Mostrando postagens com marcador Björk. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Björk. Mostrar todas as postagens
A gente ama uma fic com cara de história real, né, gente? E, neste caso aqui, ninguém tem como comprovar. Mas que é engraçado, é sim.

No Twitter, o usuário Michael Segalov puxou uma thread: qual a história mais surreal que você já teve com alguém famoso? E um dos casos mais engraçados foi do James, que contou um rolê pra lá de aleatório com ninguém menos que a cantora islandesa Björk.

Segundo o tweet do moço, os dois estavam na fila de um café, ela em sua frente, e após reconhecê-la, começaram a conversar. Papo vem, papo vai, ela fez seu pedido: uma morcela com salsicha, sem vegetais. E ele pediu três cafés. Nisso, seguiram conversando, só que, na hora de pagar, o caixa colocou tudo na conta dele. O fã tentou explicar que eles não estavam juntos, mas a cantora simplesmente agradeceu e foi embora.


O conceito do próximo álbum será inspirado na “Marta Golpista”, certeza! Hahahah!

A fic tá boa demais pra considerarmos a possibilidade de não ser real. Mas, com certeza, se estivéssemos no lugar dele, não nos incomodaríamos em pagar um café para o ícone. #AlimenteUmaBjork.


Drake e Björk juntos cantando Kanye West? PERA!

Isso é bem sério. Muito sério, gente. Depois do mais recente álbum de Kanye West, The Life Of Pablo, ter sido lançado no Tidal, West twittou que ele iria "arrumar" a música "Wolves". Kanye sendo Kanye.

Vocês provavelmente já ouviram a música e sabem que ela já passou pela mão de vários artistas. A versão original da música, lançada em 2015, era com Vic Mensa e Sia, mas, a versão do álbum, foi com Frank Ocean, depois, ele "arrumou" a música, juntando todos os artistas anteriores na música. Agora, o que está explodindo na mídia, é uma possível versão da música de Drake e Björk
juntos. Vai com calma!

Esse rumor surgiu depois de uma foto no snapchat de Cashmare Cat, da produção da música. Por meio de borrões, podemos ver os nomes de Drake e Björk, em outra foto, o nome da música.

wolves drake bjork snapchat wolves drake bjork snapchat

A aparição do nome de Drake faz sentido, já que a música era, originalmente para um álbum de Kanye com Drake, já Björk, é um nome que nós não esperávamos aparecer relacionado a Kanye por agora, apesar dela estar trabalhando em novos materiais próprios.

A Adele para os indies, Björk, vira e mexe está relacionada com projetos inovadores e não é a toa que seu álbum anterior, “Biophillia”, foi repleto deles, e com o disco seguinte, “Vulnicura”, não teria como ser diferente. 

É por isso que a islandesa, que lançou o álbum novo no começo desse ano, se uniu à VRSE.Works para a criação de uma experiência de realidade virtual com um de seus novos clipes, “Stonemilker”, que teve sua estreia oficial lá no Museu de Arte Moderna de Nova York e, neste fim de semana, será também oficialmente lançado no Brasil.

No player abaixo, a gente tem a cantora islandesa e sua música nova em meio a uma paisagem natural e com um vídeo filmado num ângulo de 360º, mas até aí tudo bem, né? Até que, pelo próprio player, a gente consegue então mover a câmera e, sendo assim, acompanhar todos os movimentos da cantora por meio do extenso cenário, mais ou menos como se realmente estivéssemos lá, seguindo-a com os olhos. É ou não bem legal? Olha só:


Como dissemos, “Stonemilker” tem estreia marcada no Brasil neste fim de semana, sendo uma das atrações do Music Video Festival 2015 que, além da experiência imersiva, também trará uma instalação exclusiva inspirada nos clipes da Sia com o disco “1000 Forms of Fear”, entrevistas com o diretor australiano Daniel Askill, Pitty, Emicida, entre outros, e estreia dos novos clipes de Rico Dalasam, Jaloo, Thiago Pethit e mais. As atrações de Björk e Sia acontecerão nos dois dias do festival, 6 e 7 de junho, e você pode conferir mais detalhes neste outro post.

Que ótimo dia para falar “bolacha” e ser de São Paulo! Logo no comecinho de junho, a cidade será sede da terceira edição do Music Video Festival 2015 (aka m-v-f- 2015) e, nesse ano, o festival, desenvolvido em parceria com a Cinnamon Comunicações,  está imperdível e cheio de atrações bacanas pra quem ama assistir videoclipes enquanto observa mil e uma coisas que, no geral, costumam passar despercebidas.

