Mostrando postagens com marcador Iggy Azalea. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Iggy Azalea. Mostrar todas as postagens
A cantora australiana Iggy Azalea segue infeliz com o desempenho de seus singles nas plataformas de streaming e após a estreia de sua música nova, “Started”, usou o Twitter para demonstrar sua insatisfação com seus fãs por não ver o retorno do quanto tem se esforçado.

Na rede social, a artista afirmou: “então é isso, vou usar jeans e, no próximo clipe, aparecer com apenas um look pra vocês”, se referindo a quantidade de visuais explorados no vídeo novo:


Lançado no dia 3 de maio, o clipe de “Started” acumula cerca de 19 milhões de visualizações no Youtube. O clipe anterior, “Sally Walker”, lançado dois meses antes, têm pouco mais que o dobro dessa audiência, com 51 milhões.



Atualmente como artista independente e contratada por seu próprio selo, Bad Dreams Records, Azalea têm mantido uma comunicação bastante honesta com seus fãs em relação a importância dos números digitais pra que continue entregando trabalhos grandes numa frequência aceitável, mas as opiniões se dividem quanto ao tom como ela faz essas cobranças.

Conhecida pelo hit “Fancy”, é esperado que a cantora lance ainda este ano seu novo disco, “In My Defense”, sucedendo o álbum de estreia “The New Classic”, de 2014, e seu relançamento, “Reclassified”.
Iggy Azalea voltou e tá com sangue nos olhos!

A australiana estreou nesta sexta (15) o clipe do seu single de retorno, “Sally Walker”, e abrindo os trabalhos do disco “In My Defense”, seu primeiro de volta a vida de artista independente, parece ter encontrado um meio termo entre seu som pop com a influência do hip-hop.

No clipe, Azalea enterra uma rival, enquanto dá o recado de que é melhor ninguém tentar cruzar o seu caminho. Com um cenário visualmente obscuro, mas com ares cômicos, o vídeo é repleto de participações especiais, incluindo as drags Shea Coulee e Miss Vanjie, de RuPaul’s Drag Race, olha só:

E rolou até uma coreografia, né?


Assim que “Sally Walker” foi lançada, muita gente comentou sobre as semelhanças da faixa com o arranjo de “Money”, da Cardi B, e isso pode ser explicado pelo fato de Iggy ter ido direto na fonte da dona de “Bodak Yellow”, com a música nova sendo produzida pelo mesmo cara que fez os hits de Cardi, J. White Did It.

Ouça abaixo e compare:


OKRRR.

“Sally Walker” é o primeiro lançamento de Iggy Azalea desde o EP “Surviving The Summer”, lançado no ano passado, e antecipa a chegada de “In My Defense”, que tem estreia prevista para a primavera americana – a partir de junho.
Sim, existe um clipe para "Savior", da Iggy Azalea, e você vai poder vê-lo agora mesmo. É porque a australiana, que outrora viu um vídeo seu ser engavetado (alô, "Switch"!), realmente liberou o clipe da sua nova música de trabalho nesta quinta-feira (01). 

Dirigido por Colin Tilley, nome por trás de "Anaconda", da Nicki Minaj, e mais recentemente "Wild Thoughts", do DJ Khaled com a Rihanna, o vídeo de "Savior" não poderia ser diferente e, tal como o título da música, mostra Iggy procurando por sua salvação - ou, nesse caso, por um salvador - em uma igreja, entre subidas no altar, rituais e confessionários. 

E se a mensagem da música é justamente sobre como devemos ser nossos próprios salvadores, o clipe também traz essa ideia. Quanto mais intensa a música vai ficando, ou seja, mais próxima do fim, mais vibrantes ficam as luzes dessa Catedral futurística, funcionando como luzes no fim do túnel. Um conceito é um conceito. 

Em seu Twitter, Iggy explicou um pouco mais sobre como ela e o diretor chegaram a ideia do vídeo e o que ela esperava do resultado final: 

Eu quero que isso pareça obscuro, bonito, elegante, surreal, e icônico, com um pouco de graça e esperança implícitas

Objetivo alcançado com sucesso?



Sim! Deu até um fôlego a mais pra música, hein?

