Mostrando postagens com marcador BANKS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador BANKS. Mostrar todas as postagens

Oi, gente bonita desse Brasil!

A nossa #RecapDaSemana sairia só no domingo, mas, por certos motivos, saiu hoje mesmo e, olha, não é que teve bastante coisa bacana nos últimos dias? Só pra começar a citar, tivemos a fofíssima Jullie e sua "Tão", BANKS com o incrível clipe de "Fuck With Myself" e Shawn Mendes com sua mensagem sobre violência doméstica em "Treat You Better". Bora conferir tudinho?

Jullie - "Tão"

A ex-The Voice Jullie, aparentemente, deixou o pop de lado e embarcou (perdão pelo trocadilho) no folk em sua nova fase. O single "Tão", que é a arma perfeita para derreter até o mais amargo dos corações, ganhou seu clipe nessa segunda e tem uma estética bem simples, mas que combinou com a canção.



BANKS - "Fuck With Myself"

Sensualizando em meio a dançarinas com máscaras (que nos dão um pouco de medo) e uma estátua de cera de si mesma, BANKS estrela o clipe de "Fuck With Myself", seu single de retorno. Depois da tristeza que foi o hiato da menina desde seu ótimo disco "Goddess", é um alívio vê-la de volta, ainda mais com esse puta trabalho.


Shawn Mendes - "Treat You Better"

Uma das melhores novidades dessa semana foi o clipe de "Treat You Better", que denuncia um relacionamento abusivo, em meio a cenas sensíveis e um ótimo jogo de câmera. Para quem achava que Shawn Mendes não lançaria mais nada de interessante, olha só essa.


Of Monsters And Men - "Slow Life"

Depois de "Backyard", que contamos em nosso último #RecapDaSemana, foi a vez da música "Slow Life" ganhar um lyric video para chamar de seu, estrelado pelo ator Tómas Lemarquis ("X-Men: Apocalipse", "3 Dias para Matar"). Agora, falta só "We Sink" para terminar a era de vídeos do disco "Beneath The Skin" e nós já estamos sentindo saudade com antecedência.


Olly Murs - "You Don't Know Love"

Na quinta, Olly Murs divulgou o clipe para o carro-chefe de seu próximo disco, "You Don't Know Love". Em preto e branco e numa sofrência só, Olly passeia pela cidade pensando em sua ex que não sabia como amar. Ah, o cara também aparece sem camisa várias vezes, tá?



Brooke Candy - "Paper Or Plastic"

Por que boas garotas têm que morrer? Interpretando uma fazendeira oprimida, que trabalha junto a outras mulheres igualmente oprimidas, Brooke Candy se revolta contra seu opressor em "Paper Or Plastic", seu mais novo vídeo. Essa música antecede o disco de estreia da rapper apadrinhada pela Sia e, assim como outras da Brooke, ganhou um clipe sensacional.


M.I.A. - "Go Off"

Foi nessa sexta cheeeeia de grandes lançamentos que surgiu oficialmente, quase que despercebido, "Go Off" na internet, assim como seu vídeo oficial. Na música, produzida pelo Skrillex e Blaqstarr, M.I.A. fala sobre xenofobia e até cita o jogador Neymar!


Passados dois anos desde seu maravilhoso álbum de estreia "Goddess", a americana BANKS anuncia seu retorno de forma apoteótica com a maravilhosa "Fuck With Myself", primeiro single do novo trabalho de inéditas da cantora e que ganhou seu vídeo hoje (12).

Explorando ambientes sombrios em meio um jogo intenso de câmeras e luzes que dão todo um toque de suspense ao vídeo dirigido por Philippa Price, BANKS sensualiza com uma bizarra escultura de si (careca) e, em outras cenas, se envolve com dançarinos que usam uma máscara pra lá de assustadora. Confira na íntegra e se delicie com a moça:


Todo mundo já passou por algum término de relação. Com amigo, namorado, o que seja, é algo quase inevitável. Quando isso acontece o que fazemos? Buscamos focar nossa mente em atividades que nos façam esquecer a perda, não é mesmo? Não mesmo. O que mais gostamos nesses momentos é afundar ainda mais com aquelas músicas suicídio que terminam de nos enterrar. Delícia, não é?

