Mostrando postagens com marcador Hot 100. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Hot 100. Mostrar todas as postagens
Simplesmente lendário!

Há mais de 20 semanas entre as músicas mais ouvidas dos EUA, o rapper Lil Nas X se manteve na posição mais alta da Billboard Hot 100 pela 17ª semana consecutiva e, com isso, fez de “Old Town Road” a faixa há mais tempo no topo da parada em toda a sua história, desbancando o recorde de Mariah Carey.



Single de estreia do rapper, “Old Town Road” começou a chamar atenção por conta de memes e, ultrapassando qualquer viral, passou a ser levada a sério quando Lil Nas X investiu em remixes que aumentassem a sua vida útil: oficialmente, rolaram versões com Billy Ray Cyrus, Diplo, Young Thug & Mason Ramsey e, na última semana, com o coreano RM, do grupo BTS.



Neste meio tempo, o músico não deixou de pensar nos seus passos seguintes e tratou de lançar seu primeiro EP, “7”, do qual já lançou seu próximo single, atualmente entre as trinta mais ouvidas dos EUA, “Panini”, e garantiu até uma parceria com a Cardi B em “Rodeo”, que grita pra ser hit.

Negro e gay, Lil Nas X lidou com o conservadorismo do público branco americano da música country quando começou a chamar atenção com “Old Town Road”, que foi arbitrariamente banida da parada country da Billboard. A justificativa da revista foi de que a música não possuía elementos suficientes para ser considerada country; ponto esse que não os impediram de considerar hits pop como “Meant to Be”, da Bebe Rexha com a dupla Florida Georgia Line, ou inúmeros lançamentos de Taylor Swift. E a resposta de X veio no primeiro remix da faixa, com Billy Ray Cyrus, o que torna todas essas conquistas da canção ainda mais significativa: não teve racismo e conservadorismo que os parassem.

Antes de Lil Nas, as músicas com maior tempo no topo da Billboard eram “One Sweet Day”, da Mariah Carey com Boyz II Men, e “Despacito”, do Luis Fonsi e Daddy Yankee, ambas com 16 semanas de sucesso ininterrupto.

Agora, com ânimos mais calmos e, muito provavelmente, o fim dos remixes oficiais para a canção, fica a curiosidade quanto ao próximo hit americano e, mais do que isso, por quanto tempo Lil Nas X guardará o recorde mantido por Mariah Carey pelos últimos 24 anos.

Hit campeão de teorias nas redes sociais, "This Is America", do Childish Gambino, fez a sua estreia na Billboard alcançando a primeira posição do Hot 100. O clipe brutal do single foi lançado na semana passada durante a sua performance como artista convidado no Saturday Night Live e, desde então, a internet não parou de compartilhar teorias sobre simbolismos ocultos no vídeo.

O brasileiro não tem limites e já criou uma versão funk para “This is America”

Que o clipe é uma resposta direta à vivência violenta entre o racismo e as armas nos Estados Unidos, já ficou bastante claro. Mas muitos "textões" e álbuns de prints foram compartilhados ao longo das duas últimas semanas analisando cada movimento de Gambino.

As coreografias do clipe, por exemplo, que acontecem à frente de cenas extremamente violentas, foram interpretadas por muitos como uma crítica sobre a população negra ser colocada como espetáculo nos Estados Unidos, com a sua cultura "abraçada" pelo mainstream enquanto a vivência violenta de ser negro no país não é sempre levada em consideração, ou mesmo combatida. O questionamento que surge agora é: os textões interpretativos do clipe, que agora se reproduzem sem parar, não estão acontecendo de forma muito semelhante? Quanto da reflexão real sobre o racismo se perde em compartilhamentos, textos copiados com análises de cada expressão facial de Gambino e clickbaits?

"This Is America" ganhou o primeiro lugar na Billboard desbancando "Nice For What", do Drake, que já completava 4 semanas no topo do chart. Será que a internet sustenta essa liderança?

Ao longo das últimas semanas, a Billboard vêm anunciando as atrações musicais que participam da sua premiação anual, o Billboard Music Awards. Os nomes divulgados até agora são figurinhas carimbadas dos charts da revista: Ariana Grande fará o show de abertura da premiação, e o line-up segue por enquanto com Dua Lipa, Camila Cabello, Shawn Mendes, BTS, John Legend e a host da noite, Kelly Clarkson.

Ainda não estão confirmadas quais serão as músicas performadas por cada um dos artistas, mas as nossas apostas vão para os hits que se deram bem na listas semanais dos últimos meses. O mais recente single de Ariana, "No Tears Left To Cry", ocupa o atual 3º lugar do Hot 100, e teve uma estreia super bem sucedida na televisão durante o Tonight Show, de Jimmy Fallon, na última terça-feira (1).

Dua Lipa se mantém na lista há 39 semanas com "New Rules", atualmente na 33ª posição; ela ainda tem mais dois trabalhos no chart: a parceria com Calvin Harris, "One Kiss", e seu mais recente single, "IDGAF".



Camila Cabello ocupa a 13ª posição atual do Hot 100 com "Never Be The Same", enquanto "Havana", que alcançou o primeiro lugar em janeiro, segue na lista há 37 semanas, atualmente na 22ª posição. O último single de Shawn Mendes, "In My Blood", ocupa a 36ª, marcando sua oitava música a passar pela lista.



A Hot 100 é a lista da Billboard que avalia as cem músicas mais vendidas no decorrer de uma semana, entre vendas físicas e digitais. Quais desses hits vocês querem ver perfomances ao vivo na premiação?

Ainda entre os artistas com apresentações confirmadas nos BBMAs, precisamos destacar o fenômeno do k-pop, BTS. O grupo fará a sua estreia na premiação com lançamento de single novo, como já confirmaram pelo Twitter na semana passada:
Kelly Clarkson e John Legend, dois velhos conhecidos do topo das paradas, também vão marcar presença no palco da Billboard. Legend aproveitou uma troca de SMS com Kanye West na semana passada para dar um empurrãozinho na divulgação do seu mais recente single, "A Good Night".

Kanye compartilhou uma conversa entre dois no Twitter, após o amigo questioná-lo sobre o seu apoio ao presidente Donald Trump. Em tempo de premiação, toda a divulgação é válida, né não John?
O Billboard Music Awards 2018 acontece em 20 de maio, na MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, e será transmitido ao vivo pela NBC.

Se “Cheap Thrills” existe, graças a Deus, por que existe?


Enquanto promovia o disco “This is Acting”, composto por músicas que ela escreveu para outras artistas, a cantora australiana Sia afirmou que via nessas músicas potencial para conquistar as paradas e, com esse CD, provaria estar certa, entretanto, singles como “Alive” e “Bird Set Free” não caíram tão facilmente na graça do público, ainda que sejam músicas realmente incríveis.

Eis que, quase cinco meses após o seu lançamento, o segundo single oficial do CD, “Cheap Thrills”, cumpriu a profecia e, em sua versão remix, com o rapper Sean Paul, alcançou o PRIMEIRÍSSIMO lugar da Billboard Hot 100, se tornando o maior sucesso da carreira de Sia. A notícia foi dada agora há pouco pela Billboard e vale para a próxima atualização da parada, que acontece no próximo dia 6.


Por muito tempo impulsionada por seu lyric video, “Cheap Thrills” vem ganhando espaço na parada americana há algum tempo e, nesta semana, ganhou o peso das rádios, destronando Drake e sua “One Dance”, que permaneceram no primeiro lugar da lista por invejáveis 10 FUCKING semanas.


O reinado de Sia e “Cheap Thrills” tem tudo para durar algum tempo e, estando na primeira posição, significa também alguns números que valem ser mencionados. Como o fato da música ser a primeira de uma artista feminina com mais de 40 anos a atingir o topo das paradas desde 2000, quando o #1 foi ocupado por Madonna e a sua “Music” – anteriormente, apenas Cher havia conseguido esse feito, com a música “Believe”, em 1999. Além de ser também o primeiro grande hit com Sean Paul em mais de 10 anos.