"Savior" é o primeiro single oficial do segundo disco de Iggy, "Surviving de Summer" (antigo "Digital Distortion"), ainda sem data de lançamento anunciada. 
Sobreviver ao verão não é tarefa fácil, mas Iggy Azalea está disposta a manter seu espaço por mais do que uma estação do ano. Depois de um 2017 marcado por lançamentos que não funcionaram e vazamentos de músicas, ela deixou a Def Jam e renomeou seu segundo disco, até então conhecido como "Digital Distortion", para "Surving The Summer"

Sob uma novo nome e selo, a Island Records, Iggy liberou seu novo single, "Savior", nesta sexta-feira (02). A faixa havia vazado no ano passado, mas agora ganha a adição de Quavo que, surpreendentemente, canta durante o refrão da música, substituindo a própria australiana.

Em "Savior", Iggy investe em algumas rimas bem contidas, mas volta com um viés muito mais pop do que o que a vimos fazer, por exemplo, em "Mo Bounce". Veranesca, dance e com muitos "na na na" e "ôôôô" no refrão, o que a torna bem chiclete, a música cumpre seu papel, ao mesmo em que dá a Azalea uma chance de seguir uma proposta que faz muito mais sentido pra ela. 


"Savior" não foi divulgada nesta sexta por coincidência: no domingo, durante o Super Bowl, maior evento esportivo do mundo, Iggy Azalea irá estrelar o comercial dos fones de ouvido da marca Monster, e deve aparecer escutando sua própria canção. Um jabá não faz mal a ninguém, né?
A vida de Iggy Azalea não está nada fácil, mas depois de sentir o gostinho do flop com seus últimos singles, ter seu clipe de "Switch" vazado e cancelado e ter uma parceria com Azealia Banks impedida de ser lançada pela Def Jam, gravadora que continua a adiar seu segundo disco, a australiana pode ter encontrado uma saída.

Segundo rumores, I-G-G-Y é a mais nova contratada da Roc Nation, gravadora do Jay-Z. Ela esteve recentemente no Kodaklens Office, sala de um funcionário da gravadora, e até posou para uma foto postada no Instagram do escritório. 

Uma publicação compartilhada por Kodaklens Office (@kodaklensoffice) em

Além disso, Iggy recentemente postou um tweet chamando seus fãs da Alemanha para um show que fará no país e que será promovido pelo TIDAL. E quem é o dono do TIDAL? Ele mesmo, Jay-Z, dono da Roc Nation. 


É claro que tudo isso não passa de especulação, mas juntando 2+2 tá fazendo todo o sentido, né? Se tudo isso não passar de uma perfeita ilusão, pelo menos a gente deu uma ideia pra ela, mas, se for verdade mesmo, pode entrar, parceria com a Claúdia Leitte!
A rapper, cantora, compositora, atriz e empreendedora Azealia Banks usou suas redes sociais para avisar que, seja lá como ficou a sua parceria com a Iggy Azalea, ela nunca verá a luz do dia.

Os culpados por isso, obviamente, são os responsáveis pelo trabalho da australiana na Def Jam, gravadora que tem prejudicado significativamente o lançamento de seu segundo álbum, “Digital Distortion”, uma vez que ela não emplacou nenhum grande hit desde que começou a promovê-lo, com o single “Team”.

“A parceria com Iggy Azalea definitivamente não acontecerá, porque a Def Jam diz que não lançará mais nenhum single para ela”, disse a rapper.


Antes de entrar em estúdio com Azealia, Iggy havia lançado um videoclipe para “Mo Bounce” e a parceria com Anitta, “Switch”, mas daí em diante enfrentou uma dificuldade atrás da outra, também usando seus perfis pela internet para afirmar que seu selo se recusava a investir em outra música de trabalho com esse álbum.

Como Azealia Banks não afirmou que a música deixaria de ser single e, sim, que ela sequer será lançada, fica a dúvida quanto ao futuro de Iggy Azalea com o álbum “Digital Distortion”, que tem boas chances de ter seu lançamento cancelado.

Parece que a Iggy SZN chegou ao fim.

Não tava morta a era “Switch”? 

Iggy Azalea está bem perdida com a divulgação do seu novo disco, “Digital Distortion”, e apesar de afirmar ter encerrado a divulgação de sua parceria com Anitta, que teve seu clipe cancelado após um vazamento, reapareceu com a faixa entre as estreias da última sexta-feira (28) no Spotify.

“Switch” ganhou um EP de remixes nas plataformas de streamings, com versões assinadas por Loud Luxury, Aazar, Feenixpawl, Vertue e Tom Swoon, que levam a faixa de um reggae eletrônico ao pop pra fritar. Tem pra todos os gostos.

Ouça abaixo:



Desde o seu lançamento, o EP de “Switch” já conta com mais de 100 mil execuções no Spotify, com destaque para a versão do Vertue, que tem sido a mais ouvida até aqui.

