Não tem rock, mas tem balada poderosa e emocionante na volta de Avril Lavigne à música

A bela "Head Above Water" era tudo o que queríamos ouvir nessa nova fase de Avril

Avril Lavigne passou cinco anos afastada da música, e não foi à toa. Diagnosticada com a doença de Lyme, ela se viu lutando para poder se recuperar e voltar a se dedicar a música. Nesta quarta (19), a cantora fez seu retorno definitivo com “Head Above Water”, que reflete esse período de sua vida e mostra porque cinco anos sem suas canções foi muito, muito tempo.

Poderosa do início ao fim, “Head Above Water” é uma balada visceral ao piano, onde Avril expõe todas as suas fraquezas e seus medos, nos levando para os momentos mais difíceis dos seus últimos anos.

“Escrevi da minha cama durante um dos momentos mais assustadores da minha vida. Eu tinha aceitado morrer e conseguia sentir meu corpo se desligando. E sentia como se estivesse me afogando”


A sensação é perceptível durante toda a música. Mas, mais do que o desespero e o temor de ir embora, “Head Above Water” é um grito de salvação para a cantora, que vê na sua própria força a única capaz de fazê-la se levantar contra a doença. A música cresce, cheia de esperança, enquanto Avril suplica “não me deixe afogar”, no que, ao final da canção, nos parece um grito de guerra e uma ordem para ela mesma.

A sonoridade reconfortante, que nos remete aos seus últimos trabalhos, mas ainda consegue ser refrescante e atual, é a cereja do bolo, mostrando que a canadense está mais viva do que nunca, em todos os sentidos, e pronta para dividir conosco sua total e completa verdade. Ainda bem.

Ouça agora e se emocione com o mais novo single da Avril Lavigne:

Não tem rock, mas tem balada poderosa e emocionante na volta de Avril Lavigne à música Não tem rock, mas tem balada poderosa e emocionante na volta de Avril Lavigne à música Reviewed by Nathalia Accioly on 9/19/2018 06:42:00 PM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.