Com “One Dance”, Drake se manteve firme no segundo lugar, graças aos números de plataformas como Spotify e Apple Music, enquanto Rihanna e Calvin Harris fecham o top 3 com “This Is What You Came For”, se mostrando um nome em potencial para continuar rumando ao topo. Quem começa a ladeirar é Justin Timberlake e a sua “Can’t Stop The Feeling”, atualmente em #4, e The Chainsmokers segue relativamente estável com “Don’t Let Me Down”, atualmente na quinta posição.


Duas das estreias mais importantes da última semana começaram bem nas paradas. Katy Perry e o seu hino olímpico, “Rise”, debutou na 11ª posição, com seu videoclipe prestes a ser lançado e algumas especulações quanto a uma performance na abertura do VMA 2016, enquanto Britney Spears e o rapper G-Eazy conquistaram o 17º lugar com “Make Me”.


A corrida pelo título de hit do verão americano está mais agitada do que nunca.

PARABÉNS, SIA! <3
Boooa tarde, queridos leitores do It Pop! A gente acaba de chegar com as novidades dos dois principais charts de singles do mundo, e, nessa semana, estamos CHEIOS de novidades. O grande destaque da semana foi a girlband Fifth Harmony, que chegou a posições nunca antes navegadas tanto nos EUA, onde elas acabam de conseguir seu primeiro top 10, quanto no UK, onde chegaram à vice-liderança e superaram o pico de "Worth It". Zayn também ganhou um gás e voltou ao top 5 americano graças ao desempenho do "Mind Of Mine", que estreou no topo da Billboard 200. Rihanna continua no topo da Hot Hundred, Mike Posner soberano reinando no UK e Meghan Trainor escala aos poucos a parada em seu rumo ao #1. Leia só!


10º lugar
"Say You Do", Sigala feat. Imani & DJ Frash (-5)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 5

Na última semana, o Sigala, DJ mais badalado do Reino Unido, estava bem no meio do top 10 depois de saltar meteoricamente mais de 40 posições. Fogo de palha, aparentemente. Hoje ele abre nossa coluna com o prêmio de ladeira da semana. Será que ainda tem chance de recuperar? 



9º lugar
"Pillowtalk", Zayn (+1)
Última semana: 10º / Semanas na parada: 9

Foi uma excelente semana para Zayn. O ex-1D estreou com seu álbum no topo da parada britânica de discos e com o aumento das vendas e dos streamings, recuperou mais um degrauzinho e voltou à 9º posição do chart essa semana com uma das melhores músicas lançadas esse ano. A gente ainda não cansou e nem parou de ouvir!



8º lugar
"Girls Like", Tinie Tempah feat. Zara Larsson (+1)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 5

Zara Larsson deu as mãos a Tove Lo e é a sueca da vez. O novo hit da moça é a parceria com o rapper Tinie Tempah, na gostosíssima "Girls Like". Eles chegaram ao top 10 há 3 semanas e seguem escalando a parada. Nesta semana, chegaram ao 8º lugar e não temos dúvida de que rumam ao top 5!



7º lugar
"Fast Car", Jonas Blue & Dakota (=)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 11

Música eletrônica tem muito espaço na terra da Rainha e não é nem um pouco difícil fazer sucesso por lá. Quando uma batida é realmente boa e cativante, é hit garantido e por bastante tempo. A prova é Jonas Blue com sua "Fast Car", que está há 10 semanas entre os dez maiores hits dos países. Você que acompanha sabe o quanto é raro um single ficar por tanto tempo entre as mais, né?



6º lugar
"Work", Rihanna feat. Drake (=)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 10

What can we say? Que "Work" é hit. Na décima semana listada entre os grandes singles no UK, Rihanna e Drake mantiveram-se estáveis na 6ª posição semanas depois de terem alcançado o pico na vice-liderança. A tendência é que eles apareçam por aqui mais um tempinho. 



5º lugar
"Lush Life", Zara Larsson (-1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 13

A Tove Lo de 2016 é Zara Larsson, provando que a Suécia é uma grande exportadora de talentos. A loira de 19 anos chegou ao bronze do chart com a deliciosa "Lush Life", que há 13 semanas na parada hoje está bem no meio da nossa lista. Essa é uma que ainda ouviremos muito falar. Você já ouviu a palavra de Zara Larsson hoje?



4º lugar
"Cheap Thrills", Sia (+4)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 7

Hitmaker que só, Sia é a verdadeira detentora da fórmula dos hits. Em "Cheap Thrills" ela leva isso ao limite. A prova? Sete semanas na parada e um vôo dentro do top 10: do 8º para o 4º lugar. Nos Estados Unidos, essa semana ela saiu do top 80 e saltou para o top 30. Seria esse um dos grandes hits do ano? É uma aposta nossa que se concretizada nos deixará muito felizes.



3º lugar
"7 Years", Lukas Graham (-1)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 10

"7 Years" liderou por algumas semanas a parada britânica, passou mais algumas na vice-liderança e agora abre nosso pódio no terceiro lugar. Sorte dos meninos da Lukas Graham, que fizeram um hit tanto por aqui quanto lá nos EUA. Não podemos negar que essa letra é realmente linda e que eles simplesmente arrasaram apostando no single.



2º lugar
"Work From Home", Fifth Harmony (+1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 5

THIS IS A POP EMERGENCY!!!111! Parabéns às garotas lindas e talentosíssimas do Fifth Harmony que chegaram à sua maior posição no chart britânico. A gente já sabia que "Work From Home" era a fórmula certa pra fazer sucesso, e o sucesso da música tanto aqui quanto nos EUA prova isso. O lead-single do novo álbum das moças, "7/27", alcançou a 2ª posição por aqui, quebrando a marca que antes era de "Worth It" (maior hit das moças até agora, mas que não passou do 3º lugar). SERÁ que elas chegam no topo? Desde já torcendo!



1º lugar
"I Took A Pill In Ibiza", Mike Posner (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 9

Não tem jeito: alguém vai ter que acertar BASTANTE esse ano para tirar do remix de "I Took a Pill in Ibiza" o título de hit eletrônico do ano (pelo menos do Reino Unido). É a terceira fucking semana consecutiva em que a canção de Mike Posner lidera soberana a parada britânica e, estando ainda no primeiro lugar do iTunes UK, é bem provável que mais uma semana de #1 esteja garantida para o remix. 





10º lugar
"Work From Home", Fifth Harmony (+2)
Última semana: 12º / Semanas na parada: 5

A Fifth Harmony não está preocupada com absolutamente nada depois da semana incrível que tiveram nos charts. Se no UK elas chegaram à vice-liderança, nos EUA elas lacraram ainda mais ao emplacarem pela primeira vez um single no top 10. "Work From Home" agora é a música mais bem sucedida da girlband nos dois maiores charts do mundo, superando o megahit "Worth It". Vamos aos dados? "WFH" foi o quarto single mais vendido da semana nos EUA, o quinto mais executado nos streamings e elas ainda escalam o top 20 das rádios. A gente torce pra que elas avancem ainda mais e cheguem lá em cima!



9º lugar
"I Took A Pill In Ibiza", Mike Posner (Seeb remix) (+1)
Última semana: 10º / Semanas na parada: 11

O sucesso do remix da música de Mike Posner está fazendo no Reino Unido aparentemente está sendo seguido nos EUA. Depois de semanas entre o décimo e o décimo-primeiro lugar, o single finalmente atravessou a barreira e conquistou um novo pico essa semana, desta vez no 9º degrau da tabela. O carro-chefe do single é a audiência na rádio e os números do streaming, que subirão bastante essa semana (de #12 para #7).



8º lugar
"Me, Myself & I", G-Eazy x Bebe Rexha (-1)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 22

Depois de muuitas semanas no 7º lugar, o eletro-rap de G-Eazy x Bebe Rexha deu uma derrapadinha nesta famigerada semana e caiu ao 8º lugar, mesmo com um aumento nas vendas. Culpamos a queda nos números de streaming pelo desempenho negativo da música, nessa edição do It Charts.