Nos últimos dias, rolaram diversas especulações sobre o videoclipe dessa parceria, incluindo a história de que um fã teria comprado os direitos da produção para lançá-la oficialmente, mas tudo não passa de rumores. Ao menos por enquanto, clipe oficial a gente não tem.

Agora fica a dúvida quanto ao que será dessa fase de Iggy Azalea, né? Em suas redes sociais, a cantora prometeu novidades em breve, mas tem tido dificuldades quanto a comunicação com sua gravadora, que está insatisfeita com os baixos números desse disco, inicialmente promovido pelo single “Team”,  lançado em março de 2016.

Anitta, por sua vez, tá linda, livre, leve e solta com a divulgação de seu próprio single, “Paradinha”, além da parceria com Major Lazer e Pabllo Vittar em “Sua Cara”, que ganhou seu videoclipe neste domingo (30).

Daqueles plot-twists que ninguém esperava viver nesta vida: Iggy Azalea confirmou uma parceria com Azealia Banks no seu novo disco, o lendário “Digital Distortion”, após anos de discussões pelas redes sociais e apenas algumas semanas de troca de mensagens pelo Twitter e Snapchat.

Banks, que há algumas semanas lançou o single “Chi Chi”, usou suas redes sociais para sugerir uma parceria com Azalea, afirmando que, se elas se unissem, o mundo pararia para ouvir o que tinham a dizer, e após uma mensagem reconciliadora em seu Snapchat, a cantora australiana confirmou o inesperado, a parceria entre as duas vai mesmo rolar.

O disco “Digital Distortion” está precisando de um fator extra. Encabeçado pelo single “Team”, o segundo álbum de Iggy Azalea tem sofrido com a pressão da gravadora pra que ela emplaque outro sucesso tão grande quanto “Fancy”, do trabalho anterior, e por conta disso, sido frequentemente adiado.

No último capítulo dessa saga, tivemos a colaboração de Iggy com Anitta em “Switch”, que teve seu clipe cancelado após cair na internet numa versão não finalizada.



Azealia Banks, por sua vez, poderá aproveitar a oportunidade pra recuperar a visibilidade que perdeu ao longo dos últimos anos, graças ao desgaste da sua imagem, insistentemente associada a narrativa racista e misógina da imprensa, que ignorou boa parte do seu trabalho musical, em tempo que dava espaço para inúmeras polêmicas, declarações e especulações envolvendo o seu nome.

“Eu não espero que vocês entendam, porque eu colaboraria com alguém que disse publicamente que desejava minha morte”

A parceria entre Iggy e Azealia também abre espaço para uma discussão mais saudável em torno dos debates levantados pela rapper de “The Big Big Beat” sobre o racismo e privilégio branco na indústria, visto que boa parte de seus argumentos eram deslegitimados quando o público individualizava essas conversas, tornando-as um mero bate-boca entre ela e a artista branca – quando sempre foi algo maior e mais complexo do que isso.

Como disse Iggy Azalea quando anunciou a colaboração: queime suas perucas ou guarde-as para quando a música chegar!  

Se você ainda não sabia qual seria o destino do clipe de “Switch”, da Iggy Azalea com a Anitta, que vazou no mês passado, a rapper australiana já deu a resposta: o vídeo deverá ser descartado e elas não pretendem gravar uma nova versão.

Atualmente tentando evitar mais um adiamento de seu novo álbum, “Digital Distortion”, Azalea contou sobre o descarte de “Switch” numa entrevista ao Papelpop (leia completa aqui), na qual afirmou:

Eu não acho que teremos um clipe depois do vazamento (...) Nos custou também muito tempo e trabalho. É muito custoso fazer algo novo. Acho que não teremos nada mesmo.

Manda a versão vazada pra edição e põe no Youtube, gente, os brasileiros garantiriam as visualizações de qualquer forma! :(



Mesmo sem videoclipe, Iggy ainda planeja colher frutos de “Switch” e, na mesma entrevista, afirmou que está negociando uma vinda ao Brasil, tentando conciliar sua agenda com de Anitta, pra que elas se apresentem em programas de TV daqui.

Sobre o disco “Digital Distortion”, Iggy Azalea parece melhor encaminhada quanto ao diálogo com sua gravadora, afirmando que está em seus planos que o material seja completamente lançado até o final desse mês.

Ainda bem que a estreia da Anira na gringa vai muito bem, obrigada, com a parceria do Major Lazer e Pabllo Vittar em “Sua Cara” e a sua “Paradinha”, né?