A semana de ressaca pós-VMA foi marcada pelo vazamento do álbum "V" do Maroon 5 e do "Goddess" da BANKS, além de clipes novos da Grimes, da Charli XCX, e daquela dupla do barulho Tony & Gaga. E o que mais? Veremos agora. Para conferir as edições anteriores do It's New, clique aqui e seja feliz.

A americana Jillian Banks, conhecida pelo nome artístico BANKS, foi um dos 14 nomes da nossa lista para ficarmos de olho em 2014. Em 2013 ela lançou dois EPs, "Fall Over" e "London", que a fizeram entrar para o seleto grupo da "BBC's Sound of 2014", com nomes de artistas em ascensão que deveriam ter nossa atenção. A cantora, que terminou em terceiro lugar da lista, passou 2014 retirando singles do último EP, o que a fez ser escolhida para a trilha-sonora do filme "Divergente" com sua música mais conhecida, "Waiting Game". Aí era só um passo para o álbum.

Intitulado "Goddess", o debut de BANKS vem com várias músicas dos seus EPs (seis, para ser mais exato), com outras doze (na versão deluxe) feitas para o álbum. Com seu marcante PBR&B (ou hipster R&B - sério) e trip-hop, BANKS faz um álbum avassalador que merece ao menos uma ouvida - nosso coração ela já levou.

Ouça a versão deluxe do "Goddess" abaixo:

Além daqueles lançamentos que você com certeza já deu uma olhada ("Anything Goes", "Anaconda", "This Is How We Do", "Ultraviolence""Bang Bang"), a semana ainda teve outras novidades. E pra garantir que você não vai perder nada, vem com a gente na segunda edição do It's New! (Caso tenha perdido a primeira, corre aqui.)

Cada vez mais próxima da data de lançamento de seu álbum debut “Goddess”, Banks liberou hoje mais um vídeo, dessa vez para “Beggin For Thread”.  A faixa lançada na semana passada, e que comentamos aqui, é a mais pop e menos experimental do seu material até o momento.

Dirigido por Barnaby Roper, com quem a cantora já havia trabalhado na produção audiovisual de  “Brain”, o clipe segue a mesma linha dark e minimalista característico da videografia da americana, e capta com precisão a instensidade emocional da faixa.


“Goddess”, o álbum debut, sai dia 9 de setembro pela gravadora Harvest Records, braço da Capitol Records. Ansiosos?

Perdido nos lançamentos? Todo dia aparece algo novo no Itunes, Youtube, Soundcloud, e você não consegue acompanhar? Seus problemas acabaram! Chegou o It's New, o backup do It Pop! com o que de melhor surgiu no mundo da música nos últimos dias. Novas faixas, novos vídeos, novos artistas. Vem gente!

Bow down to a Goddess! Uma das maiores promessas do ano para o pop alternativo, indicada não só por nós no comecinho do ano, como também pela BBC, a cantora norte-americana com cara de londrina, BANKS, está pronta para o lançamento do seu disco de estreia (pelo menos uma Banks tem que lançar seu primeiro CD, né Azealia?), de onde já extraiu o primeiro single "Brain" e os promocionais "Before I Ever Met You", "Warm Water", "This Is What It Feels Like", "Waiting Game", além da sua faixa título, "Goddess" (!!!).


Com previsão de lançamento para setembro desse ano, "Goddess" já garante um lugar na nossa listinha de discos mais aguardados de 2014, com um pé também naquela em que listamos os melhores discos de estreia de todos os tempos, mas vamos tentar não criar muitas expectativas, até pra não terminar em decepção, ainda que ambos casos sejam quase impossíveis de acontecer.