7º lugar
"Stressed Out", Twenty One Pilots (-2)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 28

Todo hit tem sua decadência, e parece que chegamos a de "Stressed Out". Os caras conquistaram a medalha de prata e muito por pouco não chegam lá, mas o que importa é que, em sua 28ª semana de Hot 100, eles ainda se encontram no top 10 depois de terem feito tanto sucesso nos EUA. Inclusive, "SO" ainda é a terceira música de maior audiência nas rádios e conseguiu manter o nível das vendas digitais. A gente achou que essa seria a "Shut Up And Dance" de 2016, mas parece que erramos um pouco (já que a música do Walk The Moon morou por mais de 15 semanas no top 10).



6º lugar
"My House", Flo Rida (-2)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 21

A gente não entende o estranho fenômeno que acontece com "My House". Sucesso de vendas (#3 essa semana), o single não emplaca nas rádios (barrado em #4 e agora caiu para #5) nem nos streamings (ladeirou de #7 para #12). Deve ser porque a música é bem ruinzinha mesmo, não? Amiga, não tem como te defender!



5º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (-2)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 20

Justin Bieber está prestes a fazer história. Enquanto lidera as rádios com "LY" há 8 fucking semanas, ele chegou a 20 semanas direto no top 10 com o terceiro single do "Purpose" e pode - com certeza irá - quebrar o recorde de música que estreou no top 10 que mais passou tempo entre as 10 mais. A gente sabe que essa ele tirará de letra! Créditos: Ed Sheeran



4º lugar
"Pillowtalk", Zayn (+4)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 9

Semana boa também para Zayn, que estreou no topo da Billboard 200 com o disco "Mind Of Mine". Com as vendas e os números de streaming que o disco conseguiu, "Pillowtalk", carro-chefe do disco, voou à 4ª posição depois de uma semana lá embaixo, em 8º. Isso deu um grande fôlego ao single, que estreou há 9 semanas lá no topo da tabela, mas que vem caindo de desempenho semana após semana.



3º lugar
"No", Meghan Trainor (+3)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 4

A gente já começa a se questionar se o destino de "No" é o topo da Billboard. Quatro semanas depois da estreia, "NO" já está no pódio graças a um arraso nas vendas: foi a segunda música que mais vendeu essa semana e subiu horrores no quesito streaming. Nas rádios, o desempenho continuou igual (#12), mas tende a aumentar conforme a divulgação da música. A gente não aposta nada ainda, mas é bem provável que o novo hit de Meghan Trainor seja daqueles que hitam horrores, mas que são barrados por algum força maior (no caso, "7 Years" de Lukas Graham, que deve alcançar o topo na próxima semana).



2º lugar
"7 Years", Lukas Graham (+1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 10

Alô? A gente queria te dizer que os garotos da Lukas Graham são os novos hitmakers dos EUA e estão prestes a destruir o reinado de Barbados (te cuida, Rihanna). Isso porque "7 Years" tomou a liderança das vendas, continua bombando com os streamings e cresceu absurdamente nas estações de rádios nesses últimos dias. Resultado? Uma vice-liderança que logo pode virar um number 1. A gente não duvida. Inclusive, está apostando que isso pode acontecer já na próxima semana. No máximo na outra.



1º lugar
"Work", Rihanna feat. Drake (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 9

Rihanna chega a sua sétima semana no topo da Hot 100 e "Work" já pode ser considerado um dos maiores hits da barbadiana nos EUA. Rainha dos Streamings (#1 há, sei lá, MUITAS SEMANAS), ela sofreu com a queda das vendas (agora #5), mas chegou ao 2º lugar na audiência das rádios e, muito provavelmente, chega ao topo já na próxima semana. Com isso, o single pode ganhar um fôlego e compensar o número das vendas, mas dependendo do desempenho de "7 Years", esta pode ser a última semana do reinado trap de "Work".


Depois de cinco semaninhas de hiato, o It Charts está de volta pra te mostrar as atualizações dos charts dos dois maiores mercados fonográficos do mundo! Pra começar, a liderança da Hot 100 não mudou desde nossa última edição: continua nas mãos de Rihanna e sua "Work". O que mudou? Muitas novidades no top 10 e vindo por aí: "Youth", do Troye Sivan, chegou a encostar no top 20 americano (!!), "NO", da Meghan Trainor, chegou chegando no top 10 e está pronta para assumir a tabela em poucas semanas e as meninas do 5H estão bem perto de conseguirem seu primeiro top 10. Americano, porque no Reino Unido elas já estão no top 3! Por lá, inclusive, é uma eletrônica que lidera: "I Took a Pill in Ibiza", com um remix de Seeb que tem conquistado o mundo. O top 10 britânica está maravilhoso: tem Zayn, Sia, Zara Larsson... Que tal dar uma olhada?


Alô alô, Brasil! Chegou mais um It Charts pra te contar as novidades dos dois principais charts de singles do mundo! Na terra da rainha, Lukas Graham continua na liderança, mas será que Rihanna consegue destroná-lo na próxima semana? Ela tá pertinho, hein? Enquanto ainda escala no Reino Unido, ela já é a Rainha da Billboard americana: colocou pela 14ª vez um single no topo. Acima dela? Só Mariah Carey! Mas isso a gente te conta lá embaixo. Quer ver mais detalhes? Só ler!


10º lugar
"All My Friends", Snakehips feat. Tinashe & Chance the Rapper (-1)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 11

Abrindo o Top 10 dessa semana temos a deliciosa parceria do produtor Snakehips com a Tinashe e o Chance the Rapper na deliciosa "All My Friends", que só comprova o quanto os britânicos realmente abraçaram a fórmula mágica pras rádios que a faixa tem.



9º lugar
"Lush Life", Zara Larsson (+7)
Última semana: 16º / Semanas na parada: 7

Dando um salto espetacular de sete posições na tabela, tivemos a princesinha sueca Zara Larsson com seu incrível single "Lush Life", que vem emergindo como hit adormecido no UK nas últimas semanas. Originalmente, a faixa foi lançada no meio do ano passado, mas só agora que os britânicos começam a descobrí-la. Ainda bem. Porque depois do sucesso de Zara com o MNEK em "Never Forget You", esse novo single também bombando por lá, pode ser um ponto bastante interessante pra gravadora começar a explorar na menina, que em breve terá mais um potencial hit atingindo as paradas, já que o rapper Tinie Tempah confirmou a participação de Larsson em seu novo single, "Girls Like", que chegará nessa sexta.



8º lugar
"Sorry", Justin Bieber (=)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 17

Tá ouvindo, tá ouvindo? É a minha, a nossa, a sua música tocando. Impossível alguém ficar parado ao som de "Sorry", um dos maiores hits do ano passado e da carreira de JB, que já está em sua 17ª semana entre as 10+ dos britânicos e ainda parece ter vida longa por lá.



7º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (-1)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 14

Mesmo aos trancos e barrancos nas últimas semanas, JB têm mostrado sinais de que vai segurar essa marimba ainda, né?! A queridinha dos fãs "Love Yourself" perdeu uma posição em relação à atualização passada, depois de liderar a Official Charts por seis semanas.



6º lugar
"Secret Love Song", Little Mix feat. Jason Derulo (+1)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 7

Ganhando uma  posição na parada, vem a deliciosa parceria das Little Mix com o Jason Derulo. "Secret Love Song" vem como mineirinho, comendo pelas beiradas e tendo um impulso enorme nas rádios britânicas na última semana, graças à algumas participações de ambos divulgando o single. Se dependesse só da gente, já tinha alcançado um Top 5 fácil.




5º lugar
"Stitches", Shawn Mendes (=)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 21

Permanecendo estável em relação à semana passada, "Stitches", smash hit do candense Shawn Mendes,  abre o Top 5 de hoje. A música, que já liderou por duas semanas consecutivas a parada (sendo destronada apenas por ZAYN), e seguindo a linha de adoração por lá, parece ter vida longa.


4º lugar
"Fast Car", Jonas Blue & Dakota (-1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 5

Falou em música eletrônica, falou em sucesso com os britânicos, certo? Eita fórmula básica pra virar hit por lá. A da vez, é "Fast Car", do duo (que parece nome de dupla sertaneja rs) Jonas Blue & Dakota, que mistura piano com sintetizadores, em meio a vocais deliciosos, criando um single de fácil digestão, inclusive. E depois de pegar quatro semanas seguidas no Top 3, caiu uma posição nessa atualização (e já pode vazar, migo).