Tá feliz, Demi Lovato?
Ninguém segura Anitta! A cantora brasileira foi confirmada na programação da americana NBC para a próxima sexta-feira (26), na qual se apresentará com Iggy Azalea no programa do Jimmy Fallon, cantando a parceria “Switch”.



Essa será a estreia da nossa conterrânea na televisão estadunidense, marcando o que tem tudo para ser seu primeiro grande passo rumo a carreira internacional, que já vinha ganhando forma desde as suas parcerias com J. Balvin e Maluma em, respectivamente, “Ginza” e “Sim ou Não”.

A participação de Anitta foi confirmado pelo site da emissora, como você pode ver na imagem abaixo:


Além da participação no Jimmy Fallon, Anitta também aproveitou a passagem pelos EUA para as gravações do videoclipe de “Paradinha”, que será seu próximo single, todo em espanhol. O vídeo contou com a direção artística de “Bang” e “Essa Mina É Louca”.

E a ansiedade, fica como?

Finalmente nós podemos dizer que a carreira internacional de Anitta começou, mesmo que timidamente. A parceria da rainha do pop brasileiro com a Iggy Azalea, "Switch", chegou hoje (19) e tudo o que queremos é seguir gritando por todos os cantos "Lula presidente!" "QUE HINOOOO!".

"Switch" é a melhor música que a australiana lança em muito tempo e com maior potencial para hit desde "Black Widow". Iggy parece estar bastante confortável com essa roupagem mais pop chiclete, e a participação de Anitta, ainda que pequena, é certeira. A carioca já havia confirmado para a MTV Brasil que cantaria apenas o refrão da canção, mas isso não nos impede de ficar querendo mais.



RED LIGHT, YELLOW LIGHT, GREEN LIGHT, SWITCH!

Um videoclipe para a faixa já foi gravado e contará com a participação da brasileira que, além aparecer na produção, cantará com Iggy em pelo menos um programa de TV. Vai ter divulgação com a Anitta SIM!

"Switch" é o segundo single oficial do novo disco de Iggy Azalea, a quase lenda urbana "Digital Distortion", previsto para o início de junho. 
Pisa menos, Anitta! A rainha do pop brasileiro emprestou toda sua voz e graça para o novo single da Iggy Azalea, “Switch”, e faltando uma semana para a estreia da faixa, prevista para o próximo dia 19, mais algumas informações sobre essa colaboração chegaram na rede mundial de computadores.

Batendo um papo com a MTV Brasil, a hitmaker de “Deixa Ele Sofrer” contou que esteve nos EUA para as gravações do lyric video de “Switch” e, em breve, voltará para participar também do videoclipe, mas acalmou o ânimo dos fãs avisando que a sua participação é pequena, provavelmente apenas no refrão.

Anitta também contou que, como a música é um single da australiana, seus versos serão cantados em inglês, e que Iggy Azalea ficou muito animada em trabalhar com ela, porque estava sentindo falta de uma diva jovem. Muito rainha, sim!

Olha o que ela contou aqui:


Na gringa, o nome de Anitta tem sido muitíssimo comentado. Durante seus dias nos EUA, a cantora andou conhecendo vários nomes famosos por lá, como o rapper  Tyga, e aí teve seu rosto estampado em inúmeros tabloides que falavam sobre essa “morena misteriosa”. Espera até eles descobrirem que, na verdade, ela é ainda mais famosa que o ex da Kylie Jenner.

É cedo pra dizer que a carreira internacional da brasileira tá bem encaminhada? Porque é exatamente isso o que acreditamos.

Era "Switch" que vocês queriam? Então toma! Iggy Azalea está sedenta por um hit e confirmou a parceria com Anitta como seu mais novo single. Preparando o mundo para o impacto da canção e da rainha do pop brasileiro, a australiana anunciou a data de lançamento da colaboração: 19 de maio. Que comece o countdown!

Acompanhando a data, I-G-G-Y revelou a capa do single, que nos deixou um pouco decepcionados. Iggy, miga, cadê a Anitta? Esqueceu no churrasco, foi?


Pra compensar a falta da brasileira na capa da música, Azalea confirmou no Twitter que elas vão performar juntas em um programa de TV americano. Além disso, enquanto dá uma passadinha nos EUA para abençoar as performances de "Switch", Anitta também vai gravar uma participação no clipe da música. Agora o hit vem!


