz muito tempo que eu quero ir ao Brasil ver os fãs.

It Pop: Eu imagino que vocês já estejam cansados dessa pergunta, mas é algo que os fãs querem muito saber. A música "Disconnect", com a Marina and the Diamonds, vai estar no novo álbum?
Grace: Sim! Vai estar sim. Nós ainda estamos trabalhando nela e fazendo mudanças, mas vai sim estar no nosso próximo álbum. Os fãs podem ficar tranquilos!

No sábado (11), rolou, em Londres, o Summertime Ball 2016, tradicional festival de música da Capital FM, uma das mais importantes rádios inglesas. Como de costume, o evento trouxe muitos artistas incríveis, como Ariana Grande, Nick Jonas, Little Mix, Jess Glynne, Years & Years, Zara Larsson, MNEK, Clean Bandit e Louisa Johnson, só pra citar alguns, fazendo a gente ficar com aquela invejinha boa de quem estava curtindo tudo isso ao vivo.

Separamos aqui as melhores apresentações do festival. Se você quiser assistir mais dos artistas citados e de outros artistas (é sério, muita gente foi cantar no Summertime Ball), clique aqui.

Ariana Grande - "Into You"



Nick Jonas - "Close", sem a Tove Lo :(



Little Mix - "Hair"



Jess Glynne - "Hold My Hand"



Years & Years - "King"



Zara Larsson - "Lush Life"



MNEK (feat. Zara Larsson) - "Never Forget You"



Clean Bandit (feat. Louisa Johnson) - "Tears"



Quem também estava programado para cantar no festival era ZAYN. Porém, por conta de uma crise de ansiedade, o cantor não conseguiu aparecer, postando depois um pedido de desculpas no twitter:


No texto, o ex-1D comenta sobre ter tido a pior crise de sua carreira, pede perdão aos fãs da Terra da Rainha e promete recompensá-los. :(

Ficamos por aqui com o Summertime Ball 2016 que, cá entre nós, foi melhor que muita premiação por aí. Aprende, VMA!

Disposta a quebrar ainda mais recordes nas paradas britânicas, a ótima Jess Glynne anunciou que "Ain't Got Far to Go" será o novo single de seu aclamado álbum de estreia, "I Cry When I Laugh" (2015), que já rendeu vários anos, como "Don't Be So Hard On Yourself", "Hold My Hand" e "Take Me Home" e, recentemente, três indicações ao Brit Awards, maior prêmio da música britânica.

O clipe pro novo single, dirigido por Declan Whitebloom, foi lançado ontem e nos mostra Glynne numa visita à Cuba, em meio à muitas cores, dança (ainda que tímida e desajeitada da cantora) e o dia a dia local, de forma bem lúdica. Confiram:



"Ain't Got Far to Go" é o sexto single oficial extraído do álbum de estreia de Jess Glynne, que até agora já possui cinco #1s no UK. Caso essa nova consiga o êxito, ela se tornará a maior recordista britânica femina com músicas em número 1 por lá — atualmente, ela divide esse posto com a Cheryl. 

E não duvidaríamos, já que a canção é deliciosa.

Dona das paradas britânicas em 2015 (cinco #1s, que a fizeram igualar-se à Cheryl como recordista feminina por lá), uma das principais revelações do último ano e indicada a três Brit Awards, Jess Glynne ainda têm muito pra tirar proveito de seu aclamado álbum de estreia, "I Cry When I Laugh" (2015).

Depois de cinco singles extraídos do material, ela anunciou que o sexto será a fantástica pop soul, com "quês" de gospel, "Ain't Got Far to Go". E que escolha bem acertada, hein?!


Programado pra estrear digitalmente em 26 de fevereiro, o single já começou a ser mandado pras rádios britânicas e um clipe será gravado nos próximos dias. Será que teremos um sexto #1 vindo aí? Melhor não duvidar!


Depois de estourar mundo afora com "Rather Be", uma parceria com Clean Bandit, e conquistar as paradas com seus singles anteriores, Jess Glynne resolveu apostar na poderosa e emocionante balada "Take Me Home" como o mais novo single do seu primeiro CD e, na última sexta-feira, a cantora decidiu compartilhar o videoclipe da música com a gente.