Composto por 13 faixas em sua versão standard e outras 5 em sua deluxe, "Goddess" ainda tá longe de chegar às lojas (faltam 4 meses!), mas já teve sua capa e tracklist reveladas. Olha só:


Tracklist:
1. Alibi
2. Goddess
3. Waiting Game
4. Brain
5. This Is What It Feels Like
6. You Should Know Where I’m Coming From
7. Stick
8. F**k Em Only We Know
9. Drowning
10. Beggin for Thread
11. Change
12. Someone New
13. Warm Water

Deluxe Edition
14. Under the Table
15. And I Drove You Crazy
16. Fall Over
17. Before I Ever Met You
18. Bedroom Wall

Nosso corpo está pronto. Abaixo, você pode conferir o videoclipe de "Brain" e se preparar também para a chegada de outro bom nome pra não tirarmos os olhos (e ouvidos):


Com previsão de lançamento para o dia 18 de abril no Brasil, o longa "Divergente", baseado no livro de mesmo nome escrito pela Veronica Roth e compartilhando os mesmos protagonistas do hypado "A Culpa É das Estrelas", já tinha nos ganhado por sua história, onde temos narrada a história da menina Beatrice, que numa Chicago futura e distópica, deve escolher entre uma das 5 partes em que a cidade foi dividida. Surpreendentemente, Beatrice opta por uma parte (ou facção, como é chamada no livro) diferente de onde veio sua família e precisa então lidar com as consequências de sua escolha, mas agora nos deu também outra ótima razão pra assisti-lo: a sua trilha sonora! \O/

Fale o que quiser sobre a saga "Crepúsculo", o vampiro que brilha no Sol e a humana sem expressões faciais, mas se tem uma coisa que devemos fazer, é agradecer muito a Stephenie Meyer, autora da saga vampiresca, por ter dado vida a essa história que, mais pra frente, trouxe toda uma nova proposta para as trilhas-sonoras, que passaram a ser tão importantes e interessantes quanto os filmes em si, formando um combo de ótimos filmes acompanhados por músicas e artistas incríveis — o que termina sendo bom tanto para os envolvidos nos filmes quanto nas músicas, seja você parte da produção ou apenas fã.



Nós, por exemplo, estamos em êxtase só em ver a tracklist da trilha-sonora de "Divergente", que estreia um pouquinho antes do filme, dia 21 de março, e conta com diversos nomes bem excitantes, indo da Ellie Goulding (que aparece com nada menos que FUCKING QUATRO canções, sendo uma delas a inédita "Beating Heart") ao DJ Zedd, além da Miriam Bryant, M83, Banks, Woodkid, A$AP Rocky e vários outros nomes.

Olha só:
  1. ‘Find You’ by Zedd (feat. Matthew Koma & Miriam Bryant)
  2. ‘Beating Heart’ by Ellie Goulding <<<<< ESTAMOS MUITO ANIMADOS PRA ISSO.
  3. ‘Fight for You’ by Pia Mia (feat. Chance The Rapper)
  4. ‘Hanging On’ (I See MONSTAS Remix) by Ellie Goulding
  5. ‘I Won’t Let You Go’ by Snow Patrol
  6. ‘Run Boy Run’ by Woodkid
  7. ‘Backwards’ Tame Impala & Kendrick Lamar
  8. ‘I Need You’ by M83
  9. ‘In Distress’ by A$AP Rocky (feat. Gesaffelstein)
  10. ‘Lost and Found’ (ODESZA Remix) by Pretty Lights
  11. ‘STRANGER’ by Skirllex (feat. KillaGraham from Milo & Otis & Sam Dew)
  12. ‘Dream Machine’ by Big Deal
  13. ‘Dead In The Water’ by Ellie Goulding
  14. ‘I Love You’ by Woodkid <<<<<< ESSA É UMA GRANDE MÚSICA!
  15. ‘Waiting Game’ by BANKS <<<<<< SIM, ESSA TAMBÉM.
  16. ‘My Blood’ by Ellie Goulding <<<< PEGA MAL TIETAR TANTO A ELLIE? 
Agora é só torcer pra que o filme seja tão bom o quanto a trilha aparenta ser. :D

O que falar das Neon Jungle que a gente, bem, já até conhece bastante, mas só consegue considerar cada vez mais? Donas do hino "Trouble", a girlband é uma das poucas da atualidade que apresentam um formato bem diferente para grupos do gênero, trazendo um quê mais ousado e agressivo, o que as diferencia de grupos como Little Mix ou Fifth Harmony, e com um disco de estreia previsto pra sair em algum momento deste ano e seu segundo single, "Braveheart", estreando no top 5 do Reino Unido, elas seguem com a divulgação na internet por meio de covers, o que raramente falha.