"Switch" sucede "Mo Bounce" e será o segundo single oficial do "Digital Distortion", novo álbum da Iggy Azalea que chega ainda esse ano.
Se você achava que a Anitta já estava internacional demais colaborando com o Maluma, se prepare porque é agora que a carreira no exterior vai realmente começar. Isso porque a mais inusitada das parcerias está a caminho: Iggy Azalea feat. Anitta. 

Quem confirmou a colaboração foi a própria Iggy, que postou hoje (08) um snapchat mostrando um pouquinho da música, onde a rainha do pop brasileiro canta em inglês. Muito bilingue, sim!


NOSSA BUNDA CHEGA A TREMER SÓ DE PENSAR NESSA MÚSICA!

Na última semana surgiram alguns rumores de que a brasileira estaria trabalhando em um novo single e que ele se chamaria "Na Selva" porém, recentemente, Anitta disse que tinha sim uma canção nova e um clipe chegando e que "todo mundo iria ver". Talvez ela estivesse falando mesmo da parceria com a Iggy, que todo mundo mesmo com certeza vai ver e ouvir. Ela é internacional, ela!

[Atualização] E aconteceu de novo, meu Brasil! Todo ano, a gente pensa muito sobre uma ideia genial para o Dia da Mentira e, como sempre, váaaarias pessoas prometem que não cairão nessa história outra vez e logo estão pirando com a gente.

Iggy Azalea não foi confirmada em filme nenhum, mas se tratando de “As Branquelas”, fica aí a sugestão, né? Até ano que vem, pessoal! E segue o comunicado oficial da melhor assessoria de imprensa que a gente respeita: Anitta.


***


Dá pra imaginar uma coisa dessas? Porque a gente já quer para ontem! A rapper Iggy Azalea nunca negou a sua admiração pelo cinema, tanto que recriou vários filmes dentro de seus videoclipes, como “As Patricinhas de Beverly Hills” em “Fancy” e “Kill Bill” em “Black Widow”, mas agora a sua paixão vai ainda além.



Segundo a revista Violet Fair, a australiana aceitou o convite para viver uma vilã na continuação de “As Branquelas”, que já começou a ser roteirizada pelos irmãos Wayans, com a direção de Keenen, também responsável pelo primeiro filme. Inicialmente, eles teriam apostado na participação de Taylor Swift, que não pode aceitar devido às gravações do seu novo disco. 

Sem previsão de data para o início das filmagens, há rumores de que “As Branquelas 2” se passe no Brasil. O interesse surgiu após os produtores perceberem o quanto nosso país é apegado ao filme, além da quantidade absurda de brasileiros que invadem suas redes sociais pedindo por uma continuação do longa. Nada mais justo, né?

Iggy Azalea e sua equipe ainda não comentaram sobre sua participação, mas, atualmente, a rapper se prepara para o lançamento do seu novo disco, “Digital Distortion”, que teve o single “Mo Bounce” revelado na semana passada.

Ontem (23), Iggy Azalea lançou o seu verdadeiro single de retorno, "Mo Bounce", que além de trazer ares da Adidiuá da época de suas mixtapes, também é uma farofa rebolativa pra ninguém botar defeito. 

E se nós estamos mexendo o bumbum involuntariamente desde que escutamos a música pela primeira vez, se prepare para o videoclipe. Não tem escapatória, você vai PRECISAR balançar a bunda. Nossa dica é: pare o que estiver fazendo, se apoie na parede mais próxima, prepare seu popozão e deixe ele rebolar.



A gente te avisou.

Nesse momento nós estamos só a Iggy:



PS: Reparou que a calça da australiana tem os dizeres "My pussy grabs back" em resposta a famosa declaração do Donald Trump? M-I-L-I-T-O-U!

"Mo Bounce" é produzida pelo Far East Movement, Stereotypes e Antoine Dixon-Bellot e, ao que tudo indica, será mesmo o carro-chefe da quase lenda urbana "Digital Distortion", o segundo álbum da Iggy, que deve sair ainda esse ano.
A bunda chega a tremer sozinha! Iggy Azalea quer lançar nesse ano o seu novo disco, “Digital Distortion”, mas sua gravadora parece disposta a fazê-lo acontecer apenas após ela emplacar um novo hit, como rolou no trabalho anterior com “Fancy”.

O carro-chefe do álbum, “Team”, não vingou, e aí ela foi recomeçar tudo o que estava fazendo, tentando voltar de vez com “Mo Bounce”, que cumpre sua promessa de retomar a sonoridade de suas antigas mixtapes.