3º lugar
"Work", Rihanna feat. Drake (+1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 4

Depois de muita (falta de) divulgação, Rihanna resolveu começar, de vez, sua nova era e já com um hit pra tudo voltar ao normal na vida e na carreira da barbadiana depois de insucessos no ano passado. Como queríamos ter um amigo colorido como o Drake, ai ai. Enfim, "Work", que ontem ganhou um clipe duplo, precisou de um dia, há três semanas, pra estrear no Top 15 e, consequentemente, nas atualizações seguintes, subir de pouquinho em pouquinho, até chegar no Top 3 e com altas expectativas sobre seu futuro, que muito provavelmente seguirá o destino dos EUA (dessa) na próxima semana: o topo da tabela.



2º lugar 
"PILLOWTALK", ZAYN (=)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 3

Um HINO é um HINO, né nom, mores?! Pra quem jurava que o ~bad boy de Bradford~ ia flopar na sua primeira investida em carreira solo, tá tendo que engolir seco o sucesso comercial e crítico que o smash hit "PILLOWTALK" vem tendo no mundo todo. Mesmo que a divulgação do single ainda não seja das melhores (ao menos do ponto de vista presencial), o fato de ser uma música tão incrível, tem sido mais que suficiente pra manter estável e com bons números de venda e streamings em sua terceira semana de lançamento. #1 na estreia, #2 nas duas semanas seguintes e contando. Tão ruim, né?!



1º lugar
"7 Years", Lukas Graham (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 4

A surpreendente baladinha "7 Years", do Lukas Graham mantém seu reinado entre os britânicos pela segunda semana consecutiva e vêm se tornando um monstro, tendo vendido na última semana, nada menos que 135 mil cópias combinadas (entre físicas e digitais), dando uma pequena, mas consistente vantagem nessa batalha particular com ZAYN. Pra semana que vem, com "Work" sendo abraçada de vez, temos muita curiosidade em ver seu desempenho. Será que Lukas consegue segurar essa marimba mais uma vez, monamour?! Vamos aguardar.





10º lugar
"Cake By The Ocean", DNCE (+1)
Última semana: 11º / Semanas na parada: 17

Nos EUA, quem abre o top 10 é a DNCE com sua formidável "Cake". Ao chegar à décima posição, o single deu a Joe Jonas, integrante do grupo, uma marca interessante e rara: ele chegou ao top 10 em carreira solo e com dois grupos! Pra quem não lembra, em 2008 o moço entrou no top 10 com Burnin' Up e Tonight, ainda nos Jonas Brothers. No mesmo ano, ele e Demi Lovato alcançaram a 9ª colocação com o hino atemporal "This Is Me", do filme Camp Rock. Quem lembra? Boa, Joe! E para os que simpatizam e torcem para a música: ela tem tudo pra escalar ainda mais nossa lista!




9º lugar
"Roses", The Chainsmokers feat. ROZES (=)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 18

É a segunda semana que o single dos Chainsmokers está na 9ª posição. Mesmo com as quedas nas vendas e nos streamings, "Roses" conseguiu manter sua colocação graças às rádios, que a tornaram a 6ª música mais tocada na última semana. A concorrência está bem pesada por um lugarzinho aqui, então a gente não duvida que eles em pouco tempo eles percam ainda mais força e saiam do top 10.



8º lugar
"Me, Myself & I", G-Eazy x Bebe Rexha (=)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 18

Depois de alcançar o pico em 8º semana passada, com uma força tremenda nas vendas e streamings, o hino "Me, Myself & I" continua estável, apenas aguardando pra dar o bote e se tornar o grande hit QUE DEVE SER. O single também saltou do top 30 para a posição #14 nas rádios, e com o crescimento nas estações, é bem possível que chegue ao top 5 nas próximas semanas.


7º lugar
"Hello", Adele (-1)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 17

Mais uma semana de queda para Adele e o Alô mais ouvido e bem-sucedido da história. Enquanto a música ainda está entre as 5 mais tocadas das rádios, mas perde cada vez mais nas lojas virtuais, o segundo single do disco, "When We Were Young" prepara seu debut no top 10 para as próximas duas semanas: está em #14 na tabela e quase entrando na lista das mais tocadas das rádios. Mais um hit de Adele vem aí?


6º lugar 
"PILLOWTALK", ZAYN (+1)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 3

Quem achou que Zayn ia despencar ainda mais essa semana se enganou bonito. O hino do ex-1D recuperou uma posição perdida e se encontra no 6º lugar, ainda viralizando via streaming e aumentando bastante suas vendas. Em breve, a audiência das rádios dará um novo fôlego à música e, por que não, levá-la ao top 5 de novo?



5º lugar
"My House", Flo Rida (=)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 15

Bem vindo ao novo hit de Flo Rida, "My House", que pela segunda semana é o campeão das lojas digitais, mas por algum motivo que desconhecemos, ainda não desbravou degraus maiores nesse chart. E essa é aquela é promete hitar por aqui no Brasil também. Alguém duvida? Falamos mais disso semana que vem!


4º lugar
"Sorry", Justin Bieber (-1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 17

Olha elaaaaaaaa! Hino atemporal, melhor música do ano, melhor clipe, melhor tudo. Por que né, gente? "Sorry" continua com tudo no chart americano: top 3 em Streaming e nas rádios, vendas ainda boas para um single que foi lançado há 4 meses... A gente garante, no mínimo, mais umas 4 semanas pra ele aqui no chart. E pra sempre em nossos corações <3



3º lugar
"Stressed Out", Twenty One Pilots (-1)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 22

Eles são os líderes do chart de Rock e por aqui caíram uma posição apesar de continuarem arrasando. Apostamos que eles chegariam ao topo, mas com um desempenho estável em duas das três categorias que compõem a Hot 100 e em queda em uma delas, não temos certeza se isso será possível. Mas já valeu a pena vê-los hitando tanto, não?



2º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (-1)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 14

Mais uma pedra entrou no sapato de Bieber e sua "Love Yourself". Depois de semanas resistindo bravamente no 3º lugar, ele chegou ao topo, foi destronado por Zayn, voltou ao topo e agora, novamente foi destronado. "Love Yourself" é aquela música amada por todos, mas lançada numa hora errada (se o propósito era um bom e longo reinado no topo). "LY" caiu ainda mais nos streamings (#4), mas continua liderando as rádios e no top 3 das vendas. No regrets, Beliebers! Essa aqui é figura já carimbada entre os 10 maiores hits do ano!



1º lugar
"Work", Rihanna feat. Drake (+2)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 4

Amada por Zeca Camargo, o primeiro single oficial do "Anti" surpreendeu a todos e chegou à liderança da parada mais cobiçada do mundo. "Work" foi o som que mais ganhou pontos nas rádios americanas nos últimos dias (#10) e está simplesmente arrasando via Streaming (isso ainda sem contar o clipe, lançado ontem). Nas vendas, o único que barra Rihanna e Drake é Flo Rida e seu hit pronto "My House". Mais detalhes sobre o novo #1 de Rihanna? É a 14ª vez que ela alcança o feito em pouco mais (bem pouquinho mesmo) de 10 anos de carreira. Com isso, já superou Michael Jackson, Madonna e é a segunda artista solo que mais conseguiu chegar ao topo da Billboard, atrás apenas de Mariah Carey. Será que ela consegue? A gente torce!


Depois do Furacão Bieber, tempestade iniciada em novembro e que causou estragos até há pouco nos charts britânico e americano, uma nova tempestade chegou e ofuscou o poderio de destruição Bieberístico. ZAYN is the new black. O ex-1D estreou seu single de estreia da carreira solo no topo da Billboard Hot 100 e da UK Charts, deixando qualquer Bieber morrendo de inveja. Destruidor mesmo, hein? Para ver todos os detalhes da destruição e ainda dar uma olhada no que mudou essa semana (foi bastante coisa, viu?), se joga na coluna!

