Ela é o momento! Rina Sawayama consegue mudar regras do BRIT Awards e Mercury Prize para imigrantes

É o orgulho do Japão e do Reino Unido!

Ela mal chegou e já está fazendo história! Após ser impedida de submeter seu álbum ao BRIT Awards e ao Mercury Prize por não ser considerada britânica, Rina Sawayama consegue mudar as regras dos dois prêmios musicais mais importantes do Reino Unido. 

Perdeu o início dessa história? A gente te explica! Rina nasceu no Japão, mas vive no Reino Unido desde criança. A nipo-britânica tem residência permanente lá, com direito de viver e trabalhar no país. Ao saber que não poderia participar das principais premiações musicais do UK com seu disco de estreia, o maravilhoso “SAWAYAMA” (2020), Rina manifestou em suas redes sociais a sua tristeza e indignação pela forma como as premiações britânicas não deixam os imigrantes “sonharem o mesmo sonho que os outros”.



Pois bem, após uma série de debates, Rina anunciou nesta terça-feira (24) que a BPI (Indústria Fonográfica Britânica) decidiu mudar suas regras de elegibilidade para artistas nomeados ao BRITs e ao Mercury. A partir deste ano, os artistas não precisarão de cidadania britânica para serem elegíveis aos prêmios, basta estarem morando no Reino Unido por pelo menos 5 anos. Ela conseguiu!



“Obrigada à todos do fundo do meu coração por compartilharem a campanha #SAWAYAMAISBRITISH mundialmente e começarem essa importante conversa sobre o que é ser britânico. Sem sua voz coletiva isso não teria acontecido. Em meus 26 anos vivendo no Reino Unido eu estou muito orgulhosa de poder ajudar esse sistema a mudar para gerações futuras, para que nos anos que venham possamos ver uma definição mais diversa sobre o que é excelência musical britânica. A ideia de que minha música pode ser parte disso é inacreditavelmente animadora”.


Pavimentando o caminho para mudanças históricas com coragem e determinação. Rina, a gente te ama! <3