Para esse feito, a cantora trouxe um time de peso, incluindo Stereotypes, Far East Movement (!) e Antoine Dixon-Bellot, que fizeram de “Mo Bounce” uma explosiva faixa eletrônica, com refrão pegajoso e, entre seus versos, aquela agilidade que ela já apresentava em canções como “Work” e “Pu$$y”, de longe, seus melhores momentos.

Não soa muito comercial, mas “Fancy” também não soava. Será que agora vai? Ouça abaixo:



O clipe de “Mo Bounce” será lançado nessa sexta-feira (24) e, em seu Twitter, a australiana compartilhou vários GIFs da produção.

BOUNCE, BOUNCE, BOUNCE, BOUNCE, BOUNCE, BOUNCE! 

Com novo elenco no painel de jurados e mudanças interessantíssimas no formato, o X Factor Austrália apresentou, nessa semana, o show do Top 8 da temporada. Como amamos o formato e sabemos da qualidade da versão australiana, resolvemos te contar tudo o que rolou até aqui e comentar apresentação por apresentação nessa Recap!

Guy Sebastian – jurado já bem conhecido por lá – ganhou dois novos companheiros para esse ano: Adam Lambert e Iggy Azalea. Com uma química incrível entre os jurados, a fase das audições foi superinteressante. Os candidatos prometiam elevar o nível do programa, Guy esbanjou experiência, Iggy nos surpreendeu positivamente por não ser insuportável e Adam Lambert se mostrou extremamente generoso e inteligente.

Resultado de imagem para gif iggy azalea

Com uma edição rápida, o programa praticamente pulou das audições para o Desafio das 3 Cadeiras, definindo o Top 3 de cada jurado. Nesse ponto, mais uma mudança: as categorias. Adam ficou com “Under 22”, Guy com “Over 22” e Iggy com “Groups”.

Anunciada como uma das grandes novidades dessa edição, Mel B se juntou aos jurados para a fase dos shows com a categoria “Underdog”. Mel pôde escolher três candidatos entre todos os eliminados no Desafio das Cadeiras e montar a sua categoria, no melhor twist do X Factor em anos!

Para a primeira semana de shows, os 12 candidatos se apresentaram e passaram por uma eliminação bem tensa. O menos votado de cada uma das categorias foi eliminado do programa. Em quase todas, resultados previsíveis. Adam Lambert foi quem sofreu. Justamente por montar o grupo mais forte, o jurado perdeu Natalie Ong, uma das favoritas da competição e, claramente, a sua queridinha.



Não achamos essa forma de eliminação muito justa para a primeira semana, afinal, Natalie pode muito bem ter ficado em #3 nas votações – atrás apenas dos seus colegas de categoria -  mas teve que ser eliminada. 

Como o show tem que continuar, essa semana o X Factor Austrália nos apresentou o show do Top 8, com palcos mais interessantes, fontes diferentes para cada um dos candidatos e escolha dos jurados para o tema “Makeover” – em que eles deveriam propor transformações para que seus pupilos ficassem com “cara de artista”.

Confira tudo o que rolou:

AYA – “End Of Time” (Beyoncé)



A girlband da Iggy resolveu se jogar em uma das músicas mais fortes da Beyoncé e, como era de se esperar, ficou com cara de calouro do Raul Gil. Cantar Beyoncé já não é tarefa fácil, mas tentar reproduzir a intensidade e energia da cantora é missão praticamente impossível. As meninas do AYA são fracas de presença de palco e, por isso, a apresentação ficou morna. Muita gente – inclusive os jurados – elogiam as harmonias que o grupo faz, mas sinceramente, não curtimos. Parece que elas não encontraram o jeito certo de cantar músicas pop em trio. Individualmente, até que são boas cantoras, mas como girlband, não rola. E gente, tem como defender esse figurino? Elas são cafonérrimas – e acreditem, elas melhoraram muito após o toque do Adam no programa anterior!

Vlado – “Into You” (Ariana Grande)



A internet surtou quando Adam Lambert eliminou o Vlado de sua categoria. Mel B que não é nada boba, escutou a internet e resgatou o candidato para os "Underdogs". Essa apresentação deixou bem claro que o Adam tinha razão ao afirmar que o Vlado não é o melhor candidato da competição, mas que ele tem "algo a mais". Bem ao estilo boyband de cantar, o cara fez uma versão interessante de “Into You”. Vocalmente, ficou longe de ser a melhor apresentação da noite, mas a apresentação teve personalidade e soou bastante atual. Conhecendo o histórico desses programas e pensando no público teen que acompanha o formato, Vlado tem grandes chances de crescer a competição. 