Tiroteio é a palavra que define o It Charts da semana. Com um UK Charts bem morno e surpreendentemente sem grandes novidades, quem rouba a cena essa semana é a Hot 100 americana que passou por uma repaginada há muito não vista. Simplesmente três músicas que estavam indo super bem nos charts simplesmente sumiram do top 10 e deram espaço para mais um smash single de Selena Gomez, Flo Rida e Rihanna. Ainda tem o Furacão Bieber, que causou ainda mais destruição ao se destronar e colocar "Love Yourself" no topo. Olha, foi tanto tiro que nem deu pra perceber a Ivair e o colunista que vos fala precisou da colaboração de um outro membro: Maicon Alex, que narra excepcionalmente hoje o que teve de bom no chart britânico.

Mais um It Charts no ar cheio de novidades! Real, gente. Isso porque o Hot 100 americano não se mexia tanto desde novembro (sério). Por lá, o Bieber continua seu reinado com "Sorry", o Twenty One Pilotes vem subindo sorrateiro rumo ao top 3 e a Selena Gomez conseguiu seu segundo top 5 da carreira! No UK, diferente do que estamos acostumados, não tem muita novidade. A hegemonia Bieber histórica no top 3 acabou com a invasão de um novo indivíduo: Shawn Mendes, que tem tudo para liderar a parada semana que vem. SEM MAIS SPOILERS, leia a coluna <3

O It Charts de hoje tem um quê de especial, já que há um ano a primeira edição do quadro ia ao ar relatando a liderança de Mark Ronson e Bruno Mars na Hot 100 com a música que se tornaria o hit de 2015 (clique aqui para relembrar). Um ano depois, estamos com um novo formato e falando também da tabela britânica. Inclusive, lá no UK, Justin Bieber conseguiu um feito inédito nessa semana: é o primeiro artista a colocar três canções nas três primeiras posições do chart. Wow... Nos EUA, o grupo Twenty One Pilots avança sem limites com sua "Stressed Out", Selena Gomez fez de "Same Old Love" o maior hit de um ex-Disney nas rádios e, finalmente, Justin Bieber destronou Adele e botou "Sorry" no topo. Mais detalhes? Lê a coluninha <3


10º lugar
"The Girl Is Mine", 99 Souls (feat. Destiny's Child & Brandy) (+5)
Última semana: 15º / Semanas na parada: 9

O duo eletrônico 99 Souls resolveu fazer um mash-up da música "Girl", das Destiny's Child, com "The Boy Is Mine", hit da dupla Brandy & Monica. Resultado? Um remix muito gostoso que conquistou os britânicos e que já está há 15 semanas na parada, chegando agora ao top 10.



9º lugar
"Adventure Of A Lifetime", Coldplay (-1)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 9

Abrindo o top 10 da parada britânica, temos o Coldplay, que não teve uma semana tão boa assim e viu o lead-single de seu último álbum caindo 3 posições por aqui depois de atingir o pico de sétimo lugar semana passada.



8º lugar
"Sweet Lovin'", Sigala feat. Bryn Christopher (+1)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 7

Quem achou que "Sweet Lovin'", do Sigala, se renderia tão fácil estava enganado. Afinal, são 7 semanas de top 10 e eles continuam por aqui, apesar de quedas e subidas. Os britânicos realmente curtem uma eletrônica.



7º lugar
"History", One Direction (=)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 7

Quem também está arrasando pelo top 10 é a One Direction, que pela primeira vez tem uma subida gradual com sua "History", agora em 7º, com grandes chances de conseguir posições maiores com a estreia do clipe e com uma divulgação mais massiva do quarteto. Enquanto isso, fiquem com esse live maravilhoso da música no Jimmy Kimmel Live
 


6º lugar
"You Don't Own Me", Grace feat. G-Easy (-1)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 7

Mais uma semana com "You Don't Own Me" se consolidando como hit e segurando a marimba entre os 10 mais. Pra quem ainda não conhece, a música um hino pró-autoestima e empoderador com uma batida a la Amy Whinehouse que é de conquistar qualquer um. Não é a toa que ela continua firme e forte por aqui, né?



5º lugar
"Hello", Adele (-1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 11

Ninguém imaginou que Adele perderia tanto espaço em sua própria terra. Enquanto só agora ela saiu do topo da Hot 100 americana, por aqui pelo Reino Unido ela já está na quinta posição, prestes a sair do top 5. Top 10 do iTunes? Já até saiu. Que venha "When We Were Young" e que faça bonito. 



4º lugar
"Stitches", Shawn Mendes (+8)
Última semana: 12º / Semanas na parada: 15

Shawn Mendes já teve seu auge nos Estados Unidos ainda ano passado e se mantém confiante no top 10 americano, mas só agora deu as caras aqui no Reino Unido. A música que com certeza a gente já levou pra vida subiu oito posições e chegou ao pico de 4º essa semana. Resta saber se, assim como Bieber, Shawn vai continuar por aqui nas próximas semanas e segurar o sucesso e a aparição de seus "Stitches". 


3º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber (+1)
Última semana: 4º  / Semanas na parada: 19

Gente??? Inexplicavelmente, "What Do You Mean?" ganhou mais desempenho nas últimas duas semanas e retornou do top 3, 19 semanas depois de estrear na liderança por aqui. Desempenho fraco dos dois concorrentes anteriores? Hino atemporal? Embora não saibamos as causas disso, sabemos o quanto Bieber tem sido amado no UK. Samba, Rei. 


2º lugar
"Sorry", Justin Bieber (=)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 11

"Sorry" é, definitivamente, um hit. E Justin Bieber prova cada vez mais que no Reino Unido ele é Rei. Novamente na segunda posição da UK Single Charts, "Sorry" mantém ótimos números nas rádios e streamings, o que garante uma boa colocação aqui na nossa lista. Novamente, 11 semanas no top 3 da parada britânica não é pouca bosta não.



1º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 8

Alô alô alô vocês sabem quem sou eu? Alô alô alô graças a Deus. Eu... pela quinta vez, estou aqui de novo, no topo da UK Charts como sempre faço. Já é o tempo de 5 semanas... Não tem nem mais o que falar, né non? A dominação mundial de Bieber está completa. Vemos aqui "Love Yourself" pela quinta semana no topo da UK Charts e sem perspectiva alguma de sair daqui. Enquanto nos EUA, o terceiro single de Bieber ainda está ganhando o pessoal, por aqui já é hit e garantiu a Bieber uma marca histórica e inédita: com "What Do You Mean?" em terceiro, "Sorry" em segundo e "LY" na liderança, é a primeira vez em que um artista tem três músicas nos três primeiros degraus da tabela britânico. Vê se isso não é poder??w?w? A bicha lacra, ela é babadeira. Mais que merecido, Bieber! Parabéns!






10º lugar 
"Like I'm Gonna Lose You", Meghan Trainor feat. John Legend (=)
Última semana: 10º / Semanas na parada: 25

Ninguém aguenta mais essa mulher. Novamente, quem abre o top 10 da Hot Hundred essa semana é Meghan Trainor e sua "Like I'm Gonna Lose You", uma parceria água com açúcar com a participação de John Legend. Nós torcemos imaginamos que em alguma atualização antes de 2020 a música saia da décima posição (e do top 10) desse chart.



9º lugar
"Here", Alessia Cara (-1)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 23

A gente torceu bastante pra que a Alessia Cara avançasse por aqui e chegasse até o top 5, pelo menos, mas aparentemente não deu certo. O hino dos antissociais ainda tem uma grande audiência nas rádios, porém há outros hits em ascensão que impedem um bom desempenho de vendas, e em meio a tantos hits, fica difícil se colocar. Agora, ela já se pergunta se pertence a esse lugar. 



8º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber (-3)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 19

Demorou, mas a gente sempre soube que "What Do You Mean?" um dia teria que dar uma despencada. Aconteceu essa semana. O primeiro hit do novo álbum de Justin Bieber já deixou de ser executada tão exaustivamente nas rádios, o que ainda mantinha WDYM? lá no top 5. Agora, com essa perda de audiência, logo a música já dirá adeus para o top 10.



7º lugar
"Stitches", Shawn Mendes (-1)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 33

Já perdemos as contas de há quanto tempo vemos "Stitches" figurando entre os 10 maiores sons dos EUA. O jovenzinho de 17 anos continua bombando por lá, e o sucesso é mais que merecido, né? Por falar em sucesso, a parceria de Shawn com Camila Cabello, "I Know What You Did Last Summer", está com tudo no top 10 do iTunes, e a gente torce para que a música apareça por aqui em breve.


