Camila Cabello, “Easy” e a busca incessante pelo lead single perfeito do “Romance”

Agora vai?

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

A divulgação da nova era da Camila Cabello tá um pouco confusa - muito porque ela está lançando uma novidade atrás da outra e dando pouco tempo de respiro entre elas - e com o lançamento de “Easy” nessa sexta-feira (10) o que já tava estranho, piorou. 

Vamos recapitular? 

No início de setembro, Camila, que então já estava hitando bastante com “Señorita”, sua parceria com Shawn Mendes, deu o pontapé inicial em seu segundo disco, “Romance”, e prometeu o lançamento de muitas músicas com o objetivo de “construir o mundo” do álbum. É o conceitinho, né? 

O que a gente não esperava era que realmente viriam tantas faixas assim. Primeiro, Camila liberou “Shameless” e “Liar” juntinhas. A estratégia de lançamento duplo não é nova em sua carreira. “Havana”, por exemplo, foi lançada junto com “OMG”. Nesses casos, o que rola é que uma acaba hitando enquanto a outra fica esquecida no churrasco. No caso atual, parece que ambas estão ficando pra trás.


É cedo pra dizer, e a vibe música latina + Clean Bandit de “Liar” ainda pode render bastante, mas parece certo que o lançamento duplo não foi uma boa escolha pra esse momento, dado que a artista mal tem feito performances e comparecido em entrevistas de rádio, que ainda contam muito na Hot 100, para divulgar os trabalhos. 

Seguindo o fraco desemprenho das canções, que, por enquanto, só aparecem na metade de baixo da tabela da Hot 100, Camila liberou “Cry For Me”. A faixa é ótima, soa como algo que Kelly Clarkson faria em seus tempos áureos, e seria uma ótima ideia... se já não tivéssemos duas músicas lançadas e se rolasse um respiro de 2 meses. 


Aí, como nenhuma das três parece ter dado o resultado que a equipe dela queria, lá vem mais um single. Lançado nessa sexta-feira (10), “Easy” é um midtempo fofo, com cara de jóia que encontramos em meio a um álbum, e que poderia muito bem ter sido guardada para o lançamento do “Romance”. 


É uma graça, né? Mas parece um desperdício tão grande em meio a uma gestão perdida. Será que a galera que trabalha com a Camila esqueceu que “Havana” foi lançada sem pretensões e só um bom tempo depois hitou, e teve ainda que escalar de pouco a pouco a Hot 100 para, então, chegar ao topo?

Nesse sábado, Camila fará sua estreia no Saturday Night Live e, por lá, deverá performar 2 músicas. Ficaremos atentos para entender os direcionamentos do “Romance” até então - e torcendo para que ela opte por trabalhar com o que já tem até aqui, que tá ótimo. Com um pouco de foco e um empurraozinho, da pra fazer alguma dessas canções hitarem.

Camila Cabello, “Easy” e a busca incessante pelo lead single perfeito do “Romance” Camila Cabello, “Easy” e a busca incessante pelo lead single perfeito do “Romance” Reviewed by Nathalia Accioly on 10/12/2019 02:30:00 PM Rating: 5