Chynna Taylor – “Pride (In The Name Of Love)” – U2



Com uma das cantoras mais consistentes da competição, Guy fez uma excelente escolha para a Chynna nesse liveshow. Para o hino rock do U2, eles optaram por uma versão atual e moderna da música. Com instrumental eletrônico, Chynna teve a oportunidade perfeita para destacar a sua voz e dominar o palco. O mais interessante é que até aqui, Chynna não parecia ser uma candidata pra esse tipo de apresentação. Adoramos ver a sua versatilidade. O Guy tem um histórico muito bom no programa e sabe trabalhar direitinho os seus candidatos, por isso, é bom a gente ficar de olho na Chynna.

Amalia Foy – “Frozen” (Madonna)



Com uma das candidatas mais diferentes e únicas da competição, Adam resolveu arriscar e escolheu o hino gótico da Madonna para o liveshow. Amalia tem apenas 15 anos, mas com sua voz única, consegue colocar muita emoção em suas apresentações. A candidata confessou que não conhecia a música e a gente acredita que isso chegou a influenciar a sua apresentação. Dessa vez, Amalia não emocionou tanto quanto poderia, mas foi ótima vê-la longe do piano/teclado, se arriscando e aceitando o desafio. Adam já deixou claro que entende muito de música e de como levar uma competição nas costas (saudades, American Idol). Estamos ansiosos pelas próximas semanas da Amalia. Se eles encontrarem o caminho, ninguém segura essa voz. 

Brentwood – “Latch” (Disclosure feat. Sam Smith)



Por que você está fazendo isso com eles, Iggy? Esses irmãos são incríveis e a voz do cara é sensacional, mas não dá pra entender essa escolha de repertório (pra que fique claro: a gente ama “Latch”). Quem acompanha desde o começo, sabe que eles gostam do violão, de versões mais calmas e acústicas. Embora acreditemos que seguir esse caminho a competição inteira seria "boring" demais, jogá-los num estilo completamente diferente não está funcionando. É visível o tanto que eles ficam desconfortáveis. A gente espera, sinceramente, que a Iggy entenda o que é certo para eles. 

Davey Woder – “Small Bump” (Ed Sheeran)



O cara não é ruim, mas é aquele tipo de voz que a gente encontra em todo programa, sabe? No The Voice, então, tem aos montes. O Guy fez uma boa escolha de repertório, deixando o cara mais atual. A apresentação foi boa, sem falhas, mas não tocou a gente. Dave está se firmando na competição e pode crescer nas próximas semanas, mas sinceramente, não acreditamos que ele represente bem o X Factor. 

BEATZ – “If You Love Me / Whip My Hair” (Brownstone / Willow Smith)



Se não fosse por essa nova categoria (Underdogs), sabe quando teríamos duas girlbands na mesma edição? Nunca! Mel B aproveitou uma grande falha da Iggy e trouxe as meninas do BEATZ de volta. A apresentação deixou bem claro que elas são muito mais interessantes do que a AYA. Que energia, que garra e que vontade de conquistar o público. Nos vocais elas ainda precisam trabalhar bastante, mas sinceramente, a gente acredita que para uma girlband, esse é o menor dos problemas. Estamos curiosos pra entender qual caminho Mel seguirá com elas. Esperamos que aposte num repertório atual, moderno e que deixe essas meninas explodirem no palco. Com certeza, a melhor transformação visual foi a delas. 

Isaiah Firebrace – “Let It Be” (Beatles)



Isaiah é daqueles competidores únicos. A gente não consegue explicar muito bem, mas o menino tem uma energia diferente. Toda vez que ele canta, temos a impressão de que estamos assistindo apenas o Isaiah, e é exatamente isso que procuramos num artista. Na escolha do repertório, Adam foi mais ousado com Amalia, afinal, escolheu um clássico dos Beatles para o candidato. Talvez a intenção tenha sido a de garantir votos, né? Como era de se esperar, Isaiah cantou lindamente e arrasou nessa semana. A gente só espera que o Adam escolha um caminho mais atual para ele, mas como já dissemos, Lambert entende de escolha de repertório em reality show, por isso, outro candidato pra gente ficar de olho. 