6º lugar
"Same Old Love", Selena Gomez (+1)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 17

Podem dar o Grammy pra Selena, porque ela se firmou como uma das maiores estrelas ex-Disney (Miley Cyrus que se cuide). "Same Old Love" voltou para sua maior posição, 6º lugar e é a música pop mais tocada nas rádios. A audiência do segundo single de Selena superou inclusive a de "Wrecking Ball", hino atemporal de Miley, e se tornou a música de um ex-Disney mais tocada nas estações americanas. Parabéns, Trakininhas <3



5º lugar
"Stressed Out", Twenty One Pilotes (+4)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 16

Depois de 13 semanas, eles surgiram na 9ª posição do Hot 100 na última atualização e pegaram todo mundo de surpresa. Mandem avisar que o novo hit da América tem dono, e são os garotos da Twenty One Pilots com "Stressed Out". A "Shut Up And Dance" de 2016. A música está em 4º lugar nas vendas digitais, subiu 7 posições nos Streamings (agora 13º) e está quase chegando ao top 10 das rádios, e quando isso acontecer... O resultado é um só: #1. Com os quatro próximos hits não tão fortes e "Stressed Out" com um desempenho tão bom, a gente não duvida que a música alcance o primeiro lugar.



4º lugar
"Hotline Bling", Drake (=)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 23

Enquanto "Hotline Bling" está começando a fazer sucesso no Brasil agora (nós esperamos que seja a "Sugar" das rádios brasileiras em 2016), lá nos EUA o hit number #2 de Drake se manteve estável na parada, apesar da queda de audiência nas rádios. 



3º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (=)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 8

"Love Yourself" continua com a medalha de bronze, mas a gente tem certeza que muito em breve, no mínimo a prata a música consegue. Por que? O terceiro single de Bieber finalmente conseguiu o topo das vendas digitais, destronando Adele e sua "Hello". Além disso, as execuções via streamings têm sido o forte da canção, e a audiência nas rádios tem crescido bastante (agora em #12). A gente está sentindo um cheiro de #1... E uma guerrinha bem concorrida com "Stressed Out".



2º lugar
"Hello", Adele (-1)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 11

E quando todos achavam que "Hello" não seria mais ameaçada por Justin Bieber, o jogo virou. Foram 10 semanas no topo da Billboard batendo recordes e alcançando marcas nunca antes vistas, mas o lead-single arrasador de Adele perdeu uma posição e foi destronada. Com isso, Adele perdeu o desafio que nós lançamos em novembro passado aqui no It Charts: "Hello" tinha que bater o recorde de "One Sweet Day", de Mariah Carey, como hit com maior tempo no topo da tabela americana. Não foi dessa vez. A canção de retorno da britânica continua liderando as rádios pela 9ª semana, ainda está no 2º lugar dos Streamings e caiu uma posição nas vendas (agora em #2). Pelas posições, deu pra ver que por muito pouco ela não passa uma 11ª semana em #1, né?



1º lugar
"Sorry", Justin Bieber (+1)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 11

Não foi tarde. A Hot 100 fez justiça e, com a nova liderança de "Sorry", pediu desculpas e se redimiu a um dos hinos do ano passado. "Sorry" é a líder dos streamings e vice-lidera as rádios (apesar de ainda continuar em #2, teve um crescimento de 6% na audiência). Nas vendas, caiu para a 3ª posição. E mesmo com esses números, conseguiu o topo da Hot 100. Fatos curiosos sobre a liderança do segundo single do "Purpose": é a música que mais esperou no 2º lugar até que alcançasse o topo (8 semanas!!); e ainda por cima, é a quarta vez em que uma canção chamada "Sorry" lidera a tabela (a primeira em 21 anos). O que acharam dessa nova liderança? A gente aposta que ela não dura muito, e que será apenas uma transição para um novo reinado: o de "Love Yourself".



O It Charts começa em clima de despedida de 2015. Foi um baita ano, né non? E mais uma vez estamos aqui para comentar os charts de singles mais badalados do mundo. Primeiro, desejamos a todos um Feliz 2016 e que o próximo ano seja bem melhor que esse, o que não é difícil depois de um 2015 que parecia mais o 2007 da Britney Spears, né? Agora falando dos charts, Justin Bieber cedeu e fez campanha para ser destronado no UK, acredita? Tá aí no texto! Nos EUA, Adele conquista sua nona semana do topo, The Weeknd alcança uma nova marca e Alessia Cara avança pelo top 10!


10º lugar
"Adventure Of A Lifetime", Coldplay (-3)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 7

Abrindo o top 10 da parada britânica, temos o Coldplay, que não teve uma semana tão boa assim e viu o lead-single de seu último álbum caindo 3 posições por aqui depois de atingir o pico de sétimo lugar semana passada.


9º lugar
"Shut Up", Stormzy (-1)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 15

Na última semana, o rapper Stormzy galopou da 99ª colocação para a 8ª. Na nova atualização, a música demonstra uma pequena queda, mas o desempenho dessa canção de produção bem artesanal (tal como seu clipe) surpreendeu a todos. E aí, acham que vale ou não?




8º lugar
"History", One Direction (+3)
Última semana: 11º / Semanas na parada: 5

Mais um single da One Direction alcançando boas posições na parada britânica. Depois de uma "Drag Me Down" no topo e "Perfect" em #10, chegou a hora de "History" fazer bonito e render bons frutos à banda. Foram três degraus a mais nessa semana e a gente torce para que mais sejam escalados nas próximas. U go, gurls!


7º lugar
"Sweet Lovin'", Sigala feat. Bryn Christopher (-1)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 5

Mais uma semana de queda para o novo single de Sigala, que conquistou os britânicos em 2015. "Sweet Lovin'", a parceria com Bryn Christopher, estreou no pódio há cinco semanas, mas desde então tem caído a cada atualização. Será que em pouco tempo não teremos mais o som por aqui?




6º lugar
"You Don't Own Me", Grace feat. G-Easy (-2)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 5

O hino "You Don't Own Me" não resistiu aos baques dessa semana e caiu duas posições, depois de raspar no pódio como mostramos no nosso último It Charts. Mas Grace já diz que não é só mais um brinquedo, então por favor, não façam esse jogo com ela, tá?



5º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber (=)
Última semana: 5º  / Semanas na parada: 17

É a décima sétima semana de "What Do You Mean?" no top 10 do Reino Unido e a gente já aguarda um top 5 bem bonito na parada de fim de ano da terra da Rainha, porque tanto tempo com um desempenho tão memorável como o do single de retorno de Bieber não tem como resultar em outra coisa: vai marcar, já marcou.


4º lugar
"Hello", Adele (-1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 9

Quem diria que Adele teria um desempenho pior que Justin Bieber nos charts de sua terra, né? A gente até achou que "Hello" poderia desbancar "Someone Like You" no quesito "maior tempo no topo da Inglaterra", mas o lead-single do "25" apenas não segurou a marimba. Em sua nona semana de chart, aí está o Olá de Adele, na quarta posição.



3º lugar
"Sorry", Justin Bieber (-1)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 9

"Sorry" vingou Bieber da barreira imposta por Adele na semana em que ambas as músicas estrearam nos charts. Todo aquele ofuscamento que o hit da britânica causou virou o gás que alimenta "Sorry". Em uma semana de queda - graças à estreia que vocês verão logo - o segundo single do "Purpose" continua com bons números de vendas, nas rádios e, principalmente, nos streamings.



2º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (-1)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 6

Por todas as vezes que choveram na parada de Justin Bieber, ele tem que vingado muito bem com a performance de "Love Yourself" por aqui. Há seis semanas, a canção estreou no pódio e se instalou desde então. Mas você acha que o canadense ficou chateado por ter seu terceiro single na vice-liderança da semana? Pois saiba que foi o próprio cantor que pediu para que seus fãs deixassem de comprar sua música e comprassem a seguinte. Sim, ele renunciou ao trono por uma causa nobre, mas isso você entende aí embaixo!



