Pelo incrível que pareça, a parceria de Madonna e Maluma em “Medellín” é muito boa

Relaxa, Madonna sabe o que está fazendo.

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

Madonna sabe se reinventar e aproveitar o que está rolando de novidade na indústria como uma forma de seguir inovando no seu repertório. Ela pegou a Britney pra cantar com ela em “Me Against The Music”, além daquela performance icônica no VMA, puxou Timbaland e Timberlake para o hit “4 Minutes”, se uniu ao Martin Solveig em “MDNA”, Avicii no “Rebel Heart” e, de quebra, antecipou até mesmo os sons da PC Music com SOPHIE e Diplo em “Bitch I’m Madonna”. E, sendo Madonna, ela não pretende parar.

Com novo disco a caminho, Madame X agora se vira para a ascensão da música latina, resultado do sucesso de hits como “Despacito”, do Luís Fonsi, e “Mi Gente”, do J Balvin, e escala nomes como a brasileira Anitta e o colombiano Maluma para a nova empreitada.

O pano de fundo não poderia ser melhor: pra explicar as misturas, o disco virá costurado com uma história sobre uma mulher que assume múltiplos papéis e personalidades, atravessando o mundo para cumprir sua missão.

A primeira amostra desse trabalho chegou ao público nesta quarta (17) e se trata de “Medellín”, uma das duas parcerias escaladas com Maluma. Com produção e composição da própria cantora ao lado do francês Mirwais, com quem colaborou em discos como “Music”, “American Life” e “Confessions”, a música, sim, embarca Madonna ao som do hoje tão explorado reggaeton, mas com quês e camadas que não permitem que a faixa passe despercebida em meio às tantas apostas do gênero.

Apesar das críticas após o anúncio da parceria, aqui, até Maluma faz bonito. Tão interessado no status de artista internacionalmente consolidado quanto a brasileira Anitta, ele possui um vasto repertório de colaborações e, na maioria das vezes, acerta ao se adaptar a sonoridade de seus parceiros sem perder sua identidade. Funcionou mais uma vez.


“Madame X”, mesmo com as parcerias latinas, provavelmente terá muito a explorar também por sonoridades urbanas. Uma das maiores colaboradoras do disco é a compositora Starrah, responsável por hits de Rihanna, Nicki Minaj e Drake, além de uma das prováveis cartas na manga do álbum ser a inédita “Future”, parceria com o rapper do grupo Migos, Quavo, com produção do Diplo. A data de lançamento do disco segue em segredo.

Pelo incrível que pareça, a parceria de Madonna e Maluma em “Medellín” é muito boa Pelo incrível que pareça, a parceria de Madonna e Maluma em “Medellín” é muito boa Reviewed by Guilherme Tintel on 4/17/2019 01:44:00 PM Rating: 5