Precisamos falar sobre "Podres de Ricos", a salvação para as comédias românticas nas telonas

Com elenco todo asiático, filme quebra recortes de bilheteria.

Cê já segue o @instadoit? Também temos conteúdo te esperando por lá! ;)

Em tempos onde os blockbusters genéricos que tanto amamos seguem consagrados no mercado, as comédias românticas perderam, ao longo dos últimos 10 anos, seu espaço nas telonas. Nos últimos dois anos, é a Netflix quem está dado gás ao gênero, com produções gradativas, mas ainda em número bem inferior aos demais gêneros. Agora, é a vez de "Podres de Ricos" contribuir  para este tipo de comédia ao manter-se durante duas semanas no topo da bilheteria norte-americana.

Após se consagrar na semana anterior como o a comédia romântica com a melhor abertura nos últimos três anos, segundo o Box Office Mojo, "Podres de Ricos" arrecadou US$ 25,2 milhões neste fim de semana, somando então US$ 77 milhões somente nos Estados Unidos; é importante ressaltar que o filme custou somente US$ 30 milhões. Juntando a bilheteria mundial, o filme tem no bolso US$ 83 milhões. O valor é assustadoramente baixo porque a produção ainda não estreou no mundo todo; aqui no Brasil, o filme deve chegar aos cinemas em novembro.

Em resposta ao ótimo desempenho que deve crescer muito mais com a estreia em outros mercados, a Warner já planeja uma sequência, mas ainda tudo segue no "bora marcar". Além da boa recepção do público, o filme tem 94% de aprovação da crítica especializada no famigerado Rotten Tomatoes. Com toda a aclamação acerca da produção e a Netflix resgatando o gênero aos poucos, não é de se surpreender caso seja dado início a um boom de comédias românticas no mercado.


"Podres de Ricos" já merece atenção por contar com um elenco majoritariamente asiático. Numa época onde, finalmente, a necessidade de trazer diversidade em tela se torna em voga e cada vez mais pedida pelo público, a produção de Jon M. Chu é uma ótima somatória a causa e traz representatividade ao público asiático que também enfrenta preconceito diário. No cinema, não é diferente já que hora ou outra uma Scarlet Johansson é escalada para um papel que, em teoria, não deveria sequer ter sido ofertado a ela.

No elenco, temos Constance Wu e Henry Golding como os protagonistas Rachel Chu e Nick Young, respectivamente, e você provavelmente não sabe quem são estes atores pelo mesmo problema apontado acima; os papéis interpretados por ambos são tão desconhecidos que nem mesmo o blogueiro que vos escreve saberia elencar alguma grande produção com suas participações para seguir de referência. Entre os nomes mais conhecidos no longa-metragem, temos Awkwafina, que nos últimos meses estrelou "Oito Mulheres e Um Segredo", e Harry Shum Jr., o Mike Chang de "Glee".

Baseado no livro "Asiáticos Podres de Ricos", escrito por Kevin Kwan, a adaptação está prevista para chegar aos cinemas em novembro. Se ficou curioso para entender todo o buzz em volta, dá uma olhadinha nesse trailer aqui.

Precisamos falar sobre "Podres de Ricos", a salvação para as comédias românticas nas telonas Precisamos falar sobre "Podres de Ricos", a salvação para as comédias românticas nas telonas Reviewed by José Lucas Salvani on 8/27/2018 04:18:00 PM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.