The Weeknd diz que a esnobada do Grammy ao seu álbum foi um “soco no estômago”

O cantor desabafou sobre o ocorrido em entrevista para a Billboard

Abel Tesfaye, ou simplesmente The Weeknd, foi capa da revista Billboard nesta quinta-feira (28) e se abriu sobre sua falta de indicações ao último Grammy. 

Ele contou: “eu uso a expressão ‘soco no estômago’ como uma analogia. Porque foi realmente um golpe desavisado, vindo de lugar nenhum. Eu realmente me senti assim. Eu não sei se isso é tristeza ou raiva. Eu acho que apenas confusão. E eu só queria respostas. Tipo, o que aconteceu?”.

“Nós fizemos tudo certo,eu acho.” Ele prossegue: "eu não sou uma pessoa pretensiosa. Eu não sou arrogante. As pessoas diziam que eu iria ser nomeado. O mundo dizia isso para mim. Tipo, ‘É isso, é agora; esse é o seu ano.’ Nós ficamos muito confusos no fim.”

Aclamado e dono do topo dos charts, o quarto álbum de estúdio do cantor “After Hours” foi deixado de lado pela Academia do Grammy, assim como o hit “Blinding Lights”, que já é uma da smaiores músicas da Billboard Hot 100. 




The Weeknd acrescentou que superou tudo e segue em frente diante do incidente. “Eu não quero fazer disso tudo algo sobre mim. É apenas um fato”, e continua: “olha, eu pessoalmente não ligo mais… Eu sou péssimo em fazer discursos de qualquer jeito. Deixem as premiações pra lá”.

Apesar de tudo, Abel já possui três Grammys debaixo de seus braços. Vencedor pelas categorias “Melhor Álbum Contemporâneo Urban” em 2015 (pelo seu segundo álbum “Beauty Behind The Madness”), por “Melhor R&B Performance" em 2016 por “Earned It” (pela trilha sonora do filme “Cinquenta Tons de Cinza”) e “Melhor Álbum Contemporâneo Urban” pelo seu terceiro álbum “Starboy” em 2018.

E agora vamos virar a página também porque dia 7 de fevereiro o artista vai mostrar o que a premiação perdeu ao fazer um show de 24 minutos (!) no intervalo do SuperBowl. Esse será o maior halftime show da história! Pega essa, Academia!