Com as apresentações do Top 8, o X Factor Austrália nos lembrou porque é uma das franquias mais interessantes do programa. O nível dos candidatos é muito alto e os jurados têm feito um trabalho incrível (embora a gente não concorde com as escolhas da Iggy). Talvez seja cedo pra dizer, mas essa temporada parece mais forte do que a atual temporada do UK. Imaginem só esses candidatos com todo o orçamento da versão britânica? Seria de arrasar!

No programa que definiu o Top 7 dessa edição, a produção aproveitou a data – Halloween – e convidou o único e incrível Adam Lambert pra se apresentar. Bem ao estilo do seu primeiro CD, com muita maquiagem, figurino pesado e fogo, Adam saiu direto da mesa dos jurados e dominou o palco para uma apresentação intensa de “Evil in The Night”, música do seu último disco “The Original High”. 



Adam mexeu no arranjo e deixou a música ainda mais próxima do Rock. Nos últimos anos, a gente têm visto um Adam mais contido, sem tanta maquiagem e sem grandes exageros, mas já que era Halloween, o cara se jogou. Que voz, Adam! Certamente, um dos melhores vocalistas da nossa geração. 

Recebendo mais um convidado, Shawn Mendes – que está se tornando sócio desses programas –, subiu ao palco e fez uma apresentação toda delícia de “Mercy”, seu mais recente single.



Hora dos resultados! Uma disputa que a gente já estava esperando aconteceu: BEATZ e AYA foram as menos votadas da semana e deveriam disputar uma vaga no Top 7. 

As meninas do BEATZ apostaram em “Bang Bang” (Jessie J ft. Ariana Grande & Nicki Minaj) e fizeram exatamente o que a gente espera dessa música. Sinceramente, já deu de “Bang Bang” para girlband e as meninas deixaram claro as suas dificuldades com as harmonias, mas no geral, uma boa apresentação. 



AYA, por sua vez, escolheu “Domino” (Jessie J) e fez uma apresentação bem ao estilo delas: cafona. Sério, não dá pra entender esses vocais. Fica muito ruim pra música pop. E por que raios o Adam aplaudiu de pé? Só pode ser pela amizade com a Iggy, sério!



Para a nossa felicidade, as meninas do AYA foram eliminadas e deixaram a competição!



Para a próxima semana, o X Factor Austrália está com uma votação para que o público defina o repertório do show. Morremos de medo dessas decisões, mas vamos acreditar que as escolhas serão positivas e que os jurados irão orientar bem os seus candidatos. 

Semana que vem a gente volta pra contar tudo o que rolou no Top 7. Até lá!      

Resultado de imagem para gif adam lambert
"Digital Distortion", o novo álbum de Iggy Azalea que estava previsto para este ano, foi adiado para 2017. A cantora terminou seu noivado com o jogador de futebol americano Nick Young em julho, após ele ter a traído, engravidado sua ex-namorada pela segunda vez, e isso afetou muito a produção de seu trabalho, segundo ela contou à revista People.
"Não é segredo que minha vida pessoal está indo abaixo... Eu preciso de tempo. Quer dizer, um dia você acorda e seu noivo está tendo um filho com outra pessoa, isso precisa de tempo, entende? Eu não quero ir promover um álbum e ser perguntada sobre meu relacionamento que desabou."
Iggy também contou como esses acontecimentos mudaram o rumo do álbum, pois quando ela escreveu muitas das músicas, estava noiva e agora está solteira:
"Eu preciso de um tempo para mim, estou solteira agora. Quero fazer músicas sexy. Quero falar sobre ser solteira. Eu não escrevi nada disso no álbum, porque quando estávamos produzindo, eu estava quase me casando."


O sucessor do "The New Classic", agora, está escalado para janeiro de 2017 e até agora nos foi dado apenas um gosto do que há por vir, com duas faixas: Azillion e o single Team.

Mas esse X Factor Austrália não tá fraco não, hein? Depois de terem anunciado Iggy Azalea como jurada, agora chamaram o Adam Lambert para participar da bancada!

Quem confirmou a notícia foi o próprio Adam, ontem (21), através de seu Twitter:


O cantor que, como sabemos, também foi descoberto por um reality show de música, o "American Idol", onde, inclusive, chegou a atuar como jurado convidado, deu uma entrevista afirmando estar muito animado com essa nova empreitada:
Eu estou muito animado em participar do X Factor na Austrália e estou ansioso para ajudar as pessoas a brilharem! O país sempre foi um dos meus lugares favoritos para visitar. Os australianos que já conheci são gentis e bem-humorados, então a ideia de viver em Sydney é muito animadora.
Já podemos dizer que a oitava temporada do X Factor Austrália será a melhor de todas?