Reprodução/Divulgação “Muito Calor” é a mais nova aposta da artista após o disco “Kisses”, sucedendo também as parcerias com Luis Fonsi e Madonna.

Anitta represents Brazil more than soccer and samba no clipe novo do Ozuna, “Muito Calor”

“Muito Calor” é a mais nova aposta da artista após o disco “Kisses”, sucedendo também as parcerias com Luis Fonsi e Madonna.
Abriu o sol aí, gente? É que saiu “Muito Calor”, clipe novo do cantor porto-riquenho Ozuna, com a participação de ninguém menos que a musa brasileira trilíngue Anitta.

No clipe, os dois curtem o Brasil com toda aquela representação que marca a visão do país pelos gringos: muita dança, gente bonita, cannaval e futebol. Sob visuais suados e ensolarados de dia, sensuais e iluminados ao anoitecer.

Antes de sua estreia, “Muito Calor” já vinha despertando discussões por conta do visual de Anitta que, assim como nos clipes de “Vai Malandra” e “Bola Rebola”, surge de cabelos cacheados e tom de pele bronzeado. 


Pelo Instagram, a artista se defendeu afirmando que seu cabelo sempre foi cacheado, tendo sofrido mudanças após a utilização de químicas na adolescência e vida adulta, e rebateu também as críticas sobre fazer clipes em favela, frisando que seu único videoclipe na periferia foi “Vai Malandra”, sendo os outros parcerias que, por sua vez, refletem a visão dos seus artistas principais.

No texto, a cantora ressalta ainda o sucesso ao lado de Ludmilla e Snoop Dogg em “Onda Diferente”: um funk em 150BPM, gravado nos EUA, bem distante dos estereótipos que despertaram as críticas aos seus últimos lançamentos.

“Muito Calor” é a mais nova aposta da artista após o disco “Kisses”, sucedendo também as parcerias com Luis Fonsi e Madonna em “Pa’ Lante” e “Faz Gostoso”.