Pelo Youtube, Shereen Cutkelvin, Amira McCarthy, Jess Plummer e Asami Zdrenka já cantaram músicas como "Royals" da Lorde, "We Can't Stop" da Miley e "Work Bitch!" da Britney Spears, mas agora miraram no alternê num sleeper hit indie hypado em potencial, "Waiting Game", da cantora Banks. Pra quem não conhece a cantora, ela foi uma das nossas quatorze apostas para dois mil e quatorze, listinha da qual, por ironia do destino, as Neon Jungle também fazem parte. 

Nas vozes do Neon Jungle, "Waiting Game" não ficou lá muito diferente, só que, talvez pela potência vocal das meninas ser mais notável que da linda da Banks, soou mais profunda, casando perfeitamente com essa percussão pulsante e tímida ao mesmo tempo. Olha só:



E caso nunca tenha ouvido, chegou a hora de escutar a canção na voz da Banks também:


Dois mil e treze foi um ano e tanto no quesito 'novos artistas', nos apresentando artistas como aquela neozelandesa que deixou várias divas pop pra trás, Lorde, além do duo sueco Icona Pop (tá certo que elas vinham crescendo desde 2010, mas foi em 2013 que tiveram seu hype justificado, então é quando contamos como o ano de sua revelação), a rapper Iggy Azalea e váaarios outros nomes, mas estamos certos de que esse ano novo não ficará muito atrás.

Conforme nossas indicações do ano passado começam a ganhar forma nas rádios, paradas e internet, outros novos nomes surgem em nosso radar e em sua maioria prometendo muito para os meses seguintes. Pensando nisso, começamos então uma lista com alguns artistas que vocês devem ficar de olho em 2014. Preferimos dizer que apenas a começamos, porque de fato ela não terminou e caso voltem aqui, talvez encontrem mais alguns nomes futuramente, mas fiquem tranquilos, nosso plano nem é fazê-los pirar por mais dois mil e quatorze artistas, até porque não teríamos tempo pra acompanhá-los caso ganhassem o mainstream futuramente e a maior parada da Billboard só permite destacar duzentos nomes por vez. Seja como for, abaixo estão os famosos 'quem?' que vocês precisam ouvir em 2014.

1. Chlöe Howl

Essa menina — britânica — ainda promete muito. Muitos podem dizer que o sucesso dela se resume ao fato de ser mais uma novinha fazendo pop (essa é a justificativa quando tentam entender o fenômeno Lorde, certo?), mas a explicação da nossa admiração por Chlöe vai bem além disso e daquela loirinha que viralizou nos últimos meses. Seus primeiros EPs, "Rumours"e "No Strings", começaram a preparar terreno para seu disco de estreia, que deve sair ainda neste semestre do ano, e bota preparativos nisso, com um pop que nos leva de Lily Allen à Robyn, mas com uma forma toda singular da própria Howl. Ela ainda será grande!



2. Mapei

Quando "Don't Wait", a primeira música revelada pela Mapei na internet, foi lançada, não conseguíamos pensar em mais nada que não incluísse a vontade de escutar um pouco mais desta curiosa mistura proposta pela cantora. Os estalos nos remetiam à "Royals", o smash hit da neozelandesa Lorde, o vozeirão nos levava para o Reino Unido, justamente de encontro com a hitmaker Adele, enquanto o despretensioso flerte com o funk carioca (!!!) fazia com que flashes do produtor Diplo invadissem nossa mente. A música é isso tudo e mais um pouco, só que por enquanto a única amostra do trabalho da moça pela rede mundial de computadores (mas que amostra!). Ah, e caso se interessem, ela é sueca.



3. George Ezra

Diretamente do Reino Unido, George Ezra é uma das nossas maiores apostas masculinas para 2014. Se quando conquistou seu público o Jake Bugg soava como uma versão revitalizada do Oasis, o Ezra é um Vampire Weekend somado ao Arctic Monkeys, só que mais ousado e, acreditem, isso é fantástico, principalmente quando notamos que a proposta parte de um artista solo. Seus vocais são como uma longa viagem na estrada, só que num daqueles cenários de filme, em que horas passam como se fossem os minutos mais agradáveis de nossas vidas.



