Ariana Grande perde 90% dos lucros de “7 Rings” para canção dos anos 50

Direitos foram cedidos aos compositores de “My Favorite Things”, do clássico “A Noviça Rebelde”.

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

Ao contrário do que cantou em “7 Rings”, nem mesmo Ariana Grande pode ter tudo o que quer e, após uma reivindicação judicial, a cantora precisou abrir mão de boa parte dos direitos do seu hit com o disco “thank u, next”, cedendo-os para dois compositores já falecidos: Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II.


A história é que Richard e Oscar são os nomes por trás de “My Favorite Things”, do clássico A Noviça Rebelde, que teve sample utilizado no hit de Ariana, e quando a artista e sua gravadora foram notificadas pela empresa responsável pela canção, eles preferiram não ter dor de cabeça, aceitando de primeira o acordo oferecido, no qual pediram 90% dos lucros da faixa.


Desta forma, a cantora praticamente não ganha mais pela faixa, que tem seus outros 10% divididos entre ela e os outros sete compositores envolvidos.

Essa não é a primeira vez que um acordo como esse cessa discussões sobre direitos autorais na indústria internacional. Um caso bem recente é do cantor Ed Sheeran, que precisou creditar o grupo TLC entre os compositores do hit “Shape of You”, após comprovarem as semelhanças da canção com um dos maiores sucessos delas nos anos 90, “No Scrubs”.

“7 Rings” foi o segundo single de Ariana Grande com o disco “thank u, next”, que já rendeu hits como sua faixa-título e o single que sucedeu a inspirada em A Noviça Rebelde, “break up with your girlfriend, i’m bored”.

Ariana Grande perde 90% dos lucros de “7 Rings” para canção dos anos 50 Ariana Grande perde 90% dos lucros de “7 Rings” para canção dos anos 50 Reviewed by Guilherme Tintel on 3/20/2019 10:57:00 AM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.