1º lugar
"A Bridge Over You", Lewisham & Greenwich NHS Choir
Última semana: - / Semanas na parada: 1

Com uma diferença mínima na soma "streamings + venda", "A Bridge Over You" estreou no topo da parada graças a um empurrãozinho de Justin Bieber, que estava quase emplacando uma quarta semana de liderança com "Love Yourself", mas foi o próprio cantor que apoiou e estimulou seus fãs a comprarem e ouvirem a canção do coral Lewisham & Greenwich NHS Choir. Por que? Toda a arrecadação da música vai ser doada para centros de caridade britânicos. Linda a iniciativa, não?







10º lugar 
"Like I'm Gonna Lose You", Meghan Trainor feat. John Legend (=)
Última semana: 10º / Semanas na parada: 25

Nos EUA, quem abre novamente o top 10 é Meghan Trainor e sua parceria com John Legend na açucarada "Like I'm Gonna Lose You". E a gente novamente aposta que essa carta está fora do baralho da próxima semana.



9º lugar
"The Hills", The Weeknd (-2)
Última semana: 7º / Semanas na parada: 31

A maior queda do top 10 da semana é de The Weeknd e "The Hills". O mega sucesso do canadense rendeu uma marca bem importante ao cantor e mostra como 2015 foi um ano glorioso pra ele: são 45 semanas consecutivas no top 10 com pelo menos uma música, desde a era "Earned It", acredita? E se As Colinas estiverem por aqui na primeira lista de 2016, ele igualará sua marca à de Rihanna como terceiro artista com maior tempo ininterrupto no top 10.



8º lugar
"Stitches", Shawn Mendes (+1)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 31

Shawn Mendes recuperou uma posição depois da queda brusca de "The Hills". Resta saber se esses pontos de Shawn irão segurá-lo no top 10 por muito mais tempo hahahah Desculpe a piada rs



7º lugar
"Here", Alessia Cara (+1)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 21

Estou sentindo um cheiro forte de smash single, e ele vem de Alessia Cara. "Here" já figura no top 10 do iTunes americano e continua subindo sem parar nas rádios, e nós já sabemos qual é a receita para um hit, né? Alguém mais prevê um embate entre ela e Selena Gomez? Que vença a melhor!



6º lugar
"Same Old Love", Selena Gomez (=)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 15

O salto de Selena Gomez da última semana não vingou dessa vez. "Same Old Love" também está no top 10 do iTunes, tem mandado bem nos streamings e com uma audiência cada vez maior nas rádios mas não o suficiente para roubar o quinto lugar de Bieber. Outra que também está cada vez melhor nos charts é "Hands To Myself", que adentrou o top 40 e muito em breve deve dar as caras aqui.

 
5º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber (=)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 17

"Sorry" já está perdendo força, mas esse hit chamado "What Do You Mean?" continua com sua permanência eterna no top 10 (mais precisamente na 5ª posição), mostrando uma estabilidade incrível. O que ainda segura o lead-single do "Purpose" é sua audiência nas rádios, que ainda continua alta. Mas digamos que os americanos já tem preferido comprar e ouvir "Love Yourself".


4º lugar
"Hotline Bling", Drake (-1)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 21

A profecia se cumpriu. "Hotline Bling" cedeu sua medalha de bronze para "Love Yourself", do jeito que achamos que ia rolar mesmo. E agora, a tendência é de ladeira mesmo, infelizmente. Mas nós sempre amaremos essa música, Drake <3



3º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (+1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 6

O topo da Billboard não parece tão distante para Bieber e seu desabafo conjunto com Ed Sheeran "Love Yourself". Isso porque a música finalmente chegou ao top 3 e teve um crescimento de 62% nas vendas, atrás apenas de Adele, além de um mega up nos Streamings (#3) e nas rádios (#19). Com o ritmo de vendas e streamings em alta, o desgaste de "Hello" e "Sorry" e um desempenho cada vez melhor nas rádios, o terceiro single do "Purpose" pode facilmente tomar a liderança da tabelas nas próximas duas ou três semanas. Querem apostar?



2º lugar
"Sorry", Justin Bieber (=)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 9

Olha ele aí de novo. Em mais uma semana na vice-liderança da Hot 100, "Sorry" demonstra certa fraqueza nos números de vendas. Mas nem só de vendas viverás os singles, né non? E é por isso que a música de JB ameaça Adele na próxima semana. Isso porque, de acordo com a Billboard, os números de streamings e nas rádios ainda são bons em "Sorry", mas caem cada vez mais para o Olá da concorrente. Ao contrário do que diz a letra da canção, ainda é muito cedo para especular qualquer coisa.



1º lugar
"Hello", Adele (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 9

"Sorry" ladrou, mas não mordeu "Hello", que continua soberana e rainha no topo da Billboard. Na nona semana de chart, o lead-single do "25" continua liderando rádios e as vendas com números absurdos. Nos streamings, porém, a música deixou a liderança nas mãos de Bieber, mas isso talvez não ameace o maior reinado feminino em mais de dois anos - quando Lorde também ficou por 9 semanas no topo com "Royals", lembra? Mais notícias sobre Adele: o "25" vendeu em sua quinta semana, novamente, mais de 1 milhão de cópias, o que totaliza quase 7 milhões vendidas apenas nos EUA e aproximadamente 14 milhões mundialmente. Uau... Alguém tem dúvida de que esse é um sucesso maior que o do "21"? Detalhe: apenas um single foi lançado e o disco tem só 5 semanas. Alguém sente cheiro de mais recorde? Por sinal, será que veremos Adele no topo de novo na próxima atualização? Fiquem de olho no It Charts!

Alô alô alô vocês sabem quem sou eu? Depois de três semanas tirando férias enquanto nenhuma grande novidade aparecia pelos charts, o quadro mais amado do It Pop está de volta de seu recesso de fim de ano e chega trazendo notícias fresquinhas pra você. Sabe a Selena Gomez? Menina, cê vai desacreditar, ela tá quase dando as caras no top 5 de novo, dessa vez com "Same Old Love". A Adele continua bombando nos EUA, onde conseguiu seu maior reinado ever, mas Justin Bieber está ali, na cola. Inclusive, o topo do chart britânico é dele com o terceiro single do disco, "Love Yourself", que já superou o sucesso de "Sorry" por lá. Mas eu não vou contar mais nada aqui. Quer saber mais? Tá tudo no post, se joga!


10º lugar
"Sax", Fleur East (-2)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 6

O hino setentista de Fleur East abre o top 10 britânico em sua sexta semana no chart - e na nossa lista. Enquanto ainda não ganha fama nos EUA, por aqui a aspirante à Beyoncé estreou no top 3 e dividiu o pódio com Justin Bieber e Adele. Quando esse hino vai virar hit no Brasil, nos EUA e no resto do mundo, hein?


9º lugar
"Forever Young", Louisa Johnson (estreia)
Última semana: - / Semanas na parada: 1

A vencedora do X-Factor UK já tem uma música no top 10. É natural que isso aconteça, principalmente depois de uma temporada tão disputada e envolvente como essa, né? Ainda mais quando a vencedora é uma das favoritas do público e tem tanta voz e talento. Boa, Louisa!


8º lugar
"Shut Up", Stormzy (+91)
Última semana: 99º / Semanas na parada: 14

O grande salto inexplicável da semana é da Stormzy com sua "Shut Up", que pulou da posição 99 para a 8 em apenas uma semana - e só depois de 14 semanas na parada. Oi?


7º lugar
"Adventure Of A Lifetime", Coldplay (+2)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 6

Primeiro single do último disco do Coldplay, "Adventure" veio engatinhando aos poucos degraus mais altos dos charts e finalmente chegaram ao top 10 semana passada. Eles agora conseguiram seu maior pico por aqui com a música, em 7º lugar, e as expectativas são muito boas!




6º lugar
"Sweet Lovin'", Sigala feat. Bryn Christopher (-3)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 4

Mais um sucesso eletrônico de Sigala que os britânicos amaram, mas que não segurou a marimba e que agora, quatro semanas depois, já caiu para a sexta posição depois do pico no pódio.


