Pabllo Vittar solta o “Batidão Tropical” e se joga no forró e no tecnobrega em seu quarto álbum

"Meu nome é Pabllo, não vai esquecer. Eu nasci pra te dar prazer!"


Make forró and tecnobrega tendência again!
Mesmo cada vez mais internacional, Pabllo Vittar tem muito orgulho de suas raízes musicais e resolveu homenageá-las em seu novo projeto, o “Batidão Tropical”.

Lançado nesta quinta-feira (24), o álbum traz nove músicas, sendo as três primeiras inéditas: “Ama Sofre Chora”, o hino das piranhas desse Brasil; o novo single, “Triste com T” (tesão, no caso), cujo clipe sai nesta sexta (25); e “A Lua”, canção co-composta pela Alice Caymmi e que, segundo ela, a lembra do tempo em que “dançava Aviões do Forró na porta de casa”

Por falar na fase em que era mais nova, a drag fez desse disco um tributo ao ritmo que escutou enquanto crescia no Maranhão, durante sua infância e adolescência. Por isso, as seis faixas restantes do “Batidão Tropical” são regravações de sucessos que marcaram a vida de Vittar, todas com uma roupagem nova, mais pop, e produção do Brabo Music Team, para apresentar esses hits a um novo público que não os conhecia, mas que a ama e quer entender mais de suas referências. 

Entre os covers, nossos destaques ficaram para a emotiva “Apaixonada”, originalmente lançada pela Banda Batidão; “Ultra Som”, da Banda Ravelly, um tecnobrega bem futurista que representa a época em que a queen morou no Pará; e “Zap Zum”, hit da Companhia do Calypso, difícil de regravar, mas que Pabllo conseguiu transformar muito bem em algo seu. 

Apesar de mais da metade do álbum ser composta de covers, o trabalho traz muita personalidade e nos ajuda a entender um pouco mais de quem é Pabllo Vittar como artista, além de ser uma decisão muito corajosa dela, que preferiu honrar as músicas que a fizeram ser quem é do que apostar em inéditas, novidades para o público.

Entregando tudo mais uma vez com conceito, coesão e aclamação, o “Batidão Tropical” é uma ótima pedida tanto pra quem crescer ouvindo esses sucessos do forró e do tecnobrega e quer revivê-los em uma nova fase, quanto pra quem não os conhece e quer entender melhor a história de Pabllo e se jogar no melhor dos ritmos.