4. Luminites

Eles são Jordan, Stephanie, Ben e Corey. Numa primeira ouvida em seu primeiro single lançado por uma grande gravadora, "Do Something", saltam em nossa mente nomes como Little Mix, Lyric 145 e Third D3gree (todos revelados pelo X-Factor), mas não é pra menos, o grupo também é derivado de um reality show musical. No caso, eles sairam do Britain's Got Talent e, bem, talento eles tem, além de um contrato com o Simon Cowell. Sem qualquer divulgação, a canção atingiu a 65ª posição da parada de singles no Reino Unido e esse é o primeiro indício de que algo grande está por vir. 



5. MØ

Vindoura da Dinamarca, Karen Marie Ørsted é MØ, dona do rabo de cavalo mais frenético do mundinho alternativo atual. Ela define sua sonoridade como "electronic soul", "street-vibe indie pop", e vai de "synthpop" até "dream pop", numa onda meio Grimes, meio Lykke Li, cheio de sintetizadores, vocais cavernosos com sotaque escandinavo e letras absurdinhas. Seu álbum de estreia, "No Mythologies To Follow", será lançado dia 24 de fevereiro, mas a moça já tem o EP "Bikini Daze" e alguns singles avulsos para vocês chamarem de "essa música é minha". Contrato com a Sony Music e parceira com Diplo e Avicii não garantem que ela sairá do anonimato nesse ano, mas já dizem muita coisa. Além do mais, ela é maravilhosa.



6. BANKS

Jullian Banks é americana com pé em Londres, cantora, compositora e musicista, conhecida pelo nome artístico BANKS, em caps lock mesmo. Ela tem tudo para ser a nova Lana Del Rey, ignorando o fato de que não precisamos de uma nova Lana Del Rey. Então coloquemos um pouco de Fiona Apple, Jessie Ware e Ellie Goulding, batemos por 5 minutos em nível médio e *BOOOM*, temos BANKS. Chances de não a amar são quase nulas. Com um pé no indie pop e no R&B, BANKS conquista pelo lirismo suave e íntimo de suas canções, presentes nos EPs "Fall Down" e "London". Finalista do "BBC Sound of 2014", lista britânica com as promessas do ano, a cantora tem tudo para arrancar suspiros, seja por sua beleza ou música.


7. Say Lou Lou

Miranda e Elektra Kilbey são naturalizadas australianas, mas nasceram no País das Maravilhas, a Suécia (beberam da água abençoada antes de irem pra terra da Sia, tinha como dar errado?). Gêmeas, uma loira e uma morena, um yin-yang que se funde para nos dar um dream pop sensacional, com vocais que atravessam nossa pele e arrepiam. As moças de 21 anos já possuem os EPs "Julian" e "Better In The Dark", além do single "Maybe You" e do cover inspirador de "Feels Like We Only Go Backwards" do Tame Impala - e como se não bastasse, são finalistas do "BBC Sound of 2014" e aposta da Billboard para o ano. Say Lou Lou é para aqueles momentos de serenidade e calmaria, quando seu pescoço já está doendo de tanto bate-cabelo das baladas da vida.



8. Kat Dahlia

Desde que lançou "Gangster", seu primeiro single, a cantora Kat Dahlia já parecia ser um grande nome para nós. Salvo o erro, em postagens diferentes aqui do blog confundimos alguns de vocês, na dúvida sobre ela ser caribenha ou cubana, mas eis a verdade segundo o Google: nossa Rihanna menos favorecida é cubano-americana mesmo! Só que cá entre nós, o importante nem é bem saber isso (a menos que a artista seja da Suécia, rs), mas sim contar a vocês que ela tá de contrato assinado com a Epic Records, gravadora do L.A. Reid, e trabalhando com nomes dos grandes, o que faz dela uma aposta e tanto para 2014. Seu último single foi a deliciosa "Crazy", que em breve ganhará seu videoclipe.