Valorizando os vídeos como as verdadeiras obras de arte que muitos deles são, o m-v-f- vem com o objetivo de reconhecer e incentivar os diretores e músicos a produzirem materiais com cada vez mais qualidade e, nos dias 6 e 7 do próximo mês, traz para São Paulo uma programação que inclui estreias nacionais independentes, instalações inéditas e até ações interativas envolvendo artistas como a australiana Sia (!) e a islandesa Björk (!!), mas vamos por partes.

“Tríptico 1000 Formas de Medo”


Pela primeira vez dentro do m-v-f-, a instalação inédita “Tríptico 1000 Formas de Medo” foi produzida com o apoio do diretor Daniel Askill, responsável pela trilogia de clipes lançada por Sia com o disco “1000 Forms Of Fear”, visando expandir a experiência de seus vídeos para os visitantes do festival. 


A instalação será inspirada nos clipes “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”, que foram marcados pela performance da dançarina Maddie Ziegler e o conceito de confrontos com seu demônio interior. O cara, que virá para conferir todo o evento de perto, também terá uma conversa aberta ao público, falando sobre seus trabalhos e a parceria com a hitmaker australiana. Tá imperdível, sim ou claro? A gente só acha que poderiam ter chamado Sia e a menininha dos vídeos, Maddie Ziegler, também.


VRSE.Works apresenta: “Stonemilker”
Sabe “Stonemilker”, aquele clipe lançado pela Björk com o disco “Vulnicura”? Pois bem, o material também será explorado dentro do m-v-f- 2015, integrando uma experiência imersiva de realidade virtual, aos moldes da estreia do clipe, que aconteceu lá no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York. Segundo os desenvolvedores do festival, a ativação dura cerca de sete minutos, nos colocando totalmente dentro do videoclipe da musicista islandesa. Se os clipes dela já nos causam algumas reações apenas pelo Youtube, imagina como deve ser integrar um deles!   


Bate-papos
A programação do Music Video Festival está repleta de participações especiais durante seus dois dias e, para conferir os bate-papos com nomes que vão de personalidades conhecidas à nomes em ascensão, basta retirar uma senha uma hora antes da conversa começar. 


A agenda, disponível no site do m-v-f-, inclui bate-papos com representantes do Clap Me, VEVO e UOL Música, com Nomi Ruiz (Hercules & Love Affair), os brasileiros Rico Dalasam, Jaloo e Bárbara Ohana, entre outros, além do diretor australiano Daniel Askill, responsável pelos clipes “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”, da Sia.

E tem mais...
Rico Dasalam, que foi uma das apostas da MTV no ano passado, aproveitará sua participação no festival pra lançar um novo clipe, e as estreias do festival ainda incluem novos vídeos de Thiago Pethit, Mahmundi, Apollo e outros artistas em ascensão no nosso cenário independente. 


Todo o conteúdo do m-v-f- 2015 foi desenvolvido com a curadoria de Jonathan e Meg Wells, da FLUX (Los Angeles), acompanhados dos brasileiros Duda Leite e Adriano Cintra (Madrid).

O m-v-f- 2015 acontecerá nos dias 6 e 7 de junho no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, indo das 14h às 22h. A entrada é totalmente de grátis. :D
Seleção de sete novidades musicais que não apareceram no blog ao longo da semana mas que valem a sua atenção. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui e seja feliz.
A Björk é uma artista bem singular, né? Geralmente esse é o jeito que encontramos pra falar sobre algo estranho, diferente de tudo o que já vimos e ouvimos, e por mais que, nessas outras palavras, possa soar de uma maneira negativa, no caso da islandesa, é positivo. A música dela é algo dela, só dela, e é como se não pudéssemos imaginar nenhuma outra artista fazendo igual e muito menos chegando perto disso. Talvez isso a faça ser a Björk.
So it’s gonna be forever or it’s gonna go down in flames. A cantora Taylor Swift foi bastante questionada quando decidiu com sua gravadora que o CD “1989” e todos os outros de sua discografia não permaneceriam no Spotify, por razões que, de acordo com ela, desrespeitam o artista e toda a dedicação que teve com sua equipe em estúdio, desvalorizando o produto final, e demorou até que outro grande nome apoiasse a causa, mas aconteceu.

