FKA Twigs fala sobre racismo durante namoro com ator de “Crepúsculo”: “me comparavam com macacos”

A artista desabafou publicamente como os ataques que recebia afetou seu namoro e noivado com o ator Robert Pattinson.

Em sua passagem pelo podcast Grounded With Louis Theroux, Fka Twigs foi questionada sobre os ataques racistas que recebeu durante o relacionamento com o interprete de Edward Cullen (Saga Crepúsculo). Em resposta, a cantora disse ter sido uma época "profundamente horrível".

FKA e Robert mantiveram um relacionamento entre 2014 e 2017, eles até chegaram a se tornar noivos. Mas, infelizmente, a grande quantidade de ataques racistas que a artista inglesa recebia, sendo a maioria vindo dos fãs dos filmes da saga Twilight,  que o ator protagonizou, acabou sendo um dos motivos do rompimento do casal. 

"Foi realmente, realmente, profundamente horrível, e foi em um momento em que eu senti que não poderia falar sobre isso. Ele era o seu príncipe encantado branco, e acho que eles consideravam que ele definitivamente deveria estar com alguém branco e loiro e não comigo. Qualquer coisa que eu fizesse naquela época, as pessoas encontravam fotos de macacos e me deixavam fazendo a mesma coisa que o macaco. Digamos que se eu estivesse usando um vestido vermelho, eles teriam um macaco com um vestido vermelho, ou se eu estivesse de bicicleta, eles encontrariam um macaco em uma bicicleta", relatou a cantora. 

A interprete de "Two Weeks" contou que teve problemas com a própria imagem: "Acabei de me lembrar que isso teve um efeito dismórfico massivo em mim por cerca de seis meses a um ano, onde toda vez que eu via minhas fotos, eu pensava, 'Poxa, eu pareço um macaco e as pessoas vão dizer que eu pareço um macaco, então eu realmente tenho que tentar esconder essa "macaquice" que eu tenho, porque senão as pessoas vão vir atrás de mim falando disso.'"

Mas a cantora também aproveitou para tranquilizar os fãs, dizendo estar em um lugar melhor onde aprendeu a amar sua aparência depois do ocorrido. 

Na ultima terça-feira (26), a artista lançou o videoclipe em que reflete a luta e o sofrimento do povo negro durante o período da escravidão no Reino Unido.