9. Neon Jungle

Nós pensamos em deixá-las fora da lista, até porque já possuem um smash hit pra chamar de seu, sendo este "Trouble", single de estreia da girlband, mas o quão injusto seria esconder um dos nomes que mais estamos ansiosos pra ficar de olho neste ano? Da Terra da Rainha, Neon Jungle veio trazer um diferencial para essa febre de girlbands e promete ainda fazer muito barulho. O grupo é formado por  Amira, Asami, Jessie e Shereen e teve como mais recente single "Braveheart", outro smash hit em potencial. Façam reverência!



10. Sam Smith

Ele deu voz para "La La La", do Naughty Boy e "Latch" do Disclosure, dois singles em significativa evidência no mercado britânico, e desde então despontou nos radares, mainstream e alternê. Sem perder tempo e de contrato assinado com a Capitol Records, mesma responsável pelos lançamentos da Katy Perry, Sam Smith é uma das nossas grandes apostas masculinas para este ano, o mesmo que escolheu pra lançar seu primeiro disco, "In The Lonely Hour", inicialmente promovido pelo single "Money On My Mind".



11. k.flay

Em 2013 o hip-hop voltou com tudo para as rádios e conquistou um hype e tanto pela internet também, seja com nomes que não recusam uma colaboração, como Nicki Minaj e Big Sean, ou os que trouxeram sangue fresco ao gênero, tipo Iggy Azalea e Macklemore and Ryan Lewis, mas se vocês achavam que não dava mais pra soar diferente neste meio, saibam que o problema estava em não ouvirem a k.flay. Parceira de turnê das dupla Icona Pop, aquela do smash "I Love It", k.flay é um nome promissor para o hip-hop e brinca de fazer isso com música eletrônica e uma divertida obscuridade, se é que nos entendem. Em seu Soundcloud, há disponível canções de seus primeiros EPs e mixtapes, nosso destaque fica para "Starfvcker"e  "Hail Mary", além de "Doctor Don't Know".



12. Ivy Levan

(Twitter | Facebook | Site Oficial)
De vez em quando aparecem algumas cantoras com ar chique e retrô, tipo Amy Winehouse e Lana Del Rey, não é mesmo? A nossa cota da vez foi preenchida por Ivy Levan. Ela tem 26 anos, mas está presa aos anos 50. Com um pop carregado de saxofones e batidas de jazz, Ivy é uma autêntica diva de cabaré com cheiro de perfume adocicado. E ainda temos seus clipes com temática "gangster" (e todos em preto e branco) carregados com referências, roupas, vestidos glamourosos e cigarros para dar o ar blasé do século passado. A musa já tem o EP "Introducing The Dame" com quatro faixas bem femme fatale, contempladas com lápis de olho, cabelos ondulantes com laquê e uma voz rasgada arrebatadora.


13. Charlotte OC

(Twitter | Facebook | Site Oficial)
Com apenas 23 anos, Charlotte OC já nos apresenta um som maduro, confiante e forte. Com sonoridade similar à Elle Varner e Alicia Keys, OC é aquela misturinha de pop com R&B que a gente adora, vocais suaves e letras bem interessantes ("Eu sei que você está arrependido, mas corte a corda e me deixe cair"). Seu EP "Colour My Heart" já está aí esperando seu coração derreter e planos para um debut álbum já estão quentes. Sendo uma das apostas da BBC UK, OC só está esperando seu "Play" para cair divinamente no mundinho mainstream.



14. Ella Eyre

(Twitter | Facebook | Site Oficial)
Ella Eyer já possui reconhecimento, principalmente no UK, já que fez participação no single "Waiting All Night" do Rudimental, #1 na terra da rainha, e em "Think About It" do Naughty Boy, mas ela agora está pronta para a carreira solo. Lançou seu EP "Deeper" nos últimos dias de 2013 e está na já comentada lista "BBC Sound of 2014". Com três músicas, todas com clipes no seu canal VEVO no Youtube, Ella tem uma voz áspera (que lembra Selah Sue - se vocês não a conhecem também deveriam) e faz um som flertando com o funk (não o carioca, o original), mas tudo bem pop, animado e divertido. Ah, e if we said Ella tem só 19 anos, would you hold it against us?