Atualmente trabalhando com o disco “Vulnicura”, que caiu na internet meses antes de seu lançamento oficial, a islandesa Björk disse em entrevista ao Fast Company que não devemos esperar seu novo álbum na plataforma de streaming, afirmando não “achar isso certo”. Ao contrário de Taylor, a maior preocupação de Björk não é a perda de lucros, pela pequena porcentagem que o artista recebe quando fecha parcerias com esse tipo de serviço, mas sim o consumo indevido de sua arte e perda da experiência de conferi-lo em sua versão física.
“Eu gostaria de dizer que há um super plano [com o lançamento do disco], mas seria mentira. Há alguns meses eu mandei um email para meu empresário e disse, ‘quer saber? Essa coisa de streaming não parece certo. Não sei a razão, mas parece insano’”, começou Björk. “Trabalhar em algo por dois ou três anos e depois, oh, aí está tudo de graça. Não é pelo dinheiro, mas pelo respeito, sabe? Respeito pela obra e a quantidade de trabalhamos que você depositou nela”.
Ainda assim, ela não mostrou total resistência e até apresentou uma possível solução para o problema, ainda que essa soe bem equivocada se ressaltarmos o fato de que, pela internet, o consumo é urgente, imediato. O artista mal gravou e aqui estão os fãs sedentos para ouvir, pelo meio que estiver disponível. Não saiu no Spotify? Seja bem vindo, link de “torrent” mais próximo!
“Mas talvez o Netflix seja um bom modelo”, explicou. “Você primeiro vai ao cinema e depois de um tempo isso chega ao Netflix. Talvez devesse ser essa a maneira de lidar com os streamings. Primeiro o lançamento físico e talvez você disponibilizava para stream depois”, concluiu.
O assunto é bem delicado e, como já dissemos algumas vezes, não conseguimos concordar com essa visão, bem “fechada” para artistas que sempre se mostraram tão a frente, mas respeitamos a decisão das artistas, afinal, é o trabalho duro delas que está em jogo, né? Seja como for, é bacana que elas revejam alguma coisa, pra que não terminem prejudicadas pelo próprio luxo que se permitiram ter. Björk e Taylor Swift ainda são grandes, pouco dependem dessas coisas para vender ou serem escutadas, mas o Spotify e derivados (Deezer, Rdio, etc) são o futuro do consumo digital e arriscamos, inclusive, dizer que logo estarão maiores que o gigante iTunes, de forma que ignorar a sua existência é parar no tempo. 
Rainha do universo indie e com uma carreira mais inexplicável que da sueca iamamiwhoami (mentira, tudo tem um conceito e explicações plausíveis por trás, tá?), a cantora islandesa Björk confirmou há alguns dias que, assim como Rihanna, Madonna e Adele, lançará um novo disco nesse ano, sucedendo o projeto audiovisual “Biophilia”, lançado há quatro anos, mas nem todo seu hype alternê foi capaz de fugir dos poderes da internet e, neste momento, seu novo material já está na íntegra pela rede mundial de computadores.
A cantora islandesa (que chegou ao mundo antes da Lady Gaga, risos) Björk lançou na semana passada um teaser para seu novo clipe e lançou nesta terça-feira (13) seu "Mutual Core", porém, esse não é o único lançamento da cantora pra hoje! Acontece que a cantora aproveitou o dia pra lançar o "Bastards", que é seu álbum de remixes para às faixas do aclamado projeto "Biophilia". O disco de remixes foi liberado para audição gratuita via Soundcloud e vocês podem conferí-lo abaixo: Com direção do Andrew Thomas Huang, que também trabalhou na capa do álbum "Bastards", o clipe de "Mutual Core" traz Björk enterrada até a cintura enquanto a calmaria paira no ar de seu universo pessoal, porém, conforme a canção ganha novas batidas, os elementos em cena ganham um pouco mais de ação e tudo isso gera um fantástico show de efeitos. Assista "Mutual Core" abaixo:

Incrível, sim ou claro? Caso estejam interessados em ver como tudo isso foi feito, é válido assistir os bastidores do clipe a seguir:

A cantora islandesa Björk (tenho medo, mas acho fantástica) lançará na próxima terça-feira (13) um videoclipe para mais um single extraído do aclamado "Biophilia". A nova escolha da cantora para música de trabalho foi "Mutual Core", que ganhou um clipe com direção do Andrew Thomas Huang, mesmo que produziu a capa do álbum de remixes "bastards", que também pertence à cantora islandesa.