Se The Weeknd é o dono do mercado musical em 2015, poderíamos dizer que, ao menos no UK, seu correspondente feminino atende pelo nome de Jess Glynne.


Há mais de um ano, nós apresentamos a, então desconhecida, Jess Glynne, cantora e compositora britânica, de 24 anos, buscando ascensão, com seu som predominantemente deep house, voz forte e sensual, nas músicas "Home" e "Right Here". Mas, infelizmente, foram poucos que deram bola à época. Como a roda gigante do pop roda numa velocidade absurdamente rápida, agora estamos aqui para soltar aquele famoso "Nós avisamos!".


Uma das grandes revelações de 2015 é, sem dúvidas, a britânica Jess Glynne. A ruiva, que ficou mundialmente famosa entre o final do ano passado/início desse, graças ao smash hit "Rather Be", com o Clean Bandit (que rendeu a ambos um Grammy esse ano), além dos hits "My Love", com o Route 94, e "Real Love", numa reedição de sucesso com a primeira banda, projeta um salto ainda maior na carreira.


Seleção de sete novidades musicais que não apareceram no blog ao longo da semana, mas que valem sua atenção. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui!


Jess Glynne ainda se recupera da cirurgia de emergência feita em suas cordas vocais, mesmo assim, a dona dos charts do UK em 2015 não para de promover seu aguardadíssimo álbum de estreia, "I Cry When I Laugh", previsto para o dia 14 de agosto.


"Don't Be So Hard on Yourself" é o segundo single oficial (quinto no geral) de "I Cry When I Laugh", álbum de estreia da britânica Jess Glynne e que tem lançamento marcado para 14 de agosto, como havíamos mostrado neste post.


Nova dona e queridinha dos charts britânicos, Jess Glynne conseguiu mais um passo importantíssimo para a divulgação do seu aguardadíssimo álbum de estreia, "I Cry When I Laugh" (14 de agosto), que agora coleciona seu quarto hit #1 no UK antes da estreia.


Seleção de sete novidades musicais que não apareceram no blog ao longo da semana, mas que valem sua atenção. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui!


Com a proximidade do verão europeu, algumas músicas começam a se candidatar como prováveis hinos da ensolarada estação. E uma delas é, sem dúvida, a parceria entre o rei da cena urban britânica, Tinie Tempah, e uma das grandes revelações do ano, Jess Glynne (confira a capa e tracklist do álbum de estreia dela aqui), em "Not Letting Go". A divertida e fascinante faixa ganhou seu videoclipe hoje.


O ano de 2015 promete ser grandioso para o rapper Tinie Tempah. O cara, que precisou de apenas um álbum (o maravilhoso "Disc-Overy", lançado em 2010) para se estabelecer como um dos grandes nomes da cena urban britânica, planeja lançar este ano seu terceiro material em estúdio, mesmo depois do desempenho abaixo do esperado de seu segundo álbum, "Demonstration" (2013). E no que depender do lead single, podemos esperar um novo arrasa-quarteirão no UK.


Depois de bombar através de parcerias com o Clean Bandit nos smash hits "Rather Be" e "Real Love", Jess Glynne mostrou que também conseguia emplacar hits sozinha, fazendo de seu single solo "Hold My Hand", o rei das paradas britânicas por três semanas consecutivas.


Depois do sucesso e reconhecimento de sua participação no smash hit "Rather Be", do Clean Bandit, ano passado, Jess Glynne se prepara para o lançamento de seu álbum de estreia, previsto para ainda este ano, e o primeiro passo já foi dado, com a divulgação da ótima "Hold My Hand". A faixa, que é um midtempo colorido e perfeito para o verão europeu ganhou seu videoclipe hoje.


Alguém lembra de Jess Glynne? Dona da voz do smash-hit "Rather Be", do grupo de música eletrônica mais fofo do mundo, Clean Bandit? Pois é, a cantora por trás também de hits como "My Love", do Route 94, e de "Real Love", também do Clean Bandit, acabou de lançar uma nova música em sua conta no soundcloud, a maravilhosa "Hold My Hand".