5º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber(+1)
Última semana: 6º  / Semanas na parada: 16

"What Do You Mean" pode até não ser a melhor música do "Purpose", mas cumpriu bem seu papel de lead-single e é até agora o maior hit de Bieber na Inglaterra. São dezesseis semanas no top 10 desde que estreou no topo da parada, no começo de setembro. Isso é que é poder, hein Bieber?


4º lugar
"You Don't Own Me", Grace feat. G-Easy (+1)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 4

Grace entoa um dos maiores hinos desse final de ano. "You Don't Own Me", que subiu como um idoso os degraus do top 10 e que agora atingiu seu ápice, no quarto lugar. Se você ainda não conhece a música, vale muito a pena dar um play e entender o que (e do que) a gente está falando.



3º lugar
"Hello", Adele (+1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 8

Se lá nos EUA Adele continua soberana no topo da parada, aqui no UK ela acaba de retornar ao pódio depois de perdê-lo na última semana. Com as vendas já em queda, o que sustenta a música são as rádios e os streamings do clipe, que ainda bomba, mas que já não estão com tudo isso. Quem diria que a terra de Adele a menosprezaria e que a América a abraçaria?



2º lugar
"Sorry", Justin Bieber (=)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 8

Tudo o que Justin Bieber perdeu desde "Journals", ele tem retomado ultimamente com o sucesso estrondoso que suas músicas tem tido nos dois maiores mercados fonográficos do mundo. São mais de 4 semanas de top 5 para os 3 primeiros singles de "Purpose" até agora, e Sorry, claro, não está de fora. A música, considerada por nós do It o melhor single do ano, se mantém na vice-liderança.



1º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 5

Enquanto do outro lado do Atlântico "Love Yourself" ainda ganha popularidade nas rádios e nas vendas, no Reino Unido o terceiro single da nova era de Bieber já está estourando, há três semanas no topo da UK Singles Chart, sem ameaças de destronamento e com reinado garantido para a próxima semana. Na terra da Rainha, Justin Bieber já foi coroado rei - pelo menos até o próximo escândalo ou single. É como diz MC Melody: "falem bem ou falem mal, mas falem de mim".






Pelos EUA, pouca coisa mudou. O top 5 continua o mesmo, com a troca de duas posições apenas, e com uma subida fantástica de Selena Gomez, que vem com tudo com "Same Old Love". Quem também tem segurado a marimba é Alessia Cara e seu hit "Here". Fora do top 10, The Weeknd está na 12ª posição com In The Night, terceiro single do "Beauty Behind The Madness", que tem grandes chances de alcançar o top 10 na próxima atualização! Vê só a listinha da semana:

10º lugar 
"Like I'm Gonna Lose You", Meghan Trainor feat. John Legend (=)
Última semana: 10º / Semanas na parada: 24

Meghan Trainor até tentou emplacar um novo hit, mas "Like I'm Gonna Lose You" é aquela fórmula água com açúcar que não pôde concorrer com os verdadeiros e, consequentemente, não vingou. Segurando a marimba no décimo lugar, é ela que abre nosso top 10, mas semana que vem é bem possível que já não esteja por aqui.

9º lugar
"Stitches", Shawn Mendes (-1)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 30

Quem diria que aquele single do novato do pop que passou semanas indo e vindo no top 20 renderia tanto, hein? Foram milhões de downloads, streamings e execuções nas rádios que deram a Shawn Mendes seu primeiro top 5 no chart mais importante do mundo. Pra um novato e novinho desses, nada mal. Ok, Lorde conseguiu um reinado de oito semanas à frente da Hot 100 aos 17 anos, mas Shawn também deu bons resultados e é um nome que ainda ouviremos muito.



8º lugar
"Here", Alessia Cara (=)
Última semana: 8º / Semanas na parada: 20

Uma das revelações da música este ano e uma das apostas para o ano que virá é Alessia Cara. Não é a toa que a moça tem tido um desempenho tão bom com "Here" no top 10: as suadas 17 semanas para conseguir aparecer entre os 10 mais tem valido a pena e não foram à toa.



7º lugar
"The Hills", The Weeknd (-1)
Última semana: 6º / Semanas na parada: 30

"The Hills" foi um dos grandes hits desse ano e mesmo depois de mais de 20 semanas no top 10, ainda figura por aqui com seu desempenho de vendas, execuções e airplay. É normal um hit perder força e cair, mas Abel não para e a gente aposta que logo logo "In The Night" aparece na nossa coluna.



6º lugar
"Same Old Love", Selena Gomez (+3)
Última semana: 9º / Semanas na parada: 14

Se "Good For You" lutou muito para alcançar o top 5, "Same Old Love" tem demonstrado muito mais desenvoltura e deu o maior salto na parada americana, subindo do 9º ao famigerado 6º lugar que Selena Gomez sempre conquista. Mas com ganhos tão altos de uma semana para a outra, não é difícil que já na próxima atualização Selena consiga um novo top 5. E quem sabe, em nome de Jesus, até um top 3 com um cenário de "Hotline Bling" e "Sorry" se enfraquecendo?


5º lugar
"What Do You Mean?", Justin Bieber (-1)
Última semana: 4º / Semanas na parada: 16

Dezesseis semanas de top 10 não é pra qualquer um, tem que ser hit, e "What Do You Mean?" tem cumprido muito bem com esse proposto, apesar de ter passado só uma semana no topo da parada. Mas quem se importa quando se tem outros 2 singles no top 5 e fazendo um mega-sucesso?


4º lugar
"Love Yourself", Justin Bieber (+1)
Última semana: 5º / Semanas na parada: 5

Oficialmente anunciado como terceiro single do "Purpose", "Love Yourself" tem crescido sua audiência nas rádios aos poucos e mantém bons números de vendas. Esse é o caminho, Bieber! Quem sabe você não consegue mais um top 3 semana que vem?



3º lugar
"Hotline Bling", Drake (=)
Última semana: 3º / Semanas na parada: 20

O number-one hit que não foi, "Hotline Bling" se mantém tranquilo em terceiro lugar ainda com execuções nas rádios, mas com as vendas e os streamings já em queda, a gente já acha possível que o single dê lugar a "Love Yourself" já na próxima semana.


2º lugar
"Sorry", Justin Bieber (=)
Última semana: 2º / Semanas na parada: 8

Novamente Justin Bieber aparece na vice-liderança da tabela com "Sorry", definitivamente o melhor single desse ano, né non? O segundo single de Purpose estreou nessa mesma posição há oito semanas, abaixo de Adele, claro, e desde então tem estourado nos EUA. Nesta semana, a música vendeu 104 mil cópias e ganhou 9% de audiência nas rádios, além de ter se tornado o primeiro topo de Bieber na Streaming Songs mesmo apesar da queda de 4% nas execuções. Mas tem mais: nessa atualização, Bieber conseguiu emplacar "Sorry" no topo da Pop Songs! A Billboard já começa a apostar se o garoto pode destronar Adele na próxima semana, já que a pontuação final da canção saiu apenas 1%, enquanto a do smash hit de Adele caiu 9%. A corrida pelo topo pode ficar bem apertada e concorrida como nunca antes e o canadense pode, com certa facilidade, conquistar seu segundo hit number one e barrar Adele em sua nona semana.



1º lugar
"Hello", Adele (=)
Última semana: 1º / Semanas na parada: 8

Oito semanas depois de estrear no topo da Hot Hundred, Adele e seu Olá continuam reinando soberanos, o que torna o lead-single do "25" dono do maior período da britânica no topo da Hot 100 (antes, o dono do título era "Rolling In The Deep", que ficou 7 semanas na liderança). Nas vendas, o atual smash single de Adele caiu apenas 3% em sua oitava semana, um número que representa certa estabilidade. Nos Streamings, a queda foi bem maior, de 18%, e nas rádios a audiência continua absurda (170 milhões de execuções nas estações americanas). Já que toda semana tem um recorde, o da vez é que Adele é dona do álbum que mais vendeu desde 2011. E você sabe qual o álbum que mais vendeu em 2011, rs? Sim, 21. Ou seja: o 25 é o álbum que mais vendeu em menos tempo desde o 21. O resultado da conta é fácil: Adele é dona dos dois discos que mais venderam na década até agora. Tá bom pra você?