Como sabem, Björk é do lado alternê da força, mas a cantora não é de ferro e por isso tratou de trabalhar no buzz de seu novo clipe, divulgando um breve teaser no Youtube. "Mutual Core" será lançado pela MOCAtv e, pelo teaser, deverá ser mais um incrível videoclipe pra carreira da cantora. Assista a prévia abaixo:
O álbum/projeto de Björk, "Biophilia", foi lançado em outubro do ano passado e contou com uma ótima recepção das críticas e das paradas, alcançando o topo da parada dance da Billboard. "Mutual Core", que é o novo single deste material, já ganhou remixes assinados por Matthew Herbert e These New Puritans. Ouça abaixo a versão original da faixa:
Calma que o It Pop ainda não foi invadido pelo Data Clipe, tá? É que nossos queridos cantores, cantoras, bandas e projetos resolveram lançar videoclipes essa semana para ver quem sairia com mais views e pelo jeito, a disputa vai ser bem apertada! Hahaha!

Depois do brasileiro Tonanni lançar o clipe para "Autograph", a banda britânica Florence + The Machine ter o clipe de "Never Let Me Go" vazado e nossa querida Neon Hitch chegar com tudo e mais um pouco em "Love U Betta", chegou a hora de Björk, Dev e Havana Brown mostrarem que também estão afim de ver seus nomes entre os trending topics do Twitter. Vamos ver se elas merecem?



A cantora Björk lançou na última terça-feira (06) o videoclipe para "Hollow", faixa que integrou um aplicativo lançado pela cantora no ano passado. O videoclipe de "Hollow" é um tanto complexo e nele, Björk leva o conceito de DNA a potência máxima, contando com o apoio do biomédico Drew Berry, que traz ao videoclipes imagens REAIS das células, vasos sanguíneos e elementos internos do corpo da cantora.



Enquanto Björk te seduz com suas células, a australiana Havana Brown quer é sensualizar com seu corpão em "We Run The Night", que está lançando a cantora nos EUA e se trata de uma nova versão, com a participação de Pitbull. O videoclipe segue aquela fórmula de alguns recentes clipes pop, com muitas luzes, flashes rápidos, mulheres sensualizando e Pitbull, que já é um elemento quase que obrigatório em clipes deste gênero. Não tem nada muito novo, mas curti.



Pra fechar o post, vamos torcer para que ninguém lance clipe novo até semana que vem e que de preferência, Dev nos dê uma folga de umas duas semanas. Porque, né?! A cantora que recentemente lançou o videoclipe de "Take Her From You", já apareceu com mais um videoclipe, que desta vez é para "Kiss My Lips", que conta com a participação do rapper Fabolous e deverá ser o novo single do "The Night The Sun Came Up". Pra ser sincero, dos 2454156454 clipes lançados por Dev nos últimos dois meses, "Kiss My Lips" foi o que eu menos gostei. Será que a caixinha de ideias da cantora já se esvaziou? Porque olha, quero algo MUITO BOM para "Naked", tá?

Acho que por hoje é só. Beijos.
Mesmo depois de várias passagens internacionais pelo Brasil em 2011, você não ficou satisfeito? Então sorria porque 2012 também será bem agitado e desta vez, o cenário indie/alternativo também tem vez! 
Foi confirmado para dos dias 11 e 12 de Maio a primeira edição do festival Sónar no Brasil. O festival espanhol confirmou passagem por São Paulo e ainda anunciou nomes como Björk, Justice, James Blake, Four Tet, Little Dragon e ainda os brasileiros Emicida, The Twelves, Psilosamples e outros nomes. O ingresso para o Sónar está sendo vendido pelo site oficial do evento  e seu preço varia de R$200 à R$450.



Diva Islandesa, Björk, esta de volta e quer recuperar seu espaço!

Poucos sabem, mas que Björk esta preparando um material inédito chamado "Biophilia". Ontem Björk jogou na rede um teaser de "Crystalline", o unico material conhecido do novo album. Ela ainda contou que a faixa será lançada até o fim desse mês.


E pra você que achou que ela estava na pior, se enganou!
Björk já confirmou que esta quase acabando um revolucionario projeto multimídia repleto de aplicativos de incorporação exclusivos para os seus show além te todo o material inédito de "Biophilia". A turnê irá começar durante o Festival Internacional de Manchester, na Inglaterra, que acontecê no dia 30 de Junho.

Todos comemoram \o/