Reprodução/Divulgação Em seu Instagram, artista rebateu crítica da revista, relembrando inúmeras ações que realizou em prol da saúde antes dos tais comentários.

Vogue cancela edição com M.I.A após comentários anti-vacina: “não seria justo”

Em seu Instagram, artista rebateu crítica da revista, relembrando inúmeras ações que realizou em prol da saúde antes dos tais comentários.
A rapper e cantora M.I.A usou seu Instagram pra responder publicamente uma mensagem da revista Vogue, que desistiu de promovê-la em sua próxima edição, após seus comentários anti-vacina pelo Twitter.

A dona de “YALA”, que já havia se explicado pela mesma rede social, agradeceu a compreensão da revista, de maneira irônica, pedindo pra que não se esquecessem de todos seus outros esforços na área da saúde, majoritariamente focados na segurança e bem estar de imigrantes, orientais e povos africanos.

Em sua mensagem, a revista afirmou que sua edição de agosto será totalmente dedicada nas dificuldades da NHS (National Health Service) em encontrar uma vacina que combata o coronavírus, de forma que “não sentimos que poderemos tê-la [na revista]”.

“Isso simplesmente não seria justo”, explica o editor da revista, Edward Enninful. “Todas as nossas edições, de julho a setembro, estarão apoiando os trabalhadores da saúde que estão na linha de frente, e precisamos sermos respeitosos com eles e tudo o que têm feito até que exista uma vacina.”

No Instagram, M.I.A rebateu: “Querida Vogue, obrigado por serem tão compreensivos e não se esquecerem que eu apoiei a luta do Jeremy Corbyn pela NHS enquanto vocês votavam em Boris.”

O texto, agora apagado, ressalta então seus trabalhos de apoio ao povo do Sri Lanka, que teve seus hospitais bombardeados por questões financeiras, imigrantes responsável por manter o sistema de saúde em locais menos favorecidos, e suas pesquisas em prol das vidas afetadas pelas pesquisas de vacinas forçadas nos povos africanos, muitas vezes usados como cobaias, incluindo mulheres que sofrem de infertilidade como suposto efeito desses testes.

Leia abaixo, em inglês:


A revista britânica não voltou a se pronunciar.